Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

CARTA MENSAL DE ABRIL da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

                                                          Ribeirão Preto, 01 de abril de 2021

                                                    

Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

                                                                

“Como dizem os construtores, pedras maiores não se ajeitam sem as menores.” (Platão)

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Nesta mensagem do mês de abril quero falar da importância de um grande hospital que temos em nosso Distrito LC-6, e que é muito conhecido por todos nós. Falo do Hospital de Olhos “Manoel Dante Buscardi” da cidade de Taquaritinga.

Falo da grandiosidade de um hospital que nasceu pequeno e se transformou na grandeza que hoje ele é. Sem precisar falar da sua grandeza, do trabalho que os Companheiros, Companheiras e Domadoras de Taquaritinga dedicam ao mesmo, vou falar daquilo que o hospital realiza e que muitos de nós desconhecemos.

Temos por obrigação saber um pouco daquilo que temos e que muito foi ajudado pelos Clubes do nosso Distrito quando do seu início, mas que aos poucos fomos deixando de lado e não acompanhamos o que ele hoje representa no estado de São Paulo e no Brasil.

Quantos de nós relatamos nas reuniões dos nossos Clubes que temos um Hospital de Olhos no Distrito, e que o mesmo está apto a atender cada um de nós quando precisarmos de consultas oftalmológicas? São poucos os que assim o fazem!

Apenas para narrar os trabalhos do hospital: um programa permanente de Sight First ali é realizado, onde tive a curiosidade de saber o resultado daquilo que eles realizam em números colhidos deste o início desta Governadoria, em julho de 2020, a até o último mês de fevereiro, portanto em oito meses. Sob o comando do MJF João Donizetti Furtado, que preside o nosocômio, médicos capacitados, enfermeiros e auxiliares de primeira grandeza realizaram os seguintes procedimentos: tratamento clínico (medicamentos glaucoma) = 1.895; procedimentos clínicos (consultas e administração de medicamentos) = 11.785; procedimentos diagnósticos (exames) = 20.604; procedimentos cirúrgicos (cirurgias) = 1.428; transplantes de córneas = 7. Nesses oito meses chegaram ao total de 35.692 procedimentos realizados, o que equivale a 4.461 serviços/mês e 148 atendimentos dia, e considerando, inclusive, que os trabalhos são realizados igualmente aos sábados, domingos e feriados.

Para nós, Leões, qual o procedimento a ser adotado para sermos atendidos pelo hospital? Em primeiro lugar procurar a gerência administrativa do nosocômio, que fornecerá as informações necessárias para pacientes Leões, esclarecendo que é Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora, e a qual Clube pertence. É dessa forma que nossa família leonística do LC-6 poderá ser atendida pelo hospital. Quanto aos valores cobrados, posso afiançar que são diferenciados daqueles cobrados por clínicas semelhantes.

Vamos valorizar aquilo que temos em Distrito!

            DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

EDITORIAL:

Protocolo, sempre o protocolo!

Fico cada vez mais entristecido e verdadeiramente apavorado quando observo o protocolo desenvolvido em algumas unidades leonísticas. Em alguns casos chega a ser lamentável. E tudo isso por culpa exclusiva dos dirigentes!

Protocolo leonístico é um assunto envolvente e apaixonante.

Existe muita gente ditando regras. “Não pode isso”, “Não pode aquilo”, “Desse jeito está errado”, “Não fala isso”.   Não, não, não... O que não falta é regra dizendo como devemos nos comportar. Já li muita coisa sobre isso.

Deixar as regras de lado, como se não valessem nada, talvez seja uma decisão ingênua, e que beira à irresponsabilidade. Por outro lado, seguir a cartilha como se fosse um dogma limita nossa liberdade e impede que exploremos de forma ampla nosso potencial. Com o protocolo leonístico acontece isso.

Lions Internacional já definiu, há muito tempo, que o protocolo deve ser adaptado aos usos e costumes locais. Existem, porém, algumas regras básicas e necessárias que são exigíveis e devem ser obedecidas pelos Clubes.

Os melhores dicionários já indicam que protocolo é cerimonial, formalidade e normas de etiqueta.

No leonismo o protocolo é “Irmão” da etiqueta e da educação, e “Filho” do bom-senso e das boas maneiras. Só que, cá entre nós, como alguns Clubes estão maltratando esses nossos parentes...

Dezenas e dezenas de publicações já foram escritas sobre o protocolo leonístico, além da constante realização de cursos, seminários, reuniões, debates etc. Tudo, lamentavelmente, de uma inutilidade impressionante, dado o seu não-cumprimento, a sua não-observância, que atingem as raias da irritabilidade e do desespero de quem deseja vê-lo respeitado e cumprido, ainda que precária e parcialmente.

No protocolo, que todos acham importante mas poucos procuram conhece-lo, geralmente predomina o “achismo”, ou seja, “acho que está tudo bem, de qualquer maneira que seja feito, desde que não atrapalhe a reunião”.

Não se pode pensar em modernidade, progresso e novas conquistas sem o respeito e a disciplina.

Está claro que todos sabemos que o Lions não é berçário ou jardim da infância, que exigem vigilância permanente. É claro também que todos sabemos que Lions é voluntariado, que requer compromisso. Mas todos sabemos, igualmente, que ele é um voluntariado com responsabilidade.

O protocolo leonístico envolve uma série de medidas preparatórias. Já vi Companheiros e até Clubes defenderem a posição de que protocolo é desnecessário nas reuniões habituais do Clube; que a utilização do protocolo é enfadonha, representa perda de tempo e se caracteriza como imposição, de certa forma arbitrária, de procedimentos ditos protocolares; e que melhor seria a adoção de uma reunião leve e descontraída, sem maiores formalidades e preocupações. Felizmente poucos deram guarida a essa linha de pensamento. A ordem é necessária ao desenvolvimento de qualquer atividade, senão instala-se o caos.

No Lions a disciplina tem sua razão de ser e traduz-se em normas de conduta que são sugeridas, mas jamais impostas.

A experiência tem demonstrado que o Clube que cultua a tradição da ordem, de acatamento das regras e da aceitação de certas restrições tende a uma vida mais longa e produtiva, proporcionando ao seu corpo associativo um companheirismo mais vigoroso e uma amizade mais profunda.

É desejável que o protocolo leonístico seja um parâmetro a ser observado por Companheiros, Companheiras e Domadoras.

No Lions a prática do protocolo é uma forma de reconhecer os méritos de alguém, de manifestar o respeito pela nossa instituição e de valorizar a nossa autoestima.

É desejável, então, quer todo Leão se interesse por conhecer e exercitar os procedimentos sugeridos por Lions Internacional. Assim, evitará constranger, por atitudes indevidas, associados, dirigentes leonísticos e autoridades presentes às reuniões de qualquer âmbito, desde os mais simples encontros de diretoria e assembleias do Clube até às Convenções e Reuniões Distritais.

A elaboração de um protocolo adequado não é tarefa difícil, mas requer tempo, conhecimento, habilidade, bom-senso, humildade e dedicado planejamento, para que erros inadmissíveis não sejam cometidos.

Sou apenas um Companheiro Leão curioso e que gosta de estar sempre aprendendo. Já tive oportunidade de enviar, através de diversos artigos e até mesmo de matérias já publicadas nesta carta mensal, algumas mensagens sobre protocolo leonístico. Pretendo, no futuro, continuar a fazê-lo, se Deus assim o permitir. Adianto que não haverá qualquer novidade, pois quase tudo já foi escrito a respeito. Será apenas uma colaboração para avivar aquilo que existe e precisa ser colocado em prática.

           

                       PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

UMA DOR QUE NÃO DÓI NA GENTE:

Filhinha: “Mamãe, o que é mimimi”.

A mãe responde: “Filhinha, mimimi é toda dor que não dói na gente.”

(a reflexão – sobre quem diz isso - fica por conta de cada um de vocês)

 

SERVIÇO É O FIM PRINCIPAL DO LEONISMO:

Servir para o Leão constitui o objetivo da sua participação no movimento, a razão de ser que o conduziu à opção de se afiliar ao Clube.

A Associação Internacional de Lions Clubes é, por definição, a congregação dos Clubes que se instituíram com a determinação de prestar um serviço voluntário aos cidadãos mais necessitados das comunidades assistidas, e, dizemos mais, independentemente de sua categoria social. Cada Companheiro é um elemento de vanguarda para um trabalho sem interesse em vantagens financeiras ou materiais.

O serviço assim chamado desinteressado, prestado pelo Companheiro, é exatamente aquele ao qual ele se propôs ao assumir o compromisso de posse: colaborar com outras pessoas interessadas no bem-estar público; mais distintamente, no bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade, como se encontra expresso nos Propósitos do Lions Clube, onde também se enfatiza, bastante explicitamente, o que o movimento leonístico deve promover. Aos Propósitos também se ajuntam os ditames do Código de Ética que identificam o seu comportamento perante a sociedade, como profissional e cidadão.

Uns parênteses. A expressão desinteresse é adotada no sentido de abnegação, desprendimento, generosidade. Entretanto, para alguns participantes do movimento, a expressão é válida pelo outro significado, indicado no mesmo verbete, mais diretamente: falta de interesse. Fechemos os parênteses.

Precisamos abraçar com responsabilidade o movimento que adotamos, buscando ao menos abordar os grandes males que afligem a sociedade brasileira, quando parece até que eles não nos afligem.

Sabendo-se das tantas dificuldades que acometem a maior parte das nossas comunidades, aquelas que se encontram instaladas na base da imensa pirâmide social que representa a população do nosso país, o Companheiro-Leão, consciente do seu papel, muito terá o que fazer. São tantos os problemas de saúde, de educação, de segurança, de higiene, de moradia, enfim tudo aquilo que deveria ser assegurado pelo Estado, e nem sempre o é, que a participação dos Clubes de Lions muito terá a realizar, colocando-se principalmente como uma ponte entre o governo e a população.

Nessa imensa desigualdade representada pelas diversas camadas sociais, onde a grande maioria das populações quase nada possui, os Clubes de Lions podem se comportar como verdadeiros agentes catalisadores.

A fundação de uma escola, ou a manutenção de uma já existente, ou de uma creche, ou de um hospital, a conservação de iluminação pública ou de esgotos sanitários, ou da pavimentação de ruas e logradouros, tudo isso pode ser cobrado pelos Lions Clubes. A conscientização das populações sobre os cuidados de higiene, de saúde, da discriminação sobre o consumo de drogas, da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis ou sobre a doação de sangue, da preservação do meio ambiente, dos problemas de trânsito, são temas de suma importância que podem ser difundidos através de publicações, em palestras ou outros eventos.

Também fiscalizar a aplicação dos recursos públicos, em obras por vezes inacabadas, ou até inexistentes, fazendo ver aos órgãos competentes (ou aos seus incompetentes dirigentes) que os Clubes estão atentos à malversação dos bens sob a guarda do Estado.

E, além disso, tão ou mais importante, promover o exercício da cidadania, bastante aviltada e vilipendiada pelos detentores do poder público, quando as fundamentais questões de educação, saúde, segurança e emprego não merecem a menor importância nos projetos de governo.

Que não fique apenas na intenção de cada um, mas que todos se lancem para ações concretas que revelem a real intenção de promover mudanças na face do leonismo, para que a sociedade veja nosso movimento com o respeito que ele deve merecer.

Esses cuidados são exatamente aqueles recomendados nos Propósitos do Lions Clube, quando se refere ao ativo interesse pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade.

Tudo isso pode ser feito sem que se necessite arrecadar consideráveis fundos, através de promoções festivas, hoje mais difíceis de serem realizadas do que em tempos passados. Nada de bingos, sorteios e rifas, que na maioria das vezes são oferecidos aos próprios Companheiros e Domadoras, com objetivos de mera ação filantrópica. Filantropia é apenas admissível em casos de emergência, para sanar dificuldades imediatas, ou de verdadeira calamidade pública. Não é esse o caso de uma autêntica prestação de serviço leonistico. Além de que esse tipo de promoção muitas vezes tem contribuído para o afastamento de Companheiros e Domadoras às reuniões do seu Clube e de eventos leonísticos.

(Este nosso ponto de vista poderia abordar, ainda. alguns aspéctos importantes sobre o tempo de reciclagem: fundação de clubes, aumento e retenção de sócios, crescimento qualitativo, lideranças e... lideranças etc).

Precisamos, todos nós, observarmos a oportunidade de mudança que o leonismo nos oferece. Nada é permanente e estático: os tempos mudam, os problemas mudam, as soluções mudam. Já dizia Heráclito que “a única coisa que não muda, é a mudança”. Afinal de contas, nós somos seres incompletos.

Para concluir, gostaríamos de reconhecer que este nosso pequeno comentário certamente representa, sob determinados aspectos, uma crítica que, se encarada numa visão racional, busca oferecer algo de positivo e construtivo, para o bem do leonismo, que acreditamos deva ser praticado. Talvez possamos até ser acusados de excessivamente rigorosos em nossas posições, e até de pessimistas, como já fomos chamados por alguns. Mas uma coisa temos certeza: é a de que estamos buscando preservar um leonismo autêntico. Se não estamos sendo tão generosos no elogio, como o comportamento geralmente adotado, também não estaremos sendo tão comedidos na crítica. Acreditamos estar honestos e justos, tanto na crítica quanto no elogio, pois o que pretendemos é criar um leonismo sadio, como o idealizou o seu fundador e praticam os seus legítimos seguidores, e talvez destruir o mau leonismo, que lamentavelmente observamos ser praticados nos dias atuais. E, acima de tudo, nos move a intenção de colaborar para o resgate da imagem do movimento perante a sociedade. Talvez por certas condições acomodadas, é que tenhamos a lamentar o que vem ocorrendo no cenário do nosso leonismo.

 

FALHAS CONSTATADAS NOS CLUBES, NA QUESTÃO DA ADMISSÃO:

Sempre é bom lembrar que as pessoas se afiliam a um Lions Clube por diversas razões, mas a principal é o desejo voluntário de servir e auxiliar as pessoas carentes, acreditando que foram convidadas para uma missão séria e importante.

Por que precisamos de novos associados? Para ter renovação, novas ideias, novas lideranças, motivação e sustentabilidade.

Precisamos de renovação para garantir a continuidade. De novas ideias para ousar e mudar paradigmas. De novas lideranças para nos prepararmos para o futuro. De motivação para realçar nossos compromissos e atitudes. E de sustentabilidade para crescer com qualidade e dignidade.

E quais as qualidades que devemos buscar nas pessoas que pretendemos convidar para se afiliarem?

- Motivação e otimismo;

- Espírito de equipe.

- Disponibilidade para servir.

- Sucesso na vida.

- Generosidade.

- Equilíbrio emocional.

- Bom relacionamento.

- Situação financeira estável.

Qual o exame de consciência que a direção e os membros de um Clube devem fazer para admitir um novo associado?

- Sabemos ou não sabemos admitir?

- Temos ou não temos competência para admitir?

- Queremos ou não queremos admitir?

Se as respostas forem afirmativas, então por que não admitimos?

 

FALHAS CONSTATADAS NOS CLUBES, NA QUESTÃO DA CONSERVAÇÃO:

De modo geral, por que os associados se desligam do Clube?

Se o Clube não lhes proporcionar a oportunidade de experimentar o que estão procurando e se não se sentirem satisfeitos, com certeza irão procurar outro lugar pela chance de servir voluntariamente.

Pesquisas indicam que 50% dos nossos associados deixam o Lions nos três primeiros anos de ingresso. As seis principais razões apontadas são:

- Falta de planejamento do Clube.

- Reuniões longas e não cumprimento do horário.

- Falta de envolvimento junto à comunidade.

- Falta de espírito de equipe.

- Falta de liderança do Presidente.

- Formação de igrejinhas, panelinhas e grupinhos.

Quais são os antídotos para sanar essas falhas?

Falta de planejamento do Clube: Peter Drucker afirmou que “o planejamento não diz respeito a decisões futuras, mas sim a implicações futuras de decisões presentes.

Reuniões longas e não cumprimento do horário: Reuniões produtivas, objetivas, interativas e participativas são importantes para o bom funcionamento e sucesso do Clube. Quanto ao horário, foi feito para ser cumprido.

Falta de envolvimento junto à comunidade: A probabilidade de um associado deixar o Clube é bem menor quando ele tem participação ativa e pode exercer sua liderança.

Falta de espírito de equipe: Quando se trabalha em equipe todos se beneficiam: o associado, o clube, o distrito, Lions Internacional e, principalmente, a comunidade. Trabalhando em equipe as ações alcançam maiores horizontes e ficam mais suaves, pois a responsabilidade pelo sucesso é de todos. Uma equipe é um time de pessoas que têm o mesmo objetivo.

Falta de liderança do Presidente: O Presidente é o líder maior do Clube. Deve e precisa usar o martelo sempre que necessário. Não deve ser omisso, porém não deve tomar partido em assuntos polêmicos. Não deve permitir discussão de assuntos alheios aos objetivos e projetos do Clube. Deve transferir tarefas, sem abdicar da responsabilidade

Formação de igrejinhas, panelinhas e grupinhos. São evitadas desde que todos os associados se sintam integrados ao grupo e envolvidos nos assuntos de interesse do Clube. Não deve existir no Clube o grupo do NÓS ou o grupo do ELES, mas sim o grupo do NÓS SERVIMOS.

 

A LIDERANÇA NO LEONISMO

Melvin Jones nos deixou a seguinte frase: “Poucas vezes, no decorrer da vida rotineira, surgem oportunidades para exercer liderança dentro do grupo. Tal ensejo, porém, é oferecido aos associados dos Lions Clubes”.

Uma frase que continua mais verdadeira do que nunca!

Quem ingressa nas fileiras do leonismo deixa de ser um mero observador e torna-se parte integrante de uma equipe de líderes que está presente em quase todas as partes do mundo.

Quando uma pessoa de boa reputação e idoneidade é convidada para ingressar no movimento leonístico, com certeza seu padrinho identificou nela um líder no seu círculo social e de amizade.

Por isso, devemos exercitar a liderança em toda sua plenitude, quer estejamos ocupando cargo na diretoria do Clube, no Distrito ou como membro de uma das comissões do Clube.

O que é exercer a liderança?

    • é ser criativo e audacioso nas ideias;
    • é aceitar e cumprir as tarefas que lhe são confiadas;
    • é descobrir e dar vazão às lideranças emergentes;
    • é ter interesse pela causa leonística;
    • é aceitar a decisão da maioria;
    • é colaborar com todos os CCLL, CCªLL e DDMM;
    • é integrar o time dos otimistas;
    • é cultivar a lealdade e a humildade;
    • é adotar o leonismo como uma filosofia de vida

 

O Lions Clube nos oferece grandes oportunidades para desenvolvermos nosso potencial de lider e nossas qualidades profissionais e de dirigentes.       

 

    • Para podermos desenvolver ao máximo o potencial de liderança sugerimos:
    • familiarizar-se com o leonismo através de leitura e participação em seminários e palestras.
    • aceitar as missões e os cargos que lhe forem confiados.
    • participar ativamente dos programas e atividades do Clube.
    • desempenhar suas missões da melhor forma possível.
    • apresentar-se voluntariamente para assumir outras funções no Clube, com vistas a colaborar com o seu Presidente.
    • assistir a todas as reuniões do Clube.
    • absorver a experiência transmitida por outros líderes.
    • jamais ser omisso no exercício da liderança.

 

A liderança leonística deve iniciar-se no Clube, passando pelo Distrito e pelo Distrito Múltiplo. Em cada uma dessas etapas abrem-se novos horizontes, cultivam-se novas amizades e conquistam-se novos conhecimentos.

Isto é um pequeno resumo para se afirmar que Lions pode e deve ser um time de líderes.

 

GOVERNADOR CANCELA AS VISITAS OFICIAIS AOS CLUBES DO DISTRITO:

 

A pandemia da Covid-19 caiu como uma névoa negra na administração do ano leonístico 2020/2021. O Governador Caliento desenvolveu os esforços possíveis e imagináveis para conduzir sua gestão a um porto seguro. Infelizmente a batalha continua e, pelo que se têm notícia, ainda vai longe.

Em consequência da terrível situação que estamos vivenciando, o DG Caliento se viu forçado a cancelar todas as suas visitas aos Clubes do Distrito.

Através da resolução n.º 39-2020/2021, de 11/03/2021, e considerando que o Governo do Estado de São Paulo, nesta data, ampliou da fase vermelha para a fase emergencial as medidas do Plano São Paulo de combate à pandemia da Covid-19; que as medidas da fase emergencial irão vigorar entre os dias 15 e 30 de março de 2021; que, na fase emergencial que foi adotada, haverá toque de recolher e restrição de circulação e agrupamento de pessoas entre às 20:00 e 05:00 horas; e que quem estiver circulando naquele período do toque de recolher deverá apresentar comprovante do motivo de urgência, cancelou todas as visitas agendadas para o mês de março de 2021.

Já pela resolução n.º 41-2020/2021, de 23/03/2021, e considerando que estamos no pior momento da pandemia que está assolando o país; que vivemos um grande caos no sistema de saúde, com registro de número de mortes trágico e terrível; que em virtude da situação está mais do que na hora de retrairmos nossas atividades sociais e de confraternização, nem que seja por alguns poucos meses; que, diante desse caos quase incontrolável, precisamos de uma postura de responsabilidade, retraída e cautelosa; que, mesmo com cuidados e segurança, nenhum protocolo de saúde é 100% seguro, já que ele apenas reduz o risco e, mesmo assim, um risco reduzido ainda é muito grande; e que, agora, é hora de ter humildade e pensar menos em atividades sociais e mais na segurança e saúde dos nossos associados, cancelou todas as visitas agendadas para o mês de abril de 2021.

O DG MJF Antonio Paulo Caliento lamentou pela tomada dessas decisões, mas, como fez questão de testemunhar, para ele o que importa e interessa é a saúde, a segurança e o bem estar dos Companheiros, Companheiras, Domadoras e Leos do Distrito LC-6.

 

GOVERNADORIA DO LC-6 HOMENAGEIA DOMADORAS E CCaLL:

 

Pela passagem do “Dia Internacional de Mulher”, que foi comemorado o último dia 08 de março, a Governadoria do Distrito LC-6 encaminhou a seguinte mensagem para todas as Domadoras e Companheiras Leão da nossa unidade distrital:

“O dia oito de março é consagrado à mulher. Todos os dias, porém, deveriam ser a ela dedicados, pois ela é a própria razão da nossa existência!

O ser humano, desde a concepção, se acha visceralmente vinculado à mulher. Após o nascimento, cessa essa união visceral. Surge, porém, uma vinculação especial e que irá se perpetuar: a vinculação do amor.

Ela foi e será, sempre, a musa inspiradora de todos os que sonham, de todos os que amam e até mesmo de muitos dos que sofrem.

Muito já se escreveu e compôs sobre ela; muitos pintores e escultores nela se inspiraram; muitos já se projetaram ou se aniquilaram por causa dela.

De tudo o que já lemos, de tudo o que já ouvimos, e de tudo o que sentimos a seu respeito, no entanto, o que mais sintetiza o sentimento humano foi escrito pelo poeta Vitor Hugo – e somente poderia sê-lo, com seu inolvidável “O homem e a mulher”. Sem questionar algum dos seus versos – sobretudo em virtude da época em que foram escritos, queremos transcrever a última frase da sua bela poesia, por entende-la, na sua essência, como a mais autêntica apologia, e buscando, desse forma, prestar-lhes uma homenagem no dia que lhes é consagrado: “Enfim, o homem está colocado onde termina a terra; a mulher, onde começa o céu!”

Abraçando nossas queridas MJF Daisy e MJF Nadir, nós abraçamos carinhosamente cada uma de vocês, cumprimentando-as respeitosamente pela comemoração do “Dia Internacional da Mulher”

            DG MJF Antonio Paulo Caliento

           Governador do Distrito LC-6

            PDG MJF Antonio Domingos Andriani

           Coordenador Geral do Distrito LC-6”

 

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE ABRIL:

02 – Dia da Indentificação Leonística

12 – Dia da adoção do emblema do Lions

16 – Fundação do Leonísmo no Brasil (1952)

Mês da Convenção Distrital do LC-6

Mês dos Clubes enviarem o formulário PU-101 com as Diretorias do AL 2021/2022

 

IV RGD E XXII CONVENÇÃO DISTRITAL SERÃO VIRTUAIS:

 

O DG MJF Antonio Paulo Caliento está terrivelmente frustrado por não ter conseguido realizar nenhum evento do ano leonístico de forma presencial, para que pudesse abraçar pessoalmente cada um dos associados do Distrito LC-6. Mas, lamentavelmente, a pandemia falou mais alto.

Diante das circunstâncias, a IV reunião do Comitê Gabinete Distrital e a XXII Convenção Distrital também serão realizadas virtualmente. A Secretaria do Gabinete já editou a convocação dos eventos, que segue reproduzida abaixo:

 

 

IV REUNIÃO DO COMITÊ DO GABINETE DISTRITAL 2020/2021

XXII CONVENÇÃO DISTRITAL DO LC-6 2020/2021

(Serão virtuais, e não presenciais, devido à pandemia da Covid-19 que assola o país)

 

CONVOCAÇÃO

 

De acordo com o que dispõe do artigo 47 do Estatuto do Distrito LC-6, e por determinação do DG MJF ANTONIO PAULO CALIENTO, ficam CONVOCADOS os membros deliberativos do Comitê do Gabinete Distrital (Governador do Distrito, Ex-Governador Imediato do Distrito, 1.º Vice-Governador do Distrito, 2.º Vice Governador do Distrito, Coordenador Geral do Distrito, Secretário do Distrito, Tesoureiro do Distrito, Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, Presidentes de Região e Divisão), os membros consultivos (Ex-Governadores do Distrito, os membros da Comissão de Finanças, Coordenadores, Assessores e Assistentes Distritais), os Presidentes de Clubes, o Presidente Distrital do Leo Clubes  e associados dos Lions Clubes e dos Leos Clubes do Distrito LC-6, para a IV reunião do Comitê do Gabinete Distrital e XXII Convenção Distrital do LC-6 do ano leonístico 2020/2021, que serão realizadas no dia 25 de abril de 2021, domingo, a partir das 09:30 horas, com observação da seguinte

 

ORDEM DO DIA

    Das 09:30 às 10:30 horas:

    IV reunião do Comitê do Gabinete Distrital

1) Formação da mesa dirigente pelo Assessor Distrital de Protocolo

2) Abertura protocolar pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento

- Invocação a Deus

- Hino Nacional Brasileiro

- Hino à Bandeira

- Saudação ao Pavilhão Nacional

3)  Pauta administrativa do Governador

- Agradecimentos

- Leitura e aprovação da ata da reunião anterior

 - Pronunciamento do Assessor Distrital da Mútua Leonística

4)  Pauta técnica do Governador

- Dificuldades encontradas durante a gestão 2020/2021

- Resultados apurados e cumprimento das metas

- Comprometimento dos Clubes durante a pandemia

- Clubes que tiveram suas atividades encerradas

- Encerramento das atividades do Lions Quest

- Pronunciamento do Secretário e Coordenador Geral do Distrito

- Mensagem do Tesoureiro e aprovação do último balancete

- Pronunciamento do Assessor Distrital do Concurso de Eficiência

- Mensagem do Presidente do Conselho de Ex-Governadores

- Considerações finais do Governador e encerramento

    

Das 10:30 às 12:30 horas:

XXII Convenção Distrital do LC-6

1) Abertura pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento

- Agradecimentos

- Aspectos da excepcionalidade da Convenção Distrital

2)  Mensagem do Diretor-Geral da XXII Convenção

3)  Manifestação dos Presidentes das Comissões Técnicas:

- Comissão Técnica de Indicação de Candidatos

- Comissão Técnica de Projetos

- Comissão Técnica de Estatutos e Regulamentos

- Comissão Técnica de Eleições

(Governador abre espaço para apuração da votação)

4) Aprovação da candidatura do PDG Duba para Presidência do DMLC

5) Pronunciamento do PDG PMJF José Gomes Duba das Chagas

6) Apresentação do Orador Oficial

7) Mensagem do Orador Oficial da Convenção

8) O DG MJF Caliento proclama o resultado das eleições

9) Pronunciamento do 2.º Vice-Governador eleito

10) Pronunciamento do 1.º Vice-Governador eleito

11) Pronunciamento do Governador eleito

12) Mensagem final do DG Caliento

13) Oração pelo Brasil

14) Encerramento protocolar

 

As instruções para participação na IV reunião do Comitê do Gabinete Distrital e na XXII Convenção Distrital serão fornecidas e divulgadas antecipadamente pelo 1VGD MJF Glauber Gomes da Silva, Assessor Distrital do Banco de Dados e Informática, tanto na Internet como no site oficial do Distrito LC-6.  Fiquem atentos!  A Coordenadoria Geral do Distrito também estará à disposição para essa divulgação.  

Ribeirão Preto, 23 de março de 2021

Original assinado pelo

PDG MJF Antonio Domingos Andriani

PDG MFJ ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

Secretário 2020/2021 do Distrito LC-6

 

O Governador conta com a participação de todos.

 

COMO PREPARAR E ENCAMINHAR UMA MOÇÃO:         

 

Estamos em abril e, com ele, a chegada da Convenção Distrital do nosso universo leonístico, e que será realizada este mês.

Além do congraçamento e fortalecimento do companheirismo, uma Convenção se presta a estudar e discutir assuntos que envolvem e são de interesse ao desenvolvimento de um Distrito leonístico.

Um dos objetivos da Convenção Distrital é analisar, discutir e aprovar propostas que são apresentadas por Leões, Clubes ou mesmo pelo Comitê do Gabinete Distrital. Essas propostas geralmente são formalizadas através de moções.

Tenho recebido constantes consultas a respeito do preparo e encaminhamento de moções para apreciação e aprovação na Convenção Distrital, inclusive com pedidos de fornecimento de modelos.

Com o objetivo de colaborar com os interessados, consultei meus arquivos, compilei informações e estou relacionando abaixo alguns dados a respeito de conceitos, regras básicas, aprovação e encaminhamento de moções. Lembro, apenas, que essas considerações ficam sujeitas à análise e reparos de dirigentes que tenham maior capacitação leonística que a minha.

 

            Conceitos:

 

Moção é uma proposta, apresentada em uma assembleia, acerca do estudo de uma questão, ou relativa a qualquer incidente que surja nesta assembleia.

No leonismo, moção é a proposição que sugere a manifestação do plenário da Convenção Distrital sobre determinado assunto, aplaudindo ou protestando.

As decisões da Convenção Distrital para uma moção são de dois tipos:

Recomendação: decisão em que são sugeridas ou recomendadas medidas sem o caráter da obrigatoriedade.

Resolução: decisão para adoção em caráter obrigatório.

A moção pode ser apresentada verbalmente (não aconselhável) ou por escrito (que julgo ser a forma correta) e deve ser clara, precisa, concisa e objetiva, para que tenha o devido encaminhamento, de acordo com o assunto que é seu objeto principal.

A moção pode ser do Clube, do Distrito ou do Distrito Múltiplo.

 

Regras básicas:

 

A moção deve ter uma ementa que identifique o assunto. Deve conter também o nome do autor e do respectivo Clube.

O propósito da moção deve ser articulado em forma de “considerandos”, redigidos com clareza e resumidos. Cada parágrafo do respectivo considerando deve terminar com ponto-e-vírgula, seguido da letra “e”.

A moção deve ser encerrada com definição da proposta que a consubstanciou, e conter local, data e assinatura do autor.

Apenas para exemplificar, abaixo estou anexando um modelo. Trata-se de um exemplo real (a moção, de minha autoria como Governador do Distrito, foi apreciada e aprovada por unanimidade durante a XXX Convenção Distrital do então Distrito L-17 - a quem o LC-6 sucedeu -, realizada na cidade de Jales nos dias 25 e 26 de abril de 1998)

 

Aprovação e encaminhamento:

 

Quando apresentada por um associado ou pela Diretoria do Clube, a aprovação da moção deve constar da ata da assembleia que a aprovou.

A moção pode receber emendas: supressiva, substitutiva, aditiva ou redacional (quando se refere apenas à redação, sem modificar a sua substância).

A moção oriunda da assembleia do Clube deve ser enviada ao Diretor-Geral da Convenção Distrital até 15 (quinze) dias antes da sua realização. Este dirigente se encarregará de encaminhá-la a uma das Comissões Técnicas competentes.

A moção deve ser enviada através de ofício da Diretoria do Clube (modelo abaixo), postado em correspondência com acuse de recebimento (AR da ECT), acompanhada da cópia da ata da assembleia que a aprovou e do certificado expedido pela Diretoria (modelo abaixo). Não necessita passar pelo Comitê do Gabinete Distrital.

Moções do Comitê do Gabinete Distrital ou do Conselho de Ex-Governadores não passam pelas Comissões Técnicas, indo diretamente para apreciação da plenária, excetuando-se aquelas que propõem alteração estatutária.

Toda moção é aprovada por maioria de votos, salvo as que propõem alterações estatutárias, que exigem 2/3 (dois terços) dos votos afirmativos dos Delegados credenciados.

A moção rejeitada nas Comissões Técnicas poderá ter recurso encaminhado pelo interessado, em tempo hábil, ao órgão dirigente, para que possa ser apreciada no transcurso do próprio evento. Se o recurso for aceito, a moção irá para a plenária.

 

Modêlo de moção:

 

PROPOSIÇÃO

 

Ementa: DETERMINA AOS LIONS CLUBES DO DISTRITO L-17, ONDE COUBER,

A ATUALIZAÇÃO E/OU APROVAÇÃO DOS SEUS ESTATUTOS, COM BASE

NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO MODELO PADRÃO FORNECIDO PELA

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES.

 

Autor:CL ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

            Governador 1997/1998 do Distrito L-17

            Do Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista

 

CONSIDERANDO que o Estatuto representa o instrumento que vincula os associados ao seu Lions Clube, e o Lions Clube à Associação Internacional, assegurando direitos iguais a todos; e

 

CONSIDERANDO que a Associação Internacional de Lions Clubes edita, constantemente, um modelo oficial padrão de Estatuto para Lions Clubes, sempre atualizado e de conformidade com as alterações aprovadas pela Convenção Internacional; e

 

CONSIDERANDO que referido Estatuto padrão é enviado regularmente para todas as Diretorias dos Clubes; e

 

CONSIDERANDO que todo Lions Clube é organizado e constituído com fiel observância dos dispositivos estatutários de Lions Internacional; e

 

CONSIDERANDO que cada Lions Clube está sob exclusiva jurisdição da Diretoria Internacional; e

 

CONSIDERANDO que a Associação Internacional de Lions Clubes recomenda que seu Estatuto padrão seja adotado por todos os Clubes de Lions, inclusive com a adição de emendas que não venham contrariar seus objetivos ou ferir os princípios leonísticos; e

 

CONSIDERANDO que muitos Clubes do L-17 possuem seus Estatutos em vigor há longos anos, os quais, certamente, devem estar desatualizados com relação às alterações aprovadas por Lions Internacional e que constam do seu modelo padrão editado regularmente; e

 

CONSIDERANDO, também, que outros Clubes do Distrito L-17 ainda não possuem seu Estatuto devidamente aprovado e registrado, preferindo, para seguimento das respectivas administrações, adotar o modelo padrão da Associação Internacional; e

 

CONSIDERANDO, enfim, que, na ótica do entendimento desta Governadoria, todo Lions Clube deve ter seu Estatuto próprio, individualizado e atualizado, nos moldes do modelo oficial fornecido por Lions Internacional, e a fim de mantermos todas nossas unidades distritais dentro da mais perfeita normalidade administrativa,

 

Apresentamos à Comissão Técnica competente da XXX Convenção Distrital do L-17, para apreciação e posterior encaminhamento à aprovação dos Delegados credenciados, o seguinte

 

PROJETO DE RESOLUÇÃO

 

Fica determinado aos Lions Clubes do Distrito L-17, onde couber:

 a)Providenciar a atualização dos seus Estatutos, com base na última edição do modelo padrão fornecido pela Associação Internacional de Lions Clubes;

 b)Adotar seus Estatutos próprios e personalizados, com base na última edição do modelo padrão fornecido pela Associação Internacional;

 

Devem os Clubes providenciar os registros que se fizerem necessários, com as devidas anotações, no competente Livro de Atas do Clube, com a notificação imediata à Governadoria, dos números recebidos no referido documento.

 Para legalização oficial, o Estatuto do Clube que for atualizado deverá ser levado a registro no Cartório de Registro competente.

 

                                                               De Ribeirão Preto para Jales, 26 de março de 1998

 

                                                                           Ass) CL Antonio Domingos Andriani

                                                                       Governador 1997/1998 do Distrito L-17

 

Ofício de encaminhamento:

 

                                                                 De Ribeirão Preto para Jales, 27 de março de 1998

 

Ao

CL

Diretor-Geral da XXX Convenção Distrital do L-17

 

Prezado Companheiro Leão,

 

Estamos entregando-lhe, para registro e encaminhamento à Comissão Técnica competente da XXX Convenção Distrital, a seguinte MOÇÃO DE RESOLUÇÃO que segue capeada ao presente:

 

“DETERMINA AOS LIONS CLUBES DO DISTRITO L-17, ONDE COUBER, A ATUALIZAÇÃO E/OU APROVAÇÃO DOS SEUS ESTATUTOS, COM BASE NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO MODELO PADRÃO FORNECIDO PELA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES.”

 

Referida proposição foi aprovada pela assembleia geral do Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista, realizada em 26 de março de 1998, conforme consta do atestado de certificação emitido pela Diretoria do Clube e pela cópia da ata da mencionada assembleia (documentos inclusos).

 

Leonisticamente,

 

                                                                                                     Ass) Presidente do Clube

 

            Atestado de certificação:

 

CERTIFICADO

 

Certificamos, para os devidos fins, que, durante nossa assembleia geral ordinária realizada no dia 26 de março de 1998, foi aprovada a seguinte proposição de autoria do CL .........................................., a qual, como MOÇÃO, será apresentada para apreciação e aprovação da XXX Convenção Distrital do L-17, que será realizada na cidade de Jales nos dias 25 e 26 de abril de 1998:

 

“DETERMINA AOS LIONS CLUBES DO DISTRITO L-17, ONDE COUBER, A ATUALIZAÇÃO E/OU APROVAÇÃO DOS SEUS ESTATUTOS, COM BASE NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO MODELO PADRÃO FORNECIDO PELA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES.”

 

                                    De Ribeirão Preto para Jales, 26 de março de 1998

 

                                 Ass) Presidente do Clube                   ass) Secretário do Clube

 

 

 

“SERVIR” – O VERBO E A PRÁTICA:

 

As conjugações verbais fornecem, invariavelmente, situações que sempre nos reportam ao presente, ao passado e ao futuro. Por curiosidade, e tão somente por isso, vou procurar realçar as variações da conjugação do verbo que representa a filosofia do nosso serviço desinteressado: “Servir”.

 

Ensinam os mestres que as diversas conjugações do verbo “Servir” (do latim servire, que entre os Leões se ajustam a diversas finalidades, como ajudar e auxiliar, ser útil e prestar serviços, ser prestativo e favorecer, exercer e desempenhar ações úteis) remetem para o presente (formas positivas), para o passado (formas negativas) e para o futuro (formas protelatórias). Vamos rememorar os bancos escolares? Vejamos:

 

Presente (formas positivas). Presente do indicativo: eu sirvo, tu serves, ele serve, nós servimos, vós servis, eles servem. Presente do subjuntivo: que eu sirva, que tu sirvas, que ele sirva, que nós sirvamos, que vós sirvais, que eles sirvam. Infinito pessoal: por servir eu, por servires tu, por servir ele, por servirmos nós, por servirdes vós, por servirem eles. Imperativo afirmativo: sirva eu, serve tu, sirva ele, sirvamos nós, servi vós, sirvam eles.

 

Passado (formas negativas). Imperfeito do indicativo: eu servia, tu servia, ele servia, nós servíamos, vós servíeis, eles serviam. Perfeito do indicativo: eu servi, tu servistes, ele serviu, nós servimos, vós servíeis, eles serviram. Mais-que-perfeito do indicativo: eu servira, tu serviras, ele servira, nós servíramos, vós servireis, eles serviram.

 

Futuro (formas protelatórias). Futuro do presente do indicativo: eu servirei, tu servirá, ele servirá, nós serviremos, vós servireis, eles servirão. Futuro do pretérito do indicativo: eu serviria, tu servirias, ele serviria, nos serviríamos, vós serviríeis, eles serviriam. Imperfeito do subjuntivo: se eu servisse, se tu servisses, se ele servisse, se nós servíssemos, se vós servísseis, se eles servissem. Futuro do subjuntivo: quando eu servir, quando tu servires, quando ele servir, quando nós servirmos, quando vós servirdes, quando eles servirem.

 

Existe, ainda, uma negação direta: Imperativo negativo: não sirvas tu, não sirva ele, não sirvamos nós, não sirvais vós, não sirvam eles.

 

Nesta altura da leitura, todos vocês devem estar pensando: esta foi a coisa mais chata que o PDG Andriani já escreveu. Reconheço que a exposição acima é “chata” até para ser lida. Ela não é, em absoluto, nenhuma lição verbal. Pelo contrário! Ela serve, unicamente, para que cada Companheiro, Companheira ou Domadora possa analisar as variáveis daquilo que é uma expressão fundamental do nosso movimento, pois o “Nós Servimos” deve ser aplicado sempre no presente, como mote da sua conduta leonística.

 

Servir, servir sempre, com entusiasmo e tenacidade!

           

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

 

Registramos, com profundo pesar, o seguinte falecimento durante o mês de março:

 

Dia 17 – MJF Eduardo Lúcio Nicolella, do Lions Clube de Jaboticabal

 

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esse lamentável passamento, editou a Resolução n.º 40-2020/2021 , decretando luto oficial de três dias no território distrital.

 

 

CCaLL E CCLL DA MINHA GERAÇÃO: PROVA DE VIDA DO INSS VOLTA EM MAIO:

 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou no Diário Oficial da União, edição de 26/02/2021, portaria que suspende até abril a obrigatoriedade de aposentados e pensionistas fazerem a prova de vida, com o calendário de retomada dos procedimentos.

 

A medida de suspensão da obrigatoriedade havia sido anunciada pelo órgão no dia 23. A partir do próximo mês de maio o procedimento, que deve ser feito a cada ano para evitar a obstrução do pagamento do benefício do INSS, voltará a ser obrigatório.

 

Desde março de 2020 os bloqueios foram suspensos em decorrência da pandemia da Covid-19, que prejudicou a realização da prova de vida de modo presencial. A suspensão da obrigatoriedade da prova de vida vem sendo postergada sucessivas vezes.

 

Desde agosto do ano passado o governo tem investido em um projeto piloto para que o procedimento possa ser feito de moto remoto, pelo celular. Uma nova etapa do projeto, lançada no dia 02/03/2021, disponibilizou o serviço digital para mais de cinco milhões de beneficiários do INSS. Segundo dados apresentados pelo instituto, a suspensão da obrigatoriedade levou 5,3 milhões de aposentados e pensionistas a não realizarem o procedimento.

 

Esses beneficiários, agora, precisam regularizar a situação. Os bloqueios de benefício para quem não fez prova de vida no ano passado voltarão a ocorrer a partir do próximo mês de maio, de forma escalonada. Por exemplo: quem deveria ter feito a prova de vida até abril de 2020 e não realizou o procedimento, poderá ter o pagamento do seu benefício bloqueado a partir de maio deste ano, caso não regularize até lá.

 

Cronograma de bloqueio para quem não fizer a prova:

 

Competência de vencimento da prova de vida:   Competência da retomada da rotina:

Março e abril de 2020                                               Maio de 2021

Maio e junho de 2020                                            Junho de 2021

Julho e agosto de 2020                                          Julho de 2021

Setembro e outubro de 2020                                Agosto de 2021

Novembro e dezembro de 2020                           Setembro de 2021

Janeiro e fevereiro de 2021                                   Outubro de 2021

Março e abril de 2021                                            Novembro de 2021

 

Este é um serviço de utilidade pública da “Carta Mensal” aos queridos aposentados e pensionistas do nosso movimento leonístico.

 

 

FRASES PARA REFLEXÃO:

 

- “Se a oportunidade não bate, construa uma porta.”

 

- “Ninguém faz cadeados sem chaves. Da mesma forma, Deus não te dá problemas sem solução.”

 

- “A raiva é um ladrão que rouba os bons momentos.”

 

- Falar coisas bonitas mostra que você tem cérebro, fazer coisas bonitas mostra que você tem coração.”

 

- “Felicidade é aproveitar todos os momentos como se fossem os últimos.”

 

- “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.”

 

- “O mais importante da vida não é saberes onde estás, mas sim para onde vais.”

 

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?:

 

01. Podem fazer parta do Leo Clube jovens de 12 a 30 anos de idade. São, porém, divididos em duas categorias:

o grupo de 12 a 18 anos pertence à categoria _______________;

já o grupo de 19 a 30 anos pertence à categoria __________.

 

02. O primeiro Clube de Castores do Brasil foi idealizado pelo saudoso PDG José Gilberto Ribeiro Ratto, renomado educador, que pertencia ao Lions Clube de São Paulo-Jardim Paulista. Sua fundação ocorreu em:

a) 10/06/1962;

b) 15/10/1963;

c) 01/02/1964.

 

03. De acordo com as normas internacionais, um Distrito precisa contar com um mínimo de 35 Clubes e 1.250 associados:

a) verdadeiro;

b) falso.

 

04. Ao dirigir seu Distrito, o Governador geralmente obtém a maior parte da assistência que necessita proveniente:

a) do seu Gabinete;

b) dos presidentes de Clubes;

c) da sede internacional.

 

05.Meu Distrito conta atualmente com ________ Lions Clubes.

 

06.As Divisões de um Distrito são divididas em Regiões:

a) verdadeiro;

b) falso.

 

07.Minha Divisão é constituída por _____ Lions Clubes, pertencentes às seguintes cidades: _________________________________________________.

 

08.O presidente da minha Região é o CL (ou CaL), pertencente ao LC de _________.

 

09.O presidente da minha Divisão é o CL (ou CaL), pertencente ao LC de _________.

 

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

01. A organização leonística que acumula e distribui contribuições de Leões e benemerentes para fins humanitários, no mundo todo, é a LCIF-Lions Clubs International Foundation. Foi fundada em 1968 e é o braço humanitário da AILC.

02. A Diretoria Internacional da Associação é composta por 34 Diretores, que não recebem qualquer compensação financeira por seus serviços.

03. A revista Lion é publicada em 31 idiomas

04. As mulheres passaram a ser admitidas como associadas dos Lions Clubes e partir de 1987, por decisão da Diretoria Internacional aprovada durante a 70.ª Convenção Internacional, realizada em Taipei, Taiwan, China.

05. Lions Quest, o programa internacional de combate às drogas promovida por Lions Internacional, foi estabelecida a partir de 1985.

06. A Associação Internacional envolveu-se com a ONU-Organização das Nações Unidade em 1945, quando foi convidada e ajudou a estabelecer as seções de Organizações Governamentais daquele organismo mundial.

07. O programa Lioness Clubs foi oficialmente organizado pela Associação em 1975.

08. O Leão n.º 1 do Brasil é o saudoso PDG Armando Fajardo, do Rio de Janeiro, que trouxe o leonismo para o Brasil em 1952.

09. Depois da fundação do Lions Clube do Rio de Janeiro (Clube Mater do Brasil), seguiram-se as fundações dos Lions Clubes de São Paulo e Salvador.

10.Existem no Brasil. Atualmente, quatro Distritos Múltiplos (LA, LB, LC e LD). Um Distrito Múltiplo é composto por dois ou mais Subdistritos.

 

 

CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM ABRIL:

Dia 04 – Lions Clube de Orlândia

Dia 04 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Campos Elíseos

Dia 15 – Lions Clube de Sertãozinho

Dia 16 – Lions Clube de Poloni

Dia 17 – Lions Clube de Novo Horizonte

Dia 18 – Lions Clube de Monte Alto

Dia 20 – Lions Clube de Nhandeara

Dia 22 – Auriflama

Dia 22 – Ituverava

Dia 26 – Taquaritinga

 

ATIVIDADES DO HOSPITAL DE OLHOS DE TAQUARITINGA:

 

O MJF João Donizetti Furtado, presidente do Hospital de Olhos de Taquaritinga, enviou para esta Coordenadoria relação dos procedimentos executados por aquela unidade em fevereiro de 2021 (as de março ainda não estavam contabilizadas até esta data):

 

- Tratamento clínico: medicamentos glaucoma = 226

- Procedimentos clíncos: consultas e administração de medicamentos = 1262

- Procedimentos diagnósticos: exames = 2317

- Procedimentos cirúrgicos: cirurgias = 182

- Transplante de córnea = 1

- Total de procedimentos = 3988

 

 

CALENDÁRIO CÍVICO/RELIGIOSO DE ABRIL:

 

02 – Sexta-feira Santa

04 – Domingo de Páscoa

07 – Dia Mundial da Saúde

07 – Dia da abdicação do trono do Brasil por D. Pedro I (1831)

08 – Dia mundial de combate ao câncer

13 – Dia do Hino Nacional Brasileiro (primeira execução em 1831)

14 – Dia da tomada de Montese pela Força Expedicionária Brasileira

14 – Dia Pan-Americano

19 – Dia do Índio

21 – Dia de Tiradentes

21 – Fundação de Brasília (1960)

22 – Descobrimento do Brasil (1500)

22 a 27 – Semana da Educação

23 – Dia Mundial do Escoteiro

26 – Dia da primeira missa no Brasil

 

 

04 DE ABRIL – DOMINGO DE PÁSCOA:

 

O sentido da Páscoa! Páscoa é uma palavra hebreia, que significa passagem, mudança, transformação. É a maior festa cristã, pois celebra a ressurreição de Jesus, que morreu na sexta-feira da paixão e subiu ao céu no domingo, saindo da morte para a vida. É a festa da libertação.

É uma festa móvel, isto é, não tem data para acontecer, pois depende do carnaval. Após a “festa” da folia, contam-se quarenta dias (a quaresma) e ao fim dela temos a Páscoa.

Cristo celebrou a Páscoa e renovou definitivamente seu significado. Ele se perpetuou na eucaristia e determinou a vitória da vida sobre a morte, libertando as pessoas do pecado.

O desdobramento espiritual da Páscoa tem seu significado numa tradução mais simplista como “passagem”, ou seja, sair da mentira para a verdade, passar da fantasia para o palpável, da falsidade à realidade, do passageiro ao eterno, das manifestações produzidas pela vontade humana para a excelência da revelação Divina em nossas vidas.

Assim se encontra a humanidade!

Este ano, aqui entre nós, a Páscoa será comemorada no próximo domingo, dia 04 de abril. Sinceros votos de boa Páscoa a todos os estimados Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras, Leos e Juventude Leonística.

 

 

07 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA SAÚDE:

 

O problema da saúde coletiva é encarada hoje como um desafio de características internacionais. Se bem que há muito tenha se apresentado como consequência normal da formação de aglomerados humanos, esse problema vem assumindo proporções alarmantes.

Como principal motivo entre os diversos fatores com que as autoridades e dirigentes se deparam, está a ameaça da fome. As populações se multiplicam de forma geométrica, enquanto a produção de alimentos (no mundo) se multiplica deforma aritmética. Por causa disso, cada vez é maior o número de pessoas famintas. Em algumas regiões da Ásia a fome é considerada crônica para grandes massas humanas. No Brasil, pelo andar da carruagem, provavelmente chegaremos lá! E a alimentação é básica para que possa existir saúde. Pessoas subnutridas apresentam pouca resistência às doenças causadas por germes, além de sofrerem de debilidades crônicas, resultantes em apatia, fator negativo da integração social.

Métodos estão sendo estudados pelas autoridades mundiais de saúde a fim de se atenuar o problema, cuja tendência é agravar-se num futuro não muito distante. A ONU mantém um órgão especializado para tratar do problema da saúde mundial: a Organização Mundial da Saúde (OMS), com sede em Genebra, Suiça.

A saúde pública exige a compreensão e colaboração de todos. De nada adiantarão os avanços tecnológicos e científicos se a humanidade não tiver condições de usufruí-los.

 

 

14 DE ABRIL – TOMADA DE MONTESE:

 

Inúmeros foram os combates realizados pelos expedicionários brasileiros nos campos da Itália durante a II Guerra Mundial. E, em todos, nossos pracinhas se comportaram com relevante bravura, obtendo a admiração do mundo para o soldado brasileiros.

A Itália encontrava-se, então, semeada de redutos alemães que, estrategicamente colocados, impediam que a ação dos Aliados se desenvolvesse com a necessária mobilidade para neutralizara resistência alemã.

Instalados nesses redutos virtualmente inexpugnáveis, os soldados inimigos podiam conter com facilidade todo avanço das tropas que tentassem desalojá-los.   Somente um ataque rápido, violento e sobretudo destemido poderia alcançar a vitória. Os expedicionários brasileiros eram sobejamente dotados para aceitar a grandeza do desafio. Diversos foram os redutos que sofreram a ação valorosa dos pracinhas, como eram chamados nossos soldados. Não tiveram esses redutos outra alternativa que a de cederem diante das corajosas investidas.

Não foram poucas as defesas alemãs que sofreram a ação dos brasileiros. Entre esses objetivos, de alta importância militar, Montese foi de grande significado. Após quatro dias de luta sob intenso bombardeio do inimigo, nossas forças conseguiram que o reduto capitulasse. Era 14 de abril de 1945. Concretizava-se mais uma vitória do Brasil. Mais uma contribuição para que se conseguisse obter a paz.

 

 

14 DE ABRIL – DIA PAN-AMERICANO:

 

As Américas constituem o que chamado de Novo Mundo. Descobertas do século XV vieram injetar um novo ânimo nas antigas civilizações europeias. Muitos povos que já não achavam motivo para permanecer no continente europeu, vieram para o continente americano: portugueses, espanhóis, ingleses. Com a prática da escravidão, vieram os negros de várias regiões da África. Esses povos juntaram-se aos nativos na povoação do novo continente. Séculos mais tarde, outros povos vieram reunir-se aos povos primitivos Do seu trabalho, nasceram as sociedades americanas.

Muitos países compuseram o Novo Mundo. O principal são os Estados Unidos da América, país que se tornou a mais importante potência mundial (especialmente naquela época). Constituindo um novo mundo, foi natural que os países que o constituíram tivessem sua filosofia, suas características próprias.

O pan-americanismo é o princípio que une todas as nações do novo continente. Através desse princípio, procuram resolver seus problemas comuns. Há um acordo tácito (ou pelo menos havia) pelo qual todos os países americanos se sentem responsáveis uns pelos outros.

O pan-americanismo tem sentido de união. E os países americanos têm necessidade de se manterem unidos.

 

 

19 DE ABRIL – DIA DO ÍNDIO:

 

Nada mais justo do que homenagear o índio, o primitivo dono das terras do Brasil, a que algumas tribos chamam de Pindorama (região das palmeiras).

Os índios influíram em nossa cultura com seu usos e costumes, e grande é a quantidade de palavras que nos legaram. Muitas cidades e alguns estados brasileiros possuem nomes indígenas, como Pará, Paraná, Araraquara, Piratininga, entre outros.

Os índios eram indivíduos sociais e viviam em sociedade que se alicerçava num código de conduta que sabiam respeitar. Tinham suas leis, seus costumes, suas histórias e tradições. Embora não conhecessem a escrita, possuíam um vasto vocabulário, que era transmitido oralmente de geração em geração. Gostavam de dança e cultuavam a música.

Os Tupi-guarani constituem a família linguística mais importante da nossa terra. Houve índios que tiveram papel relevante em nossa história: Tibiriçá, Araribóia, Felipe Camarão (Poti). Ainda existem muitos índios no Brasil, principalmente na região amazônica. A FUNAI-Fundação Nacional do Índio foi criada para cuidar da proteção dos indígenas brasileiros. O Parque Nacional do Xingu (Mato Grosso) é uma grande reserva indígena, para onde o governo encaminhou várias tribos, e onde elas encontram ambiente para manter seus costumes e tradições, ficando, ao mesmo tempo, protegidas dos inconvenientes da civilização (hoje, infelizmente, essa realidade parece ser outra, principalmente face aos acontecimentos que cotidianamente nos são fornecidos pela mídia, como confronto com garimpeiros, invasores e quitais).

 

 21 DE ABRIL – DIA DE TIRADENTES:

 

Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, nasceu a 16 de agosto de 1746, na fazenda do Pombal, em Minas Gerais. Naquele tempo o Brasil vivia sob o jugo colonial. Todas as leis vinham de Lisboa, e os brasileiros eram considerados súditos portugueses. O nativismo, porém, o amor à terra brasileira e patriotismo, já se formara firmemente no coração dos que aqui haviam nascido.

Os brasileiros sentiam-se oprimidos pelas constantes imposições dos colonizadores, e não podiam mais aceitar que ordens emanadas de um lugar tão distante como Lisboa viessem limitar seus direitos de legítimos donos da terra.

Além disso, o povo brasileiro já adquirira características próprias e costumes diferentes. Isso não era observado pelas autoridades brasileiras, que julgavam o Brasil uma simples continuação de Portugal.

Aconteceram, por isso, vários movimentos nativistas, que procuravam obter a independência. E um dos movimentos importantes da nossa história foi a Inconfidência Mineira. Um grupo de intelectuais, contando entre eles com Tomás Antonio Gonzaga e Cláudio Manuel da Costa, preparava um movimento de libertação, o qual deveria ocorrer quando houvesse a cobrança de impostos atrasados (a “Derrama”) anunciada pelo governo. A eles juntou-se Tiradentes.

Descoberta a conjuração, os insurretos foram presos. Tiradentes, que era um dos líderes do movimento, foi enforcado a 21 de abril de 1792 e seu corpo esquartejado e exposto em vários pontos do vilarejo. Ele é o símbolo da liberdade e patrono da nação brasileira.

 

 

22 DE ABRIL – DESCOBRIMENTO DO BRASIL:

 

Oficialmente, o Brasil foi descoberto a 22 de abril de 1500. A esquadra comandada pelo almirante Pedro Álvares Cabral, constituída por treze navios e uma tripulação de 1.200 homens, que deveria ter seguido a rota das Índias, fundeou às costas de uma região do atual estado da Bahia.

No dia 26 de abril, um domingo, pela manhã, foi realizada a primeira missa nas terras descobertas, numa pequena ilha, pelo frei Henrique de Coimbra. A segunda missa no continente foi celebrada, pelo mesmo religoso, no dia 1.º da maio.

Devidamente assegurado o descobrimento, a esquadra prosseguiu rumo às Índias no dia 02 de maio de 1500. Pero Vaz de Caminha, o escrivão da armada, relatou detalhadamente o importante acontecimento numa carta dirigida a D. Manuel, rei de Portugal. Os índios chamavam de “Pindorama” (terra das palmeiras) a região onde habitavam.

Cabral acreditou que havia descoberto apenas uma ilha e denominou-a de Ilha de Vera Cruz. Depois, ante a verificação de que se tratava de um verdadeiro continente, passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Mais tarde, os primeiros exploradores constataram a existência de uma qualidade de árvore, da qual podia ser extraída determinada tinta de larga aplicação na época. Essa árvore era conhecida por “pau-brasil”. Representou o motivo das primeiras expedições à terra descoberta. Desse vegetal que, então, se originou o nome do nosso país.

 

 23 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DO ESCOTEIRO:

 

O escoteirismo foi criado por obra do general inglês Robert Baden-Powell, em 1908. O que o levou a isso foi ter observado, durante a guerra dos Bôers, da qual participara, o desconhecimento quase total dos jovens citadinos quanto à vida e tarefas campestres.

Ele constituiu uma agremiação com a finalidade de propiciar aos jovens condições para que pudessem sobreviver utilizando os meios fornecidos pela natureza. A agremiação foi acolhida com inusitado entusiasmo e, logo, os princípios do escoteirismo eram praticados em diversos países.

Além de aprender o comportamento e atuação necessária para a vida ao ar livre, o escoteiro aprende princípios e regulamentos que o tornam útil a si próprio e aos outros.

Também existem agremiações femininas, com os mesmos objetivos do escoteirismo masculino. Os participantes masculinos e femininos recebem denominações diferentes, de acordo com as respectivas idades. No Brasil, são os seguintes: de 07 a 11 anos, lobinhos e fadinhas; de 11 a 17 anos, escoteiros e bandeirantes; depois de 17 anos, pioneiros e guias.

O mundo necessita do escoteiro para contribuir no que se refere à proteção da natureza. Seria a hora ideal para incentivar o escoteirismo, agora com o objetivo primordial de proteger nossa fauna e flora, ensinando, para os que não sabem, que temos necessidade delas para viver. Destruindo a fauna e a flora, estamos destruindo nosso própria civilização.

 

 

26 DE ABRIL – PRIMEIRA MISSA DO BRASIL:

 

A primeira missa no Brasil foi realizada a 26 de abril de 1500, no ilhéu hoje denominado Coroa Vermelha. Foi oficiante o frei Henrique de Coimbra. E depois da missa, de volta a bordo, Cabral resolveu mandar um emissário ao reino a fim de anunciar o descobrimento ao rei D. Manuel, de Portugal. Gaspar de Lemos foi indicado para ser o emissário. No dia 27, cortaram uma árvore e construíram uma cruz. A esta cruz juntou-se as armas e divisas reais, e com elas assinaram a posse da terra em nome de Portugal.

O erguimento da cruz deu-se perto da foz do rio Mutari. Neste local, já no continente, foi celebrada a segunda missa. Era o dia 1.º de maio. No dia seguinte, Cabral determinou a partida da frota para as Índias. Os descobridores não tiveram dificuldades em deixar as naus quando da celebração das duas missas porque os nativos daquela região eram índios de índole pacífica, o que permitiu um relacionamento amistoso entre estes e os portugueses.

Quando Cabral ainda se encontrava na nau-capitânia, dois nativos foram levados à sua presença e se mostraram dispostos a entabular amizade. Uma vez verificada a amistosidade dos índios, os descobridores puderam descer em terra. Sentiram, então, quando era maravilhosa a região descoberta. Pássaros coloridos e vegetação abundante e exuberante se misturavam numa profusão de cores, empolgando a sensibilidade dos descobridores.

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE ABRIL:

Aos aniversariantes de abril muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de abril, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

 

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/4 EDSON APARECIDO DA SILVA IGARAPAVA
1/4 ENEIDE LOPES MADI FRANCA CIDADE NOVA
1/4 GUILHERME HENRIQUE ZURITA GUARIBA
1/4 NEUSA BALDIN CAMPIONI CRAVINHOS
1/4 SILVIA HELENA REIS CADIOLI MATAO
2/4 ANGELA BOARINI CORNELIAN JABOTICABAL
2/4 CARLOS HENRIQUE AGUIAR BRODOWSKI
2/4 CLÁUDIA INÊS MENDES BARRETO GRANZOTO TAQUARITINGA
2/4 INAH LAZARO MONTEFUSCO MANNA GUARIBA
2/4 MARIA ANGELICA ULIAN ZUCCARATO MONTE ALTO
2/4 MARIA H. STELLUTI VOLTERA JALES
2/4 PAULO ROBERTO GONÇALVES DE CURCIO ITUVERAVA
2/4 SERGIO DAVID DE SOUZA NEVES PAULISTA
2/4 SIMONE DUARTE ESTEVE BALDAN ITUVERAVA
3/4 ANTONIO ABDO CHEDID SAO JOAQUIM DA BARRA
3/4 CARLOS ALBERTO CONTIN BORGES SAO JOAQUIM DA BARRA
3/4 JOSE DIRCEU T FALLEIROS ITUVERAVA
3/4 MARINA HADAD BOLZAN MONTE AZUL PAULISTA
3/4 NADIR F. DE MACEDO INDIAPORA
3/4 PAULO ROBERTO GUIMARAES SAO JOAQUIM DA BARRA
3/4 VERA LUCIA MARTINS GUEDES SAO JOAQUIM DA BARRA
4/4 CRISTIANE MENEZES SILVA MOREIRA OLIMPIA
4/4 JANDIRA R F GREGORINI FERNANDOPOLIS
4/4 JULIO CESAR DE OLIVEIRA ICEM
4/4 MARILDA COSTA BARBOSA JABOTICABAL
4/4 NEILA FERNANDA NANINI BERNARDINO FRANCA
4/4 ROSELI GOMES FERNANDES BROZEGUINI BRODOWSKI
4/4 SHIRLEI APARECIDA ALVES BENTO BARRETOS
4/4 SHIRLEY FRANSONI GRAMINHA CAJURU
5/4 GIULIO I GOLINELLI FRANCA CIDADE NOVA
5/4 JANAINE AP. CHIODA BIANCO JABOTICABAL
5/4 JOSE CARLOS SANTANA INDIAPORA
5/4 MARIA ARMINDA REZENDE GOLINELLI FRANCA CIDADE NOVA
5/4 MARIO DE ANDRADE FREITAS ORLANDIA
5/4 TEREZA CRISTINA DA COSTA CARDOSO BATATAIS
6/4 ANTONIO CARLOS BITTAR MIRASSOL
6/4 DOLORES DANEZI DUMONT
6/4 ISABEL PAULA MORAES MENESES VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
6/4 JORGE YAMADA CRAVINHOS
6/4 MARGARETE CAMAROTO NOGUEIRA DUMONT
7/4 ADRIANA MARANHA MARINI FRANCA INOVACAO
7/4 DOUGLAS VIEIRA PINCER GUARIBA
7/4 EGUINALDO ANGELO MARGUINI OUROESTE
7/4 SÔNIA MARQUES DA SILVA SERAGUCI AURIFLAMA
8/4 CARMEN SUELI MANGINO RINHEL RIBEIRAO PRETO CAMPOS ELISEOS
8/4 MARIA ELVIRA CATAPANI MOREIRA CRAVINHOS
8/4 NELSON LUIZ BEPPU FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
9/4 ANA ELISA ROSIN DE VICENTE BRODOWSKI
9/4 GASPAR DE SOUZA SILVA GUAIRA
9/4 MARCO ANTONIO R. CORREA AURIFLAMA
9/4 MARIA APARECIDA SANDRIN DE CASTRO BATATAIS
9/4 RAQUEL DE SOUZA GIMENES CATANDUVA
9/4 ROGERIO DOS SANTOS VOTUPORANGA
9/4 VALERIA FLORIO FERREIRA JABOTICABAL
10/4 DANIELA DI FOGI CAROSIO FRANCO GUARIBA
10/4 HELIO ALVES GOULART NHANDEARA
10/4 SIRLEI TEREZINHA ALVES DIAS ZANELATO VOTUPORANGA
10/4 TOUFIC ELIAS RIBEIRAO PRETO
11/4 CIBELLE ERNESTA MANFRINATO MOREIRA MATAO
11/4 CLAUDIONOR REIS VIANA GUAIRA AGUAS CORRENTES
11/4 FABIANA ZOCCHI DARME CATANDUVA
11/4 GERSON ELVIS MANTOVANI BRODOWSKI
11/4 INA RIBEIRO NOGUEIRA GUAIRA AGUAS CORRENTES
11/4 IVETY APARECIDA ROCHA REZENDE FRANCA DO IMPERADOR
11/4 RICARDO CORREA OLIVEIRA RAMOS TAQUARITINGA
11/4 RUI NILTON SORIANI BRODOWSKI
12/4 ENIVALDO JOSE MARTELI MIRASSOL
12/4 VITOR DE PAUL SILVA JUNIOR MIGUELOPOLIS
13/4 APARECIDO DOS SANTOS OTAVIO ORLANDIA
13/4 AUREA MARCHEZI TAQUARITINGA
13/4 CARLOS ROGERIO GUERRA TAQUARITINGA
13/4 DAVI GARCIA JABOTICABAL
13/4 MARIA APARECIDA RODRIGUES USSI CAJURU
13/4 MARIA CRISTINA GAMBERINI BARBOSA MATAO
13/4 NILMA DE FÁTIMA ALVES FRANCA
13/4 REINALDO GUSSON MENDES ORLANDIA
14/4 ANTONIO C AZALIS BEZERRA MONTE AZUL PAULISTA
14/4 ANTONIO JOSE DA CRUZ SANTOS RIBEIRAO PRETO IPIRANGA
14/4 EDNA FANNY CORETI CASANOVA GUARIBA
14/4 EDVALDO LUIS RIBEIRO DEZEM SAO JOAQUIM DA BARRA
14/4 MARIO JOSE RIBEIRO DE CARVALHO MOTTA CATANDUVA
14/4 ORESTE CAROSIO NETO FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
14/4 PAULO CAVICCHIOLLI MATAO
15/4 ANTONIO VOLTERA JALES
15/4 CLAUDINA DANTONIO NOGUEIRA GUAIRA AGUAS CORRENTES
15/4 FABIANA AGOSTINI PRETI VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
15/4 NILZA MARIA FRANCISCO BONCOMPAGNI BATATAIS
15/4 OLGA MARIA DE CAMPOS QUEIROZ FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
16/4 GENI F. MIGLIORINI FERNANDOPOLIS
16/4 MARIA APARECIDA NEVES DAMASCENO VOTUPORANGA
16/4 RONILDO GOMES LOUSA SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
16/4 SANTO OLIVATTO IPUA
17/4 ADMIR PASCHOAL PALHARINI POTIRENDABA
17/4 CELIO VICCARI ALTINOPOLIS
17/4 DIOMAR PEDRO DURVAL FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
17/4 JOSE GOMES DUBA DAS CHAGAS FRANCA
17/4 NEIDE RAMOS CASTANHEIRO AURIFLAMA
17/4 ORDALINA DA SILVA TAVARES MIRASSOL
17/4 SONIA C CINTRA PONTES MATAO
18/4 ANA ANTONIETA BOMBONATI MENDONCA SERTAOZINHO
18/4 FIORI GERALDINI POLONI
18/4 KELY CRISTINA DE PAULA P. UZUELI ITUVERAVA
18/4 NILZA MARIA COMUNHÃO NAPIMOGA MATAO
18/4 NOÊMIA POLO AURIFLAMA
18/4 REJANE FIGUEIREDO MORAIS SILVA IPUA
18/4 RODRIGO AUGUSTO DA SILVA ALTINOPOLIS
18/4 ROMULO AGUIAR GENEROSO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
18/4 SIMONI PARLANGELI TAQUARITINGA
18/4 SUSANA MAIA CARREIRA BARROS GUAIRA
19/4 IRAIDES ONDEI RODRIGUES MIRASSOL
19/4 JULIO CESAR NOGUERIA DE SOUZA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
19/4 SEBASTIAO EXPEDITO REZENDE FRANCA DO IMPERADOR
19/4 VERA TEREZINHA SILVA BATATAIS
20/4 CESAR GULLO BRODOWSKI
21/4 ARMANDO MARCHEZAN MATAO
21/4 CLEONICE CONTADINI RIGOTTO CRAVINHOS
21/4 MARIZA ROMA FERREIRA VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
21/4 MARLENE FLAVIO MORISSUGUI OUROESTE
21/4 SOLEDADE GARCIA SAKATA INDIAPORA
21/4 SONIA TAVARES DE SANTIS GUAIRA AGUAS CORRENTES
22/4 ANTONIO CARLOS VIDAL FRANCA SOBRAL
22/4 MARIA DO CARMO BELLINGIERI JABOTICABAL
22/4 MARTA CHAIM CANTATORE FRACASSO TANABI
22/4 RENATA PRADO ESTEVES ORIDE GUAIRA AGUAS CORRENTES
23/4 ANTONIO JOSE SANTOS RODRIGUES ITUVERAVA
23/4 DAISY ANDREOLLI CALIENTO RIBEIRAO PRETO
23/4 FRANCISCO RIVA POTIRENDABA
23/4 LARISSA CASTRO GUEDES DE MELLO JABOTICABAL
23/4 MARIA LUCIA DE PAULA SALTARELI BATATAIS
23/4 RENATO VIANA DE CASTRO OUROESTE
24/4 CLAUDIO HENRIQUE LAURIA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
24/4 ELZA NAGATA GALBIATI TAKASSI GUAIRA AGUAS CORRENTES
24/4 REGINA CELIA PANÇA BOCCHINI CATANDUVA
24/4 RITA DE CÁSSIA FERNANDES CIPRIANO FERNANDOPOLIS
24/4 SUZANA MARGARETH DE FREITAS FRANCA
24/4 VERA LÚCIA MENDES CORTEZ FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
24/4 WALMIR ALVARES BOCCHINI CATANDUVA
24/4 ZILDA ZOCOLARO BORBA JABOTICABAL
25/4 DEIVIDI GREGORRI RODRIGUES NEVES NHANDEARA
25/4 JOSE MARIA DE FREITAS MIGUELOPOLIS
25/4 JULIANA MOISÉS MENDONÇA ESTEVE ITUVERAVA
25/4 MARCIA MASTROCOLA DE SENZI GERMANO CATANDUVA
25/4 REGINA CELIA SCIARRETTA BRODOWSKI
25/4 ROBERTO VIEIRA DA SILVA VOTUPORANGA
25/4 VANESSA REGINA ZANINI BEDIM JABOTICABAL
26/4 JOAO CARLOS GAIOFATTO RIBEIRAO PRETO
27/4 ANDRE LUIZ DE GODOY SILVA SANTA FE DO SUL ESTANCIA TURISTICA
27/4 MARIA AMÉLIA SPOLON FERNANDES NHANDEARA
27/4 MARIA GISELLE DE MELLO JONAS ORLANDIA
27/4 ROSIANE AP. S. ELEODORO LAGASSI GUAIRA
28/4 ANA PAULA DE OLIVEIRA NHANDEARA ALIANCA
28/4 GEIZA ROBERTA GUTIERREZ PEREIRA TANABI
28/4 JOSE LUIZ RIBEIRO GUIMARAES MATAO
28/4 LENIR XAVIER CARNEIRO DUMONT
28/4 MARCELO RENATO PATRÃO ESTEVES SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
28/4 NILZA GOMES DE SOUZA NEVES PAULISTA
28/4 PASCOALINA COELHO DE SOUZA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
28/4 VALÉRIA CÂNDIDO LORENTE AURIFLAMA
29/4 CAMILA DELLAMURA VILA AURIFLAMA
29/4 CASSIA APARECIDA FRUTUOZO RIBEIRO NHANDEARA ALIANCA
29/4 JUAREZ BASTOS SERTAOZINHO
30/4 ALEXANDRA CRISTINA PITON FIRMINO CARLOS OLIMPIA
30/4 ANDRE LUIZ VIVEIROS CORONA SANTA FE DO SUL ESTANCIA TURISTICA
30/4 ELVES SCIARRETA CARREIRA BRODOWSKI
30/4 LÚCIA HELENA OKU VIDOTTO SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
30/4 PEDRO AURELIO GUAZZELLI P DA SILVA MIGUELOPOLIS
30/4 SILVANO LACERDA DOS SANTOS FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO

 

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

 

  1. Alpha – Omega
  2. 15/10/1963
  3. Verdadeiro
  4. Do seu Gabinete
  5. Resposta pessoal
  6. Falso. As regiões é que são divididas por Divisões.
  7. Resposta pessoal
  8. Resposta pessoal
  9. Resposta pessoal

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

 

                                                                       PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                            Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

      1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

            Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

            Coordenadores, Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

            Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessados

 

 

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

CARTA MENSAL DE MARÇO da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

                                                     Ribeirão Preto, 01 de março de 2021

                                                    

Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

                                                                

“Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar” (Abraham Lincoln)

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

São as chuvas de março findando o verão... Sempre será a música que deixou saudade em sua letra e a saudade de uma cantora admirada por muitos.

Estamos começando o mês de março, e gostaria de pedir que as chuvas de março levassem embora todas as coisas ruins, e que transformasse tudo o que estamos passando em algo de um passado que não deixasse legado apenas de coisas ruins, como tivemos até o último mês de fevereiro. Este foi um mês de notícias não muto boas. Foi assim, aparentemente, que finalizamos o mês de fevereiro.

No Lions temos enfrentado todos os problemas de forma tranquila e que tem dado ótimos resultados devido à garra de cada um de nós.

O apoio que temos recebido tem nos ajudado a superar obstáculos para darmos continuidade ao nosso planejamento.

Temos notado também que, em alguns Clubes, devido às causas advindas com esse turbilhão de problemas advindos com a pandemia que estamos vivendo, alguns Companheiros, Companheiras e Domadoras estão desanimados, muitas vezes por não poderem agir presencialmente nos momentos mais necessários para ajudarem e auxiliarem as pessoas nas comunidades.

A paciência é um fator alto nesses momentos e o auxílio a quem necessita é muito precioso e tem de acontecer.

Vamos estar sempre preparados com relação àquilo que os vigilantes da saúde nos orientam, cuidando muito da nossa saúde para que, passando a pandemia, podermos nos confraternizar presencialmente.

Foquei, e infelizmente como eu disse durante nossa 3.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital, quatro Clubes em nosso Distrito LC-6 que foram declarados em status quo no início do mês de janeiro. Tiveram os meses de janeiro e fevereiro para solucionar seus problemas com Lions Internacional no que diz respeito às taxas devidas à Associação. Confesso que estou postando esta mensagem e não sei qual foi o desfecho da situação, pois até 26 de fevereiro havia prazo para pagamento que, consequentemente, poderia livrar os Clubes do fechamento. Neste início de março, certamente, teremos notícias. A notícia que eu gostaria de transmitir seria a de que tudo foi superado e resolvido satisfatoriamente, pois para fundarmos clubes é um projeto tão trabalhoso e, de repente, o fechamento joga pelos ares os trabalhos que os Companheiros e envolvidos tiveram para fundá-los. Vamos meditar também sobre isso dentro do nosso Distrito LC-6.

Nossa caminhada continua e vamos fazendo nossas visitas presenciais de acordo com as possiblidades nossas e dos Companheiros, Companheiras e Domadoras nos Clubes.

           

            DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

EDITORIAL:

Será que estamos nos preparando para o funeral do protocolo leonístico?

A literatura ensina que o protocolo é irmão da etiqueta e da educação, filho do bom-senso e das boas maneiras.   Na teoria isto e lindo, muito lindo!   Só que, na prática, alguns membros da família leonística estão tratando esses nossos parentes de forma deselegante; e, em alguns casos, até mesmo vexadoramente.   E a constatação desse fato depõe contra a excelência que deve envolver e nortear nossas atividades.

Alguns atos que tenho observado, nos últimos tempos, chega às raias do absurdo. Principalmente levando-se em conta que agressões inadmissíveis contra o protocolo leonístico têm sido praticadas por Leões que estão há longos anos no movimento. E estes, pelo menos, têm por obrigação conhecer um mínimo que seja das regras que devem conduzir nossas solenidades. Ou, se não conhecem, devem perguntar e pesquisar. Isso não é desdouro para quem quer que seja, já que ninguém nasce sabendo.

Que absurdos são estes? Exemplicando, e para não saturar a paciência de ninguém, vou comentar três situações constatadas:

1) - Por mais que o assunto tenha sido discutido e martelado, ainda são cometidos erros lamentáveis quanto ao posicionamento das bandeiras nos respectivos mastros ou suportes. Presume-se que cada Clube deve ter, em seus arquivos, dezenas de instruções e orientações sobre a ordem de colocação das bandeiras; basta apenas consultar. Participei de uma importante solenidade distrital. As bandeiras colocadas nos mastros para hasteamento não obedeciam sua ordem protocolar. E, pasmem, nesta solenidade convidaram um graduado dirigente leonístico - que por sinal foi o orador oficial do evento - para hastear uma bandeira que estava no lugar errado. Prefiro acreditar que o rubor que se apossou do seu rosto foi originado pelo sol que no momento brilhava sobre o local...

2) - Formação da mesa dirigente tem sido outro ponto de desacato ao protocolo leonístico. Especialmente em solenidades de Clubes. O puxa-saquismo natural para com as pessoas da comunidade, que evidentemente merecem as honrarias, só que nos lugares que lhes competem, foi por mim observado em inúmeras oportunidades. Ora são vereadores ou representantes do prefeito que são declinados em detrimento a Ex-Governadores presentes; outras vezes presidentes de Rotarys ou Lojas Maçonicas são convidados antes de dirigentes leonísticos graduados; até mesmo prefeitos são chamados antes de Ex-Governador Imediato ou Vice-governadores do Distrito, caso presentes estejam E assim a barca vai, cada vez mais desgovernada, simplesmente por falta de quem a conduza com zelo e competência.

3) – E o Mestre de Cerimônia? Em alguns casos a atuação chega a ser lamentável. Menos por culpa dos Companheiros convocados para as funções, sem conhecê-las, mas por culpa exclusiva dos Presidentes e Diretores Sociais, aos quais cabe a definição do protocolo e a orientação de todos que estejam envolvidos na programação.   Existe aquele Mestre de Cerimônia que pega o microfone no início da festiva e larga somente no fim, cometendo inclusive o sacrilégio conceder ou anunciar a palavra de dirigentes. Tem outro que gosta de imitar o apresentador de telejornal, comentando toda notícia que divulga. Há também aquele que gosta de fazer introduções sobre as qualidades pessoais de Companheiros, quando não das suas próprias, relatando que fez isso ou aquilo. Se não bastasse, antes de devolver o colar faz uma longa peroração, cheia de citações e salamaleques, para agradecer penhoradamente o privilégio de ter sido designado para as funções. Sinceramente, não há... tempo que não estoure. O Mestre de Cerimônia é peça importante numa assembleia, pois a ele cabe uma parte da direção dos trabalhos. Mas ele deve conhecer as regras e saber aplicá-las, pois é somente executor de um ritual; nada mais que isso.

Como disse, esses são apenas três exemplos, pois se fosse relatar dezenas e dezenas de outras falhas que tenho observado provavelmente este editorial iria longe demais.

Existem culpados pela degringolada que está havendo no desprezo e desrespeito ao protocolo leonístico? Claro que sim! Somos todos culpados! Eu, você, Presidentes de Clubes, Presidentes de Divisão e Região, Assessores, Ex-Governadores e o próprio Governador do Distrito. Cada um deve atuar no limite da respectiva competência para tentar salvar um dos mais lindos procedimentos leonísticos: nosso protocolo.

Senão? Bem, senão vamos nos preparar para o funeral do protocolo leonístico. Mas, por gentileza, que nas exéquias, como despedida final, sejam utilizadas flores roxas e douradas para simbolizar as cores oficiais do Lions, cuja observância será, de certa forma, um meio de nos lembrarmos do protocolo leonístico.

                       PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

MARÇO, MÊS DO GOVERNADOR DO DISTRITO:

O mês de março de cada ano é denominado por Lions Internacional como “Mês do Governador”, devendo os Clubes homenagear o dirigente máximo distrital, fazendo com que sinta o quanto é estimado e o que dele espera todo o Distrito e o leonísmo durante o seu ano leonístico.

Nosso DG MJF Antonio Paulo Caliento, que tem enfrentado sérios obstáculos à sua ação administrativa face à pandemia que, desde o início da sua gestão, em julho passado e que persiste até hoje, tem demonstrado uma garra inigualável para vencer esta situação adversa, procurando desenvolver sua gestão, mesmo à custa de sacrifícios, inclusive pessoais, de forma a conduzir nosso LC-6 com a competência que só é atribuída aos fortes.

Ele tem se dedicado com garra, afinco, motivação, determinação e amor por um leonismo com mais mãos para servir e qualidade nas ações, demonstrando o orgulho de ser Leão e que servir é um ato de amor.

Parabéns, Governador Caliento. Por tudo o que você demonstrou no transcorrer deste ano leonístico, enfrentando obstáculos mas sabendo enfrenta-los com sabedoria e abnegação. Seus auxiliares diretos, e todo corpo associativo do LC-6, o cumprimentam efusivamente por, mesmo assolado pela pandemia, ter mantido nosso Distrito no ápice do mundo leonístico brasileiro.

 

DIA INTERNACIONAL DA MULHER:

Comemora-se no dia 08 de março, em todo mundo, o “Dia Internacional de Mulher”. A data foi instituída em 1910, durante o I Congresso Internacional da Mulher, realizado em Copenhague, na Dinamarca. Foi escolhida para homenagear as 129 mulheres operárias da fábrica têxtil Cotton, de Nova Iorque, nos Estados Unidos, que foram tragicamente assassinadas em 08 de março de 1908, por promoverem uma greve contra as péssimas condições de trabalho a que eram submetidas, excesso de horas diárias, salários miseráveis, morriam de tuberculose e outros fatos que atentavam contra os direitos humanos. Diante das reivindicações, o patrão fechou as portas e ateou fogo na fábrica, fazendo com que as 129 mulheres morressem carbonizadas.

No ano de 1911, no “Dia Internacional da Mulher”, os direitos das cidadãs foram consubstanciados na “Carta do México”, firmada pelo Comitê das Nações Unidas. Essa carta é constituída de 18 pontos que definem os direitos da mulher.

Depois desses acontecimentos históricos, a mulher começou a conquistar o justo espaço na vida comunitária, mas, infelizmente, até hoje, algumas discriminações são perpetradas. Nas últimas décadas, a mulher vem se destacando e ocupando importantes cargos e espaços na sociedade.

Aqui no Brasil, a Constituição Federal promulgada em 05 de outubro de 1988, trouxe uma inovação em seu título II, capítulo I, que trata dos direitos e deveres individuais e coletivos, assegurando em seu artigo 5.º, inciso I, igualdade em direitos e obrigações entre homens e mulheres. Apesar da Carta Magna estar em vigor a quase 33 anos, esse dispositivo legal ainda não está totalmente sacramentado, pois a mulher, em determinados aspectos, ainda continua enfrentando certas discriminações. A sociedade, antigamente, determinava a posição que a mulher ocupava, ou seja, estabelecia o papel que deveria desempenhar perante o convívio social, sem, contudo, sequer poder expor seus sentimentos, vontades, capacidades, enfim, seu grande potencial e suas virtudes, além daquelas que lhe eram impostas. Foi condicionada, durante anos e anos, a baixar a cabeça e aceitar tudo como se realmente seu único lugar fosse aquele estabelecido por uma sociedade preconceituosa. Hoje, graças à sua força, garra e grande luta, a mulher conseguiu alcançar e ser reconhecida pelo seu real valor social. Foi uma grande vencedora. “O sacrifício de subir a montanha é compensado pela paisagem que descortinamos do alto.” (Dinamor).

O dia 08 de março é um marco de reconhecimento e valorização da mulher. Nada mais justo, portanto, que a data mereça carinhoso reconhecimento da nossa família leonística.

Na figura da minha adorável e amada Domadora e Companheira Leão Nadir, transmito um carinhoso abraço às dulcíssimas Domadoras e Companheiras Leão do nosso querido Distrito LC-6.

 

DIA DO LIONS COM AS NAÇÕES UNIDAS:

Na medida em que a Segunda Guerra Mundial se alastrava, líderes das nações aliadas já vislumbravam além do fim do conflito e mantinham conversações sobre um órgão mundial para a preservação da paz, uma entidade que fosse mais forte que a ineficaz Liga das Nações. Os Leões apoiaram essa idéia. Em 1943, em Cleveland, na Convenção Internacional, os Leões endossaram uma resolução da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, pedindo um mecanismo internacional de preservação da paz assim que a luta terminasse.

Em fevereiro de 1945, Melvin Jones juntou-se a líderes de outros grupos nacionais que se reuniram com o Secretário do Tesouro (Henry Morgenthan Jr) e o Secretário adjunto para Assuntos Públicos (Archibald MacLeish) para discutir a formação de uma Organização das Nações Unidas. Em abril do mesmo ano a sede de Lions pediu aos clubes para realizarem a semana da Organização das Nações Unidas em demonstração de apoio à iniciativa.

Lions Clubs International foi uma das primeiras organizações não-governamentais convidadas a auxiliar na elaboração da Carta da ONU. Melvin Jones, o Presidente Internacional do ano (D. A. Skenn, de Salt Lake City, Utah) e o futuro Presidente Internacional (Fred W. Smith, de Ventura, Califórnia) ajudaram a formular a secção de ONGs da carta e participaram no desenvolvimento de missão humanitária da ONU. Em 26 de junho de 1945, a Carta da ONU foi assinada por representantes de 50 países.

Dois anos mais tarde, em 1947, em reconhecimento à importância de Lions Clubes a sua missão, a Organização das Nações Unidas concedeu a Lions status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da ONU, comprometido com o bem-estar das pessoas em todo o mundo. Lions e a ONU têm compartilhado muitas metas comuns e trabalhando juntos para promover a paz e a prosperidade.

A cada ano, Lions e a ONU comemoram o seu bom relacionamento. Iniciado em 1978, o Dia do Lions com as Nações Unidas convoca os líderes do governo, empresas e do setor sem fins lucrativos para explorar soluções às necessidades globais prementes. O evento anual incluí uma palestra feita por um reconhecido líder mundial, discussão em painéis de especialistas e, desde 1989, a cerimônia de premiação para os vencedores do Concurso do Cartaz sobre a Paz de Lions Clubs International incentivando os jovens a expressarem suas perspectivas sobre a paz. O Dia do Lions é marcado por uma recepção para os diplomatas da ONU, Leões, palestrantes e convidados para comemorar este relacionamento tão especial e duradouro.

Neste ano de 2021, o Dia do Lions com as Nações Unidas será comemorado no dia 20 de março, na sede da ONU em Nova Iorque.

 

FILOSOFIA LEONÍSTICA:

Vou tentar conversar com vocês sobre a filosofia leonística, que é uma das pilastras de sustentação da edificação leonística.

Filosofia significa “amor à sabedoria”.

Desde a fundação de Lions Internacional, os associados de um Lions Clube, presumivelmente, são instruídos sobre a filosofia que deve nortear sua atuação. Ou seja, o conjunto de documentos, estudos ou considerações que reúnem uma ordem determinada de conhecimentos que servem de fundamento para o aprimoramento do movimento leonístico.

A preparação deve ser efetuada de tal modo que o neófito seja devidamente conscientizado do que significará, para ele, a condição de associado do maior clube de serviços do mundo, e não associado de um clube social ou esportivo.

Transmitir a filosofia leonística a um novo associado, como entendemos, deve constituir um verdadeiro processo de doutrinação. Não é uma questão de proselitismo, mas uma questão de conscientização.   Isso não é tão difícil, desde que seu padrinho, ao escolhê-lo para indicação, já tenha detectado as qualidades inerentes à sua condição de futuro Companheiro ou Companheira.

Depois da posse, o padrinho não poderá deixar seu afilhado ou afilhada, e respectivo cônjuge, sozinhos e esquecidos. É necessário e indispensável que o padrinho faça com que eles entendam seu papel, apresentando-lhes tudo o que se refere à filosofia tão extraordinária que nos foi deixada por Melvin Jones e seus leais seguidores.

E onde buscar esses ensinamentos? Nos documentos que estão disponíveis a partir da integração do associado no Clube. Vejamos:

No COMPROMISSO DE POSSE DO LEÃO, que é uma promessa que o Companheiro ou a Companheira assumiu quando do seu ingresso no Clube. Com essa promessa, o associado passa a exercitar uma responsabilidade que o colocará ao lado dos demais componentes do Clube, no cumprimento das tarefas que lhe serão confiadas, no sentido de cumprir rigorosamente o Código de Ética, os Propósito, os Estatutos e as ideias que fluem das letras formadas pela palavra Lions: Liberdade, Igualdade, Ordem. Nacionalismo e Serviço.

No CÓDIGO DE ÉTICA DO LEÃO, em que seu comportamento como Companheiro ou Companheira estará perfeitamente delineado, indicando-lhe o perfil de cidadão que o Clube espera dele: ter fé nos méritos da sua profissão; defender sua remuneração ou lucro, justamente merecidos; ser leal com os clientes e sincero consigo mesmo; decidir quando em dúvida contra sua própria pessoa; praticar a amizade como um fim e não como um meio; ter sempre presente seus deveres de cidadão, para com sua localidade, seu estado e seu país; ajudar os seus semelhantes em suas necessidades; ser comedido na crítica e generoso no elogio.

Nos PROPÓSITOS DO LIONS CLUBE, que lhe mostram as finalidades para as quais o movimento leonístico se propõe, onde são destacados: sua responsabilidade como cidadão; espírito de respeito e consideração entre os povos; estudo e prática dos princípios de boa cidadania; manutenção de um bom companheirismo e compreensão mútua; ativo interesse pelo bem estar cívico, cultural, social e moral da comunidade; livre discussão de todos os assuntos de interesse público, exceto de política partidária e sectarismo religioso; promoção de valores éticos em seus negócios e profissões.

Nos ESTATUTOS E REGULAMENTOS do seu Clube, do Distrito, do Distrito Múltiplo e de Lions Internacional. Onde se encontram definidos os conceitos e práticas adotadas no movimento, com indicação sobre as maneiras de atuar e buscando-se a harmonia entre todos os que dela participam.

No PROTOCOLO LEONÍSTICO, no qual se definem algumas regras sobre hierarquia, constituição de mesas de trabalho, representação nos eventos, uso dos símbolos leonísticos e nacionais, e outros elementos essenciais ao bom desempenho e boa apresentação dos Clubes e dos seus componentes.

Afora esses documentos básicos, existem inúmeras publicações esclarecedoras, fruto do trabalho denodado de Leões que se dedicam a aprofundar o conhecimento do que recomenda a prática leonística, para os seus Companheiros e Companheiras.

Assim, não se pode falar em falta de material didático para quem de fato quer conhecer a realidade do movimento leonístico, contida em sua filosofia.

Existem ainda os eventos leonísticos em diversos níveis, como Comitês Assessores, Reuniões do Conselho Distrital, Convenções Distrital, do Distrito Múltiplo L e Internacional, além dos fóruns, seminários e palestras que são realizados frequentemente e que complementam os elementos fundamentais.

Durante as assembleias ordinárias dos Clubes, a INSTRUÇÃO LEONÍSTICA faz parte da programação, constituindo-se num ponto de destaque da reunião. E nessa ocasião que um Companheiro ou Companheira previamente designado profere breve alocução tratando de assunto leonístico de relevância.

Com o conhecimento adquirido, através desses documentos, juntamente com a participação nos eventos programados, aliado ao interesse que lhe foi despertado pelo seu padrinho, não existe dúvida que a pessoa do novo associado estará perfeitamente identificada com o perfil do Leão que se deseja para o fortalecimento e crescimento do leonismo.

Sem esses conhecimentos, e diante de um eventual desinteresse do novo associado e do seu padrinho, fatalmente esse pilar de sustentação da edificação leonística apresentará lesões que com o tempo poderá causar o desabamento da instituição.

 

COMPANHEIRISMO, OUTRA IMPORTANTE PILASTRA DA NOSSA EDIFICAÇÃO:

O companheirismo é outra importante pilastra da edificação leonística!

Ser companheiro não é somente ser mais um associado do movimento leonístico; não é apenas participar das reuniões do seu Clube e cumprimentar amigavelmente os que ali estão presentes, mal ouvindo o que está se discutindo na plenária, pois a conversas paralelas podem lhe parecer mais interessantes; não é apenas frequentar as assembleias festivas, geralmente realizadas em hotéis ou clubes sociais de primeira linha, que faz questão de indicar quando se discute o assunto, e mesmo assim ter oportunidade de reclamar do cardápio, do atendimento e das instalações.

Da mesma forma, ser companheiro não é, eventualmente, comparecer aos eventos leonísticos e ficar no vestíbulo dos auditórios ou nos bares da vizinhança, conversando e bebericando, após um abraço apertado naqueles a quem encontra em ocasiões semelhantes, pois, para alguns, esta é uma das oportunidades de reviver tantas coisas que o tempo e a distância até já tinham jogado no esquecimento, e de colocar em dia alguma “fofoca” que ouviu “à boca pequena”.

Ser companheiro é muito mais do que isso!

É o sentimento da verdadeira fraternidade que deve passar a constituir o dia-a-dia de quem se integra ao movimento leonístico. E essa fraternidade não se restringe aos momentos em que os Companheiros, Companheiras e Domadoras se encontram nas reuniões do Clube, ou nos eventos, ou quando viajam juntos para algum conclave. Lógico e evidente que nessas ocasiões também se pratica o companheirismo.

O companheirismo a que nos referimos é mais aquela irmanação que faz com que cada um passe a conviver os bons e os maus momentos que atingem os associados do leonismo; é participar das alegrias, vitórias e desafios, e também das tristezas, revezes e desapontamentos.

O companheirismo que o movimento leonístico propugna é a solidariedade, é a lealdade, é a imorredoura comunhão – a comum-unidade, onde se perpetua uma interligação entre cada um e os demais, seus familiares e seus amigos.

Que coisa maravilhosa é o companheirismo que não estabelece distinções, seja de categorias profissionais, ou na hierarquia leonistica, quando deixa de existir o senhor, o doutor, o excelentíssimo, todos sendo apenas e unicamente Companheiros.

Companheirismo é também sinceridade. A sinceridade é uma das grandes qualidades do ser humano. E, se para as pessoas comuns assim o é, mais ainda é essencial a qualquer Leão. Ser sincero, ser leal nas palavras, nos atos e até nos pensamentos. Saber elogiar, quando o elogio for merecido, e saber divergir, criticar construtivamente, quando conscientemente se faz necessário.

Ser Companheiro é ser aquele irmão escolhido, sem vínculo sanguíneo, com uma relação afetiva que, pela aproximação, às vezes, até maior do que os legítimos irmãos, proporcionam uma verdadeira integração familiar.

Nesse companheirismo a que nos referimos temos como fundamental a participação da Domadora e da Companheira Leão.   A mulher, pela feminilidade, tem mais presente o sentimento de espiritualidade, de sensibilidade maior às coisas menos materiais.

Os programas de companheirismo que o Clube passe a promover certamente atingirão efeitos bem mais surpreendentes quando co-orientados pelas mulheres. As atividades terão um suporte carinhoso, que somente elas são capazes de oferecer, principalmente quando em residências de Companheiros e Companheiras.

O toque feminino a qualquer evento social lhe dá um maior realce, conduz a peculiaridades, ora na ornamentação, na seleção musical, na confecção dos convites, na animação, em suma, de tudo o que deixará uma marca de bom gosto e de refinamento, mesmo nas coisas mais simples.

Uma realidade que deve ser observada: evidente que, nos casos de congraçamento nas residências de Companheiros, os gastos ocorridos devem ser fraternalmente partilhados entre todos os participantes. Muitas vezes o casal anfitrião deseja arcar com o ônus financeiro da festividade, o que deve ser indispensavelmente evitado; basta aos recepcionistas o ônus da organização. Isso é fundamental ao companheirismo, dentro do espírito de irmanação e igualdade.

Vamos praticar o companheirismo?

 

COMPROMETIMENTO COM O LIONS:

O ilustre PCC Antonio Carlos Tozzi Henriques, de Belo Horizonte, e que durante o ano leonístico 2007/2008 presidiu o Conselho de Governadores do DMLC, é autor de uma frase lapidar: “É bom contar uma história. Melhor ainda é fazer parte dela.”   E isso dentro do lema “comprometimento com nossa história”.

Não é de hoje que se afirma, com certeza insofismável, que o crescimento e o fortalecimento do Lions depende fundamentalmente do comprometimento com o nosso salutar movimento.

Dúvidas não existem que somente se formos coesos e solidários, trabalhando coletivamente, é que poderemos sedimentar o caminho que nos leva para prestação de um real serviço desinteressado.

Muitos dizem que o Lions de hoje já não é o mesmo, que não tem a mesma eficácia demonstrada em anos anteriores. Qual a causa dessa assertiva? Será que os antigos e inesquecíveis Companheiros eram mais capazes? Ou será que somos nós que não estamos preparados – ou com vontade – de oferecer o que nossas comunidades necessitam?

É certo que nosso trabalho é voluntário, que depende das possibilidades e limites de cada um. Só que precisamos exercer esse trabalho diante dos desafios que estão à nossa frente. O mundo caminha celeremente para uma modernidade cada vez mais envolvente. Precisamos acompanhar essa modernidade, sem olvidarmos, contudo, de aproveitarmos as ferramentas que ela nos oferece para ampliar nossas ações no serviço leonístico.

O leonismo está numa fase de transição? O volume das nossas atividades está em decréscimo? O que está acontecendo? Onde estamos errando?

Os culpados por essa degringolada, nos Clubes onde isso acontece, são os próprios Companheiros, Companheiras e Domadoras. Não apenas pela omissão, mas inclusive pela inconsequente vontade de agir uns contra os outros, sem que vislumbrem a noção exata do prejuízo que estão causando. Hoje, infelizmente, em muitos Clubes aqueles que querem ajudar são mal vistos, criticados e até mesmo injuriados.

Mas esse fato, que é lamentável, não deve arrefecer nem a mim e nem a cada um de vocês que temos “comprometimento com o Lions”.

Pessoalmente continuo primando por um leonismo sadio, depurado, que certamente irá sobrepujar os obstáculos e atingir o caminho cada vez mais vitorioso que lhe reserva o futuro. Isso é possível?   É! Depende de cada um de nós

                                                             

É SEMPRE AQUELA MEIA DÚZIA DE SEMPRE...:

É muito comum encontrarmos um Clube onde se diz que, ali, é sempre aquela meia dúzia que “segura as pontas e não deixa a peteca cair”.

É comum também, entre os grupos dos mais abnegados, vez ou outra ouvirmos um deles dizer que vai “acabar largando tudo e ir embora para casa”.

São situações corriqueiras e vivenciadas no nosso dia-a-dia.

Mesmo sendo difícil trazermos os mais acomodados para uma participação mais direta em nossas atividades, devemos sempre avaliara e compreender o posicionamento de cada um, nunca deixando de dar a atenção que todos merecem.

Existe melhor coisa a fazer do que seguir o exemplo de Cristo?

O apóstolo João, em seu Evangelho, já asseverava que “ELE sabia o que havia nas pessoas.” É uma verdade divina!

Jesus não ignorava o que existia nas pessoas, mas nunca se deixou impressionar negativamente.

Sabia que a usura morava com Zaqueu, contudo, trouxe-o da sovina para a benemerência.

Não desconhecia que Madalena era possuída pelos gênios do mal, entretanto, renovou-a para o amor puro.

Reconheceu a vaidade intelectual de Nicodemos, mas deu-lhe novas concepções da grandeza e da excelsitude da vida.

Identificou a fraqueza de Simão Pedro, todavia, pouco a pouco, instala no coração do discípulo a fortaleza espiritual que faria dele o sustentáculo do Cristianismo nascente.

Vê as dúvidas de Tomé, sem desampara-lo.

Conhece a sombra que habita em Judas, sem negar-lhe o culto da afeição.

Jesus preocupou-se, acima de tudo, em proporcionar a cada alma uma visão da vida, aquinhoando cada espírito com eficientes recursos de renovação para o bem.

Não devemos, pois, condenar o próximo porque nele observamos a inferioridade e a imperfeição. A exemplo de Cristo, devemos ajudar em tudo o que podemos.

O Amigo Divino sabe o que existe em nós. ELE não desconhece a nossa pesada e escura bagagem do pretérito, nas dificuldades do nosso presente, recheado de hesitações e de erros, mas nem por isso deixa de estender-nos amorosamente suas mãos.

Vamos compreender e aceitar os mais acomodados!

 

TRIBUTO A ARMANDO FAJARDO:

Muito já se falou e escreveu que os valores do leonismo, tanto éticos como históricos e culturais, estão em sua memória. Na verdadeira história do nosso movimento a memória deve falar mais alto. É ela que alimenta os princípios que se acumularam durante a existência do Lions, quando se estabeleceram regras de convívio, normas de comportamento e tudo mais aquilo que foi se sedimentando ao longo aos anos. Quem dispensa a memória está aniquilando nossos valores. Se não cuidarmos da nossa memória, quem garantirá a preservação da nossa história?

E quando falamos em memória não podemos olvidar a inesquecível figura daquele que trouxe o leonismo para o Brasil: ARMANDO FAJARDO, o nosso Leão n.º 1.

Falar de Armando Fajardo é falar da própria história do leonismo brasileiro!

Historiadores do nosso movimento cantaram e têm cantado em prosa e verso a vida e a atuação de Fajardo na consolidação do leonismo em nosso país. Dentre estes, um destaque especial deve ser creditado ao festejado e saudoso CL Alexandre Campos da Costa e Silva, PDG 1971/1972 do Distrito LC-1, que era meu amigo pessoal, e que vive e conta Armando Fajardo em sua obra “Uma história do leonismo no Brasil”. Foi de Alexandre que recolhi algumas pérolas para esta homenagem a Armando Fajardo.

Conheci que Fajardo nasceu no Estado do Rio de Janeiro, na cidade de Santa Maria Madalena, em 12 de outubro de 1893. Que seu pai era tabelião e seu avô fazendeiro. Que era um menino sonhador e viveu no interior fluminense até os 13 anos, onde seu maior prazer era armar arapucas para pegar inhambus e juritis, para apreciá-los em seus viveiros, mas sem jamais utilizar um estilingue. Que depois dos 13 anos aventurou-se sozinho para a cidade do Rio de Janeiro a fim de continuar seus estudos. Que fez o secundário no Internato Pedro II, onde se destacou na área esportiva. Que, depois, iniciou seus estudos na medicina mas abandonou o curso, desviando-se para a advocacia, que era seu verdadeiro objetivo. Que socorria seus companheiros de estudo e boemia em apertos financeiros, valendo-se dos recursos que lhe eram fornecidos pelo pai, ao qual fez questão de ressarcir tão logo se ajeitou no primeiro emprego, não por orgulho, mas por questão de princípios. Que esteve entre a vida e a morte em 1921, face a uma apendicite supurada, que o deixou de “molho” por cerca de dois anos. Que a doença atrasou seu casamento com a amada Blanche “Branca” Tavares, em 1924, e de cuja união não resultaram filhos. Que entrou para o serviço público e, por reconhecida capacidade, ocupou vários cargos importantes até chegar ao Ministério da Educação, só não ocupando o cargo de Ministro por motivos pessoais. Que era detentor de vários títulos e cargos importantes, tanto no Brasil como no exterior. Que, entre todos os títulos, o que mais o orgulhava era o de “Fundador do Leonismo no Brasil e Leão n.º 1 da nossa pátria”. Que no leonismo ocupou nos planos distrital e internacional os mais detacados cargos: o primeiro Governador do Brasil e membro da Junta de Relações Internacionais. Que na 11.ª Convenção Nacional dos Lions Clubes do Brasil, realizada em Salvador, Bahia, em maio de 1964, recebeu o título de “Patrono do Leonismo Brasileiro”. Que faleceu em 13 de junho de 1969, aos 76 anos, e foi sepultado no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

O ingresso de Armando Fajardo no leonismo foi grandemente influenciado pelo uruguaio Pedro Berro, de quem era particular amigo e, coincidentemente, tinham a mesma profissão e os mesmos interesses (advogados e turfistas). Fajardo estava em Montevidéu, em dezembro de 1951 (era diretor do Jockey Clube Brasileiro), assistindo uma prova que levava seu nome, numa homenagem por haver pacificado os turfistas uruguaios, ao lado de Pedro Berro, quando soube da existência do Clube de Leões da capital uruguaia, cujo fundador e presidente era seu estimado amigo. Fajardo conheceu as finalidades e beleza dos propósitos da Associação de prestar serviços desinteressados e da congregação humana, sentindo de imediato que tudo aquilo era inerente aos sentimentos que sempre nutriu, ou seja, um Leão que era e sempre seria. Sentiu, ainda, o desejo que o amigo Berro tinha em expandir o leonismo para o Brasil. Foi a senha para que inúmeras reuniões, com idas e vindas, fossem realizadas entre Fajardo e inúmeros dirigentes leonísticos da América Latina. Fajardo aceitou o desafio de trazer o leonismo para o Brasil, embora ações nesse sentido já estivessem sendo entaboladas na cidade de São Paulo.   Depois de correspondências mantidas com dirigentes da Associação Internacional, Fajardo iniciou o movimento para agregar as pessoas que seriam os fundadores do Clube de Leões do Rio de Janeiro. Após grande esforço, conseguiu juntar vários amigos e pessoas influentes. No dia 16 de abril de 1952, às 12:00 horas, em concorrido almoço no Jockey Clube Brasileiro (avenida Rio Branco 137/139), no Rio de Janeiro, foi fundado o primeiro Clube de Leões do Brasil, tendo como presidente Arnaldo de Morais (Fajardo não aceitou a presidência) e um corpo associativo de 40 fundadores.

Posteriormente, na medida que tomava providências para a expansão do leonismo no Brasil, Fajardo disparava medidas para organização de novos Clubes (três meses depois foi fundado o Clube de São Paulo), administração e adaptações que se fizessem necessárias, pois tudo aquilo que na ocasião era normatizado pela Associação Internacional contava apenas com literatura em inglês e espanhol. Fajardo manifestou seu descontentamento quanto a isso, pois certas expressões não condiziam com a realidade e sentimento brasileiro. Tanto é que as expressões “Domador” e “Tuercerrabos” do Informe de Organização de Clubes, impressos em espanhol e traduzidos de “Temer” e “Tailtwister” do inglês, foram adaptados para “Diretor Social” e “Diretor Animador”. Fajardo adaptou também a expressão “Jefe de Zona” (do inglês Zone Chairman) para “Presidente de Divisão”. A partir daí, modificações radicais foram sendo introduzidas. No dia 02 de julho de 1952 foi discutida a proposta para que se adotasse o nome de Lions Clube ao invés de Clube de Leões. O acróstico em uso na ocasião, que era “Liberdade, Entendimento, Organização, Nacionalidade, Esforço e Serviço” (retirado das letras que formavam a palavra LEONES em espanhol) foi substituído por “Liberdade, Inteligência, Ordem, Nacionalidade e Serviço”. O primeiro Distrito Provisório “L” do Brasil foi iniciado no ano leonístico 1953/1954, tendo Fajardo como Governador. A partir de então o leonismo brasileiro deslanchou e transformou-se na pujança que hoje domina o território nacional.

Fajardo era um homem rígido no cumprimento do dever e exigia que ao Lions fosse dado o respeito que merece. Para ele, leonismoo era uma questão de honra. Aqueles que com ele conviveram atestaram a seriedade que dava ao movimento, do repúdio que mantinha por determinados comportamentos e da sua franqueza, duríssima, a combater Companheiros que a todo custo queriam fazer do leonismo um trampolim para suas pretensões pessoais ou àqueles que, sem competência, queriam chegar a cargos mais altos.

A semente de tudo foi ARMANDO FAJARDO, cidadão e chefe de família exemplar, a cuja visão, entusiasmo e amor à nossa causa dedico esse modesto tributo.

 

HOMENAGEM DO LIONS A PESSOAS BENEMERENTES DA COMUNIDADE:

Quando um clube de serviço, como o Lions, decide prestar homenagem a uma pessoa que, embora não pertencença ao nosso movimento, notabiliza-se por atividades que a destacam como cidadão ou cidadã benemerente, não está fazendo nada mais do que cumprir aquilo que é estatuído pelos nossos Propósitos, pois o ato fomenta um espírito de compreensão, interessa-se pelo bem-estar cívico, une pelos laços de amizade e incentiva quem recebe a homenagem a servir sua comunidade sem benefício próprio.

É uma atividade que engrandece o leonismo e serve de base para que o Lions continue se integrando à comunidade.

Agora, é muito grande a responsabilidade do Clube para que a homenagem seja realizada condignamente.

O evento normalmente acontece durante um jantar ou coquetel de confraternização. Neste, a diretoria do Clube anfitrião deve atuar para que o protocolo seja rigoroso, a fim de que a homenagem não caia nas raias da mesmice de sempre e do exagero exacerbado das manifestações, tornando-a demorada, enfadonha e, o que é pior, passíveis de críticas pelos presentes.

Para uma solenidade desse porte geralmente são convidados muitos amigos da pessoa que é digna das honras, sejam ou não pertencentes ao quadro associativo do Clube ou do leonismo.

A atração principal é o homenageado! Por isso, a diretoria do Clube deve lhe reservar o maior espaço de tempo para sua manifestação, onde certamente desfilará seu histórico e apresentará sua mensagem de agradecimento. Da parte do Clube, apenas um orador deve destacar o benemérito e o objetivo da honraria, através do Presidente ou algum associado destacado pelo mesmo.

E muito comum, em solenidades desse quilate, que muitas pessoas queiram se manifestar para saudar o homenageado e ressaltar suas qualidades. É bastante compreensível! Só que a diretoria do Clube não deve permitir essas manifestações ou apartes, pois todas as virtudes da figura principal do evento certamente constarão da manifestação oficial do seu representante. Além disso, sempre que a jaula é aberta nessas ocasiões, afora o grande atraso que ocasiona à solenidade, possibilita uma eterna e desagradável repetição das mesmas coisas e fatos, e geralmente isso aborrece a paciência da plateia, causando desconforto. Experiências já vividas nos dão a certeza dessa assertiva. A diretoria do Clube, sempre que ocorrer o pedido de palavra de algum convidado para falar sobre o homenageado, deve, respeitosa e diplomaticamente, declinar do pedido e informar que os tributos ao mesmo serão rememorados durante a manifestação oficial do representante do Lions, e que os interessados poderão cumprimentar ou reiterar os elogios ao benemérito, pessoalmente, durante o jantar ou coquetel de confraternização.

Os dois marcos da solenidade são o homenageado e o Clube. A estes dois, e apenas a eles, deve ser dada a primazia das manifestações.

Uma observação final: caso o homenageado não seja cidadão brasileiro, a bandeira do seu país, ao lado da brasileira, deve ser ostentada no suporte de bandeiras do Clube. É um detalhe que não deve ser olvidado pelo protocolo.

 

O VALOR DA FAMÍLIA:

No mundo conturbado de hoje, que está atravessando um dos seus períodos cíclicos dos mais difíceis, sentimos que a falta de amor está infundindo incertezas que podem comprometer a própria estabilidade familiar.

Os órgãos de comunicação adentram nossos lares trazendo as mais aterradoras notícias, como se o mundo tivesse enlouquecido. Conflitos em todas as partes do globo, desarmonia e lutas fraticidas, governantes que não ocupam o lugar que deveriam ocupar. Parece que todos se esqueceram da sua missão de harmonizar, de dar exemplos necessários e principalmente de amar. Parece, inclusive, e infelizmente, que se esqueceram de Deus.

Sem amor o mundo não vive e a humanidade sofre as maiores dificuldades e humilhações. E isso, em particular, acaba influenciando a vida familiar.

Existe hoje, em todo mundo, questionamento a respeito da família. E nós, QUE PERTENCEMOS AO LIONS, carecemos conhecer esse questionamento, para um reencontro com a posição da unidade familiar.

Todos têm suas responsabilidades e devem ocupar seus espaços no universo da família. Esta mensagem, embasada na insignificância da nossa humildade, traz o propósito de um despertar para essa realidade.

Não precisamos de institutos para que fundamentem estudos sobre a família. Basta, apenas, que todos abram seus corações e procurem alcançar o horizonte infinito que está ao alcance daquele que têm uma visão cristã.

A família, que normalmente nasce de uma paixão da juventude, cresce com seus problemas e contratempos. Na família todos dependem de todos. A harmonização se funde com a compreensão de que cada um dos seus membros tem dons diferentes, e que, então, diferentes são os modos de ação. É extremamente importante o respeito pela ansiedade alheia. E lembrar-se, sempre, que só quem faz de sua casa um lar de família integrada e feliz pode se aproximar de Deus.

Como poderemos manter a família unida pelos laços da fraterna harmonia? Estendendo a mão generosa que irradia calor humano; pronunciando palavras meigas e doces que levam o entusiasmo e inspiração àqueles que nos rodeiam e são caros; distribuindo o olhar alegre que abra o coração e faça o sorriso fluir; ter sempre o semblante sereno e amigo que infunde felicidade; ensinando que nossos braços podem erguer aqueles que estão caídos à beira da estrada da vida; postando as mãos e agradecendo a Deus pelas suas bênçãos.

Alguém já disse que amar não é apenas olhar um para o outro, mas todos olharem na mesma direção.

Vamos buscar o amor dentro da nossa família, olhando todos na mesma direção, pois somente assim conseguiremos a chave que abrirá todas as portas da felicidade familiar. Eu ano minha famíia! Ame a sua também! E que Jesus ilumine a todos.

 

O LIONS E A COMUNIDADE:

Eu tenho algumas preocupações e dúvidas todas as vezes que vou escrever algma coisa sobre Leonismo, e vou lhes dizer porquê. Como advogado, embora já aposentado e desatualizado há muito tempo, penso juridicamente, e como Leão tenho condicionamentos pessoais e algumas regras comportamentais que me impus.

O termo advogado significa muito mais do que a descrição clara e coerente de um fato. Para o advogado, primeiro precisa-se do contexto de um fato, e isto envolve um processo, processo no qual se converte a teoria em algo prático.

Cada um de nós julga e avalia o que vê, conforme aquilo que tem na prateleira da sua memória.

Projetamos nas coisas os sentimentos e as experiências que temos arquivados como cristais da aprendizagem da nossa existência.

Vamos pegar um exemplo clássico: numa viagem tranquila, num belo dia de sol, um trem vai passando por campos verdejantes. Num dos vagões estão pessoas de atividades diferentes.

Em uma de suas janelas, um médico avaliava, apropriadamente, o quanto que a vida no campo, longe da poluição das cidades, poderá fazer pela melhor qualidade de vida e da saúde de toda a humanidade: o ar puro, o contato com a natureza.

Na outra janela, um jovem advogado pensará na possibilidade de se tornar inventariante do rico proprietário daquelas terras tão valiosas. Resolveria sua situação financeira e ficaria famoso.

Em que pensaria, na outra janela, um negociante de gado que retornava de quilômetros distantes, onde fora comprar uma boiada? Que aqueles campos se prestariam excelentemente para engordar os animais, que sempre perdem peso nessas viagens.

E assim por diante. O pintor veria na paisagem o fundo para uma bela tela. O engenheiro imaginaria quantos edifícios poderia construir. O dono de uma serraria, lá na última janela, faria os cálculos de quantos metros cúbicos de madeira tiraria daquela mata. Além de um empedernido ecologista, desses de carteirinha do “Green Peace”, que descobriria razões de sobra para a sua luta pela preservação da vida e da natureza.       

Para escrever, portanto, sobre o tema “Lions na Comunidade”, que é a paisagem que devo avaliar neste capítulo desta carta mensal, e nesta minha passagem pela estação da vida, não posso correr o risco de proceder como advogado, e sim como Leão.

Lions. O que é o Lions? Fugindo das definições tradicionais contidas na literatura leonística, pode-se dizer simplesmente que o Lions é um Clube de prestação de serviços, onde se reúnem pessoas de bem e de boa vontade que descobriram o seguinte: reunidos de forma organizada, é possível fazer muito mais pelo bem-estar e melhoria de suas comunidades, do que agindo como indivíduos isoladamente. Como se vê, o Lions está intrinsecamente ligado à comunidade.

Sempre é bom relembrar que comunidade é o conjunto de pessoas que vive e mora num determinado espaço territorial, em grupos sociais. Todos sabemos que uma característica da sociedade civilizada é que as pessoas sentem-se na obrigação moral de ajudar os seus vizinhos em dificuldades.

Numa primeira ordem de verificação, há os que inclinam-se a ver nisto uma obrigação social, com o Governo como um canal apropriado para assumir essa responsabilidade. Mas, segundo outro ponto-de-vista, essa assistência tem um caráter individual, e estabelece que os moradores de uma comunidade pobre não estão livres de sua obrigação social, só porque existem pessoas ricas a pouca distância. E concluí que esse sentimento de obrigatoriedade, que prefiro chamar de solidariedade, é mútuo.

É nesse estilo que o Lions funciona como agente de ação comunitária. O indivíduo que recebe ajuda tem também a obrigação de usar este auxílio para melhorar sua situação na medida do possível. Por isso que o Lions, como organização, aparece como um pólo importante no funcionamento desse processo. Insisto mesmo que, em suas campanhas, o Lions sempre deve cobrar alguma ação construtiva dos beneficiados, especialmente quando oferece treinamento ou ensinamento, como condição de auxílio. É o que se chama ajuda pelo trabalho.

Dentro desse juízo, é bom assinalar os excelentes serviços que são realizados pelos Lions de Barrinha, Pontal, Ribeirão Preto-Ipiranga, Sertãozinho e Sertãozinho-Centenário, integrando-se às suas comunidades.

Na verdade, quais as obrigações da sociedade para com os pobres e o papel do Governo em desempenhar essas obrigações? Fora de vagos apelos à filantropia e frases soltas como “Tudo pelo Social” e outras, virtualmente só resta o silêncio. Aqui e ali, apenas a ação consciente de pessoas caridosas ou de pequenos grupos isolados.

É dentro dessa realidade que a situação vigente, meritória e desinteressada de Clubes de serviço, como o Lions, se sobressai, com a sua liderança mundial, com cerca de l,4 milhão de Leões em quase 200 países e regiões geográficas do mundo, prestando um serviço consciente de assistência, de ensinamentos e de preparação das comunidades onde age, sempre de forma objetiva, conseqüente e digna.

Sirvo-me, a título de ilustração, da famosa frase do presidente John Kennedy; “O país que não puder ajudar os seus pobres, que são muitos, não terá condições de salvar os ricos, que são poucos”.

E sabemos quanto é difícil e penoso conseguir a colaboração das classes mais favorecidas, e já que o Governo sozinho não vai nunca realizar um programa de alcance social adequado, sem a credibilidade do Lions e de outras organizações similares, parcerias são necessárias, importantes e complementares.

É uma lástima que os governos não vejam que são eles que mais têm a ganhar com essas parcerias.

Certamente há muito o que realizar, mas não se pode negar que os Clubes da Divisão D-1 têm do que se orgulhar, pelos trabalhos já realizados e outros tantos que serão desenvolvidos, proporcionando alegria e satisfação aos que pertencem a esse movimento, que só eleva aos que dele fazem parte.

Na verdade, esses resultados emocionam, porque são coletivos e falam mais alto que certos comportamentos inerentes à individualidade e às particularidades de cada Clube de Lions, e entre si.

É claro que a maré montante do trabalho Lions e a Comunidade tem muito a ver com as pessoas que o realizam, e, como em todos os grupos humanos existem pontos de asfixia e de estrangulamento, atrevo-me a dizer, agora como advogado, que, a despeito do quanto faz pela comunidade, o Lions mantém suas realizações praticamente encapsuladas.

Preocupa-me ver, e não posso calar diante da evidência, que aos poucos os Clubes de Lions vão se constituindo em verdadeiras ilhas, afastando-se cada vez mais uns dos outros.

Certamente esse não é o ideal, e pergunto-me tantas vezes: será que isso pode ser evitado? Tenho cá minhas dúvidas, porque sinto que a patologia do quadro já está hoje muito aprofundada

Sou um defensor intransigente de que mérito não se impõe, mérito se conquista. Entendo que o Lions está acima de interesses pessoais ou de ambições mesquinhas por cargos e títulos, que as próprias regras leonísticas, na sua sabedoria, reduz a períodos curtos, embora a vaidade humana teime em perpetuá-los indefinidamente. E quase sempre, imerecidamente.

Um Clube de Lions tem muito o que fazer e, infelizmente, sabemos que são poucos os que fazem, não sendo possível perder tempo com ações individualistas dentro do Clube, ou nos Distritos, quando a comunidade, no seu crescimento de dificuldades, que aumenta numa escala geométrica de problemas e de miséria, está cobrando cada vez mais as nossas responsabilidades diante dela.

Mas, falar dessa forma tem pouco a ver com o que faço ou com o que considero que sou. Reconheço que dedico escassa atenção - como tantos de nós certamente - aos assuntos mais importantes em que se engajam os Clubes de Lions. Por outro lado, lembro-me do fato de que, nos meus mais de 27 anos de leonismo, andei convencendo e convidando encarecidamente outras pessoas e até mesmo Companheiros do meu e de outros Clubes a seguirem ou continuarem nos caminhos recomendados pelos Estatutos, Objetivos e Código de Ética do leonismo.

Na minha vida leonística apadrinhei Companheiros, fiz muitas viagens, muitas instruções e tive, evidentemente, muitas alegrias. Será que devo me arrepender do gesto? Será que preciso emitir um desconvite solene, para não mais me sentir responsável por outros abnegados que se deixaram seduzir, talvez, por um raro lampejo do precário poder de convencimento?

Creio que a resposta a ambas as perguntas só pode ser um amável não. Não, porque continuo a pensar que o tipo de leonismo que advoguei outrora e que ainda advogo hoje é tão válido quanto sempre o foi. E amável, porque estou ciente do fato de que o leonismo não é o que alguns que se dizem Leões estão realmente fazendo.

Verifico, nesta altura da vida, do alto dos meus 80 anos, que em cada missão que assumimos, cada um de nós pode ser um soldado de luz ou um desertor apagado. E isto vale também para os que fazem parte do Lions, porque, reafirmo, mérito não se impõe, se conquista.

O que diferencia o homem dos outros animais é que ele tem um intelecto e uma vontade. Um intelecto através do qual ele é capaz de conhecer a verdade, e uma vontade pela qual ele é capaz de escolher o bem.

É essa a única e verdadeira forma e estilo, de ser Leão e de fazer leonismo”

 

LEMBRETE AOS PRESIDENTES DE REGIÃO:

Durante este mês de março, de acordo com o que dispõe a letra “n” do artigo 60 do Estatuto do Distrito LC-6, vocês devem realizar o Fórum Leonístico com os Clubes das suas respectivas Regiões. Sucesso!

 

LEMBRETE AOS PRESIDENTES DE CLUBES:

Este mês de março é o mês das prévias eleitorais. É o mês em que suas assembleias gerais devem eleger suas Diretorias para o ano leonístico 2021/2022.

Lembramos também, principalmente aos Secretários de Clubes, que no próximo mês de abril os formulários Pus contendo os dados dos diretores eleitos devem ser enviados para Lions Internacional.

 

A AGENDA DE VISITAS DO CASAL GOVERNADOR AOS CLUBES DO DISTRITO:

O casal Governador do Distrito já visitou oficialmente 08 Clubes:

- Lions Clube de São Sebastião do Paraíso

- Lions Clube de Novo Horizonte

- Lions Clube de Nhandeara-Aliança

- Lions Clube de Poloni

- Lions Clube de São Joaquim da Barra

- Lions Clube de Votuporanga

- Lions Clube de Cajuru

- Lions Clube de Votuporanga-Brisas Suaves

Outros 35 Clubes do Distrito já agendaram a visita oficialmente:

01 – 11/03/2021 – Lions Clube de Catantuva

02 – 16/03/2021 – Lions Clube de Monte Azul Paulista

03 – 18/03/2021 – Lions Clube de Auriflama

04 – 19/03/2021 – Lions Clube de Palmeira D’Oeste

05 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra

06 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra-Águas Correntes

07 – 25/03/2021 – Lions Clube de Potirendaba

08 – 26/03/2021 – Lions Clube de Cravinhos

09- 27/03/2021 – Lions Clube de Monte Alto

10 - 30/03/2020 – Lions Clube de Sertãozinho

11 - 30/03/2021 - Lions Clube de Sertãozinho-Centenánário

12 – 01/04/2021 – Lions Clube de Batatais

13 – 03/04/2021 – Lions Clube de Orlândia

14 – 06/04/2021 – Lions Clube de Guariba

15 – 07/04/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto

16 – 07/04/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Campos Elíseos

17 – 07/04/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Ipiranga

18 – 07/04/202’ – Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista

19 - 08/04/2021 – Lions Clube de Matão

20 – 09/04/2021 – Lions Clube de Jaboticabal

21 – 10/04/2021 – Lions Clube de Taquaritinga

22 – 14/04/2021 – Lions Clube de Votuporanga-Abílio Calile

23 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis

24 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis-Cidade Progresso

25 – 15/04/2021 – Lions Clube de Nhandeara

26 - 16/04/2021 – São José do Rio Preto

27 – 17/04/2021 – Lions Clube de Barretos

28 – 20/04/2021 – Lions Clube de Ituverava

29 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca

30 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Cidade Nova

31 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Imperador

32 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Sobral

33 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Inovação

34 - 21/04/2021 – Lions Clube de Pedregulho-Usina de Estreito

35 – 22/04/2021 – Lions Clube de Igarapava

Os demais 23 Clubes do Distrito não agendaram as visitas do casal Governador (Altinópolis, Brodowski, Dumont, Guará, Icém, Indiaporã, Ipuã, Jales, José Bonifácio, Miguelópolis, Mirassol, Neves Paulista, Olímpia, Olímpia-Energia, Ouroeste, Passos, Pontal, Santa Fé do Sul-Estância Turística, São José do Rio Preto-Sul, São José do Rio Preto-Letícia Arroyo, São Simão, Tanabi e Votuporanga-Grandes Lagos

Devemos registrar que, além das visitas oficiais aos Clubes, o casal Governador tem ainda uma série de agendamentos que são de sua atribuição (reuniões do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, do Comitê do Gabinete Distrital, do Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LC, da Convenção Distrital, entre outras). A agenda completa do casal Governador está sempre publicada e atualizada no site oficial do Distrito LC-6 (www.distritolc6.com.br)

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

Registramos, com profundo pesar, os seguintes falecimentos durante o mês de fevereiro:

Dia 07 – CL Adelino Belline, Lions Clube de Jales

Dia 07 – CL Antonio de Oliveira, do Lions Clube de Icém

Dia 20 – CL Sílvio Biagi Neto, do Lions Clube de Dumont

Dia 24 – Cal Olga Daguer Bittar, do Lions Clube de Mirassol

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esses lamentáveis passamentos, editou aa Resoluções n.ºs 34-2020/2021, 35-2020/2021, 36-2020/2021 e 37-2020/2021, decretando luto oficial de três dias no território distrital.

 

PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO NAS HOMENAGENS DE FALECIMENTO:

O DG MJF Antonio Paulo Caliento, desde o início da gestão 2020/2021, adotou a prática de decretar luto oficial de 3 dias em todo o Distrito sempre ocorrer o falecimento de um Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora.

A adoção dessa prática levou em conta que o luto é um sentimento profundo de tristeza, dor e pesar pelo falecimento de alguém; que é caracterizado por um período de consternação e saudade pela perda de um ente querido; e que, pela nossa unidade e irmandade leonística, temos o dever de refletir sobre a morte de alguém que, em vida, teve atuação significativa dentro do nosso movimento.

A Governadoria, deste o inicio do presente ano leonístico, e sempre que recebe a notificação do Clube envolvido com a ocorrência com um membro do seu corpo associativo, expede a resolução decretando luto oficial, que é distribuída para todo o Distrito.

Porém, essa justa homenagem aos nossos associados falecidos ainda dependia de uma necessária normatização para que os Clubes do Distrito participassem efetivamente do ritual.

E o que fez o DG Caliento para solucionar a questão?

Editou a resolução n.º 31-2020/2021, que entrou em vigor no dia 28 de janeiro de 2021, recomendando aos Clubes do Distrito LC-6 que, no início da primeira assembleia ordinária após o recebimento de uma resolução da Governadoria decretando luto oficial, seja guardado um minuto de silêncio pelo falecimento do Companheiro Leão, da Companheira Leão ou da Domadora. E que, durante essa reunião, a Bandeira do Lions fique hasteada a meio pau.

CONVENÇÃO INTERNACIONAL DE 2021 SERÁ VIRTUAL:

Devido às preocupações contínuas sobre a pandemia do coronavírus, a Diretoria Internacional votou pela transição da Convenção do Lions Clubs International de Montreal 2021 para um evento que será realizado totalmente online. Essa decisão foi tomada pensando na saúde e segurança dos nossos Leões, funcionários e fornecedores, pois limitar as viagens internacionais e grandes reuniões é a chave para as estratégias de contenção global.

Embora a Diretoria Internacional esteja desapontada por não poder hospedar esta evento pessoalmente, está empolgada em hospedar nossa primeira Convenção Internacional virtual que pode conectar Leões de todo mundo com segurança. A Diretoria Internacional ainda está finalizando os detalhes da sua nova experiência na convenção, que será compartilhada com você assim que estiverem prontos.

Aqui estão alguns detalhes importantes sobre a convenção virtual de 2021, que gostaríamos de compartilhar com você:

1) Todos estão convidados. Nossa convenção de 2021 será um evento virtual aberto a todos os Leões e Leos do mundo inteiro.

2) Taxas de inscrição. A taxa de inscrição será de US$50 até 31 de março. Depois de US$75 a partir de 01 de abril. A taxa de inscrição para Leos será de US$30. Independentemente da data. A convenção está programada para 25 a 29 de junho. Detalhes adicionais do evento e da inscrição serão fornecidos em breve.

3) Inscritos atuais. Os Leões atualmente inscritos para a convenção receberão um e-mail em breve com mais informações sobre as opções de inscrição.

4) Eleições. As eleições de dirigentes executivos e diretores internacionais serão realizadas eletronicamente e os procedimentos de votação serão divulgados.

5) Atualizações da convenção. Verifique o site da convenção LCICon para atualizações e detalhes da convenção assim que estiverem disponíveis.

6) Esta pandemia global de saúde forçou Lions Internacional tomar decisões e mudanças que colocam a saúde e a segurança em primeiro lugar. No entanto, estamos otimistas de que a cada novo dia há esperanças e, como Leões, continuamos a encontrar novas maneiras de nos mantermos conectados, servir com segurança às nossas comunidades e continuar nossa missão global de serviço.

 

Lions Internacional agradece sua compreensão durante este período desafiador para nossa organização e para o mundo, e agradece, também, seu incrível serviço como Leão.

 

DIRETORIA INTERNACIONAL TOMA MEDIDAS PARA AJUDAR OS CLUBES:

A pandemia do Covid-19 continua impactando o trabalho dos Leões em todo o mundo. Como você sabe, isso também criou dificuldades financeiras para os nossos Leões e para as pessoas de quem cuidamos.

Para apoiar os incríveis homens e mulheres que servem conosco, a Diretoria Internacional aprovou, por unanimidade, uma resolução para ajudar os nossos Clubes.

Segue abaixo uma visão geral da nova resolução aprovada pelo Conselho de Administração da Associação Internacional de Lions Clubes:

1) Isenção das taxas de admissão. Isenção de todas as taxas de admissão no período de 01 de janeiro a 30 de junho de 2021.

2) Pagamentos flexíveis.   Nenhum Clube em boa situação em 31 de dezembro de 2020 será suspenso ou cancelado até 30 de junho de 2021 por atraso no pagamento das cotas.

3) O pagamento total deve ser recebido antes de 30 de junho de 2021 para evitar a suspensão ou cancelamento.

4) Observe que os Clubes colocados em suspensão financeira em 31 de dezembro de 2020 permanecerão suspensos até que o saldo atual seja pago. Esses Clubes ainda precisarão resolver suas dívidas pendentes ou fazer arranjos para reembolso com o Departamento de Contas a Receber de Lions Internacional para evitar o cancelamento programado para 01 de março de 2021.

Essas medidas adicionais ajudarão os Leões a enfrentarem dificuldades financeiras e darão aos Clubes o apoio e o incentivo de que precisam durante esses tempos difíceis. Por mais de um século os Leões enfrentaram os maiores desafios da humanidade e, juntos, superaremos isso também.

O mundo precisa dos Leões agora mais do que nunca, então, obrigado por seu excelente serviço e compromisso com nossas comunidades e com o mundo.

 

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?:

01. Descreva o que significa AGDL _________________________________________

02.O Dia Internacional do Leo Clube é comemorado em:

a) 06 de janeiro;

b) 17 de outubro;

c) 05 de dezembro.

O lema do Leo Clube é: ______________________

03.O conceito básico de um Leo Clube é:

a) apoiar os projetos dos Lions Clubes;

b) preparar os jovens para que se tornem cidadãos responsáveis, tanto para a comunidade como para o mundo;

c) oferecer um meio pelo qual os jovens possam possam desfrutar de atividades sociais e recreativas.

 

04.Podem os Lions Clubes pagar as taxas dos Leo Clubes com as suas contas de atividades?

a) sim

b) não

05.Os Leos precisam ser filhos de Companheiros ou Companheiras Leão?

 

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

01. Até fevereiro de 1921 os negócios da Associação eram tratados no próprio escritório da seguradora pertencente a Melvin Jones. Naquele mês foi transferida para um imóvel alugado na South Michigan Avenue n.º 322, em Chicago. Alí permaneceu até 1955, quando Lions Internacional adquiriu sua primeira sede própria, localizada na North Michigan Avenue n.º 209. Em 01 de junho de 1971 transferiu-se definitivamente para Oak Brook.

02. A homenagem aos fundadores do leonismo é prestada no mês de janeiro.

03. A Associação assumiu seriamente o compromisso de servir aos deficientes visuais após o memorável discurso de Helen Keller, pronunciado em 02/07/1925 no encerramento da IX Convenção Internacional, realizada em Cedar Point, Ohio, Estados Unidos, quando ela concitou os Leões a se tornarem “paladinos dos cegos na cruzada contra a escuridão”.

04. As cores oficiais do Lions são o roxo e o amarelo-ouro. O roxo representa a majestade, a realeza, a lealdade e a integridade. O ouro significa a pureza, a sinceridade, a liberalidade, a generosidade e a caridade. Foram aprovadas durante a I Convenção Internacional.

05. O lema do leonísmo “Nós Servimos”, traduzido do original inglês “We Serve”, foi aprovado pela Diretoria Internacional em 1945, e resultante de um concurso internacional que teve a participação de cerca de 6.000 concorrentes. Oito participantes apresentaram o mesmo lema, sendo escolhido o de autoria de D. A. Stevenson, do Lions Clube de Fonthill, Ontário, Canadá, cuja correspondência foi a primeira, dentre as oito, a ser postada e chegar à sede do Lions Internacional. É a expressão que espelha o objetivo maior do nosso extraordinário movimento.

06.Depois de entrar no Canadá, os três primeiros países que receberam o movimento leonístico foram: o México (em 1925, com a fundação do Lions Clube de Nuevo Laredo), a China (em 1926, com a fundação do clube de Tsingtao, em Tienstein) e Cuba (em 1927, com a fundação do clube de Havana). Após isso houve um hiato de nove anos, e, quando do seu reinicio, o movimento toma um impulso extraordinário, começando pela América Central, com a criação do clube Cristobal Colon, no Panamá, em 1935. Chegou à América do Sul através da Colômbia, em 1936, com a fundação do clube de Barranquilha. Depois foi a vez da Oceania, em 1947, na cidade australiana de Lismora. Na Europa chegou em 1948, com a fundação do clube de Estocolmo, na Suécia. No mesmo ano marcou presença na África, com o clube de Marrakech, no Marrocos. Completando o ciclo mundial, o leonismo chegou na Ásia em 1956, na cidade de Bombaim, na Índia. Está no Brasil desde 16 de abril de 1952, com a fundação do Lions Clube do Rio de Janeiro.

 

 

CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM MARÇO:

Dia 02 – Pedregulho-Usina de Estreito

Dia 03 – Neves Paulista

Dia 09 – Ribeirão Preto

Dia 17 – Palmeira D’Oeste

Dia 19 – Votuporanga-Brisas Suaves

Dia 31 - Cravinhos

 

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE MARÇO:

- Mês do Governador do Distrito

- Mês do Fórum Leonístico das Regiões

- Mês do Lions nas Nações Unidas (data variável)

- Mês das prévias eleitorais nos Clubes

- 15 – Dia do Editor de Publicações Leonísticas

 

CALENDÁRIO CÍVICO DE MARÇO:

01 – Fundação da cidade do Rio de Janeiro (1565)

05 – Criação do Serviço Postal no Brasil

08 – Dia Internacional da Mulher

12 a 19 – Semana Nacional da Biblioteca

15 – Fusão Rio de Janeiro-Guanabara (1975)

21 – Início do outono

25 – Data da outorga da 1.ª Constituição Brasileira (1824)

 

15 DE MARÇO – DIA DO EDITOR DE BOLETIM:

Quando da divisão do Distrito Múltiplo L, após trinta e tantos anos de tentativas, surgiu, entre muitos Companheiros, a desagradável sensação de distanciamento, com a preocupação de arrefecimento do movimento. Surgiram várias propostas. Daí afloraram duas palavras: “Boletim” e “Boletineiro”, que seriam, a meu ver, as bases para evitar o hiato e criarem um traço de união que o leonismo brasileiro iria necessitar.

Cabe aos “Boletineiros” serem o traço de união do leonismo no Brasil, levando seus boletins a todos os Clubes do país, independentemente do Distrito Múltiplo a que pertençam. Amanhã, como ontem e hoje, eles devem ser aplaudidos e incentivados a continuar noticiando, numa salutar troca de informações e experiências que sempre aumentarão toda e qualquer outra iniciativa, como o recém terminado Concurso com resultado tão espetacular que marca fortemente a presença do “Boletim” dentro do nosso leonismo.

            (adaptado pelo PDG Armênio Santiago Cardoso, do Rio de Janeiro, de um texto do saudoso PDG Alexandre Campos Costa e Silva, do Distrito LC-1, escrito em julho de 2006).

 

 ATIVIDADES DO HOSPITAL DE OLHOS DE TAQUARITINGA:

O MJF João Donizetti Furtado, presidente do Hospital de Olhos de Taquaritinga, enviou para esta Coordenadoria relação dos procedimentos executados por aquela unidade em janeiro de 2020 (as de fevereiro ainda não estavam contabilizadas até esta data):

- Tratamento clínico: medicamentos glaucoma = 181

- Procedimentos clíncos: consultas e administração de medicamentos = 1431

- Procedimentos diagnósticos: exames = 2665

- Procedimentos cirúrgicos: cirurgias = 139

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE MARÇO:

Aos aniversariantes de março muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de março, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/3 CARMEN LUCIA SUAREZ CARDOSO BRODOWSKI
1/3 JORGE LUIS DE OLIVEIRA SERTAOZINHO CENTENARIO
1/3 MARCIO ALCIR BARION MATAO
1/3 SANDRA REGINA FERNANDES OLIMPIA
1/3 SAULO ANDRÉ SILVA JABOTICABAL
2/3 CAETANO ADAMI NETO BRODOWSKI
2/3 CELIA MARIA DOS SANTOS OLIVEIRA BATATAIS
2/3 ELIETE APARECIDA DE O. BOLONHA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
2/3 MARGARETE CRISTINA CORREIA TOMAS FERNANDOPOLIS
2/3 MARIA CRISTINA ALVES DO CARMO BARRETOS
2/3 YOLANDA DE PAULA RODINI LUIZ RIBEIRAO PRETO
3/3 DEISE ELIAS RIBEIRAO PRETO
3/3 ELISA GARCIA BERTONI IDALGO FRANCA CIDADE NOVA
3/3 EMILIA MITIE SAWAMURA MONTE AZUL PAULISTA
3/3 GUSTAVO ZANETTE OLIMPIA
3/3 HELENA MARIA DA SILVA IJANC JABOTICABAL
3/3 LUIZ FUCHIWAKI IPUA
3/3 THAINARA SILVA INFANTE NHANDEARA ALIANCA
4/3 ANTÔNIO DE PÁDUA BARROS CARDOSO BATATAIS
4/3 DANIENE ALEXANDRE CATOSSO AURIFLAMA
4/3 HELIA G MAGNA RIBEIRAO PRETO
4/3 INES EUZEBIO DA SILVA MIRASSOL
4/3 JOAQUIM FERNANDES MAIA PASSOS
4/3 JOSÉ CARLOS LEITE BRITO MIGUELOPOLIS
4/3 MARIA HELENA CALLEGARI DAMIAO CRAVINHOS
4/3 MARIA JACINTA BRUGNOLI DA SILVA OUROESTE
4/3 USMA MARIA PINTO BRAGA BATATAIS
5/3 AMANDA PITON SIQUEIRA OLIMPIA
5/3 DACIO PRETI JUNIOR VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
5/3 EDMILSON HELENO DA SILVA MIRASSOL
5/3 LUCAS LUIZ LEITE DOS SANTOS INDIAPORA
5/3 LUCIANA BOCHI TRISTAO MATAO
5/3 MARISTELA MARANHO ANTONIETO VOTUPORANGA
5/3 NEUSA JARDIM SERTAOZINHO
5/3 REGINA FATIMA GARCIA PARRA FRANCA SOBRAL
5/3 SIDNEI ROBERTO CASIMIRO FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
6/3 CLARICE FERREIRA C ANDRADE FRANCA INOVACAO
6/3 PAULO ANTONIO SECAF RIBEIRAO PRETO
6/3 PAULO HENRIQUE RODRIGUES DE OLIVEIRA VOTUPORANGA
6/3 ROSALINA NORONHA A. NAVARRETE MIRASSOL
6/3 WILSON GEOVANI CAETANO DE SOUZA CINZA BRODOWSKI
7/3 AUGUSTO SANCHES BANZI CATANDUVA
7/3 JESSIE RANGEL FELLONI PINOTI SERTAOZINHO
7/3 JORGE BARBOSA PRADO GUAIRA
7/3 RENATA TRISTÃO ITUVERAVA
7/3 ZEILA DE LAURENTIZ PACIFICO GUARIBA
8/3 CLAUDIO PERES FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
8/3 LUIS HENRIQUE AGUIAR AGOSTINI NHANDEARA ALIANCA
8/3 PEDRO ALVES DE SOUZA JABOTICABAL
8/3 ROBERTO LUIZ DOTTO CATANDUVA
8/3 SOLANGE APARECIDA COTIAN MEIRELES ORLANDIA
9/3 ALANCASTER D OLIVEIRA ANDRE BARRETOS
9/3 EDWARD PEREIRA DOS SANTOS FRANCA DO IMPERADOR
9/3 JOAQUIM MAZETTO MIGUELOPOLIS
9/3 MARIA ANTONIA PERIM GUIMARAES JABOTICABAL
9/3 MARIA LOURDES MARTINS CAMERON CORREA POLONI
9/3 WANY APPARECIDA MIRANDA DE OLIVEIRA GUARIBA
10/3 JOAO EDUARDO DEL GROSSI TAQUARITINGA
10/3 MARCIA APARECIDA ZUANASSI MILANI VOTUPORANGA ABILIO CALILLE
10/3 MARIA HELOISA OLIVEIRA CUCOLICCHIO TANABI
10/3 VALDEIR MARCOS BIZARI PONTAL
11/3 ANGELA RODRIGUES DAMASCENO BATATAIS
11/3 ESTER RODRIGUES BRESEGHELO NHANDEARA
11/3 ISCILA VIETTI AIDAR PITON OLIMPIA ENERGIA
11/3 LUCIA APARECIDA MENDONÇA MIGUELOPOLIS
11/3 LUIZ OCTÁVIO RAMPASSO NARDINI MONTE AZUL PAULISTA
11/3 NEUSA PILA JIMENES CATANDUVA
12/3 ABILIO PAVAN JUNIOR NEVES PAULISTA
12/3 ADHEMAR VARGAS MAXIMO FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
12/3 JOAO ANTONIO REAL JABOTICABAL
12/3 MARIA CRISTINA EVARINI DE CAMPOS GUAIRA AGUAS CORRENTES
12/3 ROSANA BONADIO FERNANDES ORASMO IPUA
13/3 CASSIO FERNANDO BALDUINO DE LIMA NHANDEARA ALIANCA
13/3 MARIA INES DA SILVA DOS SANTOS PASSOS
13/3 NADIR JULIANI ANDRIANI RIBEIRAO PRETO JARDIM PAULISTA
14/3 ADELAIDE CALEGARI JABALI CRAVINHOS
14/3 ALESSANDRA CRISTINA TOMIN LUZ FERNANDOPOLIS
14/3 ALINE PATRICIA BARTOLOMEU BRODOWSKI
14/3 AMAGALI BRESSANIM PALMEIRA D'OESTE
14/3 CAROLINE DE OLIVEIRA GARCIA VOTUPORANGA GRANDES LAGOS
14/3 ELY JESUS T DE SOUZA ICEM
14/3 FLORESMILA MATILDE SOSA VIERA GONÇALVES SAO JOSE DO RIO PRETO
14/3 LELIA CALIXTO CUNHA FRANCA
14/3 MARCELO MAY SPINA CATANDUVA
14/3 WALDEMIR TOLEDO DO CARMO BARRETOS
15/3 CLAUDIOMAR LEONEL DA SILVA MIGUELOPOLIS
15/3 EDELSON LUIZ MARTINUSSI POLONI
15/3 LEONARDO HENRIQUE DE MORAES FERREIRA GUARIBA
15/3 LUIZ AUGUSTO MARTINS MATAO
15/3 MARIA EUNICE MODESTO TRASSI NHANDEARA
15/3 MARLI PEREIRA DOS SANTOS SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
15/3 SERGIO A RAMOS DO VAL FRANCA
16/3 ALEXANDRA BERGAMO SPINA CATANDUVA
16/3 CARLA CRISTINA CUZZI FERNANDES JABOTICABAL
16/3 CINIRO APARECIDO GONÇALVES TAQUARITINGA
16/3 DORIS ANTUNES DOS SANTOS FRANCA DO IMPERADOR
16/3 EDSON DE BIAZI OUROESTE
16/3 HELENITA SONIA RODRIGUES PINELLI JABOTICABAL
16/3 JOSE CARLOS OLIVEIRA GUARIBA
16/3 JOSE MARIA MODESTO TAQUARITINGA
16/3 JOSé ANGELO FACCIN PALMEIRA D'OESTE
16/3 LUIZ AUGUSTO VALE VOTUPORANGA
16/3 MARCELO HENRIQUE CORREA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
16/3 MARINO FERNANDES ROSA FRANCA
16/3 PATRICIA CRISTINA PRANTE MACHADO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
16/3 RODOLPHO GONCALVES DA SILVA POTIRENDABA
16/3 VANIA CRISTINA DE FREITAS MARTINUSSI POLONI
17/3 GERALDO BONVICINO BARRETOS
17/3 JOSE MILARE DOS SANTOS NHANDEARA
17/3 LUÍS FUMAGALLI SAO JOAQUIM DA BARRA
17/3 MARCELO FERNANDES BOLONHEZE PALMEIRA D'OESTE
17/3 SILVANA MARIA MAZZARIOLI OCTAVIO ORLANDIA
18/3 DEBORA DA COSTA MIGUELOPOLIS
18/3 LUIZ ALBERTO DA SILVA INDIAPORA
18/3 MARINA MARIA TOCANTINS BIANCO JABOTICABAL
18/3 MONICA CARVALHO DE OLIVEIRA MUNHOZ CATANDUVA
18/3 NATALIA RODRIGUES LEAL MURARI VOTUPORANGA
18/3 NIVALDO BORGES DEDEMO ORLANDIA
18/3 VICTOR RODRIGUES DE SOUZA ITUVERAVA
19/3 CLAUDINEIA MARLI CHAGAS VIEIRA MATAO
19/3 LUIZ CARLOS GERALDINI POLONI
19/3 RUVER JOSE PINTER DONADON JABOTICABAL
20/3 ABILIO ANGELO DA SILVA JUNIOR IGARAPAVA
20/3 CLEA DOS SANTOS ITUVERAVA
20/3 FLAVIA GAGLIARDI SPE JABOTICABAL
20/3 GILMAR BIANCO FRANCA DO IMPERADOR
20/3 LUIZ CARLOS SETTI BATATAIS
20/3 MARIA RITA BIGOLOTTI PANOSSO TAQUARITINGA
20/3 MARINA MADALENA DOS SANTOS PEDREGULHO USINA DE ESTREITO
20/3 SHEILA DOS PRAZERES GRAU BRODOWSKI
21/3 ANA LUIZA DEL GROSSI TAQUARITINGA
21/3 ANDREA C. SILVA RAMALHO TAQUARITINGA
21/3 ANDRIGO BARBOZA DE NARDI JABOTICABAL
21/3 APARECIDA D. SANTOS FUMAGALLI SAO JOAQUIM DA BARRA
21/3 EDSON ALVES PEREIRA NHANDEARA ALIANCA
21/3 OSCAR SANTO BRAGA MONTE ALTO
21/3 ROBERTA BARONI ANDRADE AURIFLAMA
21/3 SONIA MARIA GERA FRANCA INOVACAO
21/3 TEREZINHA THEODORO DE SOUZA DAMIÃO PONTAL
22/3 EDNA MARCIA GASQUES VIOLIM TANABI
22/3 FERNANDO GARCIA FRANCA CIDADE NOVA
22/3 JOSÉ ANTONIO FERNANDES JUNIOR JABOTICABAL
22/3 LUCIMARA ALVES TELES FERREIRA SANTA FE DO SUL ESTANCIA TURISTICA
22/3 MARLINE APARECIDA C DE ALMEIDA MONTE AZUL PAULISTA
22/3 SUELI ELIZA MAZOLA MORETI FRANCA SOBRAL
22/3 VALERIA ZOCCAL ALVES NHANDEARA ALIANCA
23/3 FABIO LUIZ COSTA GOSS AURIFLAMA
23/3 FRANCISCO MAGGIO ITUVERAVA
23/3 JOSE EDNO MALTONI GUARIBA
23/3 JOSE VASCO ORLANDIA
24/3 ELIRTES RAUL DOS SANTOS CARDOSO GUARIBA
24/3 VALTER FERREIRA DE OLIVEIRA NHANDEARA
25/3 ANDREIA CARLA PITON OLIMPIA
25/3 BRUNA MIOTO FERNANDES NHANDEARA ALIANCA
25/3 DIEGO SILVA INFANTE NHANDEARA ALIANCA
26/3 ANTONIO MUTTER BORGES MATAO
26/3 GUSTAVO RIBEIRO ROCHA CHAVAGLIA ITUVERAVA
26/3 JOAO JOSE NEVES CARDOZO GUARIBA
26/3 RODOLFO BOLDRIN MARCHAN PALMEIRA D'OESTE
26/3 ROSA MARIE CORREA DOTTO CATANDUVA
26/3 SANDRO CARVALHO DE ARAUJO JABOTICABAL
27/3 ALEXANDRE DOS REIS RAO SERTAOZINHO
27/3 MANUELA DE OLIVEIRA MARINHO PONTAL
27/3 MARCIA REGINA SCHIAVETTO GUIMARAES MATAO
27/3 VALDENIR PASCAL AMENDOLA MIRASSOL
27/3 VILMA GATTáS ALVES FERNANDOPOLIS
28/3 GUSTAVO JOSE GIL ALMEIDA ICEM
28/3 ZENAID GABRIEL DE OLIVIERA GUARIBA
29/3 ALDEMIR DIAS PRADO FRANCA CIDADE NOVA
29/3 MARINA SARAVALLI NEVES PAULISTA
29/3 MATEUS SCAPIM CARDOSO ITUVERAVA
29/3 OSMAIR CARLOS TONINATO PALMEIRA D'OESTE
29/3 OSVALDO MARTINS DA SILVA AURIFLAMA
29/3 PAULA ANGELA AMARAL CAUDURO LAURIA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
30/3 MARCO ANTONIO CADIOLI MATAO
30/3 SIMONE PASQUIM OLIVEIRA GUAIRA
31/3 EDNA MARIA INACIO SOARES DE OLIVIERA VOTUPORANGA ABILIO CALILLE
31/3 MARIZA SACANI JABOTICABAL
31/3 MAURICIO DE SOUZA BATATAIS

           

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

01.Associação dos Ex-Governadores dos Distritos Múltiplos.

02.05 de dezembro. Liderança, Experiência, Oportunidade.

03.Preparar os jovens para que se tornem cidadãos responsáveis, tanto para a comunidade como para o mundo.

04. Sim. Os LEO Clubes são uma atividade oficial do Lions Clube.

05. Não. A afiliação aos Leo Clubes é aberta para qualquer jovem de bom caráter.

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

                                                                       PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                           Coordenador Geral do Distrito L

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

      Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

      Coordenadores, Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

      Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessados

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

 

CARTA MENSAL DE FEVEREIRO da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

                                                     Ribeirão Preto, 01 de fevereiro de 2021

                                                    

 Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

 

 

“Parece-me que se a gente quer o arco-íris, tem que aguentar a chuva.” (Dolly Parton)

 

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Hoje, nesta minha mensagem para a Carta Mensal, quero falar sobre a fundação de novos Clubes e convite para novos associados.

Vou dizer, com certeza, o que muitos gostariam de ouvir e que poucos muitas vezes se interessaram quando falamos em fundação de novos Clubes e convites para novos associados.

Em anos anteriores, quando falávamos em fundar um novo Clube no Distrito, mas que fosse forte e com os pés no chão, sabíamos que para que isso acontecesse iríamos demorar de seis a oito meses, no mínimo, para assim os alicerçarmos. E por que a demora?

Além de todos os pedidos e encaminhamentos a Lions Internacional para obtenção da documentação necessária à fundação, o principal a ser tratado nas reuniões preparatórias, e principalmente a ser tratado, são as orientações sobre obrigações e comprometimento dos novos associados nos Clubes o comprometimento e obrigações para com o Distrito e o comprometimento e obrigações para com Lions Internacional ao aceitarem assumir a responsabilidade de ser Leão.

Os novos associados, obrigatória e necessariamente, e isso precisa ficar bem claro e transparente, precisam ter ciência e saber o que acontecerá durante suas permanências em um Clube nas suas vidas leonísticas.

Os direitos, os deveres, os trabalhos que muitas vezes terão que acumular com seus trabalhos profissionais no dia-a-dia e sua vida privada, mas ele, o associado, deverá ficar ciente do comprometimento e da responsabilidade que enfrentará ao se associar a um Lions Clube e à Associação Internacional.

As instruções leonísticas que todos deverão acompanhar, as reuniões administrativas, como devem ser feitas, as reuniões festivas e as assembleias dos Clubes, a responsabilidade de participar da Escola de Dirigentes, das reuniões e convenções distritais, das reuniões do Comitê Consultivo do Governador e assim por diante.

A responsabilidade dos padrinhos físicos junto aos novos Clubes, dos padrinhos quando convidam novos associados para afiliação, dos Presidentes, Secretários, Tesoureiros, Diretores Sociais e outros membros que compõem a Diretoria como os diretores de GLT, GMT e GST.

Qual o procedimento de um Clube quando recebe a visita oficial do casal Governador, como seguir o protocolo e, acima de tudo, saber o que é um protocolo leonístico, que muitos ainda ignoram. Como obedecer a correta colocação das bandeiras nos locais das reuniões.

Enfim, para a fundação de um Clube necessitamos não apenas de uma, mas dezenas e dezenas de reuniões somente para as tratativas que mencionamos acima. E, convenhamos, isso demanda tempo e trabalho intenso.

Não adianta querermos atropelar e fundar um novo Clube em apenas 30, 40 ou 50 dias, ou colocar no Clube um novo associado em apenas 10 ou 20 dias. Assim como um novo associado para ingressar no Clube, precisamos, da mesma, de meses de preparação para fundação de um novo Clube.

Ambos os casos terão que passar por treinamentos, onde o COMPROMETIMENTO deverá ser esclarecido entre instrutores e convidados.

Fundar Clubes ou colocar novos associados sem a devida instrução leonística serão sempre problemas dentro de um Distrito.

Os Clubes devem seguir sempre um protocolo em suas reuniões, e adotarem um sistema de rodizio entre seus associados quando para ministrar instruções leonísticas e comentar sobre as obrigações dos associados.

Na ordem do dia de uma assembleia de Clube não deve faltar nunca a indicação de uma instrução leonística falando de leonismo.

Não gostaria de mencionar o fato, mas necessito faze-lo porque, durante este ano leonístico, já cansei de ouvir de novos Companheiros que, se soubessem que havia necessidade de pagar para serem associados, não teriam aceito o convite para ingressar no movimento. E quantos já não saíram por esse motivo? Isso tudo é culpa dos Clubes e dos padrinhos por falta de orientação adequada.

É lamentável, mas é o cuidado que estou tomando como Governador é um alerta para os futuros Governadores do Distrito para evitar que isso aconteça.

Assim procedendo, e se assim agirmos, teremos sempre Clubes fortes no Distrito, e com isso a certeza de que todos caminharemos juntos com o mesmo ideal do “Servir Desinteressadamente”.

           

            DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

 

EDITORIAL:

Fevereiro é o “MÊS DOS EX-GOVERNADORES”.

Lions Internacional reconhece e sempre reconheceu a importância dos seus Ex-Governadores de Distrito. Tanto é que, no seu calendário oficial, reservou-lhes um mês todo para que lhes sejam prestadas as homenagens de que são merecedores.

Tenho nos anais dos meus escritos uma mensagem que elaborei tempos atrás, onde registro as homenagens que são devidas a esses notáveis Companheiros e Companheiras Leão, e que permito-me transcrevê-la novamente neste mês de especial significado.

‘Inicia-se fevereiro e, com ele, registra-se uma das mais notáveis e meritórias efemérides do calendário leonístico: comemora-se o mês consagrado aos nossos Governadores de anos anteriores.

A importância dos nossos Ex-Governadores tem relacionamento direto com a vida e o desenvolvimento do próprio movimento leonístico. Um envolvimento com a causa que Melvin Jones ajudou a alicerçar há mais de cem anos. 

Cada um dos nossos Ex-Governadores transformou-se em um livro repleto de conhecimentos e experiências maravilhosas. E esse livro encontra-se permanentemente na biblioteca do leonísmo, sempre pronto a orientar, colaborar e tirar dúvidas. Só se lamenta, com tristeza, o fato de muitos Clubes e até mesmo Companheiros, Companheiras e Domadoras não se utilizarem desse livro para absorver os ensinamentos e conhecimentos de que tanto necessitam.

A missão de cada Ex-Governador enfrenta dificuldades tanto de forma geral como, também, muitas vezes incompreensivelmente, na esfera particular.

Já ouvi alguém dizer que ser Governador não é difícil; difícil é o Governador voltar a ser Leão. De fato! Cada Ex-Governador precisa se manter discretamente reservado, e continuar servindo como Leão. Se tem uma atividade mais constante, precisa ter cuidado para não ser apontado como “dono do Clube”, de “querer projeção”, de “não dar vaga para outro” ou de “querer continuar mandando”. Se, por outro lado, sua participação se torna menos ativa, seja por qual motivo for, até mesmo de ordem pessoal, muitas vezes é rotulado de “omisso” ou outros adjetivos menos qualificados. Poucos se dão ao trabalho de analisar que a experiência adquirida pelo Ex-Governador do Distrito – e ela exista, sim! – foi à custa de esforços, sacrifícios, ilusões e desilusões, aplausos e críticas, acertos e erros, forjando o Leão que ele é, e que deixou um legado de poder continuar oferecendo alguma coisa boa e útil para o leonismo.

Aqueles que trilham pelo caminho do aprendizado em nosso movimento não devem apenas se orgulhar dos Ex-Governadores. Devem, igualmente, usufruir do conhecimento e da experiência que armazenaram, do desejo evidente que eles têm e demonstram em ver o leonismo brilhar cada vez mais no firmamento desse mundo conturbado que estamos vivenciando na época atual.

Não tenham os Clubes o acanhamento de convocá-los para que transmitam as experiências que acumularam. Nossos Ex-Governadores não devem, e muito menos desejam, ser transformados em monstros sagrados (como já se escreveu), aos quais todos reverenciam mas deles não se aproximam. Devem nossos Clubes, com frequência, convocá-los para que participem das suas assembleias, proferindo orientações, tirando dúvidas e transmitindo a beleza do seu saber. Os Ex-Governadores são verdadeiros ícones de conhecimento da filosofia leonística. Todos eles, como Leão símbolo que são, estão permanentemente dispostos e ansiosos por transmitir o potencial de que são dotados. Os Ex-Governadores são a grandeza do movimento leonístico!

 A vocês, Ex-Governadores de Distrito, pela comemoração do seu mês, nosso preito de reconhecimento e gratidão.’

 

                       PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

LAMENTO E CHORO DO PROTOCOLO LEONÍSTICO:

Certa vez, durante uma noite de divagação leonística, adormeci e sonhei com o seguinte depoimento de uma das principais figuras do nosso grandioso movimento:

“Meu nome é PROTOCOLO LEONÍSTICO. Fui concebido por Lions Internacional, a partir da sua consolidação, com base em regras já existentes em um livro intitulado ‘Robert’s Rules of Order” (Normas e Procedimentos de Robert), publicado em 1876 pelo engenheiro militar norte-americano Henry M. Robert. Nesta publicação, o autor criou um conjunto de normas destinadas a reger e orientar o bom andamento no funcionamento dos eventos. E Lions Internacional estruturou sua ação protocolar nessas normas, sacramentando-as, inclusive, nos Estatutos e Regulamentos da Associação. É evidente e natural que, com o passar do tempo, adaptações e alterações foram realizadas, mas a essência continua até hoje. E assim fui crescendo, procurando me manter forte e rijo.

Como pode ser constatado, sou um veterano. Mas, apesar da idade, observo que existem muitos membros da minha família leonística não me respeitam. E isso me entristece!   Não por mim, que já me acostumei com esses descasos, mas principalmente pelos novos membros que vem se agregar ao nosso movimento. Se quem já participa não me respeita, o que esperar dos novos participantes?

Estou presente e participo de todos os eventos leonísticos! O que tenho visto, nos últimos tempos, me deixa apreensivo. Existem dirigentes que não estão nem aí comigo. Simplesmente me jogam às traças, deixando que cada um dance ao som da música que quisar. Avalio, com tristeza, que o prejudicado não sou eu, mas o leonismo como um todo.

Por isso, lamento e choro!

LAMENTO, quando se inicia um evento com atraso em relação ao horário estabelecido, e sem qualquer limite para término ou encerramento. Isso denota, na ótica do meu entendimento, tremenda falta de respeito para com aqueles que chegam no horário. Ou não?

CHORO, quando o convite expedido com carinho recomenda traje social completo, e muitos se apresentam em manga de camisa, jaqueta, sem gravata ou cordão, tênis e outros trajes. É um desrespeito para quem atendeu as recomendações do convite e comparece trajado adequadamente.

LAMENTO, quando na composição da mesa dirigente não é observada a precedência protocolar existente. Ou quando se colocam em mesas separadas dirigentes da mesma categoria. Ou quando convocam primeiro um não associado em detrimento a um dirigente leonísco presente.

CHORO, quando a leitura da Invocação a Deus, do Código de Ética do Leão ou dos Propósitos do Lions Clube é iniciada com a leitura preliminar do título.

LAMENTO, quando durante uma assembleia festiva, enquanto algum dirigente está fazendo uso da palavra, Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras continuam conversando como se nada estivesse acontecendo, numa tremenda desconsideração para com o orador. E essa falta de cortesia compromete minha imagem. E não se deve, nesse aspecto, criticar apenas o Clube anfitrião, pois, em grande parte, os visitantes é que demonstram essa falta de educação leonística.

CHORO, quando são iniciados os trabalhos da reunião ou assembleia com demoradas, longas e enfadonhas introduções e falações desnecessárias, chatas e descabidas.

LAMENTO, quando as bandeiras são colocadas nas bases ou suportes sem obedecer o posicionamento protocolar. Ou quando a Bandeira do Brasil não está colocada num patamar levemente mais elevada que as demais. Ou quando o Lábaro Nacional é de tamanho inferior às outras bandeiras, e deveria possuir, no mínimo, as mesmas dimensões. Ou quando algum Companheiro, Companheira ou Domadora, durante a saudação ou execução do Hino, fica segurando ou esticando a Bandeira Nacional para destaca-la; Ou quando a base ou suporte com as bandeiras não está colocado à direita da mesa de trabalho, olhando-se desta para a plateia.

CHORO, quando, por qualquer motivo, deixam de entoar ou executar o Hino à Bandeira ou o Hino Nacional.

LAMENTO, quando qualquer evento leonístico é iniciado sem a praxe protocolar da leitura da Invocação a Deus.

CHORO, quando durante a solenidade de posse de um novo associado os Propósitos do Lions Clube são lidos antes do Código de Ética do Leão, quando, necessariamente, este deve anteceder a leitura daquele.

LAMENTO, quando é feita a apresentação do orador oficial com leitura de um longo e tedioso currículo, com menção de aspectos familiares e profissionais de forma descabida e desnecessária.

CHORO, quando o nomeado para funcionar como Mestre de Cerimônia não se restringe a agradecer sua nomeação, dando início ao roteiro, usa igualmente da palavra como se fosse um palestrante, com citações inoportunas e não condizentes com a função para a qual foi distinguido.

LAMENTO, quando alguém chama os associados do Lions de “leonino”, denominação esta que é imputada aos portadores de fácies de leão, característica da Síndrome de Down.

CHORO, quando inexiste a prática da instrução leonística nas assembleias ordinárias dos Lions Clubes.

LAMENTO, quando é escolhida uma Domadora para proceder a leitura do Código de Ética do Leão ou dos Propósitos do Lions Clube, que é atribuição exclusiva de Companheiro ou Companheira Leão. À Domadora, por deferência, pode-se permitir a declamação da Invocação a Deus.

CHORO, quando o Diretor Animador, durante as assembleias, conta piadas inoportunas, histórias ofensivas, discriminatória, de ‘gozação’, que possam magoar, melindrar ou ferir suscetibilidades.

LAMENTO, quando algum Companheiro ou Companheiro é chamado ou intirulado de senhor, senhora, professor, doutor e outros títulos.

CHORO, quando candidatos e associados ainda não oficialmente empossados são intitulados de Companheiro ou Companheira Leão, mesmo na assembleia festiva que dará origem às suas posses. Eles somente serão considerados CL ou CaL após prestar o juramento e compromisso de posse.

LAMENTO, quando nas reuniões dos Lions Clubes é solicitada a colaboração financeira para outros Clubes, Distritos ou atividade paralela. Ou quando são vendidas rifas, ingressos, ação entre amigos e objetos diversos, em especial se não são de cunho leonístico.

CHORO, quando alguém, em uma assembleia, faz uso da palavra livre, ou palavra dirigida, ultrapassando o limite de tempo estabelecido por aquele que a concedeu.

LAMENTO, quando é solicitado ao recém-empossado para dar ou fazer o ‘urro do Leão’. Esta prática, que havia sido criada por Anthony Menke, do Lions Clube de Detroit, em 1943, já caiu em desuso, foi abolida por recomendação de Lions Internacional e não deve ser mais utilizada. Além de constranger o incorporado, é de efeito desagradável e cunho infantil, parecendo mais uma vaia ou gozação do que uma demonstração de boa recepção ao nosso associado, obrigando-o, além do mais, a fazer o papel de bufo.

CHORO e LAMENTO quando... Bem, são tantos os erros, gafes e aberrações feitas em meu nome que poderia preencher páginas e mais páginas com elas. Mas, isso não daria a impressão da lavratura de um testamento? Aí sim, eu estaria assumindo e antecipando meu próprio desaparecimento!

Meu desejo é ter uma vida saudável e de pleno vigor. E o remédio para isso poderá ser-me concedido com o beneplácido dos membros da minha família leonística, principalmente por parte daqueles que têm o desejo real da minha perpetuação. Um fraternal abraço a todos, do seu PROTOCOLO LEONÍSTICO.”

 

A GRANDE CURIOSIDADE DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2021:

Este mês de fevereiro de 2021 nos apresenta uma grande curiosidade. Nele estaremos registrando:

QUATRO domingos

QUATRO segundas-feiras

QUATRO terças-feiras

QUATRO quartas-feiras

QUATRO quintas-feiras

QUATRO sextas-feiras

QUATRO sábados

É o famoso 7 x 4 = 28 dias. Mas que os prezados Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras não fiquem muito preocupados com essa coincidência. Daqui a exatos 823 anos teremos a repetição do fenômeno. É só ter paciência e aguardar!!!

 

3.ª REUNIÃO DO COMITÊ DO GABINETE DISTRITAL 2020/2021:

O Secretário do Distrito, seguindo as diretrizes estatutárias, e em nome do DG MJ Antonio Paulo Caliento, expediu e enviou a todos os interessados a seguinte convocação para a 3.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital:

3.ª Reunião do Comitê do Gabinete Distrital 2020/2021 (será virtual, e não presencial, devido à pandemia da Covid-19 que assola o país)

CONVOCAÇÃO

Por ordem do DG ANTONIO PAULO CALIENTO, ficam convocados os membros deliberativos do Comitê do Gabinete Distrital (Governador do Distrito, Ex-Governador Imediato do Distrito, 1.º Vice-Governador do Distrito, 2.º Vice-Governador do Distrito, Coordenador Geraldo Distrito, Secretário do Distrito, Tesoureiro do Distrito, Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, Presidentes de Região e Presidentes de Divisão), os membros consultivos (Ex-Governadores do Distrito, membros da Comissão de Finanças, Assessores e Assistentes Distritais), Presidentes de Clubes, Presidente Distrital do Leo Clubes e demais associados dos Lions Clubes e dos Leo Clubes do Distrito LC-6, para a 3.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital do ano leonístico 2020/2021, que será realizada no dia 21 de fevereiro de 2021, domingo, a partir das 09:30 horas, que observará a seguinte

ORDEM DO DIA

1) Formação da mesa dirigente pelo Assessor Distrital de Protocolo Leonistico.

2)Abertura pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento 

- Invocação a Deus

- Hino Nacional Brasileiro

- Hino à Bandeira

- Saudação ao Pavilhão Nacional

- Leitura e aprovação da ata da reunião anterior.

 

3) Mensagens iniciais do DG MJF Antonio Paulo Caliento:

- Agradecimentos.

- Minuto de silêncio pelos CCLL, CCaLL e DDMM falecidos e mensagem do Assessor Distrital da Mútua Leonística.

- Dificuldades encontradas diante da pandemia da Covid-19.

- Resultados do 1.º semestre do ano leonístico.

- Cumprimento das metas.

- Comprometimento dos Clubes e dos membros da Governadoria.

- Problemas dos Clubes colocados em “status quo”.

- Palavra do Secretário e Coordenador Geral do Distrito.

- Palavra do Tesoureiro sobre os problemas financeiros e aprovação do balancete do 2.º trimestre (outubro/dezembro) do ano leonístico. 

 

4)Mensagem do 1VCC PMJ José Gomes Duba das Chagas.

5)Mensagem do Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, PDG MJF Lauro Hyppólito.

 

6)Palavra aos PDGs participantes.

 

7)Mensagem do 1.º Vice-Governador do Distrito.

 

8)Mensagem do 2.º Vice-Governador do Distrito.

 

9) Mensagem do Assessor Distrital do Concurso de Eficiência.

10) Mensagem de um representante dos Presidentes de Região;

11) Mensagem de um representante dos Presidentes de Divisão.

12) Mensagem de um representante dos Assessores Distritais.

13) Mensagem de um representante dos Presidentes de Clubes.

14) Mensagem do Presidente do Distrito Leo.

15) Apresentação e mensagem do Orador Oficial, PCC PMJF Antonio Carlos Bittar.

16) Mensagens finais e encerramento pelo DG MJG Caliento

- Agradecimentos

- Expectativa futura e confiança nos novos tempos

- Oração pelo Brasil

- Saudação ao Pavilhão Nacional

- Encerramento

O MJF Glauber Gomes da Silva, logo que recebeu a convocação para a reunião, e sempre atento às solicitações que lhe são formuladas pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento, já reservou a sala para a reunião e divulgou o seguinte link de acesso: https://meet.google.com/gza-amxg-vvw. Solicitamos aos envolvidos o obséquio de registrar e agendar.

                                                                 Ribeirão Preto, 21 de janeiro de 2021

                                                                            Original assinado pe

                                                             PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                        Secretário do Distrito LC-6

O DG MJF Antonio Paulo Caliento está contanto com a participação de todos neste que é um dos mais importantes eventos do Distrito LC-6.

 

CANDIDATOS AO CARGO DE 2.º VICE-GOVERNADOR DO DISTRITO:

 

Durante a realização da XXII Convenção Distrital do LC-6, prevista para ser realizada nos dias 24 e 25 de abril de 2021, e de acordo com as disposições estatutárias, haverá eleição para o cargo de 2.º Vice-Governador do Distrito.

De conformidade com o acordo de cavalheiros que, há alguns anos, foi celebrado pelo Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6, e para evitar atritos e cizânias verificadas tempos atrás, que somente serviam para conturbar o ambiente de paz e harmonia em nossa unidade distrital, foi estabelecido que, a ada ano leonístico, os candidatos ao cargo deveriam pertencer a uma Região específica. E isso tem sido feito ao longo aos últimos anos. Em 2021 a primazia cabe à Região C, que agrupa os Lions Clubes de Barretos, Monte Azul Paulista, Icém, Olímpia, Olímpia-Energia, Guariba, Jaboticabal, Matão, Monte Alto e Taquaritinga.

Não importa a quantidade de candidatos apresentados, desde que sejam da mesma Região. Havendo mais de um, teremos eleição. Aliás, o processo eleitoral faz parte da democracia leonística.

Dessa forma, estamos alertando os Clubes da Região C sobre o eventual interesse em lançarem candidatos ao cargo de 2.º Vice-Governador do Distrito para concorrer durante a XXII Convenção Distrital do presente ano leonistico.

Registramos que o Lions Clube de Matão saiu na frente, apresentando e formalizando junto à Governadoria a candidatura do MJF Ronald Eduardo Tristão, inclusive enviando toda documentação exigida. É a primeira inscrição.

Esta Coordenadoria está à disposição dos interessados para qualquer esclarecimento que se fizer necessário.

 

LEMBRETE IMPORTANTE AOS PRESIDENTES DE CLUBES DO LC-6:

 

Como é do conhecimento dos estimados Companheiros Leão e dulcíssimas Companheiras Leão Presidentes de Clubes do Distrito LC-6, estão em andamento neste ano leonisticos dois concursos instituídos oficialmente pela Governadoria, a saber:

 

1)Resolução n.º 12-2020/2021, de 07/08/2020, que institui e regulamenta o “Concurso Anual de Instrução Leonística”;

 

2)Resolução n.º 20-2020/2021, de 25/09/2020, que institui e regulamenta o “Concurso de Fotografias do Meio Ambiente”.

 

A inscrição dos nossos associados para participação nesses concursos, até a presenta data, estão aquém daquilo que era esperado. Acreditamos que nossos Presidentes de Clubes ainda não deram a devida atenção para incentivar a participação dos seus associados do seu Clube nos importantes certames.

Ainda há tempo para essas participações. Para o concurso de instruções leonístias faltam 4 meses; para o concurso de fotografias 2 meses. A pandemia que estamos vivendo não serve de justificativa para essa falta de interesse, pois ESCREVER ou FOTOGRAFAR não prejudica ninguém.

Contamos com a efetiva e decisiva participação dos Presidentes de Clubes no incentivo para que seus associados participem dos concursos.   Para refrescar a memória dos interessados estamos anexando a esta “Carta Mensal de Fevereiro” as duas resoluções que criaram os eventos (n.ºs 12-2020/2021 e 20-2020/2021).

 

3.ª REUNIÃO DO CONSELHO CONSULTIVO DO GOVERNADOR:

Fevereiro traz uma atividade de grande responsabilidade para cada Presidente de Divisão. É o mês que ele precisa planejar e realizar sua 3.ª reunião do Conselho Consultivo do Governador (antigo Comitê Assessor) com os Lions Clubes da sua área.

Depois da Convenção Distrital e do Comitê do Gabinete Distrital, a reunião do Conselho Consultivo do Governador é a mais importante reunião na esfera técnica/administrativa do Distrito LC-6.

E à frente de tudo isso está o Presidente de Divisão!

Muitas vezes considerada a mais importante reunião dos dirigentes de Clubes, o Conselho Consultivo do Governador oferece aos Presidentes e Diretores de Clubes a oportunidade de aprenderem sobre os programas e iniciativas do Distrito, do Distrito Múltiplo e de Lions Internacional. No entanto, o elemento indubitavelmente mais valioso da reunião é a oportunidade que esses líderes têm de trocas ideias e desafios com os dirigentes de outros Clubes da Divisão.

O Presidente de Divisão deve diligenciar para que a reunião seja produtiva.

A reunião geralmente se concentra na implementação de projetos de serviços, gestão de Clube, aumento de associados e desenvolvimento de liderança. Embora o objetivo principal seja oferecer aos dirigentes de Clubes um fórum de discussão, a reunião também oferece ao Presidente de Divisão a oportunidade de compilar recomendações que possam ser compartilhadas com a equipe do Governador do Distrito.

O Presidente de Divisão, nos artigos 49 a 53, e seus parágrafos, do Estatuto do Distrito LC-6, tem todas as “dicas” para planejar e sediar o evento..

As responsabilidades do Conselho Consultivo do Governador são:

a)Certificar-se de que cada Clube está funcionando de forma eficaz, de acordo com as normas e Estatutos e Regulamentos do Distrito e de Lions Internacional, atendendo as necessidades dos associados.

b)Garantir que os Clubes ofereçam serviço significativo, inspirem o crescimento do quadro associativo e desenvolvimento das lideranças.

c)Promover os programas oferecidos pelo Distrito, pelo Distrito Mútiplo e por Lions Internacional.

d)Garantir que cada Clube esteja instalando os seus dirigentes e empossando os novos associados, reconhecendo as realizações de uma maneira significativa.

e)Incentivarem os Clubes a participarem das Convenções do Distrito, do Distrito Múltiplo e de Lions Internacional. 

f)Promover reuniões inter-Clubes, incentivando a participação nas reuniões de companheirismo, de visita do Governador e outros eventos.

 

Além de realçar essas responsabilidades, o Presidente da Divisão deve incluir na pauta da reunião, para apreciação e discussão, os assuntos que fazem parte do dia-a-dia da administração distrital, tais como:

1) Metas do Governador do Distrito para o ano leonístico 2020/2021 (essas metas estão especificadas na ata da 1.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital, que foi encaminhada para todos os interessados),

2) Debates sobre as diretrizes da Equipe de Ação Global do Distrito (LCIF, GLT, GMT e GST). Essa equipe é de fundamental importância para implementação de ações no âmbito distrital. Os titulares dos referidos órgãos estão aptos a orientar sobre como os Clubes podem lidar com os desafios que enfrentam e/ou compartilhar sucessos.

3) Questionamento ao Presidente da Região quanto às providências que estão sendo tomadas para fundação de pelo menos um Lions Clube na área, conforme comissão já formada através de resolução editada pela Governadoria do Distrito.

4) Necessidade dos Presidentes de Clubes divulgarem aos seus associados o texto das Cartas Mensais que estão sendo expedidas regularmente pela Coordenadoria Geral do Distrito, pois tal documento traz notícias e informações de interesse do leonismo, temas do nosso movimento, matérias que visam colaborar com o desenvolvimento dos Clubes, instruções leonísticas e documentos que visam facilitar o desempenho dos dirigentes na execução das suas funções.

5) A necessidade que os Clubes têm em informar a correta movimentação de associados a Lions Internacional, através do MyLCI.

6) A importância dos Clubes informarem a realização de suas atividades para MyLion.

7)Falar sobre a necessidade que os Clubes tem e manter em dia suas obrigações financeiras. O caso da Mútua Leonística é bastante significativo, pois, na fatalidade de um infortúnio, poderá ser vedado o pagamento do pecúlio ao beneficiário.

8)Apesar da pandemia que ainda assola nosso país, mas que felizmente está caminhando para uma solução, pedir aos Clubes que ainda não o fizeram que agendem a visita do casal Governador.

É evidente que, antes das tratativas acima mencionadas, o Presidente da Divisão deve tomar algumas medidas preliminares:

a)Abrir a reunião protocolarmente e ressaltar a importância do serviço, que é a função mais essencial de qualquer Lions Clube. Explicar que o objetivo da reunião é compartilhar ideias e ferramentas que os Clubes poderão usar para garantir que os serviços prestados efetivamente atendam as necessidades das comunidades e expectativas dos associados. Mencionar que, ao final da reunião, haverá um debate aberto sobre os desafios e sucessos de cada Clube.

b)Pedir que os participantes façam uma rápida apresentação, dando seu nome, título e nome do Clube.

c)Dependendo do número de participantes, permita que cada Clube (2-3 minutos) comente suas atividades para o ano. O relato deve incluir ações de projeção do Clube, bem como quaisquer outros projetos planejados e os desafios.

Essas são, de forma geral, algumas considerações que esta Coordenadoria Geral do Distrito tem a fazer sobre a importância da 3.ª reunião do Conselho Consultivo do Governador.

Consideração final ao Presidente da Divisão: na convocação que for enviada aos Clubes para participação na reunião, lembrar que a presença dos membros deliberativos do Conselho na reunião (Presidente, Secretário, Tesoureiro, Diretor Social, Diretor de Associados, Diretor de LCIF, Diretor de GLT, Diretor de GMT, Diretor de GDT e Diretor de Comunicação e Marleting) quando convocados, é obrigatória, podendo, porém, em caso justificado, os referidos titulares se fazerem representar por substitutos previamente informados ao Presidente da Divisão (artigo 52 do Estatuto do Distrito LC-6).

Os Presidentes de Clubes e seus diretores têm envolvimento direto com o sucesso da reunião do Conselho Consultivo do Governador da sua Divisão. Todos esperam que eles contribuam para o alcance dessa expectativa.

 

COMENTÁRIO SOBRE O ATUAL ORGANOGRAMA PARA OS LIONS CLUBES`

Lions Internacional, vez ou outra, lança programas destinados a aperfeiçoar e atingir os objetivos do nosso movimento. Esses programas, geralmente, são propostos para ir se aprimorando e fincando raízes com o passar do tempo. E isso tem razão de ser, pois as grandes ideias somente são alicerçadas definitivamente com o desenvolver das suas ações práticas.

No ano leonístico 2017/2018, no entanto, Lions Internacional lançou um programa para ter aplicabilidade imediata: o novo modelo de estrutura para os Lions Clubes.

Tive acesso ao projeto e alguns fatos que lhe deram origem. No papel, trata-se de um programa fantástico, que valoriza especialmente a Equipe de Ação Global, que já estava em funcionamento. Um programa digno da modernidade do século 21. Essa a estrutura proposta por Lions Internacional para os seus Lions Clubes:

- Presidente do Clube (que será o Assessor da Equipe de Ação Global)

- Primeiro Vice-Presidente (que será o Assessor de Liderança – GLT)

   - Comitê de Liderança

- Assessor de Aumento de Associados (GMT)

   - Comitê de Aumento de Associados

- Assessor de Serviços (GST)

  - Comitê de Serviços

- Ex-Presidente Imediato (que será o Coordenador de LCIF)

- Segundo Vice-Presidente

- Secretário

- Tesoureiro

   - Comitê de Finanças

- Assessor de Comunicação e Marketing

    - Comitê de Comunicação e Marketing

- Comitê de Estatutos e Regulamentos

- Comitê de Tecnologia e Informaçao

- Outros eleitos e/ou assessores

 

E teremos ainda, segundo apurei, mais um cargo que vai ser indicado por Lions Internacional: “Controller” (controlador de todos os eventos dentro do Clube). Até hoje não se tem notícia da criação desse cargo.

Faço um parêntesis para uma observação: estranharam a ausência de alguns cargos que já são habituais entre nós, como, por exemplo, Diretor Social e Diretor Animador? Abordarei isso mais adiante.

Tenho um ponto de vista pessoal a respeito dessa nova estrutura para os Lions Clubes, que, na minha modestíssima opinião, precisaria ser embasado em duas etapas.

A primeira delas refere-se à aprovação e encaminhamento da proposta para o Brasil, em nosso caso o Distrito Múltiplo LC (DMLC), que teve o seguinte desenrolar:

1.A aprovação da proposta foi uma decisão da Diretoria Internacional durante reunião realizada em janeiro de 2018.

2.Foi referendada em uma reunião do GAT (Global Action Team) de Lions Internacional, realizada em fevereiro de 2018.

3.A documentação alusiva à implantação do organograma foi enviada por Lions Internacional diretamente ao GAT do DMLC.

4.Os Assessores do GAT do Distrito Múltiplo encaminharam a documentação à então Presidente do DMLC daquele ano leonístico.

5.Por solicitação da então Presidente do DMLC, a Secretaria do Distrito Múltiplo repassou a documentação aos Governadores de Distrito em 27 de março de 2018.

6.A Governadoria 2017/2018 do Distrito LC-6, pelo que consta, e salvo melhor juízo, não repassou a informação aos Clubes do Distrito em tempo hábil. Mesmo porque os PUs indicando as Diretorias dos Clubes para o ano leonístico 2018/2019 foram ou deveriam ter sido enviados no mês de abril daquele ano.

Depois da exposição do cronograma acima, permito-me, agora, passar à segunda [GGdS1]etapa do meu ponto de vista.

 O novo organograma proposto por Lions Internacional não é um verdadeiro sonho?

Então vamos acordar porque nossa realidade é constrangedoramente lamentável.

Os dirigentes de Oak Brook, lá em suas salas refrigeradas, ao preparar esse fantástico organograma não se preocuparam em analisar a realidade dos nossos Lions Clubes, especialmente os daqui do Brasil.

Um organograma dessa magnitude, para ser implantado com sucesso, precisa que um Clube tenha pelo menos 50 associados, com a maioria realmente em participação ativa. Talvez os dirigentes de Oak Brook, ao elaborá-lo, estivessem pensando naqueles Clubes dos Estados Unidos, do Japão ou da Índia que contam com mais de 200 ou 300 associados em seus quadros.

Além disso, por que antes de implantar o organograma, mesmo em caráter experimental, eles não propuseram, primeiro, uma eventual alteração das nossas normas estatutárias, que dispõem que um Clube somente pode ser constituído a partir de vinte associados?

Não tenho receio em afirmar que, aqui no âmbito do nosso Distrito LC-6, temos um máximo de dois ou três Clubes que podem arcar com a implantação do organograma na forma como ele está proposto. Grande parte dos nossos 66 Clubes não têm estrutura nem pessoal qualificado para arcar com essa estrutura organizacional. Pelos registros atuais, dos 66 Clubes do nosso Distrito, 35 (53%) estão com menos de 20 associados, e destes, cerca de dez estão com menos de 10 associados. Dá para encarar a nova estrutura?

Sobre a qualificação de uma boa parte dos nossos associados, abro mais um parêntesis para citar um exemplo. Tempos atrás, um simpático Presidente de um dos nossos Clubes me abordou com uma indagação: “Governador, recebi esse papel, você pode me esclarecer do que se trata?” Peguei o tal “papel”, li e disse a ele que aquilo era a convocação para que ele e sua Diretoria participassem do Conselho Consultivo do Governador da sua Divisão (antigo Comitê Assessor). Para minha surpresa, ele voltou a indagar: “Conselho Consultivo, o que é isso, o que vai ser tratado?” Resultado e para não me alongar: pelo novo organograma proposto por Lions Internacional esse “dedicado” Companheiro Leão, a partir do ano leonístico seguinte, vai ser o Coordenador de LCIF do seu Clube. Que resultado podemos esperar?

O que me impressiona é que poucas pessoas questionam. Empurram goela abaixo, aceitam e fica tudo por isso mesmo. Que resultado esperar? Permito-me, com a devida vênia, indagar: Qual foi o posicionamento dos dirigentes do DMLC quando receberam a proposta? Questionaram Lions Internacional a respeito da impossibilidade de uma aplicação imediata do organograma recebido? Indagaram se eles conhecem a triste realidade de uma grande parte dos nossos Clubes? Chegaram a pedir um prazo de carência (talvez de alguns anos) para que a nova estrutura fosse implantada? Acredito que isso não tenha ocorrido, pois pelo que ficou demonstrado, receberam dos seus Assessores e mandaram distribuir para os Governadores. Sempre é bom lembrar que o artigo 7.º, inciso II, do Estatuto do DMLC, estabelece que um dos propósitos do Distrito Múltiplo é “coordenar as atividades e uniformizar a administração dos Distritos subordinados”.

Acredito que nenhum Clube do LC-6 tenha implantado integralmente o novo organograma proposto por Lions Internacional que, repito, é maravilhoso. Só que precisamos de um prazo adequado para sua adaptação entre nós, talvez com carência de alguns anos. Nesse ínterim, compete às Governadorias, atual e futuras, determinarem providências para estabelecer que todos os nossos Lions Clubes sejam colocados em condições de atuar de acordo com as metas propostas por Lions Internacional. 

Antes de encerrar, um registro sobre observação que fiz no início deste comentário. Estranharam a ausência do cargo de Diretor Social no novo organograma apresentado por Lions Internacional? Pois bem, tanto o Diretor Social como o Diretor Animador foram considerados cargos opcionais, ou seja, a Diretoria do Clube indica se quiser. Quando ao Diretor Animador, até concordo, pois, além da função já estar em desuso em muitas das nossas unidades, tem Companheiro que se vale do cargo para inclusive denegrir a imagem do Clube, contando inclusive piadas de mau gosto ou caráter duvidoso em nossas assembleias. Agora, considerar o Diretor Social como cargo opcional é uma lástima. Ele é o guardião dos símbolos do Clube (bandeiras, estandarte, sino, martelo, colar do Mestre de Cerimônia) e zela pelo protocolo leonístico. Sem o Diretor Social, quem zelará pelos símbolos do Clube? Para quem tem sede própria, talvez fiquem sob a guarda da faxineira. Quem não tem, talvez fiquem jogados no porta malas do carro ou na garagem da casa de algum Companheiro, que poderá até esquecer de leva-los para as reuniões. E quem cuidará do protocolo leonístico? Se hoje já está “essa maravilha” que se observa por aí, imagine sem a presença do Diretor Social.

Sei que essa gota do meu posicionamento não vai apagar o incêndio, mas, na medida do possível, procuro fazer a minha parte.

 

A AGENDA DE VISITAS DO CASAL GOVERNADOR AOS CLUBES DO DISTRITO:

O casal Governador do Distrito já visitou oficialmente 06 Clubes:

- Lions Clube de São Sebastião do Paraíso

- Lions Clube de Novo Horizonte

- Lions Clube de Nhandeara-Aliança

- Lions Clube de Poloni

- Lions Clube de São Joaquim da Barra

- Lions Clube de Votuporanga

Outros 36 Clubes do Distrito já agendaram a visita oficialmente:

01 – 13/02/2021 – Lions Clube de Altinópolis

02 – 24/02/2021 – Lions Clube de Votuporanga-Brisas Suaves

03– 26/02/2021 – Lions Clube de Miguelópolis

04 – 02/03/2021 – Lions Clube de Passos

05 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto

06 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Ipiranga

07 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Campos Elíseos

08 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista

09 – 16/03/2021 – Lions Clube de Monte Azul Paulista

10 – 18/03/2021 – Lions Clube de Auriflama

11 – 19/03/2021 – Lions Clube de Palmeira D’Oeste

12 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra

13 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra-Águas Correntes

14 – 25/03/2021 – Lions Clube de Potirendaba

15 – 26/03/2021 – Lions Clube de Cravinhos

16- 27/03/2021 – Lions Clube de Monte Alto

17 - 30/03/2020 – Lions Clube de Sertãozinho

18 - 30/03/2021 - Lions Clube de Sertãozinho-Centenánário

19 – 03/04/2021 – Lions Clube de Orlândia

20 – 06/04/2021 – Lions Clube de Guariba

21 - 08/04/2021 – Lions Clube de Matão

22 – 09/04/2021 – Lions Clube de Jaboticabal

23 – 10/04/2021 – Lions Clube de Taquaritinga

24 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis

25 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis-Cidade Progresso

26 – 15/04/2021 – Lions Clube de Nhandeara

27 - 16/04/2021 – São José do Rio Preto

28 – 17/04/2021 – Lions Clube de Barretos

29 – 20/04/2021 – Lions Clube de Ituverava

30 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca

31 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Cidade Nova

32 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Imperador

33 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Sobral

34 - 21/04/2021 – Lions Clube de Franca-Inovação

35 - 21/04/2021 – Lions Clube de Pedregulho-Usina de Estreito

36 – 22/04/2021 – Lions Clube de Igarapava

 

Os demais 24 Clubes do Distrito não agendaram visita do casal Governador.

Devemos registrar que, além das visitas oficiais aos Clubes, o casal Governador tem ainda uma série de agendamentos que são de sua atribuição (reuniões do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, do Comitê do Gabinete Distrital, do Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LC, da Convenção Distrital, entre outras). A agenda completa do casal Governador está sempre publicada e atualizada no site oficial do Distrito LC-6 (www.distritolc6.com.br)

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

Registramos, com profundo pesar, os seguintes falecimentos durante o mês de janeiro:

Dia 11 – DM Ofélia Stuk Angelo, do Lions Clube de Igarapava

Dia 26 – MJF João Soler Haro, do Lions Clube de Tanabi

Dia 29 – MJF Raphael Luiz Cândia, do Lions Clube de Ribeirão Preto

Dia 31 – DM Maria Dolores Matos Soler, do Lions Clube de Tanabi.

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esses lamentáveis passamentos, editou aa Resoluções n.ºs 29-2020/2021, 30-2020/2021, 32-2020/2021 e 33-2020/2021, decretando luto oficial de três dias no território distrital.

 PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO NAS HOMENAGENS DE FALECIMENTO:

 

O DG MJF Antonio Paulo Caliento, desde o início da gestão 2020/2021, adotou a prática de decretar luto oficial de 3 dias em todo o Distrito sempre ocorrer o falecimento de um Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora.

A adoção dessa prática levou em conta que o luto é um sentimento profundo de tristeza, dor e pesar pelo falecimento de alguém; que é caracterizado por um período de consternação e saudade pela perda de um ente querido; e que, pela nossa unidade e irmandade leonística, temos o dever de refletir sobre a morte de alguém que, em vida, teve atuação significativa dentro do nosso movimento.

A Governadoria, deste o inicio do presente ano leonístico, e sempre que recebe a notificação do Clube envolvido com a ocorrência com um membro do seu corpo associativo, expede a resolução decretando luto oficial, que é distribuída para todo o Distrito.

Porém, essa justa homenagem aos nossos associados falecidos ainda dependia de uma necessária normatização para que os Clubes do Distrito participassem efetivamente do ritual.

E o que fez o DG Caliento para solucionar a questão?

Editou a resolução n.º 31-2020/2021, que entrou em vigor no dia 28 de janeiro de 2021, recomendando aos Clubes do Distrito LC-6 que, no início da primeira assembleia ordinária após o recebimento de uma resolução da Governadoria decretando luto oficial, seja guardado um minuto de silêncio pelo falecimento do Companheiro Leão, da Companheira Leão ou da Domadora. E que, durante essa reunião, a Bandeira do Lions fique hasteada a meio pau.

 

 

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?:

01. O Leão n.º 1 do Brasil, e que trouxe o leonismo para nosso País, foi:

a) João Fernando Sobral;

b) Armando Fajardo;

c) Augustin Soliva.

02. Os três primeiros Lions Clubes fundados no Brasil foram:

Lions Clube do Rio de Janeiro, Lions Clube de São Paulo e Lions Clube de __________________.

03.No território brasileiro existem _____ Distritos Múltiplos.

04.Um Distrito Múltiplo é: a) um Distrito extenso; b) um distrito que abrange diversos estados e países; c) um distrito composto por dois ou mais Subdistritos.

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

1. Nossa Associação tornou-se verdadeiramente internacional com a fundação do primeiro Clube fora dos Estados Unidos, que foi o Lions Clube de Windsor, em Ontário, no Canadá, ocorrido em 12 de março de 1920.

2. As principais datas do calendário leonístico são: Em setembro: Mês das Domadoras e das Mulheres no Leonísmo e Mês da Revista Lion; em outubro, Mês do Aumento de Associados e Mês da Cooperação e Compreensão Internacional; em janeiro: Mês dos Fundadores e Mês da Reafirmação Leonística; em fevereiro: Mês dos Ex-Governadores do Distrito; em março: Mês do Governador do Distrito, Dia do Lions nas Nações Unidas (data variável) e Dia do Editor de Publicações Leonísticas (15); em abril: Dia da Identificação Leonística (02) e Dia da Fundação do Leonismo no Brasil (16). Os Lions Clubes, individualmente, devem incluir no calentário: Dia da Fundação, Dia da Carta Constitutiva e Dia da Entrega da Carta Constitutiva. Os Distritos, tecnicamente, tem ainda o seguinte calendário: nos meses de setembro, novembro e fevereiro as reuniões do Conselho Consultivo do Governador e as reuniões do Comitê do Gabinete Distrital; em março, o Forum Leonístico das Regiões; em abril, a Convenção Distrital; em maio, a Convenção do Distrito Múltiplo.

3. Os ideais básicos do leonismo não estão relacionados com a convicção política e religiosa, tampouco com a nacionalidade de uma pessoa.

4.  Código de Ética do Leão foi adotado em 21/08/1918, no encerramento da II Convenção Internacional, realizada em St.Louis, Missoura, Estados Unidos.Os Objetivos do Lions Clube, que a partir de setembro de 2007 passaram a ser denominados Propósitos, foram adotados em 11/07/1919, no encerramento da III Convenção Internacional, realizada em Chicago, Illinois, Estados Unidos. O emblema do Lions foi adotado em 15/07/1920, durante o encerramento da IV

Convenção Internacional, realizada em Denver, Colorado, Estados Unidos, e é uma criação de Maurice Blink.

5. O slogan ou moto é o acróstico (expressão concisa) da palavra LIONS, que no Brasil significa “Liberdade, Igualdade, Ordem, Nacionalismo e Serviço”. Nos Estados Unidos significa”Liberty, Inteligence Our Nation’s Safety”. A redação brasileira foi alterada e aprovada pela Convenção Nacional realizada em Belo Horizonte/MG, em maio de 1988. O slogan do leonismo foi aprovado durante a realização da III Convenção Internacional.

6. Em novembro de 1918 Melvin Jones editou a revista “The Club Magazin”, com 28 páginas e em formato de bolso, que seria a precursora da futura revista Lion.

 

 

CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM FEVEREIRO:

Dia 02 – José Bonifácio

Dia 04 – Guaíra-Águas Correntes

Dia 09 – Brodowski

Dia 12 – Olímpia-Energia

Dia 15 – Sertãozinho

Dia 25 - Catanduva

  

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE FEVEREIRO:

- Mês dos Ex-Governadores de Distrito

- Mês da reunião do Comitê do Gabinete Distrital

- Mês da reunião do Conselho Consultivo do Governado

 

ATIVIDADES DO HOSPITAL DE OLHOS DE TAQUARITINGA:

 

O MJF João Donizetti Furtado, presidente do Hospital de Olhos de Taquaritinga apresentou o resultado da atuação da entidade durante o mês de dezembro de 2020 (os dados de janeiro deste ano não haviam sido apurados até o encerramento desta edição):

Tratamento clínico: medicamentos Glaucoma = 21          

Procedimentos clínicos: consultas e administração de medicamentos = 1342

Procedimentos diagnósticos: exames = 1901

Procedimentos cirúrgicos: cirurgias = 147

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE FEVEREIRO:

Aos aniversariantes de fevereiro muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de fevereiro, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

 

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/2 ANTONIO MARIO ZANCANER PAOLI CATANDUVA
1/2 APARECIDA HELENA DA SILVA ALBINO SAO JOAQUIM DA BARRA
1/2 ARIANY LOPES LEU FILASI VOTUPORANGA
1/2 CELIA MARIA SERAFIM SPEDO MATAO
1/2 CLEUNICE DE LOURDES BARCELOS MONTE ALTO
1/2 DANIELA GIBERTONI TAQUARITINGA
1/2 DIMAS EDUARDO RAMALHO TAQUARITINGA
1/2 EDNA MARIA FREDDI LOURENçãO JALES
1/2 MARCOS ANTONIO BOLONHA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
1/2 VALDERINA VANDA V CARDOZO JABOTICABAL
2/2 EURÍPEDES BARBOSA MIGUELOPOLIS
2/2 LÚCIO ALVES GARCIA TANABI
2/2 MARIA APARECIDA CANTÓIA FIGUEIREDO VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
3/2 CLEIDNEI DA SILVA BRITO MIGUELOPOLIS
3/2 DEILSON RODRIGUES DA SILVA GUAIRA
3/2 JAIR ANTONIO DE SOUSA MONTE AZUL PAULISTA
3/2 JOAO GILBERTO NOGUEIRA RIBEIRAO PRETO
3/2 MARIA ALICE APARECIDA CORAZZA SERTAOZINHO
3/2 MAX MILER GONÇALVES BARBOSA CRUZ GUAIRA AGUAS CORRENTES
4/2 ELZA SERVELLE ORLANDIA
4/2 MARIA NEVES PESSOA SILVA OUROESTE
4/2 MARIANA AMENTA DA SILVA BRESEGHELLO NHANDEARA
4/2 MARIANA DA SILVA ITUVERAVA
4/2 ROBERTA C BAPTISTUSSI SAO JOAQUIM DA BARRA
4/2 SANDRA MENGUAL PONTAL
5/2 ANIELLE OLIVEIRA POLVEIRO DA SILVA OUROESTE
5/2 EDIVANIA ROSA TIAGO GUAIRA AGUAS CORRENTES
5/2 JEANETE APARECIDA F HISBEK MONTI CAJURU
6/2 DEJAYR NERY BARBOZA JALES
6/2 LINDOMAR GONÇALVES DE ALMEIDA ITUVERAVA
6/2 LUCIMAR MAZETTO MIGUELOPOLIS
7/2 CLAUDIA REGINA SCACALOSSI GOULART NHANDEARA
7/2 FLAVIO BALDAN GUARIBA
7/2 LAIZ BARBEIRO MORALES PLAZA MONTE AZUL PAULISTA
7/2 MARCELO JOSE PERINA JABOTICABAL
7/2 TEREZA BRAGUINI MARCHEZAN MATAO
7/2 VALDECIR DA SILVA ALTINOPOLIS
8/2 AMARILDO PERPÉTUO ANTONIETO VOTUPORANGA
8/2 JOSÉ HENRIQUE SALVIONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
8/2 KENIA VIEIRA LOFEGO DIAS ZANONi AURIFLAMA
8/2 SIRLEI MIGLIARES FURTADO TAQUARITINGA
8/2 WANDERLEI DONIZETE NERY MATAO
8/2 WILIAN CORADO DA SILVA OUROESTE
9/2 AGNALDO CEZAR MENDES TAQUARITINGA
9/2 BRUNO LOUZADA FRANCO GUARIBA
9/2 DURVALINO CRISTIANO WETTERICH DOMINGUES MATAO
9/2 JOSE MAURO SILVERIO DUMONT
9/2 OSMAR BRESEGHELLO NHANDEARA
9/2 VERA LUCIA OLIVEIRA BANTIM RIBEIRAO PRETO CAMPOS ELISEOS
9/2 VERA LUCIA SILVEIRA PINFILDI CATANDUVA
10/2 ANTONIO CARLOS LIVON TAQUARITINGA
10/2 ANTONIO CARLOS NUNES DA SILVA TAQUARITINGA
10/2 EDGAR ANTONIO PITON FILHO OLIMPIA
10/2 GERALDO L DE CASTRO BATATAIS
10/2 LUCIANA FADIN POLACHINI JABOTICABAL
10/2 LUIS CARLOS PITON FILHO OLIMPIA ENERGIA
10/2 MARIO BERALDI BATATAIS
10/2 OSVALDO SILVANIO FILHO FRANCA CIDADE NOVA
10/2 PAULO EGIDIO BERTOLLAZZI DUMONT
11/2 ANA PAULA SALGADO DE SOUZA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
11/2 DAGMAR R CONSTANTINO DOS SANTOS FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
11/2 DAYANA BOTEIA BARBALACO ALTINOPOLIS
11/2 JULIO CESAR FERREIRA MATTOS JABOTICABAL
11/2 NEUZA BURATI MERLIN NHANDEARA
11/2 NILTON LUIZ DE SOUZA JABOTICABAL
12/2 CLAUDIO H MELO RINALDI FRANCA
12/2 JOSE C ROSSI DOS REIS CRAVINHOS
12/2 LUCIANE CRISTINA REVEZ FERNANDOPOLIS
12/2 PAULO CESAR POLACHINI JABOTICABAL
12/2 UDENILSON LOPEZ BARBOZA NHANDEARA ALIANCA
13/2 AILDES CASSADANTE FERNANDOPOLIS
13/2 ANDERSON ROBERTO GUEDES SAO JOAQUIM DA BARRA
13/2 APARECIDA DE FÁTIMA BORGES RIBEIRAO PRETO JARDIM PAULISTA
13/2 IARA APARECIDA DE FARIA NOGUEIRA JABOTICABAL
13/2 SILVERIO PIMENTA LIMA ITUVERAVA
14/2 ALESSANDRA ALVES PEREIRA NASCIMENTO NHANDEARA ALIANCA
14/2 DAMILTON LOPES DA SILVA SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
14/2 IVO PINFILDI JUNIOR CATANDUVA
14/2 RONALDO DIONÍZIO VIDOTTO SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
15/2 ALEXANDRE PEREIRA DA COSTA POTIRENDABA
15/2 MARCELO QUINTAS PARRA FERNANDOPOLIS
15/2 WILSON FORNEL DA SILVA SAO JOAQUIM DA BARRA
16/2 MARCIA MARLI MARQUES FRANCA DO IMPERADOR
16/2 RITA DE CASSIA RODRIGUES VIEIRA ORLANDIA
16/2 TANIA MARGARIDA IVOK MONTE AZUL PAULISTA
16/2 ZULEICA SILVEIRA NASSIF FRANCA SOBRAL
17/2 AMELIA LUCIA PONTIN NAHAS RIBEIRAO PRETO
17/2 SIDNEY CARLOS BARBOSA JABOTICABAL
17/2 TAMARA APARECIDA SILVA GUARIBA
18/2 GUSTAVO DOS SANTOS CARDOSO ITUVERAVA
18/2 JOAO LUIZ RUFO ORLANDIA
18/2 PAULO ROBERTO FIORI SAO JOAQUIM DA BARRA
18/2 PRISCILA RAMIREZ OLIVEIRA TOLOTO SAO JOAQUIM DA BARRA
18/2 SILVIO CESAR DIAS FURTADO SAO JOAQUIM DA BARRA
18/2 YARA SILVIA JORGE MIGUELOPOLIS
19/2 FABIANO BARROS MACHADO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
19/2 FABIO GROSSI AROSTI AURIFLAMA
19/2 MARISTELA M PORTELA TONINATTO PALMEIRA D'OESTE
19/2 TIAGO CAMPOI FOLHA VERDE FERNANDOPOLIS
20/2 ALBERTO TEIXEIRA SANTIAGO PALMEIRA D'OESTE
20/2 CARLA FABIANA PONTES BIZARI PONTAL
20/2 JOSÉ CARLOS CUNHA MONTE ALTO
20/2 SILDA GIORIA PEREIRA DUMONT
21/2 ALDA FERRAZ REGO BARROS DA SILVA VOTUPORANGA
21/2 LAUDELINA RIBEIRO DA SILVA MOREIRA INDIAPORA
21/2 ROSANA APARECIDA MINATTI MAURO THOMAZ MONTE AZUL PAULISTA
22/2 ELZI MAEDA ITUVERAVA
22/2 JOSE WILSON DA MATTA CRAVINHOS
22/2 MARIA SALETE LOURENCO OKANO CRAVINHOS
22/2 PAULO RODRIGUES DOS SANTOS ITUVERAVA
23/2 ANA LÚCIA MORSELLI DE SOUZA MONTE ALTO
23/2 LEONEIDE APARECIDA JUSTI DE MORAES VOTUPORANGA
23/2 MARIA APARECIDA DE ABREU VOTUPORANGA
23/2 MARIA TEREZA B Q P DA SILVA MIGUELOPOLIS
23/2 MELCHIZADECHI CARDOSO ELIAS FRANCA
24/2 ALBERTINA CLAUDETE NOGUEIRA SILVEIRA CAJURU
24/2 ALESSANDRO SIMONATO VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
24/2 ELAINE ANDREA DE PEDRO WETTERICH DOMINGUES MATAO
24/2 MARIA MACHADO DE ALMEIDA ICEM
24/2 ODETE HANRA CATANDUVA
24/2 ROSA MARIA FINOTI LEITE FRANCA DO IMPERADOR
24/2 RUI CAMILO PONTES MATAO
24/2 SANDRA ROBERTA RIBEIRO DE CARVALHO GUAIRA
25/2 JOAO GARZELLA MENEGHELLI CRAVINHOS
25/2 NEIDE CREMONEZ SOUZA SERTAOZINHO
25/2 SÍLVIO LEANDRO TOGNOLI AURIFLAMA
25/2 THEREZINHA DAS GRAÇAS MANHANI MARQUES GUAIRA
26/2 JOAO BATISTA PAIM ALTINOPOLIS
26/2 SONIA MARIA BETARELLO FRANCA SOBRAL
27/2 ADAO APAREDIDO BARBOSA MATAO
27/2 DANIEL MORETTI GERBASI TAQUARITINGA
27/2 FERNANDO HESPANHOL DA SILVA CRAVINHOS
27/2 MONIELE MATOS CADAMURO VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
27/2 RENATA ELOISA FERNANDES BRASIL RIBEIRAO PRETO
28/2 ALINE CRISTINA GOMES DE OLIVEIRA SERTAOZINHO CENTENARIO
28/2 CARLOS ANTONIO FLAVIO OUROESTE
28/2 CATHARINA BERTI LUCCHETE MIRASSOL
28/2 CLEUZA ANGELINA GIACHETO BUENO MIRASSOL
28/2 ELIANA LANCHOTI DE PAULA RIBEIRAO PRETO IPIRANGA
28/2 JOSE PEDRO TONIELO SERTAOZINHO
28/2 LOURDES TREVISOLI JABOTICABAL
28/2 PLINIO SERGIO MILANI VOTUPORANGA ABILIO CALILLE

 

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

01.Armando Fajardo.

02.Lions Clube de Salvador/BA.

03.Quatro

04.Um distrito composto de dois ou mais Subdistritos.

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

 

                                                                       PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                           Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

 

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

            Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

            Coordenadores, Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

            Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessadoa

 

Anexos:          Resolução n.º 12-2020/2021, de 07/08/2020

                        Resolução n;º 20-2020/2021, de 25/09/2020                    

 

Associação Internacional de Lions Clubes  -  Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

RESOLUÇÃO N.º 12-2010/2021

INSTITUI E REGULAMENTA O “CONCURSO ANUAL DE

INSTRUÇÃO LEONÍSTICA” NO DISTRITO LC-6

 DURANTE O ANO LEONÍSTICO 2020/2021

O DG MJF ANTONIO PAULO CALIENTO, Governador do Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes, no uso das suas prerrogativas estatutárias e regimentais,

CONSIDERANDO que a instrução leonística serve para manter Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos de um Lions Clube, independentemente do seu tempo de afiliação de cada um, atentos e conscientes a respeito da filosofia do movimento leonístico, das leis que o regem, da sua organização e, acima de tudo, da importância do nosso envolvimento com o legado que nos foi deixado por Melvin Jones;

CONSIDERANDO que uma das formas de manter viva a chama dos nossos ideais é incentivar e incrementar a realização de instrução leonística, no seu mais amplo sentido, durante todas as assembleias realizadas pelos Lions Clubes,

RESOLVE

Fica instituído e regulamentado o “Concurso Anual de Instrução Leonística” no Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes, que observará o seguinte

REGULAMENTO

Artigo 1.º - O concurso instituído é destinado a todos os Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos associados dos Lions Clubes do Distrito LC-6.

Artigo 2.º - Cada instrução leonística produzida deverá ser lida durante uma das assembleias ordinárias dos próprios Clubes, ser registrada em ata, e tendo como objetivo:

    1. Manter os associados atuantes e motivados, através da expressão da sua criatividade;
    2. Oportunizar a qualificação acerca do leonismo, buscando informações e conhecimentos;
    3. Reduzir a evasão de associados, resgatando-lhes a autoestima e mantendo-os participantes;
    4. Oportunizar o intercâmbio cultural entre os Clubes do Distrito LC-6.

Artigo 3.º - Cada instrução leonística deverá ser inédita, ter cunho positivo, e ser criada pelo próprio autor participante, não sendo aceita cópia de texto já produzido e conhecido ou até já ter sido publicado pelo próprio autor.

Artigo 4.º - O tema para criação da instrução leonística é livre, mas exclusivamente leonístico, podendo ser apresentado em forma de texto ou poema.

Artigo 5.º - Para efeito do concurso será aceita apenas uma instrução leonística por participante.

Artigo 6.º - Poderão participar do concurso todos os associados do Distrito LC-6 que estejam em dia com suas obrigações junto ao Distrito e Lions Internacional, e cujas Diretorias devem incentivar a participação de todos.

§ único – Fica vedada a participação no concurso dos Companheiros Leão ligados ao staff direto da Governadoria (Governador, Coordenador Geral do Distrito, Coordenador Adjunto do Distrito, Secretário da Governadoria, Secretário Adjunto da Governadoria, Tesoureiro da Governadoria, Tesoureiro Adjunto da Governadoria, 1.º Vice-Governador do Distrito e 2.º Vice-Governador do Distrito).

Artigo 7.º - O concurso observará a seguinte metodologia:

    1. O período de vigência será de setembro de 2020 a maio de 2021;
    2. O concorrente deverá apresentar a instrução leonística com um mínimo de 1.500 (um mil e quinhentos) caracteres e o máximo de caracteres fica a critério do bom-senso do autor, com sua identificação e Clube ao qual pertence.  Contam-se os caracteres desde o título até o ponto final, excluindo-se o nome do autor e Clube ao qual pertence.

b1. Caracteres são letras, números e sinais de pontuação.  Espaços entre as palavras não são caracteres.  Se a instrução leonística for impressa em computador, este faz a contagem automaticamente.

 

c.  No período de setembro/2020 a maio/2021 as Diretorias dos Clubes devem encaminhar as instruções leonísticas divulgadas em suas unidades, acompanhadas das atas que registrarem sua realização, ao Assessor Distrital de Instrução Leonística, PMJF Antonio Douglas Zapolla, por correspondência registrada (rua General Carneiro, 664 – CEP 14340-000 – Brodowski – SP) ou por e-mail ( O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ).

 

d. As instruções leonísticas participantes serão julgadas na Governadoria durante o mês de junho de 2021.

Artigo 8.º - A análise e classificação das instruções leonísticas será feita pelo Assessor Distrital de Instrução Leonística, juntamente com uma comissão especial que por ele será designada, esta com conhecimento e autorização prévia do Governador do Distrito, que levará em conta correção gramatical, tema exclusivamente leonístico e apresentação correta do assunto, com introdução, desenvolvimento e conclusão.  A classificação será do 1.º ao 10.º colocado.

§ 1.º - O participante que tiver sua instrução leonísica classificada em 1.º lugar receberá um troféu especial da Governadoria e um certificado de apreciação.  Aos demais classificados até o 10.º lugar será conferido um certificado de participação.

§ 2.º - A instrução leonística classificada em 1.º lugar será publicado na revista BIG.

§ 3.º - A entrega das premiações ocorrerá durante a realização da 1.ª Reunião do Comitê do Gabinete Distrital do ano leonístico 2021/2022 (encerrando o ano leonístico 2020/2021), em local e data que serão definidas pelo futuro Governador 2021/2022.

Artigo 9.º - Esta Resolução entrará em vigor no dia 01 de setembro de 2020.

                                                                                           Ribeirão Preto, 07 de agosto de 2020

                                                                                                                                                          Original assinada pelo Governador

                                                                                           DG MJF ANTONIO PAULO CALIENTO

                                                                                                 Governador do Distrito LC-6    

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes  -  Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

RESOLUÇÃO N.º 20-2020/2021

INSTIUÍ O “CONCURSO DE FOTOGRAFIAS DO MEIO AMBIENTE” NO DISTRITO LC-6 DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE LIONS CLUBES

O DG ANTONIO PAULO CALIENTO, Governador do Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes, no uso das suas prerrogativas estatutárias e regimentais,

CONSIDERANDO que a fotografia é a arte ou o processo de reproduzir a imagem sobre uma superfície fotossensível (como um filme) pela ação de energia radiante;

CONSIDERANDO que a fotografia é um processo que permite registrar e reproduzir, através de reações químicas e em superfície preparadas para o efeito, as imagens que se tiram do fundo de uma câmara escura;

CONSIDERANDO, enfim, que a fotografia é a arte que capta a sensibilidade humana,

RESOLVE

Fica instituído o “Concurso de Fotografia do Meio Ambiente” no Distrito LC-6 do Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes, que observara as seguintes

NORMAS

1.ª)  O concurso instituído é destinado a todos os Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos associados do Lions Clubes do Distrito LC-6.

2.ª)  As fotos devem pertencer a 4 (quatro) categorias:

- Meio ambiente e vegetação

- Vida animal

- Paisagem urbana ou natural

- Fenômeno meteorológico

            3.ª)  As fotos não podem incluir pessoas.

            4.ª)  As fotos podem ser coloridas ou em preto e branco.

            5,  As fotos deverão ser impressas em papel apropriado, medindo 20,3 por 25,4 cms (8 a 10 polegadas).

6.ª)  As fotos deverão ser obtidas, obrigatoriamente, na área distrital do LC-6, e tem como objetivo elementos que incluem as categorias propostas.

7,ª)  O julgamento dadas propostas ficará a cargo de uma Comissão Julgadora formada pelos seguintes Companheiros Leão:

PMJF Antonio Douglas Zapolla, do LC Brodowski (presidente)

MJF Antonio Abdo Chadid, do LC São Joaquim da Barra (membro)

CL Renato Chaves Infante, do LC Nhandeara-Aliança (membro)

8.ª)  O julgamento das fotos levará em consideração critérios estéticos da imagem produzida, tais como enquadramento, luz, foco, composição, cores, a proposta estética transmitida pelo autor, bem como outros atributos/critérios porventura julgados pela Comissão Julgadora.

9.ª)  As fotos participantes não devem conter recursos de edição e manipulação que alterem as características naturais dos elementos registrados na foto.

10.ª)  As fotografias que forem plagiadas (tiradas da internet) serão desclassificadas, assim como seu Clube de origem.

11.ª)  Cada autor poderá, no máximo, participar com uma foto por categoria.

12.ª)  Poderão participar do concurso todos os associados do Distrito que estejam em dia com suas obrigações financeiras junto ao Distrito e Lions Internacional, e cujos Diretores devem incentivar a participação de todos.

13.ª)  Fica vedada a participação no concurso dos Companheiros Leão ligados diretamente ao staff do Governador e os membros da Comissão Julgadora.

14.ª)  As inscrições deverão ser feitas no período de setembro de 2020 a março de 2021.

15.ª)  As fotos concorrentes deverão ser apresentadas ao Presidente do Clube do autor, acompanhadas da indicação da categoria, nome e endereço completo do autor, nome do clube, entre outros.

16.ª)  As fotos deverão ser enviadas pelo Presidente do Clube do autor para o Presidente da Comissão Julgadora, pelo correio e com porte registrado (PMJF Antonio Douglas Zapolla – rua General Carneiro n.º 664 – CEP 14340-000 – Brodowski – SP).

17.ª)  As fotos não poderão portar marcas, nomes, pseudocômicos ou qualquer identificação que possa  associar uma autoria, sob pena de desclassificação.

18.ª)  As fotos que não seguirem as orientações constantes destas normas serão automaticamente desclassificadas, não cabendo recurso/decolução.

19.ª)  Classificar-se-ão em 1.º lugar as fotografias mais significativas de cada categoria.

20.ª)  Os primeiros lugares de cada categoria receberão troféus da Governadoria.

21.ª)  Os demais Clubes de cada categoria, do 2.º ao 5.º lugar, receberão um certificado de participação.

22.ª)  Os autores cedem o direito de publicação e exposição das fotografias ao Distrito LC-6, na forma destas normas.

23.ª)  Todas as fotos participantes do concurso participarão de uma exposição a asr realizada na 22.ª Convenção Distrital do LC=6, que será realizada em abril de 2021, em local a ser definido, e que ficará a cargo da Comissão Julgadora do Concurs.

Esta Resolução entrará em vigor na presente data.

                                                                                Ribeirão Preto, 25 de setembro de 2020

                                                                                       Original assinado pelo Governador                                                                                                                                        

                                                                                  DG MJF ANTONIO PAULO CALIENTO

                                                                                         Governador do Distrito LC-6

 

 

 

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

 

CARTA MENSAL DE JANEIRO da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

 

 

 

                                                       Ribeirão Preto, 01 de janeiro de 2021

                                                    

 

Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

 

 

“Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida.” 

(Platão)

 

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Nossos trabalhos não podem parar, e nossa caminhada neste ano leonístico, já passados seis meses, dentro dessa pandemia que nos deixou de mãos atadas, continuamos buscando cumprir com nossas obrigações dentro das metas estabelecidas.

O 2020 foi um ano muito difícil para todos nós mas, com a ajuda de todos vocês do Distrito LC-6, conseguimos superar muitos problemas, que se fossem colocados aqui certamente não teríamos tanto espaço para assim o fazer.

Vencemos muitos, perdemos muitos! Falo em que perdemos muitos dos Companheiros, Companheiras, Domadoras, Familiares e Amigos que nos deixaram e partiram para outro plano. Que Deus abençoe a todos. Muitas vezes, e quantas não foram?

Não falando muito de Lions, e falando mais das nossas vidas, daquilo que muitos podem ter passado, onde muitos talvez tenham tido o mesmo sentimento.

Quantas vezes sentimos que ficamos sozinhos nessa vida, e que, mesmo por alguns instantes, nos sentimos abandonados. Por isso precisamos crer que ao nosso lado sempre estará alguém trabalhando pela nossa vitória.

Não podemos temer o amanhã, sofrer antecipadamente por problemas que na maioria das vezes são frutos da nossa mente fértil e de nosso coração ansioso.

Vamos sempre nos lembrar das conquistas que já alcançamos até aqui, dos amigos e pessoas que nos incentivaram para que tudo isso acontecesse.

Se existe quem nos deseja tudo de errado, existe também um número muito maior que nos desejam a vitória e que nos dão a certeza de que nunca estaremos sozinhos.

Lembrem sempre: no final tudo vai dar certo. Se ainda não deu é porque o final não chegou. Nossa fé remove montanhas.

Um excelente e feliz Ano Novo para todos nós. E que assim seja!          

           

DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

 

EDITORIAL:

Dificilmente amanhecemos com um padrão sentimental homogêneo. Um dia acordamos com uma sensação maravilhosa de felicidade. Outro dia, ao abrir os olhos, nos deparamos com um certo grau de tristeza, muitas vezes envolvidos por problemas relacionados ao bem-estar familiar. E tem aqueles dias que nos deparamos com a apreensão de que alguma coisa ruim está para acontecer. Por isso, nosso sentimento tem um envolvimento emocional a cada dia que acordamos.

Quem está atento e tem familiaridade com a literatura bíblica sabe que seu texto não nos exorta ao júbilo somente nos dias em que nos sentimos pessoalmente felizes. Na Primeira Epístola aos Tessalonicenses, capítulo 5, versículo 15, o apóstolo Paulo asseverou com simplicidade: “regozijai-vos sempre”.

Nada existe no mundo que não possa transformar-se em respeitável motivo de trabalho e alegria, como acontece em nossas atividades leonísticas.

A própria natureza, a cada dia, exige expressivos ensinamentos neste particular.

Depois da tempestade que arranca raízes, muitas árvores, destrói ninhos e enlameia estradas, a sementeira reaparece, o tronco deixa vergônteas novas, as aves refazem os lares suspensos e o caminho se coroa de sol.

Somente o ser humano, herói da inteligência, guarda consigo o carantonha do pessimismo, por tempo indeterminado, qual se fora gênio irado e desiludido, interessado em destruir o que não lhe pertence.

A ausência continuada de esperança e de alegria na alma significa evolução deficitária.

Por toda parte, há convites à edificação e ao aprimoramento, desafiando-nos à ação no engrandecimento comum.

Ninguém é tão infeliz que não possa produzir alguns pensamentos de bondade, nem tão pobre que não possa distribuir sorrisos e boas palavras com seus companheiros e companheiras de luta cotidiana.

Tristeza de todo instante é ferrugem nas engrenagens da alma. Lamentação contumaz é ociosidade ou resistência destrutiva.

É necessário acordar o coração e atender dignamente a parte que nos compete no drama evolutivo da vida, sem ódio, sem queixa, sem desânimo.

A experiência é o que é. Nossos Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos são o que são.

Cada qual de nós recebe o quinhão da luta imprescindível ao aprendizado que devemos realizar. Ninguém está deserdado de oportunidades, em favor da sua melhoria.

A grande questão é obedecer a Deus, amando-O, e servir ao próximo de boa vontade. Quem solucionou semelhante problema, dentro de si mesmo, sabe que todas as criaturas e situações da senda são mensagens vivas em que podemos recolher as bênçãos do amor e da sabedoria, se aceitarmos a lição que o Senhor nos oferece.

Não importa o padrão sentimental com que acordamos!

Nesse sentido, pois, não esqueçamos o que Paulo, o intimorato batalhador do Evangelho, sob tormenta de preocupações, encontrou em si mesmo força para dizer ao irmão de luta: “regozijai-vos sempre”.

E é essa simples expressão do apóstolo que recomendamos aos queridos membros da nossa valorosa e inigualável família leonística.

PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

O TREM/COMBOIO DA VIDA:

 Nada como começar um novo ano analisando algum texto que sirva para uma reflexão positiva. É o que objetivamos com a mensagem a seguir divulgada:

 “Você já andou de trem/comboio alguma vez?

Numa viagem de trem podemos notar uma grande diversidade de situações, no longo do percurso.

E a nossa existência terrena bem pode ser comparada a uma dessas viagens, mais ou menos longa.

Primeiro, porque é cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, surpresas agradáveis em álbuns embarques, e grandes tristezas em algumas partidas.

Quando nascemos, entramos no trem/comboio e nos deparamos com algumas pessoas que desejamos estejam sempre conosco: são os nossos pais.

Infelizmente isso não é verdade; em alguma estação eles descerão e nos deixarão órfãos dos seus carinhos, amizade e companhia insubstituível.

Mas isso não impede que, durante a viagem, outras pessoas especiais embarquem para seguir viagem conosco: são nossos irmãos, amigos, amores e filhos.

Algumas pessoas fazem dessa viagem um passeio. Outras encontrarão tristeza, e algumas circularão pelo trem/comboio para ajudar a quem precise.

Muitas descem e deixam saudades eternas... Outras passam de uma forma que, quando desocupam seu acento, ninguém percebe.

 Curioso é constatar que alguns passageiros, que são caros, se acomodam em vagões distantes do nosso, o que não impede, é claro, que durante o percurso nos aproximemos deles e os abracemos, embora jamais possamos seguir juntos, porque haverá alguns a seu lado ocupando aquele lugar.

Mas isso não importa, pois a viagem é cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas.

O importante, mesmo, é que façamos nossa viagem da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com os demais passageiros, vendo em cada um deles o que tem de melhor.

Devemos lembrar sempre que, em algum momento do trajeto, eles poderão fraquejar e, provavelmente, precisemos atendê-los, porque nós fraquejaremos muitas vezes e, certamente, haverá alguém que nos entenda e atenda.

A grande diferença, afinal, é que no trem da vida jamais saberemos em qual parada teremos que descer, muito menos em que estações descerão nossos amores, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado.

É possível que, quando tivermos que desembarcar, a saudade venha a nos fazer companhia.

Porque não é fácil nos separar dos amigos, nem deixar que os filhos sigam viagem sozinhos. Com certeza será muito triste.

No entanto, em algum lugar, há uma estação principal para onde todos seguiremos.

E quando chegar a ora do reencontro, teremos grandes emoções em poder abraçar nossos amores e matar a saudade que nos fez companhia por longo tempo...

Que nossa grande viagem seja uma grande oportunidade de aprender e ensinar, estender e atender aqueles que viajam ao nosso lado, porque não foi o ocaso que nos colocou ali...

Que aprendamos a amar e a servir, compreender e perdoar, pois não sabemos quanto tempo ainda nos resta até a estação onde teremos que deixar o trem/comboio.

Se a viagem não está acontecendo exatamente como você esperava, dê a ela uma nova direção.

Se é verdade que você não pode mudar de vagão, é possível mudar a atuação do seu vagão.

Observe a paisagem maravilhosa com que DEUS enfeitou todo o trajeto...

Busque uma maneira de dar utilidade às horas.

Preocupe-se com aqueles que seguem viagem a seu lado.

Deixe de lado as queixas e faça algo para que sua estrada fique marcada com rastros de luz.

Pense nisso... E boa viagem.”

                                                                                                          (Texto: Momento Espírita)

 

 O QUE NOS ESPERA NESTE 2021?:

Enquanto tentamos nos adaptar a uma nova realidade em meio à pandemia, percebemos que esse pode ser um momento decisivo para cultivarmos hábitos mais conscientes.

Apesar de não existir uma fórmula mágica para lidar com uma crise global, cada um de nós vai vivendo um dia após o outro e tirando lições importantes em meio a tudo isso.

Afinal, estamos vendo de forma clara que os comportamentos individuais podem sim mudar o mundo em que vivemos. Por isso, seria uma pena não usarmos esse momento para aprender com nossos erros e lutarmos por um novo “normal”.

 Diante de um contexto tão conturbado, quais lições podemos tirar da crise do coronavirus?

 1. Menos é mais: você já está praticando o consumo consciente na quarentena;

 2.Empatia na pandemia: descobrimos que cada gesto realmente importa;

 3.Coronavirus ensina que a saúde humana depende de um meio ambiente saudável;

 4.De cientistas a catadores: valorização de serviços essenciais durante a crise;

 5.O mundo não voltará ao “antigo normal”. E isso é muito bom!

 

Esses exemplos servem para ilustrar que um novo normal é possível! Mas para que isso aconteça, não podemos ficar de braços cruzados esperando que decidam por nós como será o mundo daqui pra frente, né?

A sociedade pós-coronavirus está em aberto.

           

Estamos em um momento único e histórico capaz de mobilizar sociedade, empresas e governos em prol de um propósito comum. E, pela primeira vez, estamos vendo em proporções globais que nossos comportamentos individuais podem transformar o sistema no qual vivemos. A sociedade do futuro está em aberto. Por que não usarmos esse momento para criarmos um novo “normal”?

A pandemia já nos ensinou lições valiosas sobre como o planeta clama por atitudes práticas, colaborativas, inteligentes e em harmonia com o meio ambiente. Aprendendo com nossos erros, um novo mundo é possível sim. Mas para que isso aconteça precisamos lutar juntos por ele. O momento é esse!

Além dessas lições, apostamos que você deve estar pensando em tantos outros recortes, certo? Afinal, são muitos os aprendizados que podemos tirar disso tudo. Coisas básicas como higiene pessoal, higiene ambiental, saneamento básico, etc.

Por isso, queremos que reflita: como você gostaria que fosse o novo normal daqui pra frente? Quais outras lições que você já aprendeu com tudo isso?

 

 

DEFINIÇÕES DO LEONISMO:

 A definição dá o característico geral do leonísmo (movimento), particulariza as condições necessárias à qualidade do associado, apresenta as restrições imperiosas (movimento sem cor, política ou religiosa) e. finalmente, abarca todos os objetivos da Associação Internacional de Lions Clubes.

LEONISMO – DEFINIÇÃO DE ORDEM GERAL: Substantivo que designa o movimento abraçado por Melvin Jones em 1917, destinado a promover pelo, pelo serviço desinteressado, melhorias no âmbito do município, do país e do mundo, através do companheirismo, da amizade e da compreensão mútua entre seus associados. É um movimento universal que congrega homens e mulheres de elevação moral e espiritual motivados pela sã finalidade de servir desinteressadamente à sua comunidade e aos seus semelhantes.

LEONISMO – DEFINIÇÃO PARA DICIONÁRIOS (dicionário = conjunto de vocábulos duma língua ou de termos próprios duma ciência ou arte, dispostos, em geral, alfabeticamente, e com o respectivo significado): É o conjunto de normas e de propósitos da Associação Internacional de Lions Clubes em prol do bem-estar cívico, cultural, social e moral da humanidade, sem sectarismo religioso. Apolítico, ativa um vivo interesse na ação cívica e governamental, propugnando pela paz universal. Através do s seus Clubes de Serviço, estuda as necessidades da comunidade e apresenta meios ou sugestões para enfrenta-los. Seja através dos seus próprios esforços ou em cooperação com terceiros.

LEONISMO – DEFINIÇÃO PARA ENCICLOPÉDIAS (enciclopédia = conhecimentos relativos a todas as ciências humanas; qualquer obra que abrange todos os ramos de conhecimento): É o conjunto de normas e propósitos da Associação Internacional de Lions Clubes que visa, precipuamente,, o bem-estar cívico, cultural, social e moral da humanidade, através de Lions Clubes, na prática do serviço desinteressado, sem partidarismo político e sem sectarismo religioso, alicerçando-se no companheirismo e na compreensão dos seus associados, que são regidos por um Código de Ética.

A DEFINIÇÃO CLÁSSICA DE LEONISMO: A definição transcrita abaixo é uma das mais clássicas do movimento leonístico brasileiro e foi concebida pelo CL Luiz Dutra Pizão, do Lions Clube de São Paulo, nos idos de 1953. Na época, fazia referência a pessoas do sexo masculino, pois apenas os homens podiam ser aceitos como associados dos Lions Clubes. A partir de 1987, com o ingresso das mulheres no Lions, acrescentou-se “mulheres” no texto da definição. Vamos, com a devida vênia, procurar desmembrá-la e comentá-la, mesmo correndo o risco de ser contestado por algum Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora de melhor saber leonístico.

“O leonismo é um movimento composto por homens e mulheres de elevada     reputação, que se propõem, sem fins políticos ou religiosos, a promover os princípios        éticos, o bem-estar da coletividade e o congraçamento universal.”

“É UM MOVIMENTO...” – Porque tem sempre um objetivo a cumprir, indefinidamente.

“... COMPOSTO POR HOMENS E MULHERES...” – Somente pessoas com maioridade legal podem participar como associados dos Lions Clubes.

“... DE ELEVADA REPUTAÇÃO...” – É a condição essencial para que uma pessoa seja aceita no quadro de associados. De se observar que “reputação” vai a título geral, no sentido lato. Não é uma reputação só e particular como a artística, a financeira, a profissional. É a reputação geral, com a qual a pessoa merece a estima e a consideração dos que a conhecem, por isso é que é “elevada” naturalmente.

“... SEM FINS POLÍTICOS OU RELIGIOSOS ...” – É um dos característicos do programa do leonismo; em seu seio podem se acomodar, e de fato se harmonizam e identificam, pessoas de todos os credos e de todas as facções. Qualquer limitação, ou concessão, nesse sentido, por parte dos Clubes, deixará de ser leonísmo.

“... A PROMOVER...” – O leonísmo é, acima de tudo, um método para se atingir a aproximação das pessoas à melhoria da comunidade e, assim sendo, deve representar um esforço, um empenho, uma atividade constante.

“... OS PRINCÍPIOS ÉTICOS...” – Vem a ser o embasamento necessariamente moral a toda associação que conjuga os esforços em prol do aprimoramento individual. É o que ocorre quando o leonismo se dispõe a unir os associados com os laços da amizade, com companheirismo e compreensão reciproca; e é igualmente a parte que estimula um elevado padrão de conduta nos negócios e nas profissões.

“... O BEM-ESTAR DA COLETIVIDADE ...” – É a parte externa da atividade e de âmbito local. É o serviço desinteressado através do qual o leonismo têm-se imposto ao reconhecimento dos povos. Enfeixa essa parte da definição os 3.º 5.º Propósitos da nossa Associação.

 “... O CONGRAÇAMENTO UNIVERSAL.” – É um dos escopos do leonismo criar e fomentar um espírito de generosa consideração entre os povos da terra (3.º Propósito).

O objetivo da mensagem que tratamos neste capítulo da carta tem o condão único e exclusivo de reavivar o que já é do conhecimento dos nossos caríssimos Companheiros Leão e dulcíssimas Companheiras Leão e Domadoras. Se atingido, nos damos por satisfeitos.

 

 

O ACRÓSTICO “LIONS” NO BRASIL:

Tomamos a liberdade de abordar este tema, que faz parte da história do leonismo, face aos motivos que justificamos no último parágrafo deste capítulo.

O acróstico, também conhecido como moto, lema, divisa ou preceito escrito, segundo nossos melhores dicionaristas, é um símbolo que vem a ser o conjunto de letras iniciais que compõem verticalmente uma palavra ou frase.

O acróstico do nosso movimento é “LIONS”. Aqui no Brasil ele já teve três significados, conforme, despretensiosamente e tão somente para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de conhecer, comentamos a seguir:

Primeiro acróstico do Lions no Brasil:

Nosso primeiro acróstico, que vigorou de 16/04/1952 (data da fundação do Clube máster do Rio de Janeiro) até 07/08/1952, era “Liberdade, Entendimento, Organização, Nacionalidade, Esforço e Serviço”, e havia sido tirado das letras que formam a palavra LEONES em espanhol. Como se sabe, quando da chegada do leonismo no Brasil, toda documentação em uso e que seria utilizada por algum tempo era impressa em espanhol (principalmente) e inglês.

 

Segundo acróstico do Lions no Brasil:

Com a fundação do Clube do Rio de Janeiro, Armando Fajardo, nosso Leão n.º 1, e que trouxer o movimento para o Brasil, procurou traduzir para o português as expressões espanholas dos procedimentos leonísticos.

 

Assim é que, a partir de 08/08/1952, o Clube máster do leonismo brasileiro passou a ser denominado de Lions Clube do Rio de Janeiro, em substituição ao Clube de Leões do Rio de Janeiro, o que seria seguido posteriormente pelos demais Clubes. E, com a decisão de aportuguesar nossos procedimentos, o acróstico em uso até 07/08/1952 foi substituído a partir de 08/08/1952, e ficou nacionalmente sacramentado e conhecido por “Liberdade, Inteligência, Ordem, Nacionalidade e Serviço”. Ele permaneceu com essa redação por   45 anos, dez meses e 18 dias, sendo substituído em 27/05/1998.

 

Terceiro acróstico do Lions no Brasil:

Durante a 3.ª sessão plenária do então CNG-Conselho Nacional de Governadores 1997/1998, realizada em 27/05/1998, no salão de convenções do Hotel Othon Palace, na cidade de Belo Horizonte/MG, e da qual este Coordenador Geral do Distrito LC-6 participou como membro ativo, o Colegiado do Conselho aprovou por maioria proposição (moção) apresentada pelo Lions Clube de São Paulo-Jardim Paulista, e de autoria do PDG José Gilberto Ribeiro Ratto, alterando o significado das letras “I” e “N” do acróstico da palavra Lions. De conformidade com a proposição apresentada, aprovada e editada como resolução do CNG, as palavras “Inteligência” e “Nacionalidade” foram substituídas por “IGUALDADE” e “NACIONALISMO”. O PDG Ratto, que defendeu pessoalmente sua proposta junto ao Colegiado do CNG, convenceu pela razão e pelo seu elevado sentimento leonístico e patriótico. Sua moção procurou adequar os enunciados das letras “I” e “N” para que os mesmos representassem conceitos interpretados pela expressão da linguagem e cultura do povo brasileiro, sem se afastar dos mandamentos filosóficos do leonismo. Segundo ele: “Inteligência” tinha uma conotação mais ligada ao intelecto e à intelectualidade, e um sentimento meramente subjetivo que não coadunava com o interesse geral que deve ser o objetivo de Lions. Já “IGUALDADE” era uma expressão mais adequada aos sentimentos da comunidade e do nosso movimento, pois todos são iguais perante a Deus, diante da Lei e face a todas as instituições. É a qualidade de igual, de paridade. Além disso, pode ser associada também à igualdade moral, que é a relação entre as pessoas em virtude da qual todas elas são portadores dos mesmos direitos fundamentais que provém da humanidade e definem a dignidade da pessoa humana. “Nacionalidade” dizia respeito à condição do que é nacional ou disciplina o complexo dos caracteres que distinguem a Nação. Já “NACIONALISMO” cultivava o sentido de amor à Pátria e era uma expressão do sentimento nacional, englobando patriotismo, civismo e cidadania.

 Dessa forma, desde 27 de maio de 1998 o leonismo brasileiro tem o seu terceiro acróstico oficial de LIONS: “Liberdade, Igualdade, Ordem, Nacionalismo e Serviço”.

 

O que nos levou a abordar o assunto, como dissemos no primeiro parágrafo deste capítulo, foi a constatação de procedimentos incorretos que temos observado. Em andanças pelo Distrito temos acompanhado muitas solenidades que são realizadas pelos Clubes, especialmente de posse de novos associados. Temos observado, inclusive, que em algumas das nossas unidades ainda é utilizado o texto do segundo acróstico do Lions no Brasil, o que não é correto. Em um determinado Clube, por exemplo, nem uma coisa nem outra, pois o enunciado da letra “I” foi substituído por “Integridade”, tirado não sabemos de onde.

 

O importante é que, em nossas solenidades, quando couber, seja utilizado sempre o acróstico oficial do Lions no Brasil, que é “LIBERDADE, IGUALDADE, ORDEM, NACIONALISMO e SERVIÇO”.

 

 A IMPORTÂNCIA DO NOSSO CÓDIGO DE ÉTICA:

É muito comum entre nós as referências ao “CÓDIGO DE ÉTICA DO LEÃO”. Documento extraordinário, é uma norma de vida sugerida à família leonística. Podemos dizer que é imutável, pois foi aprovado durante a 2.ª Convenção Internacional de Saint Louis, Missouri, Estados Unidos, em agosto de 1918, e não sofreu qualquer alteração até hoje. Seu texto maravilhoso, que transcrevemos abaixo, nos exorta a:

 

Demonstrar FÉ NOS MERITOS DA MINHA PROFISSÃO, esforçando-me para conseguir honrosa reputação, mercê da EXCELÊNCIA DOS MEUS SERVIÇOS.

 

Lutar pelo êxito e pleitear toda remuneração ou lucro que equitativa e justamente mereça, recusando, porém, aqueles que possam acarretar diminuição da minha dignidade, devido a VANTAGEM INJUSTA OU AÇÃO DUVIDOSA.

Lembrar que, para ser bem sucedido nos negócios ou empreendimentos, não é necessário destruir os outros. Ser leal com os clientes e SINCERO CONSIGO MESMO.

 

DECIDIR CONTRA MIM NO CASO DE DÚVIDA quanto ao direito ou à ética dos meus atos perante meu próximo

Praticas a AMIZADE COMO UM FIM E NÃO COMO UM MEIO. Sustentar que a VERDADEIRA AMIZADA NÃO É O RESULTADO DE FAVORES MUTUAMENTE PRESTADOS, dado que não requer retribuição, pois recebe benefícios com o mesmo espírito desinteressado com que os dá.

 

Ter presente os MEUS DEVERES DE CIDADÃO para com minha localidade, meu Estado e meu País, sendo-lhes constantemente leal em pensamentos, palavras e obras, dedicando-lhes desinteressadamente MEU TEMPO, MEU TRABALHO E MEUS RECURSOS.

 

AJUDAR O PRÓXIMO, consolando o aflito, fortalecendo o débil e socorrendo o necessitado.

 

SER COMEDIDO NA CRÍTICA e generoso no elogio; construir e não destruir,

 

 Observação: os destaques, em maiúsculas, são deste Coordenador.

Quantos de nós, porém, já se deu ao trabalho de analisar e ponderar sobre esta verdadeira carta de intenções da filosofia leonística?

A pessoa é um ser que pensa, que age, que decide, que tem mil e uma habilidades, mas, para o leonismo, a pessoa é, antes e acima de tudo, um ser que se relaciona.

E o nosso Código de Ética, concebido a partir deste conceito, encerra normas de conduta que norteiam as relações do Leão com as dimensões do EU, do TRABALHO, do OUTRO e da PÁTRIA.

E quais são nossas relações com o EU? SER SINCERO CONSIGO MESMO é um imperativo. Aliás, quem se engana não se conhece e, portanto, não dispõe dos elementos fundamentais, necessários à decolagem em busca do sucesso e da perfeição. Da sinceridade depende a harmonia entre o discurso e a prática, dependente da coerência, fator preponderante do equilíbrio emocional. A falta de coerência, tão comum entre as pessoas, é terrivelmente decepcionante para quem resolve SER SINCERO CONSIGO MESMO.

O que norteia a relação do Leão com o TRABALHO? O trabalho deixou de ser jugo e é libertador quando assumido como a nossa missão no serviço à comunidade. O tipo de trabalho depende do momento ou da profissão, mas a sua qualidade depende das convicções e competências. Quem tem FÉ NOS MÉTIDOS DA PROFISSÃO não transgride com a mediocridade e a EXCELÊNCIA DOS SERVIÇOS é questão de honra. As convicções impedem que a competência esteja a serviço do lucro e AFASTAM HIPÓTESES DE AÇÕES DUVIDOSAS OU VANTAGENS INJUSTAS.

Quais nossas relações com o OUTRO?   Quatro elementos fundamentam a relação com o outro: a lealdade, a amizade, o elogio e a ajuda. A lealdade supõe a verdade e a honestidade, condições para o entendimento. O compromisso com a lealdade é de tal natureza que, em CASO DE DÚVIDA, o Leão deve DECIDIR CONTRA SI MESMO. Num momento em que o interesse regula as relações, DECIDIR CONTRA SI MESMO parece um contrassenso e, num mundo pontilhado pela infidelidade, a lealdade beira a insensatez. Se é assim, bem-aventurados são aqueles que não temem o sinal da contradição. Além do entendimento, situa-se a amizade. Para o Leão, A AMIZADE É UM FIM E NÃO UM MEIO. Não podemos usar o outro ou a sua amizade. Contentamo-nos em SER AMIGO. Isto basta e é extremamente gratificante. Gratifica-se a atitude de ser amigo, NÃO NASCENDO A AMIZADE DA TROCA DE FAVORES, mas de laços fortes, estabelecidos a nível de sentimentos, princípios e objetivos. O elogio nasce do reconhecimento e é profundamente estimulante. Quem não precisa de estímulos? A crítica indispõe, o elogio atrai e comove. A resposta à crítica pode ser a radicalização; o elogio gera agradecimento e conduz a mudanças. A AJUDA AO PRÓXIMO e dever e não caridade. Não se entende ajuda como simples tentativa de mitigar a carência. AJUDAR AO PRÓXIMO é um mandato, um compromisso decorrente da função social e dos dons que recebemos. Nem todos têm o mesmo potencial. As mesmas habilidades e isto não sugere injustiças. A diversidade seria injusta se os dons fossem do indivíduo e não da comunidade. A ajuda supre e complementa, estendendo a todos os benefícios dos mesmos dons. Injusto é o sistema que faz prevalecer os interesses de uns sobre os direitos dos outros.

Por fim, qual o nosso relacionamento com a PÁTRIA? A lealdade à Pátria implica em fidelidade no cumprimento dos DEVERES DOS CIDADÃOS. O exercício da cidadania não está vinculado a momentos; acontece na vida à medida em que dedicamos, desinteressadamente, À NOSSA LOCALIDADE, AO NOSSO ESTADO E AO NOSSO PAÍS, NOSSO TEMPO, NOSSO TRABALHO E NOSSOS RECURSOS. O exercício da cidadania, assim entendido, favorece nossa intenção, de forma consciente e coerente, no processo de construção das pessoas e da sociedade.

 

APLICAÇÃO DA VERBA DA COTA INTERNACIONAL:

Temos notado que muitos Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras, especialmente os que ingressaram no movimento mais recentemente, ainda têm algumas dúvidas a respeito da destinação do dinheiro que recolhemos a título de cota internacional. Alguns pensam que o dinheiro vai para os Estados Unidos e lá eles dão a destinação que bem entender. Não é bem assim! Vamos tentar esclarecer!

Todo associado do Clube recolhe para a Associação Internacional de Lions Clubes, anualmente, uma cota de U$43,00 (quarenta e três dólares), divididas em duas parcelas semestrais de U$21,50 (vinte e um dólares e cinquenta cents), mas convertidos em reais pelos Tesoureiros dos Clubes e depositados conforme orientação em poder das Diretorias.

Há quase dez anos atrás, e mais precisamente no dia 22 de março de 2011, procuramos esclarecimentos a respeito. E fomos informados pelo então Gerente do Departamento Ibero-Americano da sede internacional que, de acordo com auditoria de Lions Internacional, os recursos que recolhemos a título de cota internacional tem a seguinte distribuição:

- Convenção Internacional: 15% do montante;

- Revista Lion: 16% do montante;

- Seguros: 1% do montante.

- Despesas de Governadoria e Governadores eleitos: 14% do montante;

- Dirigentes Internacionais e Diretores Internacionais: 6% do montante;

- Programas de apoio a Clubes e Distritos: 37% do montante;

- Sede internacional: 10% do montante;

- Perdas por cotas não pagas: 1% do montante.

Não pretendemos, neste capítulo da carta, entrar no mérito da distribuição do montante arrecadado por Lions Internacional. Entretanto, para colaborar com os nossos associados que ingressaram mais recentemente no movimento, vamos tentar, de forma geral, tecer algumas modestas considerações sobre a destinação e aplicação da verba arrecadada a título de cota internacional.

01. A Associação precisa de um Estatuto e Regulamentos que norteiam sua própria orientação aos Clubes a ela afiliados. Necessita, igualmente, da manutenção de um sistema com poderes para alterar ou emendar referidos diplomas legais. Esses poderes cabem, por direito, aos Delegados presentes à Convenção Internacional. É nessa convenção que são eleitos os dirigentes da nossa entidade. É um fórum onde os Delegados podem e devem expressar suas opiniões. Além das suas funções legislativas e efetivas, a convenção tem grande valor como fonte de inspiração e informações para os Clubes de todo mundo.

02. A revista The Lion é uma publicação internacional dedicada a pessoas imbuídas pelo mesmo espírito humanitário e desejosas de servir ao próximo. A grande finalidade dessa publicação é divulgar os acontecimentos e as atividades de maior relevo dos Lions Clubes, dos dirigentes e diretores internacionais, bem como sobre as atividades dos Delegados durante as convenções. É, na realidade, um resumo geral de notícias e acontecimentos relacionados com o movimento leonístico.

03. Parte da cota internacional custeia transportes e outras despesas com o comparecimento dos Governadores e Vice-Governadores eleitos às Convenções Internacionais e dos Distritos Múltiplos, bem como aos seminários executivos que as precedem.

04. A cota cobre também gastos de escritório e despesas com viagens dos Governadores. Deseja-se que os Governadores de Distrito façam visitas oficiais a todos seus Clubes subordinados durante a gestão. Deseja-se, também, que mantenham outros contatos com os Clubes do Distrito, e isso acarreta, naturalmente, grandes gastos para a Associação. Os Governadores têm parte das suas despesas ressarcidas por Lions Internacional, inclusive as reuniões do Conselho de Governadores dos Distritos Múltiplos.

05. Durante sua gestão, o Presidente Internacional recebe centenas de pedidos de Clubes e Distritos do mundo todo, solicitando para que ele os visite. Ele dedica todo o ano para a Associação, assistindo reuniões da Diretoria Internacional, reuniões da Diretoria Executiva, diversas Convenções Nacionais ao redor do mundo, sem receber qualquer recompensa financeira. Como seus gastos com viagens, escritório e outros itens são consideráveis, as Convenções decidiram que a Associação deveria reembolsá-lo. Isso se aplica também aos Dirigentes, Diretores Internacionais, Ex-Presidentes Internacionais e outros dirigentes quando convidados.

06.Despesas de representação da sede internacional, com o escritório de Oak Brook, inclusive material permanente e de consumo, contratação de pessoas altamente especializadas e conhecedoras da estrutura e funcionamento dos Clubes. Manutenção de órgãos auxiliares, como é o caso do nosso escritório de São Paulo.

07. O mundo leonístico, instalado em 214 países e regiões geográficas, contabiliza quase 50.000 Clubes e cerca de 1.400.000 associados. As despesas da Associação, para suprir suas necessidades neste setor, abrange a manutenção de uma equipe especializada nos idiomas oficiais, administração, promoção de pesquisas, promoção de líderes e elaboração de material que são distribuídos aos Clubes e Governadores de Distrito.

08.A Associação tem programas especiais para os Clubes. Esta área abrange despesas com funcionários, impressos, porte e prêmios leonísticos usados na promoção e administração de programas oficiais, tais como aumento de associados, prêmios para associados, planejamento e desenvolvimento de atividades internacionais, Leo Clubes e outras atividades juvenis, inclusive a preparação de filmes e anúncios gravados para emissoras de rádio e televisão.

09. Parte da verba é destinada a publicações, materiais e seguros para Clubes e Distritos. Destina-se à impressão e distribuição do matérial impresso para cerca de 180.000 novos associados (média anual), a cerca de 400.000 presidentes de Comissões, a certa de 250.000 novos dirigentes e diretores de Clubes, além de cartões de associados e anuários de Clubes. Incluem-se neste item as despesas com porte e despacho doso materiais.

10. Quando os Governadores efetuam despesas com transporte, hospedagem, alimentação, publicações, telefonemas, portes, funcionários e outras pertinentes ao cargo, a Associação Internacional reembolsa essas despesas dentro de determinados critérios e limites. Os documentos desses pagamentos são minuciosamente examinados por um grupo de auditores nos idiomas correspondentes, que analisam também as despesas de conversão com as diversas moedas do mundo.

11. A Associação mantém um Serviço Jurídico que é constantemente acionado.

12.Toda organização necessita de uma coordenação central. No caso da nossa Associação é indispensável a manutenção de um escritório (em Oak Brook, Chigado, Illinois, nos Estados Unidos) para coordenar as atividades do Presidente Internacional e demais dirigentes da Diretoria Internacional, dos Governadores de Distrito, dos Clubes e dos associados. A manutenção do escritório exige um orçamento para conservação do edifício sede e operações administrativas como contabilidade, faturamento, cobranças, compras, serviço de arquivo, processamento de dados, centro de correspondências e muitas outras atividades pertinentes ao seu bom funcionamento.

Esperamos ter colaborado para, pelo menos, clarear um pouco o importante assunto que ainda causa tantas dúvidas entre nossos dirigentes de Clubes e seus associados.

 

ADMINISTRAÇÃO LEONÍSTICA:

 

Ainda existem algumas questões da administração leonistica que causem certas dúvidas a alguns dirigentes e associados do nosso movimento. Vamos procurar, modestamente, responder algumas delas:

Questão: como se compõe a Diretoria Internacional?

Resposta: Atualmente ela é composta do Presidente, 1.ª Vice-Presidente, 2.º Vioe-Presidente, 3.º Vice-Presidente e 34 Diretores Internacionais, eleitos anualmente na Convenção Internacional. Os Diretores têm mandato de dois anos, sendo eleitos 17 a cada ano. O Ex-Presidente Internacional integra a Diretoria automaticamente, não sendo eleito.

Questão: qual foi a primeira Diretoria de Lions Internacional?

Resposta: Eleita durante a 1.ª Convenção Internacional realizada em Dallas, Texas, Estados Unidos, em 10 de outubro de 1917. Foi constituída por: Presidente, William P. Woods; 1.º Vice-Presidente, L; H. Lewis; 2.º Vice-Presidente, E. N. Kaercher; 3.º Vice-Presidente, M. Marry Mayers; Secretário Tesoureiro, Melvin Jones; Diretores por 3 anos, R. A. Kleinschmidt e L. L. MacRae; Diretores por 2 anos, H. F. Endsley e Roger E. Wheekes; Diretores por 1 ano: A. V. Devenport e Charles J. Kirk.

Questão: quando foi aprovada a atual estrutura do Leonísmo no Brasil?

Resposta: Pela resolução n.º 164-1997/1998 do CNG-Conselho Nacional de Governadores, aprovada durante a 45.ª Convenção Nacional. O então Distrito Múltiplo L (que abrangia todo o Brasil) foi dividido nos atuais Distritos Múltiplos LA, LB. LC e LD.

Questão: por que os Presidentes e demais diretores de um Lions Clube são convidados e não convocados para as reuniões do Comitê do Gabinete Distrital?

Resposta: As reuniões do Comitê do Gabinete Distrital são exclusivas e obrigatórias dos seus Membros Deliberativos (Governador, Ex-Governador Imediato, Vices-Governadores, Secretário e Tesoureiro do Distrito, Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, Presidentes de Região e Divisão) e tratam da administração do Distrito como um todo. Os membros Conselheiros, Assessores e as diretorias dos Clubes são convidadas para assistir às reuniões.

Questão: o que são as reuniões do Conselho Consultivo do Governador?

Resposta: São reuniões dirigidas pelo Presidente da Divisão, exclusivas e obrigatórias para os membros deliberativos dos Clubes (Presidente, Secretário, Tesoureiro, Diretor de Associados, Diretor Social e Diretores de GLT, GMT e GST), que tratam da administração das Divisões e constituem um dos três órgãos administrativo do Distrito. Faz parte da sua agenda a avaliação dos Clubes sob vários aspectos: debater ideias sobre programas, atividades, levantamento de fundos, assuntos sobre associados, entre outros e, eventualmente, pode ser convidado um palestrante para apresentação de um tema leonístico. Os demais associados do Clube podem e devem ser convidados para as reuniões.

Questão: quem substitui o Presidente da Divisão em um Comitê Consultivo?

Resposta: Somente o Governador do Distrito pode substituir o Presidente em uma reunião do Conselho Consultivo do Governador.

Questão: quais os documentos que os Presidentes de Região e Divisão devem portar sempre:

Resposta: Esses dirigentes, em decorrência da função e importância do cargo, estão sempre sujeitos a consultas sobre aspectos relacionados com o leonismo. Muito ajudará que, nas reuniões que participarem, tenham sempre consigo alguns documentos básicos: Estatuto do Distrito, Regimento de Convenções, Regulamento do Distrito (esses dois últimos estão desatualizados), Invocação a Deus, Oração Final, Regulamento do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, roteiro para posse de novos associados, currículo pessoal, entre outros.

Questão: pode ser apresentada uma proposta (moção) durante as reuniões do Conselho Consultivo do Governador?

Resposta: Sim! Qualquer Clube da Divisão pode apresentar uma moção que, se aprovada no Conselho Consultivo do Governador, é considerada como proposto conjunta dos Clubes pertencentes à Divisão, e será encaminhada pelo Presidente da Divisão diretamente para a comissão competente da Convenção Distrital.

Questão: pode haver fusão de Distritos?

Resposta: Sim! Ainda em época não muito distante (no ano leonístico 2003/2004) houve a fusão dos então Distritos LC-7, LC-9 e LC-10 (do Estado de Minas Gerais), originando o Distrito LC-12 a partir do ano leonístico 2004/2005.

Questão: no caso de um Clube fundado no mês de maio, por exemplo, como proceder para a eleição da Diretoria do ano leonístico seguinte, que tem início no dia 01 de junho?

Resposta: A duração do mandato de uma Diretoria de Clube tem início em 01 de julho e termina em 30 de junho. A partir de 01 de julho deverá tomar posse a nova Diretoria. Independentemente do tempo que a anterior tenha atuado. No caso de um Clube fundado no mês de maio, ou abril, ou junho, o dirigente da solenidade de fundação do Clube poderá declarar a Diretoria empossada para o ano leonístico em curso e para o ano seguinte.

Esperamos ter colaborado para sanar eventuais dúvidas sobre as questões acima.

 

 

CRÔNICA DA 2.ª REUNIÃO DO COMITÊ DO GABINETE DISTRITAL:

Os raios solares iluminavam aquela manhã domingueira de 22 de novembro, enquanto os pássaros silvestres soltavam seus cantos matinais. Tudo isso serviu para emoldurar aquele recanto rural bucólico e acolhedor escolhido pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento para realização da 2.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital.

O evento, a exemplo da reunião anterior, foi realizado virtualmente face ao surto pandêmico que estamos vivenciando. A convocação com a ordem do dia foi expedida com a antecedência regulamentar. A sala da reunião foi aberta às 09:30 horas, com a utilização de excelente técnica de visualização.

A abertura da reunião e formação da mesa dirigente foram procedidas pelo ponderado PDG Manoel.   O DG Caliento iniciou os trabalhos observando rigorosamente os ritos protocolares. A Invocação a Deus foi proferida pelo PDG Andriani. Houve a execução do Hino Nacional, cujos acordes os presentes ouviram em pé. A saudação ao Pavilhão Nacional foi feita pelo tranquilo PDG Sérgio, que nos proporcionou um monólogo de elevado valor cívico. Face à ausência do Assessor da Mútua Leonística que, por problemas técnicos, não conseguiu se conectar com a reunião, o DG Caliento anunciou respeitosamente os associados que nos deixaram no período e solicitou que todos guardassem um minuto de silêncio em razão das suas partidas para um novo plano. Ainda no campo das suas mensagens iniciais, o Governador discorreu sobre as dificuldades encontradas neste primeiro semestre em consequência da pandemia, mas asseverou que, com a graça de Deus, estamos conseguindo colher frutos sadios e compensadores. Elogiou o participação dos Clubes do Distrito, cujos dirigentes têm dado tudo de si para superar as dificuldades e continuar executando suas atividades com galhardia e garra leonística. Discorreu sobre suas metas e a esperança de conseguir alcança-las. Comentou sobre as visitas que já realizou junto a alguns Clubes, que foram realizadas mesmo diante das situações impostas. Alertou sobre a necessidade que os Clubes têm em analisar o lançamento de candidatos ao cargo de 2.º Vice-Governador do Distrito para a eleição que ocorrerá na próxima Convenção Distrital.

Prosseguindo, e dentro daquilo que foi estabelecido pela ordem do dia, o DG Caliento concedeu a palavra aos seus auxiliares diretos. O PDG Andriani, Secretario, prestou esclarecimentos sobre as Cartas Mensais que estão sendo editadas, sobre as dúvidas existentes com relação ao protocolo a ser observado durante a visita do casal Governador e, encerrando, elucidou as divergências que estão ocorrendo com relação à marcação das visitas do casal Governador aos Clubes. O PDG Bazan, Tesoureiro, apresentou o balancete do primeiro trimestre do ano leonístico, bem como o parecer elaborado pela Comissão de Finanças, que, colocado em discussão, foi aprovado por unanimidade. O PDG Lauro, Presidente do Conselho de Ex-Governadores, também deixou de se manifestar em virtudes de problemas técnicos na conexão com a reunião. O PCC Bittar, sempre elegante, cumprimentou o Governador por estar conseguindo alcançar os objetivos a que se propôs mesmo diante da pandemia. Falou sobre suas funções e demonstrou tristeza face à nossa situação perante LCIF, pois, há muito tempo, continuamos recebendo mais do que doamos. O DG Caliento abriu a palavra para os demais PDGs participantes da reunião mas nenhum deles se manifestou.

Na sequência, o Governador concedeu a palavra para manifestação dos seus demais Coordenadores, Assessores e também para cada um dos representantes das várias áreas da configuração administrativa do Distrito, previamente designados. Foram ouvidos e se manifestaram os 1VGD Glauber Gomes da Silva, 2VGD Roberto Luiz de Freitas, MJF José Antonio Rossato (Assessor do Concurso de Eficiência), CaL Rosiane Aparecida da Silva Eleodoro Lagassi (Coordenadora do Concurso do Cartaz sobre a Pax), MJF Antonio Mauro Alves (Coordenador do Meio Ambiente), CL Acácio Alves Taveira Júnior (representando os Presidentes de Região), CL Márcio Roberto Kimura (representando os Presidentes de Divisão), CL Antenor Luiz Borges (representando os Assessores Distritais), CL Jocelir Nunes de Oliveira (representando os Presidentes de Clubes) e CLeo Vitor Sanches de Souza (Presidente do Distrito Leo). Todos, indistintamente, além das falas atinentes às suas áreas, elogiaram o DG Caliento pela forma equilibrada com que vem administrando nossa unidade distrital, e demonstraram inquebrantável amor pelo movimento leonístico.

Antes da palavra do Orador Oficial, o sempre ponderado PDG Duba leu o valioso currículo do PC PMJF Eduardo Jacob, Presidente do Distrito Múltiplo LC. O PC Jacob, com a palavra mansa que lhe é peculiar, iniciou sua manifestação fazendo uma longa e emocionada saudação aos dirigentes presentes. Mencionou e agradeceu o apoio que vem recebendo do Distrito LC-6. Falou sobre suas metas a médio e longo prazo. Comentou sobre a posição do DMLC no cenário leonístico brasileiro, onde ocupa e sempre ocupou uma posição de destaque. Afirmou que pandemia não é sinal de paralisia e exortou os presentes para que deem seguimento às suas atividades. Falou muito sobre simplicidade, uma palavra forte que, quando devidamente assimilada, nos remete ao último grau de sofisticação. Encerrou com emocionadas palavras de agradecimento.

Após a fala do Orador Oficial, o DG Caliento apresentou seus agradecimentos pelas palavras e carinho que ele demonstrou para com o LC-6. Ao depois, o DG Caliento dirigiu-se aos participantes e agradeceu pela atenção que todos dispensaram para com esta nossa reunião. E solicitou que o tranquilo PDG Manoel proferisse a Oração pelo Brasil. E, solicitando uma salva de palmas ao Pavilhão, o Governador deu por encerrada as atividades.

O PDG Andriani, Secretário do Distrito, condensou nesta crônica tudo aquilo que foi exposto na ata da 2.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital do ano leonístico 2020/2021,c cuja íntegra foi encaminhada para conhecimento e apreciação de todos os dirigentes distritais no último mês de dezembro.

 

 

A AGENDA DE VISITAS DO CASAL GOVERNADOR AOS CLUBES DO DISTRITO:

O casal Governador do Distrito já visitou oficialmente 06 Clubes:

 - Lions Clube de São Sebastião do Paraíso

- Lions Clube de Novo Horizonte

 - Lions Clube de Nhandeara-Aliança

 - Lions Clube de Poloni

 - Lions Clube de São Joaquim da Barra

 - Lions Clube de Votuporanga

Outros 33 Clubes do Distrito já agendaram a visita oficialmente:

01 – 09/02/2021 – Lions Clube de Brodowski

02 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca

03 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Sobral

04 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Imperador

05 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Inovação

06 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Cidade Nova

07 – 12/02/2021 – Lions Clube de Pedregulho-Usina de Estreito

08 – 13/02/2021 – Lions Clube de Altinópolis

09 – 23/02/2021 – Lions Clube de Sertãozinho

10 – 23/02/2021 – Lions Clube de Sertãozinho-Centenário

11 – 24/02/2021 – Lions Clube de Votuporanga-Brisas Suaves

12 – 26/02/2021 – Lions Clube de Miguelópolis

13 – 02/03/2021 – Lions Clube de Passos

14 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto

15 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Ipiranga

16 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Campos Elíseos

17 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista

18 – 16/03/2021 – Lions Clube de Monte Azul Paulista

19 – 18/03/2021 – Lions Clube de Auriflama

20 – 19/03/2021 – Lions Clube de Palmeira D’Oeste

21 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra

22 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra-Águas Correntes

23 – 25/03/2021 – Lions Clube de Potirendaba

24 – 26/03/2021 – Lions Clube de Cravinhos

25 – 03/04/2021 – Lions Clube de Orlândia

26 – 09/04/2021 – Lions Clube de Jaboticabal

27 – 10/04/2021 – Lions Clube de Taquaritinga

28 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis

29 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis-Cidade Progresso

30 – 15/04/2021 – Lions Clube de Nhandeara

31 – 17/04/2021 – Lions Clube de Barretos

32 – 20/04/2021 – Lions Clube de Ituverava

33 – 22/04/2021 – Lions Clube de Igarapava

 

Os demais 27 Clubes do Distrito não agendaram visita do casal Governador.

Devemos registrar que, além das visitas oficiais aos Clubes, o casal Governador tem ainda uma série de agendamentos que são de sua atribuição (reuniões do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, do Comitê do Gabinete Distrital, do Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LC, da Convenção Distrital, entre outras). A agenda completa do casal Governador está sempre publicada e atualizada no site oficial do Distrito LC-6 (www.distritolc6.com.br).

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

 

 Registramos, com profundo pesar, o falecimento da MJF Denise da Silva Rodrigues, editora da Revista Lion Brasil Sudeste, pertencente ao Lions Clube de Santa Fé do Sul-Estância Turística, ocorrido em 08 de dezembro de 2020.

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esses lamentável passamento, editou a Resoluções n.º 26-2020/2021, decretando luto oficial de três dias no território distrital.

            

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?

01. O programa Lions Quest da Associação Internacional, que a partir de agora vem ganhando uma grande conotação e um grande incentivo, foi implantado a partir do ano de:

a) 1979; b) 1981; c) 1985.

02. O programa Lioness Clubs foi oficialmente organizado no ano de:

a) 1959; b) 1957; c) 1975; d) 1981.

E um relacionamento entre um Lioness e um Lions Clube pode ser melhor descrito da seguinte forma:

a) apoio criativo; b) social; c) preparação e fornecimento de materiais.

03.O número de associadas Lioness, em todo mundo, atinge aproximadamente: a) cerca de 120.000; b) cerca de 150.000; c) cerca de 210.000; d) cerca de 300.000.

04.Pode um Lioness Clube patrocinar um Leo Clube?

05.O livro “Leão Sabido”, que aborda perguntas e respostas sobre o leonismo, é considerado a bíblia dos Leões brasileiros. Sua primeira edição data de 1963 e. até hoje, já ganhou dezenas de edições. A notável obra é de autoria do festejado Diretor Internacional 1965/1967 ____________________________.

06.O leonismo foi estabelecido no Brasil em:

a) 16/04/1952; b) 21/10/1957; c) 18/04/1961.

E isso ocorreu com a fundação do Lions Clube do _____________.

 

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

01. Existem no Brasil quatro Distritos Múltiplos (DMLA, DMLB, DMLC e DMLD). Um Distrito Múltiplo é composto de dois ou mais Subdistritos.  

02.Para funcionamento, de acordo com as normas internacionais, um Distrito precisa contar com um mínimo de 35 Clubes e 1.250 associados.

03.AGDL é a Associação dos Ex-Governadores do Distrito Múltiplo.

04.O antigo CNG-Conselho Nacional de Governadores, através de resolução aprovada oficialmente em Convenção Nacional (que até hoje não foi editada ou revogada e, portanto, encontra-se em vigor), determinou que, ao final das assembleias leonisticas, realizadas em recintos fechados, devem ser encerradas com uma salva de palmas ao Pavilhão Nacional.

 

CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM JANEIRO:

Dia 14 – Matão

Dia 25 – Guará

 

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE JANEIRO:

 - Mês dos Fundadores

 - Mês da Reafirmação Leonística

- Dia 13 – Nascimento de Melvin Jones (13/01/1897)

  

CALENDÁRIO CÍVICO DE JANEIRO:

 Dia 01 – Fraternidade Universal.

 Dia 07 – Instituição do Governo Geral do Brasil (1549).

Dia 09 – “Dia do Fico” (1822).

Dia 24 – Promulgação da Constituição de 1967.

Dia 25 – Fundação da cidade de São Paulo (1554).

Dia 26 – Criação dos Correios no Brasil (1663).

Dia 28 – Abertura dos portos brasileiros às nações amigas (1808).

 

01 DE JANEIRO – FRATERNIDADE UNIVERSAL:

O dia 1.º de janeiro foi escolhido para a confraternização dos povos. É comemorado em quase todas as partes do mundo.

Há alguns povos que contam os anos a partir de datas diferentes. Foi feliz a escolha desse dia para se comemorar a Fraternidade Universal. Primeiro de janeiro é, indubitavelmente, o dia em que as esperanças se renovam, e todos esperam que o ano novo lhes traga a realização de desejos e também felizes acontecimentos.

Ao romper o primeiro dia do ano novo os familiares e amigos formulam uns aos outros votos de felicidade. E como, na verdade, o mundo não passa de uma grande e enorme família, nada mais louvável do que os povos se confraternizarem.

Vivendo no mesmo planeta, é como se ele fosse a nossa casa. Principalmente hoje, em que os meios de comunicação nos transmitem prontamente o que ocorre em todos os pontos da Terra, não podemos estar alheios aos problemas dos nossos irmãos, sabendo que os seus anseios e sentimentos são iguais aos nossos.

O dia da Confraternização Universal é uma sugestão para que as pessoas se esforcem a fim de que o mundo do futuro seja cada vez melhor, onde os povos se entendam e se respeitem. Um mundo no qual as guerras tenham sido banidas e onde a paz se torne um bem comum. Somente quando assim for é que a humanidade poderá ter certeza de haver conseguido atingir o seu objetivo máximo.

 

09 DE JANEIRO – DIA DO FICO:

O nove de janeiro de 1822 significa um acontecimento marcante para o Brasil.

Este acontecimento ficou conhecido como o “Dia do Fico”, e representa um dos capítulos de maior significação da nossa história. A corte portuguesa desejava e recolonização do Brasil, pois percebia que cada vez se tornava mais forte o sentimento nativista. E esse sentimento representava o rompimento latente dos laços que nos prendiam aos colonizadores.

Dom Pedro I deixava-se envolver de modo crescente pelos interesses do povo, e isso, naturalmente, atemorizava Lisboa. A corte portuguesa resolveu, em resolução, convocar o imediato retorno do príncipe a Portugal. Dom Pedro ficou entre duas forças que solicitavam sua presença: de um lado, a corte lusitana; de outro, o povo brasileiro. O príncipe preferi ficar ao lado do povo brasileiro. “Como é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto: diga ao povo que fico”. Era o reconhecimento da vontade popular. Já se podia considerar realmente a existência de um povo constituído, com interesses políticos próprios.

A determinação de Dom Pedro significava um grande passo para que a independência fosse logo alcançada. Relembrar o “Dia do Fico” é reviver uma das fases mais emocionantes da história do Brasil. Ocasião em que o povo sentia prestes a concretizar-se o desejo de liberdade, anelado e defendido por tantos e tantos anos.

 

 

25 DE JANEIRO – FUNDAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO:

A 25 de janeiro de 1554 Anchieta fundava São Paulo, que viria a ser a maior cidade do Brasil. E a cidade nasceu sob o signo da cultura. A fundação de São Paulo foi maravilhosa. Não nasceu de uma praça de guerra nem de um núcleo de mineração. Nasceu de um colégio. Nasceu de uma escola que iria lançar os rudimentos da cultura entre o gentio. E São Paulo não desvirtuou o idealismo de Anchieta. Sua escola, humilde mas corajosa, frágil mas idealista, multiplicou-se através dos séculos em muitos estabelecimentos de ensino, que deram a São Paulo o cunho de grande centro educativo e cultural. E isso não ocorre somente nos dias de hoje. No passado já era grande a procura por escolas paulistanas por brasileiros de outras regiões, e não foram poucas as personalidades que aqui vieram estudar.

A par do seu desenvolvimento cultural, São Paulo ostenta o desenvolvimento de outros setores, como o industrial. Avenidas, viadutos, prédios arrojados compõem a dinâmica paisagem de São Paulo de hoje, onde milhões de pessoas vivem e trabalham numa colaboração importante com o progresso do Brasil.

A semente plantada por Anchieta foi boa e germinou. E 25 de janeiro evoca a lembrança da humildade do nascimento da cidade, porém já pré-determinada a grandiosidade pela fé e idealismo do padre José de Anchieta, que fazia do amor a sua bandeira de luta,

 

ATENDIMENTO DA CASA DO DIABÉTICO DE FRANCA:

O PFG MJF Alcides Viotto, Presidente da Casa do Diabético de Franca, nos forneceu o seguinte relatório das atividades da entidade durante o mês de novembro de 2020 (o relatório de dezembro ainda não estava concluído até o fechamento desta edição):

Atendimentos individuais:

- Médicos: 717

- Enfermaria: 76

- Técnicas de enfermagem: 502

- Assistência social: 62

- Psicologia; 29

 

Atendimento oftalmológico:

- Médicos: 1109

- Técnica de enfermagem: 701

 

            A Casa do Diabético de Franca realiza todos os atendimentos sem qualquer custo para os usurários, numa demonstração do elevado espírito leonístico da entidade.

 

HOSPITAL DE OLHOS LIONS DE TAQUARITINGA:

 

Para conhecimento do Distrito, o MJF João Donizetti Furtado, presidente do Hospital de Olhos Lions de Taquaritinga, nos forneceu o relatório de atividades daquela entidade durante o mês de novembro de 2020 (dezembro não foi fechado até o dia de hoje):

 - Tratamento clínico: medicamentos glaucoma = 234

- Procedimentos clínicos: consultas e administração de medicamentos = 1.567

- Procedimentos diagnósticos: exames = 2.909

- Procedimentos cirúrgicos: cirurgias = 211

- Total de atendimentos = 4.921

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE JANEIRO:

Aos aniversariantes de janeiro muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de janeiro, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

 

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/1 ANA CAROLINA DOS SANTOS FERNANDOPOLIS
1/1 ANDERSON DA SILVA GOMES FRANCA CIDADE NOVA
1/1 CEZARIO FERNANDES TOROS SAO JOSE DO RIO PRETO
1/1 CLÉO JOSÉ BORGES IVO AURIFLAMA
1/1 EDIR POPO MAIA PONTAL
1/1 FERNANDO FLORIANO NETO SAO JOSE DO RIO PRETO
1/1 IEDA ALVES DA SILVA BRODOWSKI
1/1 MARCELO APARECIDO VELINE OUROESTE
1/1 MARCUS GIULIANO BEDIM JABOTICABAL
1/1 MARIA TEREZA M. ARIOLLI PRANDINI TAQUARITINGA
1/1 OSVALDO CARLOS CASANOVA GUARIBA
1/1 PETERSON PEDRO DA SILVA FERNANDOPOLIS
1/1 SILEIDE CRISPILIO BOSCO PALMEIRA D'OESTE
1/1 TEREZINHA APARECIDA PANTONI ALEM RIBEIRAO PRETO
1/1 WORNEY GUASTI FRANCA
2/1 ANGELA APARECIDA P ZUCARELLI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
2/1 DORIVAL M DE ANDRADE JABOTICABAL
2/1 MARIA APARECIDA CARMO MENEZES ICEM
2/1 MARLY CORREA LEITE LOUZADA GUARIBA
2/1 OSVALDO PEREIRA CAPRONI VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
2/1 ROSA APARECIDA PEREIRA ROMERO VOTUPORANGA
2/1 ROSANGELA ZOCCHI CATANDUVA
2/1 SERGIO BIANQUI DA COSTA MIGUELOPOLIS
2/1 URBANO GABRIEL MOREIRA INDIAPORA
3/1 DOUGLAS TOLENTINO SACRAMENTO VOTUPORANGA
3/1 EDEVARDE LUIZ MARANGONI CATANDUVA
3/1 GUILHERME BARTOLOMEU ADAMI BRODOWSKI
3/1 LUCIANA GUIMARAES DEZEM SAO JOAQUIM DA BARRA
3/1 MARCELO TORRES RIBEIRO OUROESTE
3/1 VALDIR JOSE DE SOUZA MATAO
4/1 FELISCINDRA MILARE DOS SANTOS MAS NHANDEARA
4/1 JANUARIA LUIZ ARANTES INDIAPORA
5/1 ELIDIO YUQUITOCHI OKANO CRAVINHOS
5/1 JOAO BATISTA FERREIRA GUAIRA
5/1 JOSE CLAUDIO BRANCO RIBEIRAO PRETO JARDIM PAULISTA
5/1 JOSE LUIS SUAREZ PUGNOLI BRODOWSKI
5/1 MARCIA APARECIDA GALO FOSTER FRANCA DO IMPERADOR
5/1 ROSELI APARECIDA BECARI DA SILVA ICEM
6/1 ALESSANDRA AFONSO XAVIER PONTAL
6/1 JULIANA BARCHELLI PINHEIRO LOURENÇO CRAVINHOS
6/1 MARIA APARECIDA R. GAIOFATTO RIBEIRAO PRETO
6/1 NIOBI MARIA NEGRÃO VIOTTO FRANCA
6/1 SHEILA NEGREIROS TASINAFO IPUA
7/1 ERICSON ESTEFANIO OLIVEIRA OUROESTE
7/1 JOSIANI BAGATINI GOMES GUAIRA AGUAS CORRENTES
7/1 MARIA IRENE BARBOZA STAFUZZA JALES
7/1 ROGÉRIO MOREIRA DA SILVA AURIFLAMA
7/1 VANER SILVEIRA BARRETOS
8/1 MARIA ELIZABETE JIMENES DE CAMPOS CATANDUVA
8/1 NELSON BREDARIOLI DUMONT
8/1 THEREZINHA THEODORO DE SOUZA MIRASSOL
9/1 MARCY DE CASSIA JOVENASSO TROVO MATAO
9/1 MARIA DE LOURDES MARTUCCI JABOTICABAL
10/1 ANNELISE CARLA CAMPLESI DOS SANTOS JABOTICABAL
10/1 EDSON PERONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
10/1 JOAO PEREIRA CURADO JUNIOR SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
10/1 NELSON AGOSTINHO BRODOWSKI
10/1 SONIA MARIA ALEXANDRE AROSTI AURIFLAMA
11/1 APARECICA MASTROGIACOMO CONSTANTINO DUMONT
12/1 ADELAIDE AMARAL SPINELLI TAQUARITINGA
12/1 ALCIR VICENTE DE MELO OUROESTE
12/1 ANEZIA FRANCISCA TEIXEIRA ALOTA NHANDEARA
12/1 DEBORAH MIRANDA B FALLEIROS ITUVERAVA
12/1 ETORE JOSE BARONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
12/1 JOSE ALVES VAZ MATAO
12/1 JOSE AUGUSTO DA SILVA LIMA ALTINOPOLIS
13/1 ADRIANO MIGANI TEIXIEIRA FRANCA CIDADE NOVA
13/1 FERNANDO DE ALMEIDA LYRA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
13/1 JULIANA NETTO SILVA COLLI PASSOS
13/1 WALDOMIRO LOJUDICE FILHO AURIFLAMA
13/1 WALTERSON DE PAULA GRILO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
14/1 CONCEIçãO APARECIDA SANCHES LIMA MONTE AZUL PAULISTA
14/1 MARLENE ROSA DA SILVA ALTINOPOLIS
14/1 ROBERTO A D SILVEIRA FRANCO CATANDUVA
14/1 TANIA RITA CÂNDIDO CABERLIM COSTA OUROESTE
15/1 FABIANO LUCIANO CASTRO OLIMPIA ENERGIA
15/1 LUIZ CARLOS BORBA JABOTICABAL
15/1 NEIVA GRECCO CORTARELLI JABOTICABAL
17/1 ELAINE CACINI MONTE AZUL PAULISTA
17/1 FATIMA APARECIDA RIBEIRO ICEM
17/1 GISELA A L VALENTIM CRAVINHOS
17/1 IRACEMA GIANINI GONZALEZ OUROESTE
17/1 LUIS GONCALO APPOLONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
18/1 ANDREÁ FONSECA YAMADA SCOTTE ITUVERAVA
18/1 APARECIDO ADAUTO POLO AURIFLAMA
18/1 MARIA CRISTINA CORREEA DARAHEM RIBEIRAO PRETO
18/1 PEDRO LUIS CORREIA MATAO
19/1 LUCINEA ROSA VITORIANO FRANCA INOVACAO
19/1 MARIA APARECIDA D PELLIZZON ORLANDIA
19/1 PERCIVAL AROSTI DE PAULA AURIFLAMA
19/1 REGINALDO JOSÉ NAPIMOGA MATAO
20/1 ADRIANO SEBASTIÃO XAVIER PONTAL
20/1 ALEX APARECIDO FERNANDES ROSSETI SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
20/1 ALFREDO JACHETTO NETO JABOTICABAL
20/1 ANA MARIA SILVA OUROESTE
20/1 LAUENE CRISTINA BASILIO CATANDUVA
20/1 ROSEMEYRE SANTOS RIBEIRO PINTO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
21/1 MARIA MARLENE ANDREOTTI VAZ MATAO
21/1 SEBASTIAO JOSE DE OLIVEIRA CARVALHO TAQUARITINGA
21/1 SILVANA PEREIRA M PAVAN NEVES PAULISTA
21/1 VANESSA WATANABE NHANDEARA ALIANCA
22/1 ANTONIO CARLOS VESSANI SAO JOSE DO RIO PRETO
22/1 CESAR DOMINGOS DANEZI DUMONT
22/1 DORACI ALVES DE LIMA VOTUPORANGA
22/1 GILBERTO CIPRIANO FERNANDOPOLIS
22/1 PEDRO PALMA NETO MIRASSOL
22/1 REGINA AP ANDRADE SCHIAVINATO SERTAOZINHO
23/1 BENEDITO CARLOS MANNA GUARIBA
23/1 CELIO MIGUEL DA SILVA FRANCA
23/1 LUIS PAULO BELLINI MATAO
23/1 OSWALDO PEREIRA CARDOSO JABOTICABAL
23/1 SILVIA MARA SANTANA FLAVIO OUROESTE
24/1 ANA CAROLINE FERREIRA ATHAYDE FURLANI JABOTICABAL
24/1 DIVA BASAN TOTTI PONTAL
25/1 GILCILEIA A F CICOGNA MATAO
25/1 LUCAS DA SILVA SANTOS PALMEIRA D'OESTE
25/1 PAULO CESAR FIRMINO CARLOS OLIMPIA
26/1 DENIS ORIDE GUAIRA AGUAS CORRENTES
26/1 WALTHER SPINELLI TAQUARITINGA
27/1 DORIVAL MERENDA JABOTICABAL
27/1 MARCELA ZILHO NHANDEARA ALIANCA
27/1 PAULA MONTEIRO MARIN FERNANDES DUMONT
28/1 ALCIDES VIOTTO FRANCA
28/1 CLEONICE VISELI PAZIAN FERNANDOPOLIS
28/1 IVONNE POLIMENO ALONSO CATANDUVA
28/1 MARIA INES TONELLI RIMI RIBEIRAO PRETO CAMPOS ELISEOS
28/1 ONILDA CARVALHO BARRETOS
28/1 WANILDA M S DE OLIVEIRA FRANCA
29/1 ARARIBA ALVES FERREIRA NHANDEARA
29/1 JOSÉ RICARDO COSTA ITUVERAVA
29/1 LEILA REIS FREITAS OUROESTE
29/1 MARCELO GIMENES CATANDUVA
29/1 MARLENE APARECIDA DE SOUZA CONSONI NHANDEARA
29/1 MONICA TEREZINHA SILVA BARROS PASSOS
30/1 ARNALDO LUCAS BARBARELLI FERREIRA SIMA OLIMPIA ENERGIA
30/1 CAROLINE PETERS PIGATTO DE NARDI JABOTICABAL
30/1 DARIO ZANI DA SILVA POTIRENDABA
30/1 MARIA HELENA DE OLIVEIRA PITON OLIMPIA
30/1 MARIELZA SCANDIUCCI MARTELI MIRASSOL
30/1 PAULO HENRIQUE VIEIRA MATAO
31/1 ANTONIO LUIZ VENÂNCIO PALMEIRA D'OESTE
31/1 FABIO CARRARO SABION PALMEIRA D'OESTE
31/1 FREDERICO MACHADO DE ALMEIDA ICEM
31/1 LUIZ GONZAGA LIMA PEDREGULHO USINA DE ESTREITO
31/1 MARCIO HENRIQUE RUBEM BOMFIM SAO JOAQUIM DA BARRA
31/1 MARIA JOSÉ COTRIM DE OLIVEIRA BATATAIS
31/1 SILVIA HELENA SOARES RAMALHO DA SILVA SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
31/1 TATIANA LEMOS PARISE DUARTE TAQUARITINGA

 

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

 

  1. 01.
  2. 1975 – Apoio criativo.
  3. Cerca de 120.000
  4. Não. Somente Lions Clubes podem patrocinar Leos Clubes.
  5. Áureo Rodrigues. Depois do seu falecimento, a obra continuou sendo editada pela sua filha, MJF Denise da Silva Rodrigues, falecida em 08/12/2020.
  6. 16/04/1952. Lions Clube do Rio de Janeiro.

 

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

 

                                                                       PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                           Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

 

 

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

      Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

      Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

      Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessados

Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

 

CARTA MENSAL DE DEZEMBRO da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

                                                  Ribeirão Preto, 01 de dezembro de 2020

                                                    

 Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

 

“Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas.” (Machado de Assis)

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Querido Distrito LC-6.

Estamos chegando ao final de um ano atípico no mundo todo. Já o vivenciamos praticamente durante o transcorrer dos meses de março a dezembro de 2020, onde a pandemia continua causando enormes perdas de pessoas queridas entre todos nós. Muitos amigos e parentes perdemos nessa correria louca que tivemos e ainda estamos tendo, e só Deus sabe o que ainda teremos que passar.

Sobre o que havíamos planejado, precisamos nos adequar e de forma diferente das quais nunca havíamos atravessado. Estamos em nossas orações rogando que tudo termine logo que possível e que, brevemente, possamos nos encontrar presencialmente.

Da parte da Governadoria do LC-6 só temos que agradecer tudo que o Distrito tem feito para, de certa forma, mostrar que estamos atendendo ao “Nós Servimos”.

Parabenizamos todos vocês pelo apoio que estamos recebendo e agora, com nossas visitas oficiais acontecendo, estamos sentindo o calor e a amizade que muito nos envaidece. Perdemos muito tempo e sentimos não termos podido realizar muito mais.

Fim de ano...

Um novo caminho no ano que irá se iniciar!

As bênçãos de Deus a cada um de vocês que tiveram forças para superar essa pandemia que não tem data e nem fim para terminar.   Agradeço e peço que continuem o trabalho, pois muitos ainda esperam e necessitam de nós.

Desejamos afirmar que, dentro do possível, também estamos realizando os trabalhos que foram comprometidos. Lembramos que, neste mês, teremos até o dia 31 de dezembro para quitar a taxa internacional. Conforme já relatamos na carta mensal do mês anterior, não deixem esse pagamento para o último dia. Se possível, fazer o recolhimento até o próximo dia 22.

Deixamos aqui um forte abraço a todos e uma excelente virada de ano. Que 2021 venha todo modificado, com muitas realizações para todos nós e para nossas famílias.

Com muito carinho,

           

DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

 

EDITORIAL:

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma e agradecer a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem de ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora em cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter ousadia para dizer “me perdoe”. E ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade para dizer “eu te amo”.

Desejamos que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz.

E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo, pois assim você será cada vez mais apaixonado pela vida.

E descobrir que... Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo!!! Jamais desista das pessoas que você ama. Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível. E você é um ser humano especial!

A você e sua família, estimado Companheiro Leão, dulcíssima Companheira Leão, Domadora e Leo, um feliz NATAL e um ANO NOVO cheio de felicidades.

 

PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

É TEMPO DE NATAL! É TEMPO DE ANO NOVO!

 

É tempo para ser vivido e comemorado não apenas em um dia. Não apenas em um final de ano. Mas que seja almejado, sonhado e vivenciado a cada instante da nossa existência.

Apesar dos percalços dos tempos atuais, em que pesem as incertezas do mundo que as pessoas transformaram, ainda precisamos confiar em Deus e nos lembrar daqueles que nos honram com o calor da sua amizade.

Feliz Natal! Um Ano Novo sempre melhor! São os votos de Daisy e Antonio Paulo Caliento, casal Governador 2020/2021, e toda equipe administrativa e técnica do nosso Distrito LC-6 aos nossos estimados Companheiros, Companheiras, Domadoras e Leos.

 

 “O LEONISMO DOS MEUS SONHOS”:

 

Lemos, há algum tempo, a instrução leonística abaixo transcrita. Está em nosso arquivo, mas, infelizmente, não conseguimos identificar o autor. Mesmo assim, gostaríamos de repartir com vocês o prazer da sua leitura. Meditem sobre ela...

 

“O leonismo dos meus sonhos tem no companheirismo seu principal ponto de sustentação. As pessoas não competem exageradamente entre si para ocupar posições: avançam naturalmente com amplo apoio. As disputas, quando ocorrem, são de alto nível e com sincero respeito mútuo. O vencido se transforma no principal colaborador do vencedor e aguarda uma nova oportunidade que por certo surgirá.

No leonismo dos meus sonhos as reuniões são animadas e estimulantes. Começam na hora certa, com a envolvente mística do leonísmo. A Invocação a Deus é feita com fervor, a primeira estrofe e estribilho do Hino à Bandeira são cantadas por um coro pleno de entusiasmo.

No leonismo dos meus sonhos a assembleia geral, que foi previamente bem planejada, transcorre de maneira dinâmica, obedecendo uma ordem do dia balanceada, com tempo para cada assunto, de modo que terminará dentro de um tempo razoável. A instrução leonística foi proferida por um Companheiro mais experiente, muitas vezes um convidado especial.

No leonismo dos meus sonhos nossas festivas são compartilhadas por Companheiros e Domadoras de outros clubes que vem retribuir as visitas que lhes fizemos, pois o relacionamento entre os Clubes é excelente.

No leonismo dos meus sonhos a frequência é sempre alta, pois ninguém quer perder a oportunidade de se encontrar com as melhores pessoas que conhece e participar do planejamento e execução de atividades à altura do talento, capacidade profissional e movimentação do grupo.

No leonismo dos meus sonhos as reuniões do Comitê Assessor (hoje Comitê Consultivo do Governador) são produtivas e não uma oportunidade para dirigentes mal formados contarem vantagens, mentiras ou sonegarem informações sobre experiências bem sucedidas. Os seminários são concorridos. As Convenções nem se fala: são imprescindíveis e têm sempre gente nova participando, com plenárias lotadas e o turismo em segundo plano, mas também muito bem aproveitado.

No leonismo dos meus sonhos as melhores pessoas da sociedade desejam sinceramente ser convidadas a ingressar no movimento e aguardam com vivo interesse uma oportunidade para se juntarem a nós. Toda a comunidade nos admira, respeita e apoia pois nossas iniciativas são o fruto de pesquisas bem elaboradas e representam as aspirações dos moradores. As autoridades, em todos os níveis, apreciam como nosso apoio desinteressado, nos recebem respeitosamente, nos convocam para auscultar nossa opinião sobre vários problemas comunitários e comparecem com prazer às nossas assembleias sempre que convidados.

No leonismo dos meus sonhos realizamos, pelo menos uma vez por ano, grandes atividades conjuntas, com amplo apoio da mídia.

No leonismo dos meus sonhos a gente não tem vontade de acordar, pois tudo que sonhamos seria fácil de acontecer na realidade, bastando que déssemos as mãos num relacionamento de irmãos de ideal, empenhados na construção de um mundo se não melhor, pelo menos mais solidário e fraterno.”

 

Gostaram? Nós também gostamos!

 

 

A ORIGEM DO NOSSO DISTRITO LC-6:

 

A genealogia de uma instituição raramente é analisada ou estudada por seus associados. No leonismo acontece o mesmo!

Qual de nós já se predispôs a analisar as raízes que deram origem ao LC-6 depois que o leonismo chegou ao Brasil? De onde viemos?

 

O LC-6 nasceu e é uma ramificação do Distrito Provisório criado no Brasil por Lions Internacional em 1952. Para chegarmos até onde estamos hoje, passamos por uma série de desmembramentos, como pode ser observado pelo quadro que apresentamos abaixo:

 

Ano Leonístico           Nome do Distrito                  Governador da época
1952/1953                  L-Brasil (provisório) (*)         Armando Fajardo
1953/1954                  L-Brasil                                   Armando Fajardo
1954/1955                  L-Brasil                                   Paulo Pereira Inácio
1955/1956 (a)           L-Sul                                       Noel Lobo Guimarães
1956/1957 (b)           L-Sul-Centro                          Marcus Smith
1956/1957 (b)           L-Centro                                Cid Navajas
1957/1958                  L-Centro                                Nestor de Oliveira
1958/1959                  L-Centro                                Carlos Schaefer
1959/1960 (c)            L-Centro-1                             Sylvio Casavia
1960/1961                  L-Centro-1                             Luiz Lorenzani
1961/1962 (d)           L-5                                          Lívio Thomaz Pereira
62/63 a 67/68            Permaneceu L-5
1968/1969 (e)           L-17                                        Eladio Arroyo Martins
69/79 a 98/99            Permaneceu L-17
1999/2000 (f)            LC-6                                        Luiz Carlos Dias
2000/01 até hoje       Permanece LC-6

Legendas:

(*) – Governador nomeado por Lions Internacional para o período maio-junho/1953.

(a) – Divisão do Distrito L-Sul em Distrito L-Sul e Distrito L-Centro.

(b) – Divisão do Distrito L-Sul, a partir de outubro de 1957, em Distrito L-Sul e Distrito L-Centro. O Governador do Distrito L-Sul permaneceu na condição de Governador do Distrito, tendo sido nomeado por Lions Internacional o Governador do Distrito L-Centro a partir de outubro de 1957.

(c) – Divisão do Distrito L-Centro em Distrito L-Centro-1 e Distrito L-Centro-2.

(d) – Remanejamento do Distrito Múltiplo L, sendo constituídos 8 Distritos. Início de nova designação (Distritos L-1, L-2, L-3, L-4, L-5, L-6, L-7 e L-8).

(f) – Criado face ao redistritamento criado em 1999.

Como se observa, o nosso atual Distrito LC-6 já teve as seguintes designações: Distrito L-Brasil (provisório), Distrito L-Brasil, Distrito L-Sul, Distrito L-Sul-Centro, Distrito L-Centro, Distrito L-Centro-1, Distrito L-5, Distrito L-17 e finalmente Distrito LC-6.

Se conseguimos esclarecer os estimados Companheiros, Companheiras e Domadoras que ainda não estavam cientes dessa nossa genealogia, sentimo-nos plenamente recompensados.

 

A LIDERANÇA NO LEONISMO:

 

Melvin Jones, dentro da sua sabedoria, nos deixou a seguinte frase: “Poucas vezes, no decorrer da vida rotineira, surgem oportunidades para exercer a liderança dentro do grupo. Tal ensejo, porém. É oferecido aos associados dos Lions Clubes.”

Uma frase que continua mais verdadeira do que nunca!

Quem ingressa nas fileiras do leonismo deixa de ser um mero observador e torna-se parte integrante de uma equipe de líderes que está presente em quase todas as partes do mundo.

Quando uma pessoa de boa reputação e idoneidade é convidada para ingressar no movimento leonístico, com certeza seu padrinho identificou nela um líder no seu círculo social e de amizade.

Por isso, devemos aceitar a liderança em toda sua plenitude, quer estejamos ocupando cargo na Diretoria do Clube, no Distrito ou como membro de uma Comissão de atividades.

O que é exercer a liderança?

- É ser criativo e audacioso nas ideias;

- É aceitar e cumprir as tarefas que lhe são confiadas;

- É descobrir e dar vazão às lideranças emergentes;

- É ter interesse pela causa leonística;

- É aceitar a decisão da maioria;

- É colaborar com todos os Companheiros, Companheiras, Domadoras e Leos;

- É integrar o time dos otimistas;

- É cultivar a lealdade e a humildade;

- É adotar o leonismo como uma filosofia de vida.

 

O Lions Clube nos oferece grandes oportunidades para desenvolvermos nosso potencial de líder e nossas qualidades profissionais e de dirigentes.

Para que possamos desenvolver ao máximo o potencial de liderança sugerimos:

- Familiarizar-se com o leonismo através de leitura e participação em cursos, palestras e seminários.

- Aceitar as missões e cargos que lhe forem confiados.

- Participar ativamente dos programas e atividades do Clube.

- Desempenhar suas missões da melhor forma possível.

- Apresentar-se voluntariamente para assumir outras funções no Clube, com vistas a colaborar com seu Presidente.

- Assistir e participar de todas as reuniões do Clube.

- Absorver a experiência transmitida por outras lideranças.

- Jamais ser omisso no exercício da liderança.

 

A liderança leonística deve ser iniciada no Clube, passando pelo Distrito e pelo Distrito Múltiplo. Em cada uma dessas etapas abrem-se novos horizontes, cultivam-se novas amizades e conquistam-se outros conhecimentos.

Isso é um pequeno resumo para se afirmar que Lions pode e deve ser um time de líderes.

 

“ASSOCIADO DO LIONS” E “LEÃO ASSOCIADO”:

 

Existe uma diferença fundamental entre “Associado do Lions” e “Leão Associado”.

Enquanto o “Leão Associado” pensa que um sonho, apenas um, é muito para ele, o “Associado do Lions” pergunta o que precisa fazer para poder realizar aquele sonho.

O “Leão Associado” pensa sempre que uma meta não foi feita para ele. O “Associado do Lions” pensa na virtude que precisa desenvolver para conseguir atingir aquela meta.

O “Associado do Lions” mantém aceso o fogo sagrado do leonismo em seu coração, pois ele sabe que esse fogo sagrado é a seiva que alimenta a prestação do seu serviço desinteressado.

O “Associado do Lions” é um LEÃO VERDADEIRO.

E o LEÃO VERDADEIRO precisa sonhar. Sonhar e realizar. Realizar as coisas boas que estão a sua disposição e deixadas pelo legado do serviço desinteressado.

 

HISTÓRICO RESUMIDO DA CRIAÇÃO DO LEO CLUBE:

 

Em 1957 Jim Graver era o treinador do time de basebol da Abington High School, na Pensilvânia, Estados Unidos.

Era também associado ativo do Lions Clube de Glenside, na Pensilvânia.

Juntamente com seu Companheiro Leão Willian Ernst, Jim Graver falava em iniciar um clube de serviço para estudantes do ginásio. Eles então pediram apoio dos Leões do seu Clube. Sem hesitar, o Lions Clube de Glenside concordou que um grupo de jovens Leões seria uma boa idéia. Garver e Ernst começaram a trabalhar.

Eles precisavam de um núcleo, um grupo de jovens com o qual começar. Convenceram o filho de Jim a comparecer na primeira reunião, acompanhado de todo seu time de basebol. Nove rapazes do primeiro, segundo e terceiro anos se juntaram ao grupo de 26 jogadores de basebol. Juntos, os 35 adolescentes formaram um Clube.

Em 05 de dezembro de 1957 o Lions Clube de Glenside concedeu uma Carta Constitutiva ao Leo Clube de Abington Hight School, cujos associados eram, em sua maioria, do time de basebol daquela escola.

Como primeiro Leo Clube do mundo, o grupo criou o acrônimo LEO-Liderança, Igualdade (mais tarde alterado para Experiência) e Oportunidade. E o grupo escolheu também as cores vermelho escuro e dourado (que eram as cores da sua escola) como as cores do Leo Clube.

Em outubro de 1967 a diretoria de Lions Internacional adotou o “Programa Leo Clube” como um programa oficial da Associação.

Aberto a ambos os sexos, o objetivo do “Programa Leo Clube” era, e ainda é, “oferecer aos jovens do mundo uma oportunidade de desenvolvimento e contribuição individual e coletiva, como membros responsáveis da comunidade local, nacional e internacional.”

O lema do Leo Clube é LIDERANÇA, EXPERIÊNCIA, OPORTUNIDADE.

 

 

O LIONS, OS NOVOS TEMPOS E A PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA:

 

Com o passar do tempo existe a inevitável mudança dos costumes e alteração das leis. São os novos tempos se apresentando com a consequência da sua mutabilidade.

A Constituição Federal de 1988, desde a sua aprovação, trouxe a consagração de novos hábitos, que paulatinamente foram implantados nas comunidades. Um dos princípios aventados é que as decisões, tanto quanto possível, devem ser tomadas no âmbito dos municípios e com a ativa participação dos cidadãos, através das Associações de Moradores e de Bairros, entidades classistas e escolares, além de outros segmentos organizados.

Aconteceu nas comunidades a implantação progressiva dos Conselhos Municipais, o que tem possibilitado, de forma democrática, que as aspirações da população sejam levadas ao fórum adequado de debates, possibilitando que os recursos públicos e os fundos específicos recebam a destinação mais adequada e a sua aplicação seja fiscalizada pela população.

E nós, do Lions, como membros ativos de uma Associação que tem como objetivo a prestação de serviços à comunidade, temos o dever de nos envolver com essa adaptação aos novos tempos (já não tão novos assim, pois a Constituição é de 1988).

Precisamos nos interessar e incluir Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras como membros dos Conselhos Municipais que forem criados e implantados nas comunidades. Se a nomeação dos membros desses Conselhos for por indicação, os Clubes devem manifestar o desejo de participação junto aos dirigentes municipais envolvidos. Se for através de eleição, CCLL, CCaLL e DDMM devem mobilizar-se e envolver-se no pleito com entusiasmo. Neste caso, e como atividade leonística, pode ainda haver o envolvimento na campanha de divulgação da eleição perante as demais entidades interessadas. É, indiscutivelmente, uma forma de participar e demonstrar interesse.

Importante nisso tudo é a participação do Lions nos Conselhos Municipais, a fim de nos envolvermos nas decisões que dizem respeito ao interesse das comunidades. É o nosso servir com participação!

A sugestão está dada! Com a palavra os nossos dirigentes clubísticos!

 

DATAS RESERVADAS NA AGENDA DO GOVERNADOR, ATÉ HOJE:

04/12/2020 (sex) - Lions Clube de Votuporanga

05/12/2020 (sab) – Reservado para o Governador

23/01/2021 a 31/01/2021 – Reservado para o Governador

07/02/2021 (dom) – Reservado para o Governador

09/02/2021 (ter) – Lions Clube de Brodowski

12/02/2021 (sex) – Lions Clubes de Franca e Pedregulho-Us.de Estreito (6 Clubes)

13/02/2021 (sab) – Lions Clube de Altinópolis

19/02/2021 (sex) - Reservado para o Governador

20/02/2021 (sab) – Reunião do CEG e 3.ª Reunião do Comitê do Gabinete Distrital

21/02/2021 (dom) – 3.ª Reunião do Comitê do Gabinete Distrital

23/02/2021 (ter) – Lions Clubes de Sertãozinho (2 Clubes)

26/02/2021 (sex) – Lions Clube de Miguelópolis

02/03/2021 (ter) – Lions Clube de Passos

03/03/2021 (qua) – Reservado

04/03/2021 (qui) 2.ª RCG do Distrito Múltiplo LC – Ribeirão Preto/SP

05/03/2021 (sex) 2.ª RCG do Distrito Múltiplo LC – Ribeirão Preto/SP

06/03/2021 (sab) 2.ª RCG do Distrito Múltiplo LC – Ribeirão Preto/SP

07/03/2021 (dom) – Encerramento da 2.ª RCG do DMLC – Ribeirão Preto/SP

12/03/2021 (sex) – Lions Clubes de Ribeirão Preto (4 Clubes)

13/03/2021 (sab) – Reservado

18/03/2021 (qui) – Lions Clube de Auriflama

19/03/2021 (sex) – Lions Clube de Palmeira D’Oeste

20/03/2021 (sab) – Lions Clubes de Guaíra (2 Clubes)

25/03/2021 (qui) - Lions Clube de Potirendaba

26/03/2021 (sex) – Lions Clube de Cravinhos

03/04/2021 (sab) – Lions Clube de Orlândia

09/04/2021 (sex) – Lions Clube de Jaboticabal

10/04/2021 (sab) – Lions Clube de Taquaritinga

14/04/2021 (qua) – Lions Clubes de Fernandópolis (2 Clubes)

15/04/2021 (qui) – Lions Clube de Nhandeara

16/04/2021 (SEX) - Reservado

17/04/2021 (sab) – Lions Clube de Barretos

20/04/2021 (ter) – Lions Clube de Ituverava

22/04/2021 (qui) – Lions Clube de Igarapava

23/04/2021 (sex) – Reservado

24/04/2021 (sab) – Reunião do CEG e 22.ª Convenção Distrital do LC-6

25/04/2021 (dom) – 22.ª Convenção Distrital do LC-6

Após a Convenção Distrital o casal Governador do Distrito não participará de visitas oficiais aos Clubes. O período fica reservado para preparativos do encerramento da gestão, Convenções do Distrito Múltiplo e Lions Internacional, além de outras atividades administrativas pertinentes.

 

A QUESTÃO DA VISITA OFICIAL DO CASAL GOVERNADOR AOS CLUBES:

 

Desde o início da gestão 2020/2021, e dentro das atribuições do nosso cargo de Coordenador Geral do Distrito LC-6, temos procurado, com as nossas limitações, assessorar o DG Governador da melhor forma possível, para que ele possa cumprir suas metas e ações previstas para este ano leonístico.

Uma dessas ações é a coordenação que diz respeito ao agendamento das visitas do casal Governador aos Clubes do Distrito.

Encarecemos, e alguns vezes até insistimos, para que os Clubes, apesar do cenário pandêmico que ainda estamos vivenciando, agendassem essas visitas. Em nossos pedidos e encaminhamentos sempre recomendamos que, aqueles que oficializaram as visitas, tomassem as cautelas necessárias e observassem sempre as recomendações das autoridades sanitárias, como ambiente arejado, distanciamento social, uso de máscaras, manutenção de álcool em gel à disposição, entre outros. Chegamos a reiterar para que os Clubes analisassem a oportunidade do referido agendamento.

Infelizmente nosso posicionamento não foi entendido por alguns poucos. Uma CaL que prezamos muito chegou a escrever que estávamos sendo “autoritário”. Aqueles que nos conhecem sabem que essa pecha não é verdadeira.

Diante da situação, e para evitar qualquer outro desgaste maior, o DG MJF Antonio Paulo Caliento determinou as seguintes providências:

1)A partir desta data, esta Coordenadoria não fará mais qualquer contato ou tratativa junto aos Clubes para agendamento das visitas do casal Governador.

 2)Cinco Clubes já receberam a visita oficial do casal Governador: São Sebastião do Paraíso, Novo Horizonte, São Joaquim da Barra, Nhandeara-Aliança e Poloni, O casal Governador agradece o carinho e atenção com que foi recebido nessas nossas unidades.

 3)Outros 32 Clubes do Distrito já agendaram a visita, conforme pode ser observado no calendário que estamos divulgando com esta Carta Mensal. O DG Caliento está confirmando oficialmente essas visitas.

 4)Para os demais 29 Clubes que ainda não agendaram a visita oficial do casal Governador, o DG Caliento determinou as seguintes providências: a) em data e hora que serão marcadas oportunamente, o Governador agendará reunião virtual com os diretores e associados desses Clubes; b) durante a reunião, o Governador anunciará que a mesma está servindo como visita oficial aos Clubes.

 5)Depois da reunião virtual comentada no item acima, o Governador fará a devida comunicação a Lions Internacional, relacionando os Clubes envolvidos e declarando que a reunião virtual serviu de sua visita oficial aos mesmos. Esta providência será necessária pois a Associação, dentre as atribuições que determina ao Governador para cumprimento durante o ano leonístico, está a realização de pelo menos uma visita oficial aos Clubes do Distrito.

 Fora deste assunto, esta Coordenadoria permanece à inteira disposição dos Clubes para qualquer outra colaboração que se fizer necessária.

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

 

Registramos, com profundo pesar, os seguintes falecimentos durante o último mês de novembro:

Dia 07 – DM Neide França Marangoni, do Lions Clube de Catanduva

Dia 10 – CaL Aparecida Conceição Druzzian Santos, do Lions Clube de Nhandeara

Dia 15 - MJF Osmar Merlin, do Lions Clube de Nhandeara

 

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esses lamentáveis passamentos, editou as Resoluções n.ºs 23-2020/2021, 24-2020/2021 e 25-2020/2021, decretando luto oficial de três dias no território distrital.

 

 MENSAGEM DE LIONS INTERNACIONAL PARA OS SECRETÁRIOS DE CLUBES:

 

A equipe de Administração de Distritos e Clubes da Associação Internacional de Lions Clubes está enviando a seguinte mensagem aos Secretarios(as) dos Clubes:

 “Uma das suas tarefas mais importantes como secretário(a) de Clube é a de manter a lista de associados do clube precisa. O MyLCI ou o sistema de relatórios da sua Região serve como o principal recurso para garantir que a lista de associados do clube esteja sempre correta e que as informações de contato de cada associado estejam atualizadas. Recomendamos que faça o login todo mês para manter as informações do clube em dia.

Ao manter a listagem de associados do clube, você está protegendo o clube e garantindo que ele não seja cobrado por associados que não estejam mais ativos nele. Com isso garantimos também que os associados recebam todos os benefícios de ser Leão.

Se você tiver alguma dúvida sobre como acessar o MyLCI entre em contato com a equipe do MyLCI pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (630) 468-6900.

Esperamos dar o maior apoio a você e ao seu clube neste ano. Entre em contato conosco, se tiver dúvidas, pelo telefone (630) 468-6859 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .”

Com a palavra os estimados Companheiros Leão e dulcíssimas Companheiras Leão Secretários e Secretárias dos Clubes do Distrito LC-6.

 

CALENDÁRIO CÍVICO DE DEZEMBRO:

08 – Dia Nacional da Família

08 – Dia da Justiça

10 – Declaração Universal dos Direitos Humanos

16 – Dia do Reservista

21 – Início do Verão

25 – Dia de Natal

 

08 DE DEZEMBRO – DIA NACIONAL DA FAMILIA:

 

Da solidez da família depende a constituição da sociedade. Portanto, quando mais sólida a família mais firme será a segurança do país.

A constituição da família variou através dos tempos e conforme o costume dos países. Aqui no Brasil, há tempos, a família padrão era patriarcal, ou seja, os familiares gravitavam em torno do chefe da família. A ele competia a manutenção dos dependentes, pagamento da instrução e outros serviços. Naturalmente, esse sistema aplicava-se aos chefes de família mais favorecidos. Quanto aos menos favorecidos, necessitavam da ajuda financeira dos familiares, em geral os filhos. Porém, mesmo nesta circunstância, os dependentes lhe prestavam inteira obediência, cabendo aos mesmos resolver os destinos da família.

Hoje, a situação é completamente diferente. A evolução do mercado de consumo, aumento das instituições de estudo. E outras circunstâncias como o desejo de maior independência, tiraram do chefe de família a antiga posição patriarcal. Esse fenômeno ocorreu praticamente em todo o mundo. A mulher, por merecimento e justiça, equipara-se ao homem na administração do lar.

Tais modificações vieram ao encontro da necessidade de aumentar-se substancialmente a receita “per capita”, exigindo a contribuição financeira dos dependentes. A implantação dessa modificação substancial veio para melhor. Criou na família uma nova mentalidade, pois exige a contribuição e a responsabilidade de todos, resultando num melhor preparo para a vida.

 

08 DE DEZEMBRO – DIA DA JUSTIÇA:

 

A sociedade humana é uma instituição complexa. Muitas instituições são necessárias para que haja disciplina, para que a coletividade possa trabalhar continuamente num clima de segurança.

O ideal seria que todos os seres humanos fossem bem intencionados e que soubessem respeitar a si próprios, pois, assim, respeitariam também os demais. Mas diversos fatores não permitem que seja desse modo. Sempre há alguém que, apesar de viver dentro da sociedade, subsistindo graças ao meio que ele oferece, comete um ato ao equilíbrio social. Em consequência, deve ser punido. E não poderia ser de outra forma, pois sem essa barreira haveria um transbordamento de maus instintos, que acabaria por causar caos social. Mas o julgamento sumário de quem desobedecesse os ditames da lei seria perigoso, porquanto estamos sujeitos a errar, o que seria mais fácil sob o impulso da raiva ou da vingança. É para evitar a punição excessiva, ou que o inocente pague pelo culpado (se bem que no Brasil que estamos vivenciando isso nem sempre está acontecendo).

A aplicação da Justiça deve ser entregues a pessoas devidamente preparadas para esse mister, aptas a promover um julgamento imparcial, para o que não podem se deixar inclinar aos seus sentimentos. Todo cidadão responsável deve lutar pela preservação da Justiça.

 

10 DE DEZEMBRO – DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS:

 

Acreditava-se, até que ocorresse a II Guerra Mundial, que as barbaridades cometidas tantas e tantas vezes contra a humanidade não mais pudessem se repetir nos tempos posteriores. Mas se repetiram! Não se tratava de mortandade em combate, dos soldados e dos civis sob ataque de tropas e aviões. Isso, embora seja deplorável para nossa civilização, é considerada consequência normal de guerra.   Sobre esses fatos as piores barbaridades e atrocidades foram cometidas pelos alemães, friamente, contra prisioneisos, especialmente judeus. Torturas as mais cruéis e a morte em câmaras de gás e por outros meios eram praticadas quantidades de pessoas nos campos de concentração. Após o término do conflito, o mundo assistiu estarrecido às cenas aviltantes que registravam o que havia sido praticado nesses campos.

Numa tentativa de preservar a integridade do ser humano contra o desrespeito e a crueldade dos tiranos, a ONU-Organização das Nações Unidas consagrou, em 10 de dezembro de 1948, o “Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos”.

É uma lembrança de que todos têm o mesmo direito de igualdade. É a garantia do indivíduo à Justiça, cujo sentimento deve estar presente em todos e em todas as circunstâncias. Ninguém deve usar de sua posição para humilhar e prejudicar o mais próximo. Quem quiser ser respeitado deve, em princípio, respeitar os outros (hoje, infelizmente, como se têm notícia, ainda existem algumas exceções com relação a aplicabilidade desses princípios, pelo menos na opinião deste Coordenador Geral do LC-6).

 

 16 DE DEZEMBRO – DIA DO RESERVISTA:

 

A 16 de dezembro de 1865 nascia Olavo Bilac (Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac). Faleceu em 28 de dezembro de 1918. Além de um grande poeta, foi um batalhador para que se organizasse a segurança nacional. Empenhou-se dedicadamente para a instituição do Serviço Militar obrigatório e, por esse motivo, sua data natalícia foi escolhida para comemoração do “Dia do Reservista”.

Com o objetivo de assegurar a defesa da Pátria os jovens brasileiros são treinados militarmente. Reassumindo a vida civil, constituem numeroso exército em potencial, pois várias são as gerações aptas à reconvocação.

Somos um povo de paz! Temos um grande país e não ambicionamos as terras dos outros. Nosso objetivo é o progresso, e sabemos que somente através da tranquilidade poderemos alcança-lo. Porém, é necessário garantir essa tranquilidade. Precisamos contar com a pronta convocação das nossas forças defensivas se nossa segurança sentir-se ameaçada. Só assim podemos dedicar-nos ao nosso labor sem a preocupação da expectativa de interferências prejudiciais. Portanto, é reconfortante sentirmo-nos protegidos. Sabemos que cada reservista poderá ser engajado com rapidez nos contingentes que garantirão a nossa integridade.

Este dia, além de uma justa homenagem aos reservistas, permanentes defensores da Pátria, é uma oportunidade para eles rememorarem os ensinamentos recebidos.

 

21 DE DEZEMBRO – INÍCIO DO VERÃO:

 

No hemisfério sul o verão vai de 21 de dezembro a 21 de março. O verão brasileiro é muito convidativo para passeios às praias, ao campo e às montanhas. O campo, principalmente, atinge o máximo da sua exuberância nos meses de calor. Em virtude do nosso clima tropical, chove bastante durante o verão. Havendo abundância de água e de sol, a vegetação espontânea cresce rapidamente, e as flores silvestres emprestam seu alegre colorido ao verde tranquilizante do campo. Essa mesma exuberância é apresentada pelos produtos agrícolas, porém os agricultores têm seu trabalho aumentado, uma vez que as ervas daninhas e as larvas também se multiplicam de forma acentuada sob a ação do calor. É a ação da natureza se impregnando no trabalho do homem, deixado pelo Criador como a nos dizer que nada acontece por acaso.

A principal festa do verão aqui no Brasil é o Natal. Ao contrário do que acontece no hemisfério norte, onde costume nevar durante o Natal, aqui no Brasil é tempo de muito calor. Isso, naturalmente, torna a festa mais alegre, permitindo que as pessoas se locomovam e se visitem sem as dificuldades que são oencontradas nos lugares onde o frio é intenso (essa locomoção e visitas, hoje, estão restritas pela pandemia da Covid-19).

Por outroo lado, as pessoas que habitam a região tropical devem tomar precauções com a alimentação, que deve ser leve e fresca, bem como redobrar de cuidados em seus divertimentos, especialmente quanto aos banhos de mar. As roupas também devem ser escolhidas com critério. Roupas escuras, pesadas e incômodas são prejudiciais durante o verão.

 

25 DE DEZEMBRO – NATAL:

O dia 25 de dezembro foi consagrado como o dia do nascimento de Jesus Cristo. É alegremente festejado em quase todas as partes do mundo. Jesus simboliza profundamente o espirito da família e da união. É impossível imaginar sua figura sem a presença de Nossa

Senhora e de São José. O espírito de união, Ele pregou-o ao conviver fraternalmente com os Apóstolos, que através Dele conheceram a bondade, a compreensão e o amor. Por isso, o Natal é a festa máxima da cristandade. É quando as famílias se reúnem de um modo especial e o sentimento de afeto faz esquecer as falhas humanas, os ressentimentos. Parece que a humanidade percebe, nesse dia, que a vida é muito breve para ser dissipada com sentimentos inferiores, como o rancor, o orgulho, a vingança, e que se conscientiza de que a oportunidade de estar com a família não será eterna. O tempo, em sua passagem, vai levando os entes queridos e deixando recordações.

A data de 25 de dezembro foi convencionada no sérulo IV. Na Idade Média, o Natal era a primeira e mais importante das festas populares. Dos vários hábitos incorporados aos festejos natalinos, três persistem até hoje: a missa do galo, a árvore-natal e a ceia, considerada esta a ceia da família. Um dos costumes consagrados do Natal é a distribuição de presentes, o que constitui um acontecimento especialmente do agrado das crianças.

Prece a Papai Noel

Meu bom velhinho Papai Noel, faça que eu esqueça a tristeza, a dor e o fel.

Permita que espalhe, por onde for, um raio de alegria, uma côdea de pão, um pouco de amor.

Que eu possa entender o drama da mãe solteira, que, beijando a boneca, sonhou um lar a vida inteira.

Que eu leve o consolo ao doente enjeitado, que sofre a prova de não ser amado.

Que a criança em molambo, sozinha a vagar, encontre também a benção de um lar.

Para aquele que carrega a dor da humilhação, que eu possa ensinar a nobreza do perdão.

Para aquele que expia seu erro numa grade, que eu possa ofertar um gesto de bondade.

À pobre velhinha, triste, andrajosa, que eu tenha para dar ao menos uma rosa.

Sabe Papai Noel, quero olvidar todo o mal para compreender, com Jesus, o que vem a ser o verdadeiro espírito de Natal.

 

 AUTO-AVALIAÇÃO LEONÍSTICA:

 O objetivo deste questionário é o de permitir que você avalie sua atuação no leonismo. Use a escala de 0 a 10 para responder cada quesito.

 QUESITOS:                                                                                   ESCALA (0 a 10)

01. Assiduidade às reuniões do Clube ......................................________________

02.Pontualidade ......................................................................________________

03.Participação nas atividades do Clube ..................................________________

04.Publicação de artigos leonísticos ........................................________________

05.Proferir instruções leonísticas ou palestras ........................________________

06.Assistência a eventos leonísicos de doutrinação ................________________

07.Leitura de matéria leonística com regularidade .................________________

08.Conhecimento do leonísmo no âmbito distrital .................________________

09.Conhecimento do leonismo no âmbito nacional ...............________________

10.Conhecimento do leonísmo no âmbito internacional ........________________

11.Comparecimento âs Reuniões e Convenções .....................________________

12.Realização de visitar inter-Clubes ......................................________________

 

Some os pontos dos doze quetitos e verifique a sua pontuação

 

120 pontos ............    Você é um Leão fantástico e indispensável ao leonismo.

De 100 a 110 .........    Você pode tornar-se indispensável.

De 80 a 90 ............     O leonismo espera muito mais de você;

De 60 a 70 ............     Está na hora de você rever sua atuação.

De 40 a 50 ............     Você está sendo mais associado e menos Leão.

De 20 a 30 ............     Você é apenas associado.

De 0 a 10 ..............     Será que você faz parte do movimento leonístico?

 

Aceite este nosso encaminhamento como uma maneira de contribuir para o envolvimento leonistico que deve continuar abraçando cada um de nós.

          

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?:

01. A Associação Internacional envolveu-se com a ONU quando ajudou a estabelecer seções de Organizações Governamentais naquele órgão, e isso ocorreu durante o ano de:

a) 1925

b) 1940

c) 1941

d) 1945

 02. As mulheres passaram a ser admitidas como associadas dos Lions Clubes e partir de:

a) 1985

b) 1986

c) 1987

c) 1990

 03. O “Dia Internacional do Leonismo” é comemorado em:

a) 13 de janeiro

b) 09 de outubro

c) 10 de outubro.

 04. O ano leonístico é iniciado em:

a) 01 de janeiro

b) 01 de junho

c) 01 de julho.

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

01- Depois da fundação do Lions Clube do Rio de Janeiro (Clube Mater do Brasil), seguiram-se as fundações dos Lions Clubes de São Paulo e Salvador.

02– Na formação da mesa dirigente de uma solenidade leonística, ou na sua extensão, dirigentes leonísticos da mesma categoria (Ex-Governadores, por exemplo) não devem, sempre que possível, ser colocados em mesas separadas.

03- Uma Domadora não deve, em hipótese alguma, ser escolhida para leitura do Código de Ética ou dos Propósitos do Lions Clube. Isso é prerrogativa exclusiva de um Companheiro Leão ou de uma Companheira Leão.

04- A falta em uma assembleia ordinária do Clube pode ser compensada pelo associado se ele comparecer a reunião de outro Clube, de uma Comissão ou de Diretoria do próprio Clube, ou outra atividades leonística antes ou depois da reunião à qual ele faltou, dentro do período de 13 dias.

 

PROCURA-SE O “LEÃO-VAGALUME”:

O folclore leonístico já cunhou diversas expressões designativas para Companheiros Leão, tanto para os atuantes (que infelizmente já são minoria) como para aqueles que demonstram menos interesse pelo movimento.

Algumas dessas expressões são conhecidíssimas. No aspecto positivo, conhecemos apenas uma: “Leão de Juba Larga” (aquele que, seja jovem ou mesmo já está com a juba grisalha, está sempre à disposição e é extremamente participante).

Agora, no folclore negativo, a lista é imensa: temos o “Leão da Metro” (que só aparece no começo do filme), o “Leão da Receita” (só vive cobrando os demais), o “Leão Marinho” (só vai levando na onda), o “Sossega Leão” (depois que ouviu a expressão se acomodou para sempre), o “Leão Dentuço” (só vive mordendo), o “Leão Mico-Dourado” (salta de galho em galho e se dá bem em qualquer situação), o “Leão do Circo” (urra, ameaça, dá patada, mas não é de nada), o “Mate-Leão” (já vem queimado e distribui broncas para todos os lados), o “Cama-Leão” (se ajeita de acordo com seus interesses), e outros que não merecem maiores comentários como o “Trapa-Leão” e o “Pente-Leão”.

Entre tantas expressões (em sua maioria desabonadoras), não caberia a criação de algumas mais elogiáveis, especialmente para reforçar o lado positivo da questão? Acreditamos que sim! Que tal, por exemplo, o “Leão Vaga-lume”.

O vaga-lume, como é conhecido aqui em nossa região, tem vários sinônimos. Na maioria do Brasil, pelo que apuramos, é conhecido como pirilampo. Trata-se de um inseto coleóptero, que contém órgãos fosforescentes localizados na parte inferior dos segmentos abdominais. Ou seja, é um ser pequenino, MAS QUE TEM LUZ PRÓPRIA.

O leonismo procura desesperadamente Leões que tenham luz própria! Aqueles que se envolvem e demonstram vontade de servir; que marcam presença em todas as atividades e reuniões; que aceitam e cumprem prazerosamente as tarefas que lhe são confiadas; que são criativos e audaciosos nas ideias; que têm interesse pela causa leonística; que cultivam a lealdade e a amizade; que se unem e familiarizam com o leonismo através de leitura em participações em palestras e seminários; que acreditam que Lions não tem dono; que adotam o Código de Ética como norma de conduta e filosofia de vida.

Cabe a cada um de nós procurar um “Leão Vaga-lume”, arregimentando-o para nosso meio e incentivando-o para que uma sua luz própria à daqueles que ainda sentem arraigado amoro pelo leonismo, a fim de podermos, assim, continuar iluminando o caminho do serviço desinteressado que é o apanágio do nosso movimento.

 

AVALIAÇÃO DO QUE É MAIS IMPORTANTE:

A fábula que reportamos abaixo, condensada, remonta de séculos atrás e teve como palco um reino longínquo. Se as dulcíssimas Companheiras Leão e os estimados Companheiros Leão Presidentes de Clubes se dignarem divulga-la em uma próxima oportunidade, talvez durante uma das assembleias ordinárias do Clube, já que ela tem tudo a ver com o nosso serviço desinteressado, estaremos plenamente recompensados.

O velho monarca, pressentindo o fim próximo, chamou seus súditos e pediu que respondessem a três perguntas. Seria premiado com fortunas e honrarias quem respondesse melhor: 1) qual o lugar mais importante do mundo?; 2) qual a tarefa mais importante do mundo?; 3) quem é a pessoa mais importante do mundo?

Muitas pessoas, de todas as idades e posições sociais, deram suas respostas, mas nenhuma delas satisfez plenamente o velho monarca. Contudo, entre os súditos, havia um velho que não queria responder as perguntas, porque não lhe interessavam os valores oferecidos. Mas, forçado e por insistência do monarca, ele acabou respondendo e o fez da seguinte forma: 1) o lugar mais importante do mundo é onde você está; 2) a tarefa mais importante não é aquela que você desejaria executar, mas aquela que você deve fazer; 3) a pessoa mais importante do mundo é aquela que precisa de você, porque é ela que lhe possibilita exercitar a mais bela das virtudes: a fraternidade.

Feliz, o velho monarca aplaudiu com entusiasmo. Quanta sabedoria em três breves respostas. O lugar onde moro, vivo, cresço, trabalho e atuo (mesmo sendo muitas vezes incompreendido) é o lugar mais importante do mundo. A tarefa mais importante talvez seja a minha e a sua, embora não sejam nada agradáveis e nem bem pagas. Mas, enquanto não propusermos a executá-la, devemos faze-lo sempre com responsabilidade, dedicação e eficiência, buscando assim cumprir nosso sagrado dever. Se nós nos omitirmos, ninguém no mundo vai fazer a tarefa em nosso lugar (e o vazio permanecerá). Tudo passa, envelhece e morre. Só não passa a bondade que você planta e o amor que você reparte. Por isso, o outro é tão importante em nossa existência como membros da família leonística.

 

ATIVIDADES DO HOSPITAL DE OLHOS LIONS DE TAQUARITINGA:

 

O MJF João Donizetti Furtado, Presidente de Olhos Lions “Manoel Dante Buscardi”, que é administrado pelo Lions Clube de Taquaritinga, nos forneceu o seguinte balanço das atividades do último mês de outubro (até hoje o de novembro ainda não foi fechado):

Procedimentos                                                                                        Totais

Tratamento clínico: medicamentos Glaucoma ....................................170

Procedimentos clínicos: consultas e administração medicamentos ....1.487

Procedimentos diagnósticos: exames ................................................2.815

Procedimentos cirúrgicos: cirurgias ...................................................236

  

PERPETUAÇÃO DO NOME DO LIONS NA COMUNIDADE:

O movimento leonístico possui, dentro do seu calendário, datas específicas para diversas efemérides. Assim é que comemoramos o “Dia Mundial do Serviço Leonístico”, o “Dia da Fundação do Clube”, o “Dia do Aniversário da Carta Constitutiva”, o “Mês das Domadoras e das Companheiras Leão”, o “Mês da Revista The Lion”, o “Mês dos Ex-Governadores”, o “Dia Mundial da Posse dos Leões”, entre outros.

Apesar da existência dessas datas notáveis, sentimos ainda, em alguns municípios, uma lacuna em nosso calendário: a instituição de um dia para consagração da família leonística em cada cidade.

Seu município ainda não tem a comemoração do “Dia do Lions na Comunidade”?

Esta é uma atividade que estamos sugerindo aos Clubes, plenamente viável, que não envolve qualquer ônus financeiro, dependendo, para sua consecução, unicamente do serviço e da boa vontade dos estimados Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras que tanto enobrecem o nosso Distrito LC-6.

A diretoria de cada Clube, após ouvida sua assembleia, poderá programar uma visita oficial ao Prefeito da cidade, ou mesmo a algum Vereador que tenha simpatia pela nossa causa, expor a ideia e pleitear que seja encaminhado à apreciação e aprovação da Câmara Municipal um projeto de lei instituindo o “Dia do Lions na Comunidade”. Nas cidades onde houver mais de um Clube, o dirigente municipal poderá ser visitado em conjunto pelas respectivas diretorias.

Quando encaminhar o pedido, o Clube poderá sugerir inclusive a data que considerar ideal para a instituição do dia aqui aludido, além de fornecer alguns detalhes necessários à elaboração do projeto de lei, como dados do Clube, do Distrito LC-6, da Associação, dos nossos Código de Etica e Propósitos, entre outros.

A instituição desse dia, a nível local, além de outras homenagens a que o Clube ficará sujeito, seja por parte do poder público, seja por parte de outros segmentos da sociedade, já que será oficialmente decretado no município, servirá igualmente para a programação de uma confraternização anual entre Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras, Leos e Juventude Leonística.

Ressalte-se, por fim e oportuno, como fator de realce para nosso movimento, que uma lei nesse sentido integrará definitivamente o Lions Clube na vida da comunidade.

 

“SE UM ESPINHO ME FERE, AFASTO-ME DO ESPINHO... MAS NÃO O DETESTO”:

Quando ingressamos no leonismo – e lá se vão mais de 40 anos – lemos um artigo que era encimado pelo título acima e que até hoje não sai da nossa memória, embora esta, como agora, nos traia e faça com que não recordemos nem do ilustre autor e muito menos da publicação que a divulgou. Mas a clareza e simplicidade do seu texto, que antevemos mesmo muitos anos depois, permitem alguma reflexão sobre as eventuais divergências que são registradas no cotidiano.

Divergências sempre ocorreram, ocorrem e ocorrerão no relacionamento humano, pois são inerentes do dia-a-dia de todos. E raramente isso deixa de acontecer, seja no âmbito familiar, entre amigos ou no ambiente de trabalho.

No meio da família leonístistica tal fato não é exeção, mormente levando-se em conta que Companheiros, Companheiras e Domadoras possuem meio de vida e atividades heterogêneas, tem convicções próprias, e muitos exercem lideranças em suas profissões, o que quer dizer que costumam conduzir e não serem conduzidos.

Dessa forma, quando um não aceita serenamente ou respeita a opinião do outro o relacionamento pode estremecer. Divergências sobre algumas questões leonísticas são absolutamente normais, quer envolvam problemas administrativos ou de atividades. Só que qualquer discussão deve ser mantida em nível elevado, não partindo jamais para o terreno pessoal.

Já ouvimos e até participamos de muitas discussões, algumas homéricas. Quantas vezes uma velha amizade não é estremecida por pura insensatez e culpa recíproca? Basta um Companheiro proferir uma frase infeliz e melindrar outro Companheiro. Este, por sua vez, não se contém e revida o insulto. Pronto, está formada a indesejável contenda!

Outras vezes não há nem necessidade de discussão para que a polêmica seja aquecida. Basta que o procedimento de um Companheiro seja colidente com a posição do outro, mormente quando aquele já conhecia a postura deste. Pronto, o “caldo engrossou” mais uma vez!   Como agir? Simples! Ou aquele primeiro se desculpa ou justifica, ou este último releva a atitude, perdoa e esquece; ou, agindo de acordo com o autor da frase que dá título a este capítulo, afasta-se e não guarda rancores. Fazendo isso, evita que os demais membros da família leonística tomem conhecimento do ocorrido e passem a se envolver na disputa.

A sabedoria do “Código de Ética do Leonismo” (“Ser comedido na crítica e generoso no elogio; construir e não destruir.”) tem, certamente, tudo a ver quando um espinho fere alguém.

 

PROGRAMA LEÃO ORIENTADOR CERTIFICADO:

Nos próximos dias 09 a 11 deste mês será realizado mais um “Programa Leão Orientador Certificado”. As inscrições estão abertas e o formulário está no site oficial do Distrito LC-6.

O programa foi criado por Lions Internacional para dar assistência a Clubes recém-criados, estabelecidos ou designados como prioritários. Os Leões Orientadores são nomeados pelo Governador do Distrito, em consulta com o Presidente do Clube patrocinador ou estabelecido, para um mandato de dois anos. Os Leões Orientadores se limitam se limitam a servir não mais de dois Clubes ao mesmo tempo.

Os Leões Orientadores: ajudam os Clubes a serem bem sucedidos durante os dois primeiros anos de trabalho; orientam e treinam dirigentes e associados dos Clubes; motivam e dão apoio no desenvolvimento e aumento dos Clubes; identificam recursos disponíveis para ajudar os Clubes.

O número de vagas para o Distrito LC-6 é limitado.

Os eventuais interessados em participar do programa, querendo, poderão obter maiores informações com o 1VGD MJF Glauber Gomes da Silva.

 

SUCESSO NA REALIZAÇÃO DA 2.ª RGD DO ANO LEONÍSTICO 2020/2021:

Conforme foi previamente anunciada, a 2.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital do LC-6 foi realizada virtualmente em 22 de novembro de 2020.

O resultado final do evento foi extraordinário, tanto pelo formado como pelo seu desenvolvimento. A abertura da tela foi inovadora. Preparada pelo 1VGD Glauber, que contou com a participação e colaboração do PDG MJF Renato Rodrigues e da MJF Karina Casanova Rodrigues (do Distrito LB-1), do MJF Rodrigo Laviere Mendes (do Distrito LC-2) e do 2VGD MJF Alexandre Mendes (do Distrito LC-11), a apresentação foi impecável.

Depois da formação da mesa dirigente, o DG MJF Antonio Paulo Caliento comandou a abertura protocolar. Depois, em suas mensagens iniciais, o Governador do LC-6 apresentou seus agradecimentos, solicitou um minuto de silêncio pelos Companheiros, Companheiras e Domadoras falecidos no período, comentou as dificuldades encontradas durante a pandemia da Covid-19, ressaltou os resultados alcançados pela Governadoria no primeiro quadrimestre da sua gestão, reiterou a necessidade do cumprimento das metas que estabeleceu, e destacou o início das suas visitas oficiais aos Clubes.

Na sequência houve a manifestação do Secretário e Coordenador Geral do Distrito, do Tesoureiro do Distrito, dos 1.º e 2.º Vices-Governadores, do 1VCC José Gomes Duba das Chagas, do Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, dos PDGs participantes, do Assessor Distrital da Mutua Leonística, e mensagens de um representante de cada segmento administrativo do Distrito (Presidente de Região, Presidente de Divisão, Assessor Distrital, Presidente de Clube e Presidente do Distrito Leo).

Houve a mensagem do Orador Oficial do evento, PC PMJF Eduardo Jacob, Presidente do Distrito Múltiplo LC.

Em sua mensagem final o DG Caliento reiterou seus agradecimentos pela colaboração que tem recebido, comentou suas expectativas futuras e manifestou sua confiança em novos tempos.

A ata da reunião está sendo ultimada pelo Secretário do Distrito e será distribuída aos interessados nos próximos dias.

A reunião foi gravada pelo 1VGD Glauber. Aqueles que desejarem receber o vídeo e áudio do evento poderão fazer a solicitação junto a esta Coordenadoria, que atenderemos de imediato.

 

A EDIFICAÇÃO DO LEONISMO:

 

As edificações necessitam ser construídas em bases sólidas.

Os edifícios, de acordo com a sua destinação, merecem atenção especial no que diz respeito à área construída e materiais a serem empregados, das fundações à cobertura, tudo meticulosamente executado de acordo com o projeto que foi elaborado, fruto de estudos de especialistas como arquitetos, engenheiros, decoradores e outros.

Depois de pronto, o edifício geralmente é inaugurado com grandes festas e anúncios.

Mas, e depois?

Depois de construído, e depois da sua inauguração, o edifício precisa ser conservado para enfrentar os danos que o tempo poderá lhe causar.

Ora é uma parede que apresenta rachaduras. Outras vezes é o telhado que acusa infiltrações. Regularmente a pintura precisa ser refeita. Enfim, tudo aquilo que o tempo e o uso lhe deixarão como marcas. Um dia, talvez, necessita passar por uma reforma, para melhor se adaptar a novas situações que mudanças estruturais ou conjunturais venham a impor. Só assim continuará sendo útil para a finalidade a que se propôs.

As instituições, assim como as edificações, necessitam ser construídas em bases sólidas. As instituições merecem as mesmas atenções dispensadas à construção de um edifício. O projeto precisa ser bem delineado, devidamente aferidos os meios para executá-lo, dentro de um cronograma que deve ser rigorosamente cumprido para a otimização dos recursos que vão sendo empregados.

Após colocada em funcionamento, fazer tudo para que a instituição cumpra as finalidades a que se propôs. E, para mantê-la coerente com os seus princípios, cuidar para que se tenha os meios indispensáveis à sua permanência, tal e qual foi idealizada.

As instituições, do mesmo modo que as edificações, também são passíveis de transformações: novas propostas, aperfeiçoamento daquilo que já foi feito, acompanhando a dinâmica que o próprio tempo sugere. São mudanças que a natureza indica e solicita com insistência.

E UM LIONS CLUBE, como instituição que é, não pode se desviar da referida conceituação.

Teve um preparativo para a sua fundação, uma designação da sua área de atuação, escolha dos associados e os projetos de atividades.

Tudo foi cuidado para que a entidade atinja e cumpra seus objetivos, mantendo-se fiel aos propósitos estabelecidos na filosofia que foi a base de tudo.

Todo Lions Clube é sustentado por três pilares que devem ser bem construídos e conservados. São essas três colunas que irão suportar toda a série de embate a que a estrutura estará sujeita ao longo do tempo. Estamos nos referindo à FILOSOFIA, ao COMPANHEIRISMO e ao SERVIÇO. Toda eficiência e eficácia que se pretende para obter a excelência de resultados que o Clube deve buscar atingir será o resultado da conjugação desses três elementos.

Tantas vezes Clubes são fundados, tantos novos associados são admitidos, mas que não duram por muito tempo. Faltou-lhes a segurança na construção daqueles pilares e na sua manutenção.

Os pilares da filosofia, do companheirismo e do serviço que não forem convenientemente alicerçados serão rapidamente corroídos e não conseguirão sobrepujar as adversidades a que estarão expostos.

A pintura que revela para o extetior o que é a beleza do leonismo, se manchada ou corroída transmite uma impressão desagradável a quem dele se acerca.

Rachaduras e infiltrações na edificação de uma célula leonística provocam danos ate irreparáveis.

O que se observa em alguns Clubes, infelizmente, é o desprezo que vem sendo dado para a manutenção desses pilares.

Precisamos descobrir quais os componentes da “argamassa” necessária para ser utilizada pelos Clubes e que sejam capazes de enfrentar a ação do tempo.

O respeito a todos os elementos que constituem a base da filosofia leonística, o exercício de uma conduta coerente com os salutares propósitos do companheirismo, e a prática de um serviço que apresente resultados reais, se não observados pelos Clubes, certamente darão como destino um grupo de Leões mal formados e mal conduzidos, que levará, fatalmente, ao aumento dd ex-Leões (já tão numerosos). E não podemos esquecer d péssima imagem que transmitirão para a sua comunidade.

Se podemos dizer que a filosofia, o companheirismo e o serviço são pilares de sustentação do leonismo, poderemos definir, também, que essas três colunas representam o princípio, o meio e o fim para a excelência do nosso movimento.

Portanto, prezados Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos, precisamos ser realistas com relação ao movimento leonístico.

A afirmação do “construir e não destruir” contida no Código de Ética pode perfeitamente nos levar à figura da manutenção e da conservação que é objeto desta mensagem.

Há necessidade de uma análise crítica sobre nossa realidade!

Não muitos anos atrás, por falta de manutenção, um Clube do nosso Distrito LC-6 com quarenta anos de existência desmoronou e foi ao chão.

Existem alguns outros poucos Clubes que, também por falta de manutenção em seus três pilares básicos, estão prestes a desmoronar.

Cada um de nós precisa ser um operário e dar sua contribuição na manutenção e conservação do seu próprio Clube, pois somente assim, com uma ação prática e efetiva, é que poderemos, juntos, contribuir para o exercício de uma atividade leonística coerente com os princípios que nos foram transmitidos por Melvin Jones e seus legítimos seguidores.

Este é um ponto de vista pessoal deste Coordenador Geral do Distrito LC-6 que, como sempre, está sujeito a considerações contrária

 

 CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM DEZEMBRO:

Dia 03 - Franca-Inovação

Dia 04 - Igarapava

Dia 17 - Indiaporã

Dia 21 -   Ribeirão Preto-Jardim Paulista

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE DEZEMBRO:

Aos aniversariantes de dezembro muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de dezembro, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

 

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/12 GLAUBER GOMES DA SILVA NHANDEARA
1/12 MARIA ALICE BOTTURA LIVON TAQUARITINGA
1/12 MARIA CATARINA LAVRADOR BRACIALI DAMIANI TAQUARITINGA
1/12 MARIA LOURDES BARRETO FERREIRA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
1/12 MARLENE BARBIERE ARAUJO VOTUPORANGA
1/12 SILVIA HELENA VICENTE FURTADO SAO JOAQUIM DA BARRA
1/12 SILVIA SUMAN CURTI PALMEIRA D'OESTE
2/12 ANA PAULA AVANZZE BARBOSA SAO JOSE DO RIO PRETO LETICIA ARROYO
2/12 BERNADETE APARECIDA DE AGUIAR SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
2/12 CELSO WILLIAN FRACASSO TANABI
2/12 ITALO DE MATOS GIROTTO SAO JOSE DO RIO PRETO LETICIA ARROYO
2/12 JOSE BATISTA CORNELIAN JABOTICABAL
2/12 VALDECIR FERRARI PALMEIRA D'OESTE
2/12 VICENTE DE PAULA SANTOS MIGUELOPOLIS
3/12 AIDA MARIA PIOLA FERREIRA FRANCA DO IMPERADOR
3/12 ARLETTE GOULART BOSCHILIA NHANDEARA
3/12 JOSE LUIS MONTEIRO DE OLIVEIRA FRANCA CIDADE NOVA
3/12 MILTON DA SILVA LIMA MONTE AZUL PAULISTA
4/12 ADAIR VIEIRA ARNONI ORLANDIA
4/12 ANA LUCIA VIANNA PAOLI CATANDUVA
4/12 ANTONIO CELSO GALDINO FERNANDOPOLIS
4/12 ELIANE MARIA GOMES DE ARAUJO FRANCA INOVACAO
5/12 ALEXANDRE ONOFRE BELUCIO VENÂNCIO FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
5/12 JOAO ROBERTO OTAVIO SAO JOAQUIM DA BARRA
5/12 THEREZA C. MAGALHAES ANDRADE MIRASSOL
6/12 ANTONIO MAURO ALVES FRANCA DO IMPERADOR
6/12 LUIZ CARLOS SAMPAIO MONTE ALTO
6/12 MAGALI GARCIA DE CARVALHO TANABI
6/12 ODETTE POLLI NOVAS ARROYO MONTE AZUL PAULISTA
6/12 PATRICIA DE JESUS GIMENES VELINE OUROESTE
6/12 WALDOMIRO FERREIRA FILHO JABOTICABAL
7/12 LUIS GUSTAVO NARDELLO OLIMPIA ENERGIA
7/12 ORLANDO CICOGNA JUNIOR MATAO
7/12 ROSANGELA VIDOTTI MONTE AZUL PAULISTA
8/12 CLEIDE CONCEICAO DI PIETRO GILBERTONI TAQUARITINGA
8/12 MARIA IMACULADA C BEGA RIBEIRAO PRETO CAMPOS ELISEOS
8/12 MARIA IVONE NEVES DEDEMO ORLANDIA
8/12 ROSELY C. GAZZOTTO ARAUJO JABOTICABAL
8/12 SILVANA P. P. L. RAMALHO JALES
8/12 SILVIO DE MESQUITA SACANI JABOTICABAL
9/12 DANIEL FEDOZZI POTIRENDABA
9/12 ELIANA TOZZI DUMONT
9/12 ISABEL CRISTINA C DE SOUSA MONTE AZUL PAULISTA
9/12 NATHÁLIA RAMUCE TOGNOLI AURIFLAMA
10/12 APARECIDA CARDOSO DE OLIVEIRA FERNANDOPOLIS
10/12 FABIO LUIZ MARQUES DE BRITO AURIFLAMA
10/12 FERNANDA LOPES CHEDID SAO JOAQUIM DA BARRA
10/12 MARIA APARECIDA SILVERIO DE ASSIS ANDRE BARRETOS
10/12 MAURO LUIS BERNARDINO FRANCA
10/12 OLANIRA BIGARAM FAVA MIRASSOL
10/12 RENATO REINALDO SPEDO MATAO
10/12 RUBENS LEITE FRANCA DO IMPERADOR
10/12 VANDA MARIA PISSOLATO BASSAN MIRASSOL
10/12 ÉRICA CARREIRA DE FREITAS JARDINI GUAIRA AGUAS CORRENTES
11/12 ANGELA MARIA A BALDINI ORLANDIA
11/12 FERNANDO BENTO BARRETOS
11/12 MARCOS ANTONIO DOMINGOS PEREIRA MATAO
11/12 MARCOS FERNANDO DA SILVA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
11/12 MARIANGELA ALVES JORGE SILVA MIGUELOPOLIS
12/12 DANIELA DE ARAUJO BARROS JABOTICABAL
12/12 MERCEDES DE PAULA BELINI JALES
12/12 NIVALDO LUCIO MAZZA TANABI
12/12 OSMAR GRACIOSO LOUREIRO CRAVINHOS
13/12 EDUARDO LUCIO NICOLELLA JABOTICABAL
13/12 ELIANA LARANJA IGLESIAS DINARDI FERNANDOPOLIS
13/12 LUZIA KATSUKO WATANABE NEVES PAULISTA
13/12 NORIVAL LUCIANO CORTEZ TAQUARITINGA
14/12 ALOISIO JUNQUEIRA MELLEM FRANCA SOBRAL
14/12 ANTONIO CELSO DO CARMO FRANCA
14/12 HELIA CIRILLO CHRISOSTOMO RIBEIRAO PRETO
14/12 JOACIR GUARNIERI ORASMO IPUA
14/12 MARIANA SOUZA PEREIRA FRANCA SOBRAL
14/12 RENAN CONTRERA DE PAIVA TANABI
14/12 SHEILA MARA PARREIRA SALLUM JABOTICABAL
14/12 SILVIA HELENA ESCOLARIQUE CRAVINHOS
15/12 ALVARO ALVES DE CAMPOS JR. CATANDUVA
15/12 CESAR DE ALENCAR MARAVAL BARRETOS
15/12 MARTA R CANTOLINI TONIELLO SERTAOZINHO
15/12 MÁRCIA ABAD VIEIRA CRAVINHOS
15/12 NILSON VISONA AURIFLAMA
15/12 SUZI ZANIN DA SILVA SAULLO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
16/12 ANDREA MACIEL DA SILVA AURIFLAMA
16/12 CLEBER LUIZ DE ALMEIDA REZENDE SILVA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
16/12 MARCIA HELENA D PERRONE JABOTICABAL
16/12 MARLENE DA SILVA PERES FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
17/12 ANTONIO OLIMPIO DIAS BRODOWSKI
17/12 EDLEA RUAS REATO BRODOWSKI
17/12 JOAO LEITE BUENO MIRASSOL
17/12 VANESSA CRISTINA MIRANDA VALERIO TAQUARITINGA
18/12 HELENICE PIERINI YAMADA CRAVINHOS
18/12 LEADIR GIORIA CAMAROTO DUMONT
18/12 NEUSA APARECIDA DOS SANTOS PEREIRA GUAIRA
18/12 OCIMAR PÉRSICO CABRAL MIRASSOL
18/12 PAULO EDUARDO ZUCARELLI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
19/12 ALESSANDRA ZOTARELLI GOMES DA SILVA SANTA FE DO SUL ESTANCIA TURISTICA
19/12 CELIA CRISITNA DA SILVA MARAVAL BARRETOS
20/12 FERNANDO HENRIQUE MEDICI SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
20/12 JOSE CARLOS ALVES GUIMARAES OUROESTE
20/12 LEILA MARIA COSTA LIMA PEDREGULHO USINA DE ESTREITO
20/12 MARCIA REGINA VANCIM DA SILVA IGARAPAVA
21/12 JUSSARA SERAFIM BERTOZ MONTE ALTO
21/12 SERGIO LUIZ BROZEGUINI BRODOWSKI
22/12 FABIO ALEXANDRE G. DE SOUZA AURIFLAMA
22/12 JOAO RICARDO GARCIA CARVALHO DA SILVA VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
22/12 LUIS A CONTIN SILVA SAO JOAQUIM DA BARRA
23/12 ADALBERTO LUIS NAVARRETTE MIRASSOL
23/12 ANGELINA AP CESTARI APPOLONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
23/12 CLEUSA SALGUEIRO BATISTA BATATAIS
23/12 DANIEL FERNANDES REGASSI GUARIBA
23/12 FÁBIO LUIZ DIOGO GUAIRA AGUAS CORRENTES
23/12 JULIA ADAMARIS MARTINS BRANDAO ORLANDIA
23/12 PATRICIA JUNQUEIRA MIGLIORI MAGGIO ITUVERAVA
23/12 RONEI REGIS DO NASCIMENTO PASSOS
24/12 JOÃO MARCELO CAETANO JOSÉ FLORIDI PORCIONATO CATANDUVA
24/12 LUIZ MARCOS ANTUNES D MACEDO INDIAPORA
24/12 MARIA KUMI WATANABE FUCHIWAKI IPUA
24/12 MARILENE P. RODRIGUES LINO AURIFLAMA
24/12 NOEMIA B DE CARVALHO OTAVIO SAO JOAQUIM DA BARRA
24/12 PAULO DE FIGUEIREDO VIEIRA JABOTICABAL
24/12 SONIA REGINA TARLAU CORRêA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
25/12 LUIZ CAPELA VOTUPORANGA ABILIO CALILLE
25/12 MARIA APARECIDA DE MOURA MARTHA OLIVEIRA SAO JOAQUIM DA BARRA
25/12 MARIA NATALINA R CAMPLESI JABOTICABAL
25/12 MOACIR JOSE MELLOTE ICEM
25/12 NATALINO BAZILIO DE AZEVEDO IGARAPAVA
25/12 RONI APARECIDA GALVES GAVIOLI TAQUARITINGA
25/12 SIRLENE AMARAL DIAS ITUVERAVA
25/12 SUELI AP GODOY VENANCIO FRANCA
26/12 BRUNO VICENTE DE SOUSA VOTUPORANGA
26/12 CECILIO JOSE PRATES GUAIRA
26/12 DANIELA SUNHIGA PALMEIRA D'OESTE
26/12 LUCIANO RODRIGUES DE PAULA GUAIRA
26/12 MARIA ANTONIA APARECIDA BEDIN LASTORIA GUARIBA
26/12 MARIA DE LOURDES DÃO DE OLIVEIRA JALES
26/12 REGINA P R ESCAROUPA JABOTICABAL
27/12 AMAURI JESUS MIRANDA DE MELLO MATAO
27/12 EDUARDO CHEDID SAO JOAQUIM DA BARRA
27/12 FLORIZA APARECIDA BARCELLOS DONEGA MONTE ALTO
27/12 IGNES COSTA GERALDINI POLONI
27/12 MARIA APARECIDA MARQUES BERALDI BATATAIS
27/12 MARTA SILVA DE MENDONCA MIGUELOPOLIS
27/12 MAURICIO RIBEIRO DE MENDONCA MIGUELOPOLIS
27/12 SERGIO ZUBIOLI DE SOUZA IPUA
28/12 BRUNA SOUZA SILVA PIMENTA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
28/12 CLAUDEMIR MOREIRA MATAO
28/12 JAIR MARCON DUMONT
28/12 JOSE ROBERTO DE ALMEIDA BARROS GUAIRA
28/12 MARCOS JOSE LUIZ SAO JOAQUIM DA BARRA
30/12 LAUDO GARCIA PIZZIGUINI AURIFLAMA
30/12 ROSIMAR FRANCISCA TOMAZ REZENDE OUROESTE
30/12 WALTHER SPINELLI FILHO TAQUARITINGA
31/12 AMADO D RICARDO SOUZA GUAIRA
31/12 ELIEZER MARCOS FREIRI NHANDEARA ALIANCA
31/12 GUSTAVO LUÍS DOS SANTOS JABOTICABAL
31/12 MARIA CRISTINA PAVAN NEVES PAULISTA
31/12 MARIA MARTA DA SILVA PENHA FRANCA CIDADE NOVA
31/12 NELSON GONÇALVES SAO JOSE DO RIO PRETO

            

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

01.  1945

02.  1987

03.  10 de outubro

04.  01 de julho

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

 

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

            Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

            Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

            Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessados

 

 

 

           

 

 

        

           

 

 

 

 

 

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

CARTA MENSAL DE NOVEMBRO da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

Ribeirão Preto, 01 de novembro de 2020

                                                    

Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

Tenham fé e esperança!   Logo, logo, se Deus assim o permitir, estaremos todos nos abraçando novamente!   Mas, por favor, continuem respeitando aquilo que é recomendado pelas autoridades sanitárias e de saúde!   PDG MJF Andriani.

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Já chegamos às vésperas do final do ano e a preocupação continua diante de toda essa loucura que estamos vivendo desde o início do ano.

Aos poucos vamos caminhando ao lado dos nossos sentimentos, um peso de dores que estamos passando com a perda de entes queridos e que nos deixam com muita saudade. Rogamos a Deus que nos dê suas bênçãos e que abençoe todos aqueles que partiram, assim como todas as famílias enlutadas. Sentimos tudo isso diante dos familiares que nos deixaram, assim como dos Amigos, Companheiros, Companheiras e Domadores que partiram e sempre serão lembrados eternamente.

Mas, como sempre foi dito, a vida continua!

Aproveitamos a oportunidade para lembrar aos Clubes para que deixem as taxas da Mútua Leonística sempre em dia com o Distrito LC-6, para evitar que outros problemas sejam causados. Lembramos também das taxas distritais, pois existem Clubes em falta com esses pagamentos.

Tudo foi pensado desde o início deste nosso ano leonístico 2020/2021. Fizemos nosso planejamento orçamentário, diminuindo os percentuais que vinham sendo cobrados e enxugando nossas despesas ao máximo possível.

Alguns Companheiros e Companheiras até nos questionam dizendo: não estão fazendo visitas administrativas, as visitas oficiais ainda não foram iniciadas, as primeiras reuniões distritais também não, etc. etc. etc.

Foi justamente prevendo tudo isso que fizemos nosso planejamento. Ao realizarmos reuniões virtuais e não presenciais é que diminuímos nosso orçamento de arrecadação, que são as taxas distritais, em aproximadamente R$80.000,00. Nosso planejamento orçamentário está sob rigoroso controle. Dessa forma, não foi preciso recorrer ao Fundo de Reserva do Distrito.

Estamos contando com os Clubes faltosos para que regularizem esses pagamentos, o que certamente muito nos ajudará em nossa caminhada até o final da gestão.

Sobre o pagamento das taxas internacionais, diversos Clubes (inclusive de outros Distritos) têm se manifestado sobre a posição de Lions Internacional, que solicitou que as taxas em aberto sejam quitadas no prazo de 60 dias, sob pena dos Clubes em débito serem colocados em Suspensão. O Presidente Internacional se posicionou antes do início da pandemia da Covid-19, determinando que a data para pagamento das taxas internacionais se estenderia até 31/12/2020. Solicitamos que os Clubes em débito com as taxas internacionais não esperem até aquela data para efetuar a quitação. Que efetuem a quitação até 22/12/2020, para que haja tempo de uma efetiva contabilização e não ocorram dissabores.

Teremos nossa 2.ª reunião do Conselho Consultivo da Governadoria, que será realizada virtualmente no próximo dia 22, conforme edital de convocação que já foi enviado para todos os dirigentes e unidades distritais. Contamos com a participação de todos.

Afirmamos que, em nossa gestão, apesar das circunstâncias, está tudo sob controle. Continuamos caminhando com tranquilidade, porque todos e todas vocês nos dão o suporte necessário para que isso aconteça.

Aceitem nosso abraço carinhoso.

DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

 

EDITORIAL:

 

Precisamos reconhecer que a Associação Internacional, nos últimos anos, tem procurado levar o movimento leonístico para a modernidade. Novos programas e conceitos foram lançados. Novas metas foram idealizadas e sugeridas para nosso desenvolvimento, procurando fazer com que o leonísmo não fique na contramão dos tempos atuais.

Só que, para se tornarem exequíveis, saindo do papel e serem colocadas em prática, promovendo um plano de ação viável, o êxito das metas propostas vai depender, fundamentalmente, de cada Clube, de cada Distrito, de cada Leão e de cada Domadora.

Vamos citar um exemplo para corroborar com esse nosso ponto de vista: Lions Internacional aprovou e lançou, há cerca de dois anos, um novo organograma para os Lions Clubes. No aspecto formal é maravilhoso, um quadro de arte que abrange todas as atividades clubísticas, envolvendo-as com o objetivo comum da Associação, inclusive quanto à especificação das atividades da Equipe de Ação Global. Só que o organograma foi lançado de “supetão”, sem a proposta para ter sua aplicabilidade e adaptação com uma carência desejável, para, aí sim, alcançar o êxito almejado. É, repetimos, um organograma fantástico, digno do século atual, mas que, para atingir sua plenitude, precisa de um Lions Clube com um mínimo de 40 ou 50 associados, já que ele engloba mais de vinte cargos executivos. Como implantá-lo num Lions Clube com 10 ou 15 associados? Reiteramos, por isso, que existe necessidade premente da reestruturação dos Clubes que estão nessa situação.

O leonismo somente será revigorado com o fortalecimento dos Lions Clubes!   Pensamos e defendemos essa ideia.

Quem gosta do leonismo e estuda o movimento pode observar que, analisando friamente, as metas da Associação Internacional, apesar de atuais e modernas, pouco acrescentam à montanha de coisas que já foram escritas a respeito das nossas necessidades. Elas apenas estão sendo adaptadas para a realidade de hoje.

Os Clubes são a base sólida do leonismo! Enquanto sua maioria não for reestruturada e consolidada, tendo uma estrutura segura que permita seu pleno desenvolvimento, nada de prático será conseguido.

Grande parte dos Lions Clubes, infelizmente, está afetada pelo letargismo que vem se acumulando ao longo dos anos. Há necessidade de se exorcizar a letargia que está impregnada no seu interior e vem prejudicando suas atividades.

O problema, portanto, em nosso modesto entendimento, está nos Clubes. Precisamos transformar os Clubes em verdadeiros Clubes de Serviço voltados para os interesses das suas comunidades. Lions não é entidade benemerente ou filantrópica!

O objetivo principal do leonismo é o envolvimento com a comunidade. E o leonismo somente ganhará força maior quando se envolver diretamente com as comunidades. É a venda da nossa marca Lions. E sempre existe, em algum lugar, um cantinho de necessidade onde podemos atuar.

Temos consciência que o leonismo da atualidade precisa ser repensado com responsabilidade, mas também calcado na realidade dos nossos tempos, pois não podemos sonhar em construir alguma coisa no terreno do nada.

Gostamos de mencionar sempre que vocês, Leões e Domadoras, como líderes que são, devem usar o poder da mente, a força de vontade e a convicção pessoal para fazer com que o leonismo deslanche com a plenitude da sua força.

Em vez de pensar QUERO FAZER, digam sempre CONSIGO FAZER. Em vez de pensar QUERO SER, digam sempre POSSO SER. Pensar QUERO é força de vontade, mas pensar POSSO é a força da convicção. Por mais que nos esforçamos para tentar alguma coisa com nossa força de vontade, jamais conseguiremos realiza-la sem a força da nossa convicção.

No leonismo, como em qualquer outra atividade, jamais pensem QUERO FAZER. Digam sempre CONSIGO FAZER.

Nesse sentido, nosso movimento está precisando de cada um de nós!

           

PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

2.ª REUNIÃO DO COMITÊ DO GABINETE DISTRITAL 2020/2021:

 

O Secretário do Distrito LC-6, por determinação do DG MJF Antonio Paulo Caliento, expediu, em 22 de outubro de 2020, a convocação para a 2.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital do ano leonístico 2020/2021, que será realizada no dia 22 de novembro de 2020. O evento, devido a pandemia da Covid-19 que ainda persiste entre nós, será virtual e não presencial. Foram convocados os membros deliberativos do Comitê do Gabinete Distrital, os membros consultivos, os presidentes de Clubes, o presidente do Distrito Leo e demais associados dos Lions Clubes e dos Leo Clubes do Distrito LC-6. A reunião, naquela data, domingo, será realizada a partir das 09:30 horas, observando a seguinte

ORDEM DO DIA

01) Formação da mesa dirigente pelo Assessor Distrital do Protocolo Leonístico.

02) Abertura pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento

Invocação a Deus

Hino Nacional Brasileiro

Hino à Bandeira

Saudação ao Pavilhão Nacional

 

03) Mensagens iniciais do DG MJF Antonio Paulo Caliento

Agradecimentos

Minuto de silêncio pelos CCLL, CCaLL e DDMM falecidos

Mensagem do Assessor Distrital da Mútua Leonística

Dificuldades encontradas diante da pandemia da Covid-19

Resultados do 1.º quadrimestre da gestão 2020/2021

Metas da Governadoria e comprometimento dos Clubes

Início das visitas oficiais aos Clubes

Distribuição das Nominatas

Palavra do Secretário e Coordenador Geral do Distrito

Palavra do Tesoureiro e aprovação do balancete do 1.º trimestre

 

04) Mensagem do 1VCC PMJF José Gomes Duba das Chagas

 

05) Mensagem do Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

 06) Mensagens dos PDGs participantes, por ordem de inscrição

 07) Mensagem do 1.º Vice-Governador do Distrito

 08) Mensagem do 2.º Vice-Governador do Distrito

 09) Mensagem do Assessor Distrital do Concurso de Eficiência

 10) Mensagem de um representantes dos Presidentes de Região

 11) Mensagem de um representantes dos Presidentes de Divisão

 12) Mensagem de um representante dos Assessores Distritais

 13) Mensagem de um representante dos Presidentes de Clubes

 14) Mensagem do Presidente do Distrito Leo Lc-6

 15) Mensagens finais e encerramento pelo DSG MJF Antonio Paulo Caliento

Agradecimentos finais

Expectativas futuras

Confiança em novos tempos

Oração pelo Brasil

Saudação ao Pavilhão Nacional

Encerramento

As instruções para integração dos participantes desta 2.ª reunião (link) serão fornecidas antecipadamente pelo 1VDG Glauber Gomes da Silva, Assessor Distrital do Banco de Dados e Informática. ACOMPANHEM e FIQUEM ATENTOS!

 

DICAS PARA O PROCESSO DE PEDIDO DE SUBSÍDIOS PARA LCIF:

  1. Faça uma avaliação das necessidades da sua comunidade.
  2. Examine os critérios para programas de subsídios de LCIF.
  3. Identifique aliados ou colaboradores e discuta o conceito do projeto.
  4. Planifique as atividades.
  5. Preencha o formulário de inscrição.
  6. Obtenha aprovação da liderança.
  7. Envie a solicitação a LCIF.
  8. Responda as perguntas de LCIF sobre o pedido no tempo solicitado.

 

2.ª REUNIÃO DO CONSELHO CONSULTIVO DO GOVERNADOR:

 

Novembro traz uma atividade de grande responsabilidade para cada Presidente de Divisão. É o mês que ele precisa planejar e realizar sua 2.ª reunião do Conselho Consultivo do Governador (antigo Comitê Assessor) com os Lions Clubes da sua área.

Depois da Convenção Distrital e doComitê do Gabinete Distrital, a reunião do Conselho Consultivo do Governador é a mais importante reunião na esfera técnica/administrativa do Distrito LC-6.

E À FRENTE DE TUDO ISSO ESTÁ O PRESIDENTE DE DIVISÃO!

Muitas vezes considerada a mais importante reunião dos dirigentes de Clubes, o Conselho Consultivo do Governador oferece aos Presidentes e Diretores de Clubes a oportunidade de aprenderem sobre os programas e iniciativas do Distrito, do Distrito Múltiplo e de Lions Internacional. No entanto, o elemento indubitavelmente mais valioso da reunião é a oportunidade que esses líderes têm de trocas ideias e desafios com os dirigentes de outros Clubes da Divisão.

O PRESIDENTE DA DIVISÃO DEVE DILIGENCIAR PARA QUE A REUNIÃO SEJA PRODUTIVA.

A reunião geralmente se concentra na implementação de projetos de serviços, gestão de Clube, aumento de associados e desenvolvimento de liderança. Embora o objetivo principal seja oferecer aos dirigentes de Clubes um fórum de discussão, a reunião também oferece ao Presidente de Divisão a oportunidade de compilar recomendações que possam ser compartilhadas com a equipe do Governador do Distrito.

O PRESIDENTE DA DIVISÃO, NOS ARTIGO 49 A 53, E SEUS PARÁGRAFOS, DO ESTATUTO DO DISTRITO LC-6, TEM TODAS AS DICAS PARA PLANEJAR E SEDIAR O EVENTO.

As responsabilidades do Conselho Consultivo do Governador são:

  1. Certificar-se de que cada Clube está funcionando de forma eficaz, de acordo com as normas e Estatutos e Regulamentos do Distrito e de Lions Internacional, atendendo as necessidades dos associados.
  2. Garantir que os Clubes ofereçam serviço significativo, inspirem o crescimento do quadro associativo e desenvolvimento das lideranças.
  3. Promover os programas oferecidos pelo Distrito, pelo Distrito Mútiplo e por Lions Internacional.
  4. Garantir que cada Clube esteja instalando os seus dirigentes e empossando os novos associados, reconhecendo as realizações de uma maneira significativa.
  5. Incentivarem os Clubes a participarem das Convenções do Distrito, do Distrito Múltiplo e de Lions Internacional.
  6. Promover reuniões inter-Clubes, incentivando a participação nas reuniões de companheirismo, de visita do Governador e outros eventos.

 

Além de realçar essas responsabilidades, o Presidente da Divisão deve incluir na pauta da reunião, para apreciação e discussão, os assuntos que fazem parte do dia-a-dia da administração distrital, tais como:

  1. Metas do Governador do Distrito para o ano leonístico 220/2021 (essas metas estão especificadas na ata da 1.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital, que foi encaminhada para todos os interessados),
  2. Debates sobre as diretrizes da Equipe de Ação Global do Distrito (LCIF, GLT, GMT e GST). Essa equipe é de fundamental importância para implementação de ações no âmbito distrital. Os titulares dos referidos órgãos estão aptos a orientar sobre como os Clubes podem lidar com os desafios que enfrentam e/ou compartilhar sucessos.
  3. Questionamento ao Presidente da Região quanto às providências que estão sendo tomadas para fundação de pelo menos um Lions Clube na área, conforme comissão já formada através de resolução editada pela Governadoria do Distrito.
  4. Necessidade dos Presidentes de Clubes divulgarem aos seus associados o texto das Cartas Mensais que estão sendo expedidas regularmente pela Coordenadoria Geral do Distrito, pois tal documento traz notícias e informações de interesse do leonismo, temas do nosso movimento, matérias que visam colaborar com o desenvolvimento dos Clubes, instruções leonísticas e documentos que visam facilitar o desempenho dos dirigentes na execução das suas funções.
  5. A necessidade que os Clubes têm em informar a correta movimentação de associados a Lions Internacional.
  6. A importância dos Clubes informarem a realização de suas atividades para MyLion.
  7. Falar sobre a necessidade que os Clubes tem e manter em dia suas obrigações financeiras. O caso da Mútua Leoística é bastante significativo, pois, na fatalidade de um infortúnio, poderá ser vedado o pagamento do pecúlio ao beneficiário.
  8. Apesar da pandemia que ainda assola nosso país, mas que felizmente está arrefecendo, pedir aos Clubes que ainda não o fizeram que agendem a visita do casal Governador.

É evidente que, antes das tratativas acima mencionadas, o Presidente da Divisão deve tomar algumas medidas preliminares:

  1. Abrir a reunião protocolarmente e ressaltar a importância do serviço, que é a função mais essencial de qualquer Lions Clube. Explicar que o objetivo da reunião é compartilhar ideias e ferramentas que os Clubes poderão usar para garantir que os serviços prestados efetivamente atendam as necessidades das comunidades e expectativas dos associados. Mencionar que, ao final da reunião, haverá um debate aberto sobre os desafios e sucessos de cada Clube.
  2. Pedir que os participantes façam uma rápida apresentação, dando seu nome, título e nome do Clube.
  3. Dependendo do número de participantes, permita que cada Clube (2-3 minutos) comente suas atividades para o ano. O relato deve incluir ações de projeção do Clube, bem como quaisquer outros projetos planejados e os desafios.

 

Essas são, de forma geral, algumas considerações que esta Coordenadoria Geral do Distrito tem a fazer sobre a importância da 2.ª reunião do Conselho Consultivo do Governador.

Consideração final ao Presidente da Divisão: na convocação que for enviada aos Clubes para participação na reunião, lembrar que a presença dos membros deliberativos do Conselho na reunião (Presidente, Secretário, Tesoureiro, Diretor Social, Diretor de Associados, Diretor de LCIF, Diretor de GLT, Diretor de GMT, Diretor de GDT e Diretor de Comunicação e Marleting) quando convocados, é obrigatória, podendo, porém, em caso justificado, os referidos titulares se fazerem representar por substitutos previamente informados ao Presidente da Divisão (artigo 52 do Estatuto do Distrito LC-6).

 

CASAL GOVERNADOR INICIOU SUAS VISITAS OFICIAIS AOS CLUBES:

Conforme programação agendada, e apesar de ainda estarmos vivenciando os efeitos da pandemia, mas sempre observando as cautelas necessárias, o casal Governador iniciou suas visitas oficiais aos Clubes do Distrito.

No dia 29 de outubro de 2020, quinta-feira, foi a primeira visita oficial do casal Governador, que esteve presente no Lions Clube de São Sebastião do Paraíso. Foi uma agenda repleta de atividades.

No período da tarde, por volta das 15:00 horas, o casal esteve na Prefeitura daquela cidade onde, com o Prefeito Walker Américo Oliveira e diversos Secretários Municipais, o DG Caliento assinou o acordo de cooperação que entre si celebraram o município de São Sebastião do Paraíso/MG e o Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes, tendo por objetivo o recolhimento de óleo de fritura usado. O casal Governador esteve acompanhado do casal Coordenador Geral do Distrito, do Assessor Distrital do Meio Ambiente, da Presidente Paula Angela Amaral Cauduro Lauria e seus Diretores.

À noite, em assembleia festiva, o casal foi recebido pelo Clube local em sua bela sede social. Foi uma solenidade marcante. A Diretoria do Lions Clube de São Sebastião do Paraíso esmerou-se no protocolo e na observância daquilo que é preconizado pelas autoridades sanitárias, como um espaço bem arejado, distanciamento social, uso de máscaras e distribuição de álcool em gel em diversos pontos. Tudo como manda o figurino. Foi uma recepção digna da fidalguia mineira.

Durante a solenidade, que observou excelente rito protocolar, o DG Caliento agraciou duas fundadoras que ainda permanecem no Clube e no leonismo (Edyna Maldi Borges e Ana Maria Saullo Vasconcelos) com o “Diploma de Mérito Leonístico”. A Presidente Paula Lauria, no mesmo momento, e em nome do Clube, entregou às duas homenageadas uma réplica da Carta Constitutiva do Clube ricamente emoldurada.

A Presidente Paula Lauria, que conduziu a reunião com um protocolo perfeito, e seus Diretores, foram de uma atenção extrema no atendimento aos presentes. O DG Caliento, em seu pronunciamento oficial, além de realçar os objetivos de Lions Internacional e daquilo que espera dos Clubes no atendimento das suas metas para o presente ano leonístico, fez linda apologia sobre o amor que deve existir e envolver toda nossa família leonística.

Outro registro significativo no ambiente foi a exposição de três toneladas de alimentos que foram arrecadados pelo Clube em uma gincana que havia sido realizada no sábado anterior, e que serão distribuídos às entidades assistenciais da comunidade.

O evento foi encerrado com um magnífico jantar, num ambiente que exalava extraordinária amizade e companheirismo.

Até uma pequena e aconchegante chuva aconteceu durante a visita do casal Governador ao Lions Clube de São Sebastião do Paraíso, como que representando as lágrimas do céu em agradecimento ao brilhantismo daquela solenidade.

 O casal Nadir/Andriani acompanhou o casal Governador em sua visita.

 

INSTITUÍDO O CONCURSO DE FOTOGRAFIAS DO MEIO AMBIENTE NO LC-6:

           

A fotografia é a arte ou o processo de reproduzir a imagem sobre uma superfície fotossensível (como um filme) pela ação de energia radiante. É um processo que permite registar e reproduzir, através de reações químicas e em superfície preparada para o efeito, as imagens que se tiram de uma câmara escura. A fotografia, enfim, e a arte que capta a sensibilidade humana.

Diante das considerações acima, o DG MJF Antonio Paulo Caliento editou a Resolução n.º 20-2020/2021, instituindo o “Concurso de Fotografias do Meio Ambiente” no Distrito, que definiu as seguintes normas para sua realização:

 

1- O concurso instituído e destinado a todos os Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos associados dos Lions Clubes do Distrito LC-6.

2- As fotos devem pertencem a 4 (quatro) categorias:

- Meio ambiente e vegetação

- Vida animal

- Paisagem urbana ou natural

- Fenômeno meteorológico

 

3- As fotos não podem incluir pessoas.

 

4- As fotos podem ser coloridas ou em preto e branco.

 5 -As fotos deverão ser impressas em papel apropriado, medindo 20,3 por 25.4 cms (8 a 10 polegadas).

 6- As fotos deverão ser obtidas, obrigatoriamente, na área distrital do LC-6, e tem como objetivo elementos que incluem as categorias propostas.

 7- O julgamento das propostas ficará a cargo de uma Comissão Julgadora formada pelos seguintes Companheiros Leão:

PMFJ Antonio Douglas Zapolla, do LC de Brodowski (presidente)

MJF Antonio Abdo Chedid, do LC de São Joaquim da Barra (membro)

CL Renato Chaves Infante, do LC Nhandeara-Aliança (membro)

 

8 -O julgamento das fotos levará em consideração critérios estéticos da imagem produzida, tais como:

enquadramento, luz, foco, composição, cores, a proposta estética transmitida pelo autor, bem como outros atributos/critérios porventura julgados pela Comissão.

9- As fotos participantes não devem conter recursos de edição e manipulação que alterem as características naturais dos elementos registrados na foto.

 10- As fotografias que forem plagiadas (tiradas da internet) serão desclassificadas assim como seu Clube de origem.

11- Cada autor poderá, no máximo, participar com uma foto por categoria.

12- Poderão participar do concurso todos os associados do Distrito que estejam em dia com suas obrigações financeiras junto ao Distrito e Lions Internacional, e cujos Diretores devem incentivar a participação de todos,

13- Fica vedada a participação no concurso dos Companheiros e Companheiras ligados diretamente ao staff do Governador e os membros da Comissão Julgadora.

14- As inscrições serão válidas no período de setembro de 2020 a março de 2021.

15- As fotos concorrentes deverão ser apresentadas ao Presidente do Clube do autor, acompanhada da indicação da categoria, nome e endereço completo do autor, nome do Clube, entre outros.

16- As fotos deverão ser enviadas pelo Presidente do Clube do autor para o Presidente da Comissão Julgadora, pelo correio e com porte registrado (PMJF Antonio Douglas Zapolla – rua General Carneiro n.º 664 – CEP 14340-00 – Brodowski – SP)

17- As fotos não poderão portar marcas, nomes, pseudônimos ou qualquer identificação que possa associar uma autoria, sob pena de desclassificação.

18- As fotos que não seguirem as orientações constantes destas normas serão automaticamente desclassificadas, não cabendo recurso/devolução.

19- Classificar-se-ão em 1.º lugar as fotografias mais significativas de cada categoria.

20- Os primeiros colocados de cada categoria receberão troféus da Governadoria.

21- Os demais participantes de cada categoria, do 2.º ao 5.º lugar, receberão um certificado de participação.

22- Os autores cedem o direito de publicação e exposição das fotografias ao Distrito LC-6, na forma destas normas.

23- Todas as fotos participantes do concurso participarão de uma exposição que será realizada durante a 22.ª Convenção Distrital do LC-6, em local a ser definido e que ficará a cargo da Comissão Julgadora do Concurso.

 

GOVERNADOR HOMENAGEARÁ ASSOCIADOS FUNDADORES E AQUELES QUE TÊM 50 ANOS DE ATIVIDADES ININTERRUPTAS:

Os “Associados Fundadores” que ainda permanecem no movimento, e os “Associados com mais de 50 anos de atividades ininterruptas”, pertencentes aos Lions Clubes do Distrito LC-6, se constituem em exemplos que devem ser seguidos por todos aqueles que tem dentro de si o desejo ardente e sincero de prestar serviço desinteressado às comunidades.

Com esse pensamento, o DG MJF Antonio Paulo Caliento resolveu homenagear esses Companheiros durante as visitas oficiais que realizará aos Clubes. Os associados fundadores receberão uma réplica da Carta Constitutiva do Clube, onde seus nomes estão gravados, acompanhado de um “Diploma de Mérito Leonístico”.  Os associados com mais de 50 anos de atividades ininterruptas receberão o diploma. Essas deliberações foram instituídas pela Resolução n.º 22-2020/2021, emitida pelo Governador em 10/10/2020.

Referidas láureas serão entregues aos homenageados em uma solenidade especial organizada pelos Clubes a que percentem, ou, então, durante a visita oficial do casal Governador aos Clubes.

 

19 DE NOVERMBRO – SAUDAÇÃO AO PAVILHÃO NACIONAL:

           

Bom dia Bandeira do meu País. Eu te saúdo em nome da família leonística. Eu te saúdo com orgulho, com inquebrantável fé cívica, com a ternura dos filhos amorosos.

Símbolo maior da minha Pátria, que nos traz a evocação de um passado grandioso, repleto de exemplos de amor à liberdade, de convicção democrática de respeito às pessoas.

Bandeira altaneira, que pelo exemplo da tua história nos dá a esperança e, apesar da incorreção de muitos dos teus filhos, nos dá a expectativa de vislumbrar um futuro generoso, de construção humana, de convicção cristã, de harmonia, de paz e felicidade.

Não vamos ficar repetindo o significado das tuas cores, tão comum entre aqueles que te saúdam.

O que tu representas nós bem sabemos. O importante é que todos saibam respeitar aquilo que tu representas.

E nós, da família leonística, te respeitamos e compreendemos o teu valor, ao contrário daquela minoria criminosa que vive e explora os desacertos e desencontros, praticando uma política sem escrúpulos e patriotismo, escancarando a corrupção a céu aberto, humilhando o cidadão honesto, confundindo nossa juventude, maltratando a criança e o idoso, deixando todos nós quase sem perspectivas e sem fé no amanhã.

Respeitável Bandeira do meu Brasil.

Aqui está reunida uma parte da família leonística do teu País.

Os que aqui estão neste conclave reafirmam o amor por ti, o respeito pela tua excelsa presença, em todas as circunstâncias e ocasiões, para que continues a tremular altaneira acima dos mesquinhos interesses dos teus inimigos internos, que são os maus brasileiros.

Obrigado pelo que representas, Bandeira do Brasil

 

A QUESTÃO DA CONSERVAÇÃO DOS ASSOCIADOS:

Muito se tem escrito, falado e comentado sobre o porquê de tantos associados se desligarem dos Lions Clubes. Peço licença para meter minha colher no angú.

Se o Clube não proporcionar ao associado, principalmente quando recém-admitido, a oportunidade de experimentar aquilo que está procurando e se não se sentir satisfeito, com certeza vai procurar outro lugar para ter a chance de servir voluntariamente.

Pesquisas indicam que cerca de 50% dos nossos associados deixam o Lions nos três primeiros anos de ingresso. As seis principais razões apontadas são:

            - Falta de planejamento do Clube.

            - Reuniões longas e não cumprimento do horário.

            - Falta de envolvimento junto à comunidade.

            - Falta de espírito de equipe.

            - Falta de liderança do Presidente.

            - Formação de grupinhos, igrejinhas e panelinhas.

Quais são os antídotos para sanar essas falhas? Vou tentar resumir e da forma mais sucinta possível.

SOBRE A FALTA DE PLANEJAMENTO DO CLUBE: Peter Drucker, em uma das suas obras, afirmou que “o planejamento não diz respeito a decisões futuras, mas sim a implicações futuras e de decisões presentes”. É a síntese perfeita da questão!

SOBRE REUNIÕES LONGAS E NÃO CUMPRIMENTO DO HORÁRIO: Reuniões produtivas, objetivas, interativas e participativas são importantes para o bom funcionamento e sucesso de qualquer Clube. Quanto ao horário, bem... ele foi feito para ser cumprido;

SOBRE A FALTA DE ENVOLVIMENTO JUNTO À COMUNIDADE: A probalidade de um associado deixar o Clube é bem menor quando ele tem participação ativa e pode exercer sua liderança.

SOBRE A FALTA DE ESPÍRITO DE EQUIPE: Quando se trabalha em equipe todos se beneficiam: o associado, o Clube, o Distrito, o Lions Internacional e, principalmente, a comunidade. Com trabalho de equipe as ações alcançam maiores horizontes e ficam mais suaves, pois a responsabilidade pelo sucesso é de todos. Uma equipe é um time de pessoas que têm o mesmo objetivo.

SOBRE A FALTA DE LIDERANÇA DO PRESIDENTE: o Presidente é o líder maior do Clube. Deve e precisa usar o martelo sempre que necessário. Não deve ser omisso, porém não deve tomar partido em assuntos polêmicos. Não deve permitir discussão de assuntos alheios aos objetivos e projetos do Clube. Deve delegar tarefas, sem abdicar da responsabilidade.

SOBRE GRUPINHOS, IGREJINHAS E PANELINHAS: Isso pode ser evitado desde que todos os associados se sintam integrados ao grupo e envolvidos nos assuntos de interesse do Clube. Não deve existir no Clube o grupo do NÓS ou o grupo do ELES, mas sim o grupo do NÓS SERVIMOS.

Não podemos tapar o sol com a peneira, pois a realidade dessas falhas, infelizmente, ainda é constatada em muitos dos nossos Clubes.

 

NOVEMBRO AZUL

Novembro azul é uma campanha que tem como objetivo conscientizar os homens sobre os cuidados com a saúde, principalmente em relação ao câncer de próstata. A campanha é essencial, contribui para quebrar tabus, além de divulgar informações importantes sobre a doença.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), há cada 38 minutos um homem morre no Brasil pelo câncer de próstata. A mortalidade dessa doença é alta e ceifa 28,6% dos que desenvolvem neoplasias malignas.

Um dos aspectos mais preocupantes sobre o câncer de próstata vai além da mortalidade. É preciso acabar com a cultura da negligência e preconceito contra os exames de prevenção. Nesse sentido, a campanha Novembro Azul existe para alertar e incentivar a população masculina a cuidar da saúde.

Você sabe o que é o Novembro Azul e como prevenir o câncer da próstata?

O Novembro Azul é um movimento que surgiu no Brasil e se espalhpu para mais de 20 países nos últimos anos. Criado pelo “Instituto Lado a Lado pela Vida”, o mês é dedicado a levar informações sobre a saúde masculina e prevenção contra doenças, sobretudo o câncer de próstata.

Assim como no Outubro Rosa, em novembro diversas instituições chamam a atenção iluminando suas fachadas com a cor do mês, além de promoverem debates, campanhas de exames e consultas em massa com foco na saúde do homem.

Apesar de nascer tendo em vista o câncer de próstata, o Novembro Azul é hoje uma data abrangente, que visa quebrar paradigmas do homem em relação à sua saúde em todos os sentidos.

Nas palavras do Coordenador Nacional de Saúde do Homem do Ministério da Saúde,

“Nós começamos a trabalhar o Novembro Azul dentro da perspectiva de saúde integral. Então, se tornou um mês para alertar os homens sobre todos os cuidados com a saúde. É um meio importante para dar visibilidade às ações de saúde do homem no país, durante este mês, todos os municípios brasileiros trabalham na perspectiva de trazer o homem para saúde integral”.

O câncer de próstata é a segunda doença que mais acomete os homens no Brasil.

A estimativa é que, a cada 100 mil homens, 66 desenvolvem a doença. Esse tipo de câncer se desenvolve quando a próstata passa a produzir descontroladamente algumas células, originando o tumor.

As principais vítimas são homens com mais de 50 anos, mas a doença começa a se desenvolver muito antes, por isso a prevenção e diagnóstico precoce são tão essenciais.

Pessoas com parentes de primeiro grau, como irmão ou pai, que desenvolveram a doença também estão mais propensos.

Maus hábitos de saúde também podem levar ao seu desenvolvimento, como sedentarismo, obesidade e alimentação rica em gorduras, sódio, carne vermelha e deficiente em vegetais e legumes.

A poluição ambiental, contato excessivo com substâncias como o cádmio, chumbo, cromo e ferro e o excesso de estrogênio no organismo também são pontos de atenção.

Na fase inicial, o câncer de próstata pode não demonstrar sintomas. Quando aparecem, os mais comuns são a bexiga desregulada – excesso ou dificuldade em urinar. Pode ser que neste momento nenhuma anormalidade seja observada ou que seja identificado um leve crescimento da próstata (fase benigna) ao toque.

Por outro lado, quando a doença se instala, os sintomas são severos, como a insuficiência renal, infecção generalizada, dores nos ossos.

O diagnóstico é feito pelo exame Prostate-Specific Antigens (PSA) ou antígenos específicos da próstata e pelo exame de toque.

Ele deve ser realizado todo ano para monitorar a saúde do órgão e possíveis alterações que ocorrem em forma de infecções, inflamações, hiperplasia e o próprio câncer Se identificada anormalidades é feita uma biopsia.

Há dois principais pontos na prevenção do câncer da próstata: a realização dos exames frequentemente e adoção de hábitos saudáveis. Portanto, é recomendável que.

            - Realize um check-up anualmente.

            - Faça o controle do colesterol, diabetes e pressão.

            - Pratique exercícios físicos regularmente.

            - Mantenha o peso ideal.

            - Evite cigarro e abuso de álcool.

            - Mantgenha uma alimentação equilibrada.

Além disso, é essencial que se realizem exames periódicos, como hemograma completo, teste de urina e verificação do perímetro abdominal.

O tratamento para o câncer de próstata depende de alguns fatores. O estado de saúde da pessoa, da doença e a expectativa de sobrevida são os principais. Por exemplo, nos casos em que os tumores são pouco agressivos, pode ser que o especialista recomende somente o monitoramento. Situações mais graves podem requerer a remoção do tumor e tratamentos como a quimioterapia.

Falamos muito sobre o câncer de próstata, mas o Novembro Azul vai muito além disso. Além da doença é preciso ficar de olho em outras condições que sempre levam mais e mais pacientes aos hospitais.

A doença que mais afeta os homens no Brasil é o câncer de pele não melanoma. O tumor no testículo aparece como a doença que mais acomete na faixa etária dos 20 a 40 anos. Além dessas, a disfunção erétil, andropausa e o câncer de pênis (que muitas vezes é favorecido pela má higiene) são outras condições que assombram a saúde dos homens.

Tanto no Novembro Azul quanto no Outubro Rosa (que abordamos na carta do mês anterior), a mensagem é a mesma: cuidar da saúde e prevenir doenças.

De fato, essas duas ações estão ao seu alcance, sobretudo a prevenção. Agende home mesmo a marcação do procedimento que você precisa e não deixe esse Novembro Azul passar em branco.

                       

A NECESSIDADE DO PROTOCOLO LEONÍSTICO PARA OS CLUBES:

 

O título que encima este capítulo, e o artigo que a seguir transcrevemos, é de autoria do PDG MJF Manoel da Rocha Freitas, Assessor de Protocolo Leonístico do Distrito LC-6, e pertencente ao Lions Clube de Sertãozinho:

“Foi muito oportuna a abordagem do editoria da Carta Mensal de Outubro, sob o título de “Estamos nos preparando para o funeral do protocolo leonístico”. Há anos o Lions iniciou o funeral do seu protocolo, o qual chegou até ser anunciado pelo PIP Sobral, que alertou e nos proporcionou a tomada de decisões emergenciais.

Para falar sobre o assunto quero relembrar somente alguns acontecimentos durante o AL 2006/2007, período em que exerci as funções de Governador do Distrito LC-6, repleto de propostas para o desenvolvimento de projetos visando a reativação do leonismo no Distrito.

Esses projetos tinham nascido das observações anotadas durante meus anos de vivência leonística, somados às preparações obrigatórias para assumir as funções de Governador, com sonhos de querer transformar os Clubes do Distrito LC-6 em verdadeiros Clubes de Serviço voltados aos interesses das comunidades, com um convívio de amizade e companheirismo, destacando o Protocolo Leonístico, por envolver etiquetas, procedimentos e até mesmo condutas de vida.

Imbuído desses propósitos e sabendo que o protocolo é também um conjunto de formalidades para eventos solenes como reuniões de Lions, cada uma delas regida por seu protocolo. Por exemplo: o protocolo de uma reunião de diretoria difere do protocolo de uma reunião festiva; de uma assembleia de Distrito e assim por diante; lembrando também que Lions Internacional permite algumas mudanças segundo usos e costumes regionais

De posse desses atributos e de comum acordo com a equipe administrativa daquele ano, enviei a todos os Clubes as pretensões do Governador, acompanhadas do protocolo a ser seguido, principalmente na visita oficial do Governador, na procura de padronizar os rituais desde a chegada dos convidados até o final da recepção.

Qual foi minha surpresa: logo na primeira visita fui surpreendido por significativas distorções, demonstrando que – a meu ver – alguns Clubes não tinham lido as sugestões, como também nunca tinham lido algum artigo sobre protocolo leonístico e muito menos sabiam o significado de protocolo. Ao receberam o casal Governador deixavam os demais membros da comitiva governamental totalmente à margem das atenções, até mesmo sentados em mesas separadas sem que ao menos perguntassem a que Clubes pertenciam. Também existiam reuniões prolongadas, enfadonhas, uma verdadeira aberração, desmotivando o retorno de quem quer que seja.

Exemplo marcante foi o acontecido numa visita oficial em que a comitiva governamental chegou uniformizada a critério de uma visita de Governador, e deparamos com uma reunião programada para acontecer numa quadra de esportes, sem cobertura, umas cinco mesas de buteco montadas em fileira, sem toalhas e com a maioria dos membros do Clube de shorts e camisetas, fazendo churrasco. Para que formalidades se quisermos receber o casal Governador como amigos, diziam eles. Ficamos envaidecidos, porém essa não era nossa orientação.

Muitos outros acontecimentos deselegantes que denegriam a imagem do leonismo aconteceram, porém não é o caso de ficar rememorando acontecimentos bons ou ruins. Queria falar tão somente sobre a importância do protocolo leonístico para os Clubes, sabendo que Governadores anteriores também tinham enfrentado dificuldades semelhantes.

No Lions não há necessidade de novas invenções, visto que Lions Internacional possui um protocolo exemplar; basta adaptá-lo para o local e utilizar. É o que há anos fazemos e enviamos para todos os Clubes do Distrito.

Felizmente, na atualidade, estudiosos e experientes Leões Brasil afora estão levando a sério o protocolo leonistico, corrigindo as discrepâncias havidas e mostrando conhecimento, transmitindo-os aos seus seguidores e melhorando o procedimento do leonismo em geral, o que é muito bom.

Com o advento e evolução da tecnologia da informação, esses estudiosos sabiamente têm apresentado via on line palestras excelentes, deixando-nos mais confiantes dos nossos Clubes e acreditando que logo teremos procedimentos em todo Distrito e sem deslocação com onerosas e perigosas viagens.

De agora em diante, diante da pandemia que vivemos, e não sabemos até quando, não vamos tornar nossas vidas inúteis. Vamos aprender a conviver com essa situação e temos que nos adaptar às reuniões virtuais, com protocolos resumidos e sem muitas formalidades, mesmo sentindo falta das presenciais, que nos permitem agradáveis encontros.

Nosso protocolo não pode ter em seu bojo erros gritantes como os descritos acima, ser rígido como o dos militares, porém seguir o que nos orienta Lions Internacional e executá-lo com amizade e companheirismo. Podermos até errar algumas vezes, porém não desistir, chegaremos lá. Henry Ford dizia que “o insucesso é apenas a oportunidade para recomeçar com mais inteligência”. O protocolo leonístico adaptado às necessidades dos nossos Clubes é necessário sim!” (sic)

 

MAPA GENEALÓGICO DO NOSSO DISTRITO LC-6:

Um capítulo importante e fundamental na vida de uma instituição é a sua história, na qual se assentam todos os ensinamentos que, no presente, conduzirão ao futuro.

Assim é no leonismo, cuja história é rica de pessoas, atos e fatos que, através dos tempos, consolidam a força e a pujança do nosso movimento.

Desde o ano de 1952, quando o leonismo chegou ao Brasil, numerosos Companheiros e Companheiras Leão foram eleitos para, na condição de Governador ou Governadora, conduzirem durante um ano o destino dos Distritos que foram surgindo em consequência das diversas divisões territoriais.

As histórias de cada um dos Distritos brasileiros têm origem na mesma raiz, ou seja, a fundação do primeiro Clube, o “Clube de Leões” do Rio de Janeiro, seguida da fundação progressiva de outros Clubes e que acarretaria, como de fato acarretou, a formação do Distrito inicialmente Provisório e que com o tempo consolidou-se.

O fato importante é a lembrança daqueles que, um dia, cada um a seu modo, contribuíram para o desenvolvimento do leonismo, e que, citando-os cronologicamente, consegue-se preservar parte da nossa história que frequentemente é lida e analisada pelos Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras.

É importante enfatizar que, quando é elaborada a “Nominata” ou são feitas listagens dos Governadores de um Distrito, elas quase sempre se referem ou aos Governadores daquele Distrito a partir de um período, ou ainda àqueles Governadores que ainda permanecem naquele mesmo Distrito. Mas, inadvertidamente, não se referem àqueles Governadores de períodos anteriores, que governaram o Distrito com outra designação que foi modificada com o transcorrer do tempo, isso em consequência das divisões territoriais que ocorreram.

Qualquer publicação com os nomes dos Governadores de um Distrito somente será historicamente completa se nela constarem os nomes de TODOS os Governadores do referido Distrito, independentemente da designação que o Distrito tenha tido ao longo da sua vida.

Com base nas considerações acima, e como para nós o que interessa é o registro histórico do nosso Distrito LC-6, esta Coordenadoria Geral preparou o mapa genealógico com o detalhamento de todos os Governadores que pertenceram à nossa base territorial, a partir do ano leonístico 1963/1964. Nosso Distrito já teve três designações: de 1963 (quando nossa base territorial foi desmembrada de outra) a 1967/1968, éramos o Distrito L-5; de 1968/1969 a 1998/1999 (quando foi sacramentado o redistritamento do leonismo brasileiro nos atuais Distritos Multiplos), éramos o Distrito L-17; e de 1999/2000 até hoje somos o Distrito LC-6. Temos, portanto, em nossa base territorial, 05 Ex-Governadores do L-5, 31 do L-17, 22 do LC-6 e 03 do L-20 que foram incorporado ao nosso. Portanto, de 1963/1964 a 2020/2021, são 60 Ex-Governadores, mais o DG deste ano leonístico. Destes, 30 são falecidos, 05 abandonaram o movimento e 26 continuem entre nós. Como nossa homenagem a eles, divulgamos abaixo a

GALERIA DOS NOSSOS EX-GOVERNADORES

Ano leonístico, Distrito a que serviram e nome                                                    Registro:

1963/1964      L-5       João Batista Soares (Ribeirão Preto)                                 Falecido

1964/1965      L-5       Mário Bettarello (Franca)                                                   Falecido

1965/1966      L-5       José Lerro Palamone (Catanduva)                                     Falecido

1966/1967      L-5       Salim Abdala Thomé (Barretos)                                         Falecido

1967/1968      L-5       Eduardo Gomes Freitas Martins (Pirassununga)               Falecido

1968/1969      L-17     Eládio Arroyo Martins (São José do Rio Preto)                 Falecido

1969/1970      L-17     Isidoro Nunes (Barretos)                                                    Falecido

1970/1971      L-17     Edwil José Ferreira Roncada (Taquaritinga)         

1971/1972      L-17     Romeu Bonini (Sertãozinho)                                              Falecido

1972/1973      L-17     Eduardo Silva Araújo (São José do Rio Preto)                   Falecido

1973/1974      L-17     Cícero Barbosa Lima Júnior (Votuporanga)                        Falecido

1974/1975      L-17     Edgar Antonio Piton (Olímpia)

1975/1976      L-17     Jair de Figueiredo Leal (Pontal)                                          Saiu do Lions

1976/1977      L-17     Antonio Dante de Oliveira Buscardi (Taquaritinga)          Falecido

1977/1978      L-17     Silvio Benito Martini (São José do Rio Preto)                    Falecido

1978/1979      L-17     Osvaldecir Apparecido Roque (Jaboticabal)

1978/1979      L-20     Sebastião Geraldo Getúlio Vasconcelos (Passos)              Falecido

1979/1980      L-17     Helvécio de Mendonça Henriques (Ribeirão Preto)          Falecido

1980/1981      L-17     Luiz Carlos Cardoso Prado (Votuporanga)                         Falecido

1981/1982      L-17     Wander Pellizzon (Catanduva)                                           Falecido

1982/1983      L-17     Sebastião Fernando Gomes (Batatais)                               Falecido

1983/1984      L-17     Gilberto Antonio Marques Bellini (Sertãozinho)

1984/1985      L-17     Osmar Marcon (São Joaquim da Barra)                             Falecido

1985/1986      L-17     Mauro Vechiatto (São José do Rio Preto)                          Saiu do Lions

1986/1987      L-17     Pedro Cavallini Filho (Barretos)                                         Falecido

1987/1988      L-17     Mário Marcos Pompeu de Araújo (Ribeirão Preto)          Falecido

1988/1989      L-17     Nilson Pereira Maia (Pontal)

1989/1990      L-17     Alcides Viotto (Franca)

1990/1991      L-17     Marinho da Silva (Santa Fé do Sul)                                    Saiu do Lions

1991/1992      L-17     Ézio Athayde de Souza (Ituverava)

1992/1993      L-17     José Eduardo Batista (Orlândia)                                         Falecido

1993/1994      L-17     Rubens Bonvino (São José do Rio Preto)                           Falecido

1994/1995      L-17     Horácio Carnelossi (Fernandópolis)                                   Falecido

1995/1996      L-17     Altayr Ribeiro da Silva (Igarapava)                                    Falecido

1995/1996      L-20     Sebastião Pimentel de Vasconcelos (Passos)                    Falecido

1996/1997      L-17     Amado Dagoberto Ricardo de Souza (Guaíra)

1996/1997      L-20     Benedito Nogueira de Souza (São Seb.do Paraíso)           Falecido

1997/1998      L-17     Antonio Domingos Andriani (Ribeirão Preto)

1998/1999      L-17     José Emilio Menóia (Votuporanga)                                    Falecido

1999/2000      LC-6     Luiz Carlos Dias (Sertãozinho)                                            Saiu do Lions

2000/2001      LC-6     Antonio Damasceno Dias (Votuporanga)                          Falecido

2001/2002      LC-6     José Reynaldo Nascimento Falleiros (Franca)                   Falecido

2002/2003      LC-6     Dejayr Nery Barbosa (Jales)

2003/2004      LC-6     Lauro Hyppólito (Pedregulho)

2004/2005      LC-6     Antonio Paulo Caliento (Ribeirão Preto)              

2005/2006      LC-6     Maurício Brandão de Vilhena (Tanabi)                              Falecido

2006/2007      LC-6     Manoel da Rocha Freitas (Sertãozinho)

2007/2008      LC-6     Roberto Luiz Dotto (Catantuva)

2008/2009      LC-6     Ana Maria Bononi de Barros (Matão)                                Saiu do Lions

2009/2010      LC-6     Antonio Carlos Bittar (Mirassol)

2010/2011      LC-6     Maurício de Souza (Batatais)

2011/2012      LC-6     Hairton Santiago (José Bonifácio)

2012/2013      LC-6     José Gueia Mas (Nhandeara)

2013/2014      LC-6     José Gomes Duba das Chagas (Franca)

2014/2015      LC-6     Sebastião José de Oliveira Carvalho (Taquaritinga)

2015/2016      LC-6     José Mário Bazan (Ribeirão Preto)

2016/2017      LC-6     Sérgio David de Souza (Neves Paulista)

2017/2018      LC-6     Luiz Antonio Chiquetto (Votuporanga)

2018/2019      LC-6     Maria Aparecida Destito Pellizzon (Orlândia)

2019/2020      LC-6     Gustavo José Gil de Almeida (Icém)

2020/2021      LC-6     Antonio Paulo Caliento (Ribeirão Preto)

PREITO AOS EX-GOVERNADORES QUE NOS DEIXARAM

            “Saudade tem rosto, nome e sobrenome.

            Saudade tem cheiro, tem gosto.

            Saudade é a vontade que não passa.

            É a ausência que incomoda.

            Saudade é a prova de que tudo vale a pena...

            Não são as coisas bonitas que marcam nossas vidas,

            Mas sim as pessoas que tem o dom de jamais serem esquecidas!”

 

COMO ESTÁ SUA LIDERANÇA LEONÍSTICA?:

Estudo realizado entre centenas de líderes Leões, anos atrás, demonstrou que a LIDERANÇA requer certas habilidades, mesmo para aqueles “que já nasceram líderes”.

Referido estudo ensejou, também, oportunidade aos Leões para avaliarem melhor suas virtudes e defeitos, determinando como eles poderiam desenvolver ainda mais a sua auto avaliação.

Vocês gostariam de participar dessa auto avaliação de liderança, mesmo que seja apenas por curiosidade?

Na sequência da mensagem deste capítulo os interessados encontrarão uma lista de necessidades básicas para a liderança leonística.

Isso não é um teste ou uma avaliação. Apenas algo que poderá ajudar Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras a analisar, cuidadosamente, a distância entre o “ponto onde estão agora”, em termos de liderança, e “aquele onde gostariam de estar”.

É apenas uma colaboração leonística. Este Coordenador Geral, como Leão, também sentiu dificuldades em pontuar algumas questões. Estou, por isso, repassando para os eventuais interessados.

Auto avaliação de liderança leonística

            Marque uma letra à frente de cada necessidade listada abaixo, sendo:

            A = posso fazer isso efetivamente.

            B = posso fazer isso, porém satisfatoriamente.

            C = necessito desenvolver minhas habilidades para fazer isso.

            - Conheço as necessidades e interesses dos Companheiros, Companheiras e Domadoras e sei como aplicar esse conhecimento para motivá-los.

            - Posso fazer uma boa apresentação a um grupo de Leões.

            - Sei como e quando usar estilos variados de liderança.

            - Posso motivar uma comissão para trabalhar eficiente e harmoniosamente.

            - Posso liderar um grupo na decisão e solução de um problema complexo.

            - Posso resolver conflitos entre dois ou mais Leões.

            - Posso conduzir uma reunião com grande número de participantes.

            - Sei como organizar um grupo que atue com eficiência e harmonia.

            - Sei estabelecer metas e prioridades para mim e para meus Companheiros.

            - Sei organizar um plano de trabalho detalhado.

            - Sei dispor do meu tempo de modo que possa adequá-lo para fazer coisas importantes.

            - Posso liderar projetos de serviços e campanhas de arrecadação, envolvendo diversos Companheiros e o público.

            Uma boa avaliação a todos.

 

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE NOVEMBRO:

            - Mês da reunião do Comitê do Gabinete Distrital.

            - Mês da reunião do Conselho Consultivo do Governador.

 

CALENDÁRIO CÍVICO DE NOVEMBRO:

            05 – Dia da Cultura e da Ciência

            14 – Dia do Bandeirante

            15 – Proclamação da República (1889)

            19 – Dia da Bandeira

            24 – Dia Internacional do Doador de Sangue