Associação Internacional de Lions Clubes

Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

IPDG LUIZ ANTONIO CHIQUETTO

- Presidente 2018/2019 –

PDG SÉRGIO DAVID DE SOUZA – Vice-Presidente

PDG ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI – Secretário

PDG JOSÉ MÁRIO BAZAN – Tesoureiro

PDG MANOEL DA ROCHA FREITAS – Diretor Social

ATA DA 3.ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO ANO LEONÍSTICO 2018/2019

            Aos dezesseis dias do mês de fevereiro de dois mil e dezenove, às 10:10 horas, nas dependências da Câmara Municipal de Tanabi/SP, situada na rua José Siriani n.º 933, foi realizada a 3.ª reunião do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6 do ano leonístico 2018/2019, com observância da seguinte Ordem do Dia: 01) Formação da mesa dirigente pelo PDG Diretor Social; 02) Abertura protocolar pelo IPDG Presidente; 03) Mensagens iniciais do IPDG Presidente; 04) Leitura e aprovação da ata da reunião anterior; 05) Palavra do PDG Vice-Presidente; 06) Palavra do PDG Secretário; 07) Palavra do PDG Tesoureiro; 08) Palavra do PDG Diretor Social; 09) Pauta do IPDG Presidente para submeter à apreciação do Colegiado as propostas que foram previamente encaminhadas pelos PDGs para apreciação e eventual aprovação; 10) Palavra do 2.º Vice-Governador do Distrito (convidado); 11) Palavra do 1.º Vice-Governador do Distrito (convidado); 12) Palavra da Governadora do Distrito (convidada); 13) Considerações finais do IPDG Presidente; 14) Encerramento protocolar pelo IPDG Presidente. Estiveram presentes os PDGs Luiz Antonio Chiquetto, Sérgio David de Souza, Antonio Domingos Andriani, José Mário Bazan, Manoel da Rocha Freitas (todos Diretores), José Gomes Duba das Chagas, Antonio Paulo Caliento, Lauro Hyppólito e Osvaldecir Aparecido Roque. Presente também, como convidada, a DG Maria Aparecida Destito Pellizzon. Justificaram suas ausências os PDGs Alcides Viotto, Sebastião José de Oliveira Carvalho, José Gueia Mas e Hairton Santiago. Depois da formação da mesa dirigente pelo PDG Manoel,o Presidente IPDG Chiquetto procedeu a abertura protocolar. O PDG Lauro foi convidado para proceder a leitura da Invocação a Deus. Houve a entoação da primeira estrofe e coro do Hino à Bandeira. Na sequência, com estrita observância da Ordem do Dia, foram registrados os seguintes atos: 01) O Presidente, IPDG Chiquetto, agradeceu a presente de todos, lamentou as muitas ausências, e manifestou sua alegria por, mais uma vez, estar reunido com os membros do Colegiado para tratativas que visam o progresso e engrandecimento do nosso Distrito. Fez uma homenagem aos presentes pela comemoração do “Mês dos Ex-Governadores, enaltecendo nossa participação pela grandeza do movimento leonístico. Fez um agradecimento especial à Diretoria do Lions Clube de Tanabi, que envidou esforços para conseguir a liberação das dependências da Câmara Municipal para que pudéssemos realizar a reunião de hoje. 02) Na sequência, passou-se para leitura, discussão e aprovação da ata da reunião anterior. O PDG Lauro propôs a dispensa da sua leitura, já que cópia da mesma foi enviada com grande antecedência para todos os membros do Conselho. O IPDG Chiquetto indagou dos presentes se havia necessidade de alguma alteração, inclusão ou exclusão no texto da ata, e, como ninguém se manifestou, submeteu conteúdo à aprovação, o que ocorreu por unanimidade. 03) Prosseguindo, o IPDG Presidente passou a palavra para o Secretário, PDG Andriani, para registros da sua pasta. O Secretário registrou aos presentes dois assuntos: a) Comunicou que fez a seguinte anotação no verso da folha 27 do Livro de Atas do Conselho: “Este livro foi aberto em virtude do extravio e sumiço dos Livros de Atas de gestões anteriores. Contém as atas do Conselho a partir do ano leonístico 2016/2017. Durante a 2.ª reunião ordinária do ano leonístico 2018/2019, realizada no dia 01 de dezembro de 2018, na cidade de Catanduva, o PDG Manoel da Rocha Freitas, que foi Secretário do Colegiado no ano leonístico 2011/2012, informou aos membros do CEG que havia recuperado a atas do Conselho daquele ano leonístico, e que, ato contínuo, estava entregando-as para a Secretaria. Como este Livro já estava contendo as atas na forma sequencial, a partir do ano leonístico 2016/2017, houve uma dúvida sobre a inserção daquelas atas que foram apresentadas pelo PDG Manoel. Colocado o assunto em discussão, os membros do Colegiado deliberaram que as atas apresentadas pelo PDG Manoel deveriam ser inseridas neste Livro, mesmo fora de sequência. A decisão foi providenciada por este Secretário, e as atas estão agrupadas a seguir.”; b) Registrou algumas decisões tomadas durante o 48.º Folac-Forum Leonístico da América Latina e do Caribe, realizado de 16 a 19 de janeiro de 2019, em Rosário, Argentina, entre os quais: I – Foi aprovado o apoio à candidata a Terceira Vice-Presidente Internacional para a PID Patti Hill, da Área II, Canadá, a ser eleita na Convenção Internacional de 2019, em Milão, Itália; II – Foi aprovado o apoio ao candidato a Diretor Internacional, em representação na Área III, para o PCC Mariano Silvestre da Silva, do Distrito Múltiplo LB-Brasil, para ser eleito Diretor Internacional 2019/2021 em Milão, Itália; 04) Na sequência, o IPDG Presidente passou a palavra para o Tesoureiro, PDG Bazan, para registros da sua pasta. O Tesoureiro prestou contas da situação financeira do Conselho. Manifestou aborrecimento com o Tesoureiro da Governadoria, CL Nivaldo, que, durante a 2.ª reunião do Conselho Distrital em Catanduva, chegou a destrata-lo por ter cobrado o pagamento da segunda cota distrital para custeio das despesas do Conselho. Disse que aquele CL chegou a dizer que “não ia liberar verba alguma, pois os Ex-Governadores deveriam ter vergonha de comer às custas da Governadoria”. Disse o PDG Bazan que houve intervenção da Governadora Cidinha Pellizzon, e que a situação foi resolvida com o depósito de R$2.000,00 em sua conta; 05) Dando seguimento, o IPDG Presidente passou a palavra ao Diretor Social, PDG Manoel, para notícias de sua pasta. O Diretor Social informou que continua enviando mensagens pessoais aos aniversariantes do período e, também, de condolências quando algum infortúnio atinge os PDGs e seus familiares. Solicitou, inclusive, que os presentes, respeitosamente, fizessem um minuto de silêncio pelos recentes falecimentos do filho do PDG Amado e da genitora do PDG Duba; 06) Na sequência da Ordem do Dia, o IPDG Presidente abriu a sessão para registro de sugestões que foram encaminhadas pelos PDGs para apreciação na reunião de hoje, e várias questões foram levantadas, conforme registros a seguir: 06) Os PDGs Lauro e Andriani apresentaram, em caráter reservado, quatro questões relacionadas com a parte financeira do Distrito, como:  custos das reuniões distritais; realização de estudos para redução do valor da taxa distrital; enxugamento do orçamento anual da Governadoria; eventual utilização do Fundo de Reserva para aliviar custos administrativos; dificuldades financeiras por que passam alguns Clubes e associados. Considerando a seriedade do assunto, o IPDG Presidente houve por bem que não se abrisse discussão sobre os mesmos durante a reunião de hoje, mesmo porque são assuntos de competência da Governadoria do Distrito. Por isso, propôs, e foi aprovada, uma comissão especial para analisar a questão, composta pelos CL Gustavo, 1.º Vice-Governador, e pelos PDGs Caliento, Lauro e Duba. Referida comissão ficou encarregada de fazer amplo estudo a respeito e, depois, encaminhar seu parecer para a Governadora do Distrito para que ela possa analisá-la e, se for o caso, fazer os encaminhamentos que se fizerem necessários para aprovação durante a 20.ª Convenção Distrital, que será realizada no próximo mês de abril em São José do Rio Preto; 07) O PDG Andriani apresentou a seguinte sugestão para reformulação do BIG-Boletim Informativo da Governadoria: “O Boletim Informativo da Governadoria é editado trimestralmente, em edição de luxo, e quase sempre distribuído durante as reuniões do Conselho Distrital. O BIG, hoje, registra normalmente mensagens de dirigentes, notas sociais e eventos programados ou que tem a participação da Governadoria. A forma como a publicação está sendo elaborada, em nossa modesta opinião, não atinge seu verdadeiro objetivo, que é ser um informativo da Governadoria para conhecimento e orientação de todos os Clubes e associados do Distrito LC-6. O BIG deve apresentar registros que perpetuem a história da Governadoria, retratando os fatos que fazem parte de uma gestão. Do contrário, tudo se perderá com o passar do tempo! Quantos Clubes ou associados, atualmente, mantém a posse de uma coleção do BIG? Pouquíssimos! Para atingir seus objetivos, na ótica do nosso modesto entendimento, o BIG deve registrar matérias que digam respeito à história do Distrito. Ou seja, cada edição da publicação deveria conter: - Balancete trimestral da Governadoria, pormenorizado; - situação financeira e notícias da Mútua Leonística; - um pequeno quadro destacando o valor atualizado do nosso Fundo de Reserva; - Matérias das Secretaria e Tesouraria do Distrito registrando a situação das respectivas pastas; - Mapa detalhando a movimentação de associados por Clubes; - Resumo do resultado das reuniões do ‘Conselho Consultivo da Governadoria’ (antigo Comitê Assessor) realizado pelas Divisões; - Resumo do resultado das reuniões que os Coordenadores da Equipe de Ação Global da Governadoria (GLT, GMT e GST) promoveram junto aos Clubes do Distrito; - Resumo das atas das reuniões do Gabinete Distrital; - Resumo das atas do Conselho de Ex-Governadores do Distrito; - Ementas das resoluções editadas pela Governadoria, pelo Distrito Múltiplo LC e pela Diretoria Internacional no período; - Outras matérias julgadas imprescindíveis pela Governadoria. Somente com o registro e divulgação dessas matérias é que BIG se transformará realmente em um boletim informativo da Governadoria. E não venham dizer que as atas e resoluções são divulgadas nos sites ou outras publicações. Somente registradas no BIG é que elas farão parte da história do Distrito LC-6. A publicação não precisa ser editada em papel de luxo ou alta qualidade. Pode ser utilizado um papel menos sofisticado para minimizar custos. O importante é o seu conteúdo. Apresento essa proposta para análise dos PDGs membros do Colegiado. Se aceita, poderá ser enviada como sugestão aos futuros Governadores. Para encerrar esse encaminhamento, sugiro que, a partir do próximo ano leonístico a Governadoria nomeie em sua estrutura organizacional o “Comitê Editorial do BIG”, composto por três associados que tenham realmente afinidades com a edição de boletins ou revistas especializadas.”. Após leitura dessa sua sugestão, o PDG Andriani apresentou a seguinte justificativa: “Acredito que eu tenho argumentos para falar sobre o Boletim Informativo da Governadoria. Em primeiro lugar, é bom que fique claro que O BIG surgiu durante a minha Governadoria de 1997/1998. O que existia, antes, era uma série de títulos que cada Governador adotada em sua gestão: ‘Informações da Governadoria’, ‘Revista do Distrito’, ‘Informativo da Governadoria’, ‘Notícias da Governadoria’ etc. etc. Uma das primeiras medidas que adotei foi reunir minha equipe para discutir o nome da nossa publicação oficial. Várias propostas surgiram. Tinha na minha equipe um ex-Companheiro que é publicitário. Ele propôs: ‘Governador, se vamos informar tudo o que ocorre devemos ter um Boletim Informativo da Governadoria’. Todos aprovaram. Como o título, para a época, era muito grande, abreviou-se para BIG, que, por enquanto, permanece até hoje. Quanto aos custos: a última edição do BIG da minha Governadoria, que tenho o prazer de entregar aos presentes, teve 88 páginas, 404 fotos e 96 inserções publicitárias. Fiz questão de homenagear, na última edição, todos os membros da minha assessoria direta, os Ex-Governadores, os Presidentes de Região e Divisão, os Assessores e Assistentes Distritais e os Presidentes de Clubes, publicando a foto do casal para agradecer o muito que fizeram em minha gestão. E esta edição de 88 páginas não custou um centavo sequer para a Governadoria. Como vocês, estimados PDGs, podem observar pelo exemplar que está em suas mãos, existem nos rodapés da folhas inserções publicitárias, quase todas em formato de cartão de visita. Foi um trabalho árduo que realizamos junto aos Clubes do Distrito. O trabalho foi grande, a colaboração os Clubes excelente, e tudo se resolveu. Com pequena colaboração de cada um, foi possível fazer a cotização que cobriu o custo total da publicação. É possível editar um BIG a custo zero? É! Mas é preciso trabalho da Governadoria. Temos 64 Clubes. Vocês não acham que, hoje, cada um desses nossos Clubes, através dos seus dirigentes, e diante de um trabalho sério e seguro da Governadoria, não teriam condições de agregar um mínimo de R$100,00 com obtenção de publicidade em suas comunidades, seja entre Companheiros que possuem atividades empresariais, comerciais e profissionais ou de empresas que sejam simpáticas do nosso movimento. Bastaria que cada Clube conseguisse uma colaboração de R$30,00 ou R$40,00 de cada um. Um pequeno cartão de visita serviria para a publicidade, e por um valor que não vai onerar quem quer que seja. Se cada Clube conseguir R$100,00 com pequenas publicidades teremos uma verba líquida de R$6.400,00. Dá para publicar um BIG bem volumoso e com todas as informações da Governadoria (não precisa ser um papel luxuoso), distribuir e ainda sobrar algum dinheiro para a próxima edição. Depende do que? Trabalho da Governadoria e sua equipe de apoio junto aos Clubes! Fica registrada minha sugestão para os futuros Governadores.”: 08) O PDG Andriani apresentou a seguinte sugestão para inclusão nas Nominatas dos próximos Governadores: “A Nominata da Governadoria é um importante instrumento de consulta tanto para os Clubes como para os associados do Distrito. Sempre existiu nas Nominatas do Distrito, até hoje, a ausência de um elemento facilitador que, em meu modesto entendimento, é de suma importância: O ÍNDICE DO SEU CONTEÚDO. O índice de uma publicação facilita seu manuseio tanto na localização de dirigentes como de Clubes. Registre-se que alguns Distritos do Brasil bem organizados administrativamente já adotam essa prática há algum tempo. Diante disso, estou propondo aos membros deste Colegiado que, se estiverem de acordo, sugiram aos futuros Governadores, através do Presidente deste Conselho, que incluam em suas Nominatas o índice da publicação.” O PDG Andriani disse que possui as Nominatas de todos os Distritos brasileiros, e apresentou seis delas que contém um índice ou sumário; 09) Uma outra sugestão que o PDG Andriani apresentou por escrito aos membros do Colegiado foi pedindo providências para atualização e reforma do Estatuto do Distrito LC-6: “O atual Estatuto do Distrito LC-6 foi aprovado no ano leonístico 2008/2009, na gestão da PDG Ana Maria Bononi de Barros, entrando em vigor no dia 01 de julho de 2009. Apesar de relativamente novo, o Estatuto está precisando urgentemente de uma revisão e atualização, para se verificar o que precisa ser modificado, alterado ou incluído, levando-se em conta, principalmente, as alterações ocorridas em nosso movimento nos últimos anos. No ano leonístico 2017/2018, atendendo convocação do então Governador Luiz Antonio Chiquetto, tentei elaborar um projeto nesse sentido mas, infelizmente, não consegui atingir o objetivo ante a falta de apoio e colaboração dos membros da família leonística, especialmente dos dirigentes. Mas o fato não me desanimou e nem me dei por vencido. No início deste ano leonístico, e mais precisamente no dia 22 de agosto de 2018, enviei longa correspondência à Governadora Maria Aparecida Destito Pellizzon, através da qual: a) reiterei as justificativas anteriores; b) sugeri que a mesma, após analisar o caso, e se considerasse plausível, nomeasse uma comissão de alto nível para elaboração de um projeto de resolução para ser discutido e aprovado durante a 20.ª Convenção Distrital que será realizada em abril de 2019; c) sugeri, igualmente, que a comissão deveria ser coordenada pelo seu Assessor Distrital de Estatutos e Regulamentos, que ficaria responsável pela nomeação dos seus membros e planejamento do trabalho a ser desenvolvido. A Governadora não deu atenção ou resposta à correspondência que lhe enviei em 22/08/2018. O tempo vai passando e a pendência continua. Procurei fazer uma análise do atual Estatuto do Distrito LC-6 e, à primeira vista, no meu modestíssimo entendimento, considero que são necessárias algumas alterações/atualizações no seu texto, como, por exemplo: - O § 2.º do artigo 1.º estabelece que o Distrito ‘terá sua sede administrativa e foro na cidade em que o Governador de Distrito em exercício tiver seu domicílio, ou o que for por ele indicada’. O correto deve ser que o Distrito terá sua sede na cidade de Taquaritinga/SP (onde atualmente está seu registro contábil), com endereço na rua Melvin Jones s/n.º, no Conjunto Residencial Ipiranga, CEP 15900-000. O local possui a única sala oficial do Lions no Distrito e é identificada com a galeria dos seus Ex-Governadores. Nada mais justo, portanto, que o local seja considerado a sede administrativa e foro da Governadoria. A Secretaria do Distrito pode ser itinerante como o Governador, mas o endereço fiscal, até termos uma sede própria, deve ser fixado em Taquaritinga; - A Associação Internacional, agora, possui duas Declarações: a de Missão e a de Visão. Diante disso, há necessidade de alteração da redação do artigo 4.º do Estatuto; - O § único do artigo 12.º poderá ser complementado com o seguinte texto: ‘...devendo devolver ao Governador do Distrito todo material de trabalho do Lions Clube, sino, estandarte, bandeiras e a Carta Constitutiva emitida por Lions Internacional.’; - O artigo 14.º poderá ser complementado com o seguinte texto: ‘... ou o que for definido pelos critérios de Lions Internacional.’. É provável que os critério de 35 Clubes ou um mínimo de 1.250 associados para constituição de um Distrito, futuramente, poderão ser revistos por Lions Internacional face à redução do número de Distritos e associados no Brasil. Nosso Estatuto estaria, assim, sempre atualizado.; - O § 1.º do artigo 28.º poderá ser concluído com o seguinte texto: ‘...ou e-mail com o devido acuse de recebimento.”; - Há necessidade de se prever no Estatuto, nos artigos em que couber, as figuras dos 1.º, 2.º e 3.º Vices-Governadores de Distrito.; - No § 1.º do artigo 49.º sugiro que sejam incluídos os Diretores de GLT, GMT, GST e LCIF dos Clubes, como membros deliberativos do Conselho Consultivo do Governador.; - No artigo 53.º determinar as competências dos 1.º, 2.º e 3.º Vices-Governadores do Distrito.; - Substituir em todos os artigos, parágrafos, letras e incisos, onde houver, as expressões: ‘Presidentes de Região” por “Coordenadores de Região”, ‘Presidentes de Divisão’ por “Coordenadores de Divisão” e ‘Comitê Assessor da Governadoria’ por ‘Conselho Consultivo da Governadoria’. É natural que outras alterações devem ser propostas pelos ilustres membros deste Colegiado, os quais, à luz da sua vasta experiência, irão detectá-las dentro daquilo que está emanado pelas últimas decisões do Distrito Múltiplo e da Associação Internacional. Estou fazendo um apelo ao CL Gustavo José Gil de Almeida, que vai assumir a Governadoria do Distrito LC-6 para o próximo ano leonístico 2019/2020: Não deixe o assunto morrer! Comprometa-se com essa importante tarefa! Tenha uma posição firme e corajosa! Nomeie um Assessor de Estatutos e Regulamentos que tenha comprometimento com o assunto e oriente-o para que o projeto seja concluído até o final do seu mandato! Fica aí nossa proposta e sugestão!; 10) Outra sugestão apresentada pelo PDG Andriani fez um alerta sobre a responsabilidade da Comissão de Finanças e do Tesoureiro da Governadoria, apontando o seguinte: “O artigo 20 do atual Estatuto da Governadoria estabelece: ‘o Governador deverá designar uma Comissão de Finanças, composta por três membros, com a finalidade de supervisionar as finanças do Distrito, emitindo pareceres contábeis trimestralmente por ocasião dos Conselhos Distritais.’ Já o artigo 21 do mesmo diploma legal determina: ‘A Comissão de Finanças emitirá parecer da situação financeira do Distrito, e informações a respeito dos Clubes inadimplentes com as cotas internacional e distrital, a cada reunião do Conselho Distrital de cada ano.’ Pois bem! Isso tudo é muito bonito no papel, porque na prática a realidade é bem diferente. Nem a Comissão de Finanças, e muito menos o Tesoureiro do Distrito, estão em sintonia. Como a Comissão de Finanças vai emitir um parecer adequado se ela não recebe os balancetes trimestrais da Governadoria com a antecedência que se faz necessária? Tomemos como exemplo o que aconteceu na última reunião do Conselho Distrital, realizada em Catanduva no dia 01 de dezembro de 2018. Os membros da Comissão de Finanças assinaram o parecer do balancete trimestral não digo ‘nas coxas’, mas sim ‘no joelho’ e durante a balburdia que antecedia a plenária e ao som da bandinha que infernizava o local. Onde vamos parar e para onde caminhamos? O dinheiro da Governadoria é coisa séria e representa a contribuição de todos os associados do Distrito. Merece o devido respeito! Um Governador, quando indica os membros da sua Comissão de Finanças, precisa alertá-los da responsabilidade que vão assumir e que passará a recair sobre seus ombros. O Tesoureiro da Governadoria tem o dever e a obrigação de apresentar os balancetes trimestrais à Comissão de Finanças com a antecedência necessária, para que seus membros possam verificar e analisar com detalhes os gastos efetuados. Estamos no pau do zé mulato! Já está na hora, se é que já não passou do tempo, de alguém colocar um ponto final nesse estado de coisas, para que se tenha respeito com o dinheiro da Governadoria, que afinal é de todos nós. Estamos colocando essas ponderações à apreciação dos ilustres membros deste Conselho. Se acharem por bem considera-las, sugerimos que, através do nosso Presidente, seja feito um alerta à Governadoria atual e aos futuros Governadores, para se dar um basta a essa lamentável e irregular situação.”; 11) Outra sugestão que o PDG Andriani submeteu à apreciação dos membros do Colegiado foi com relação à presença dos membros deliberativos nas reuniões do Conselho Distrital: “O Conselho Distrital é o órgão que assessora o Governador do Distrito em sua administração. O Conselho Distrital, atualmente, é constituído por 24 membros deliberativos, com direito a voto: o Governador do Distrito, o Ex-Governador Imediato, os 2 Vices-Governadores, o Secretário e o Tesoureiro da Governadoria, os 5 Coordenadores de Região e os 13 Coordenadores de Divisão. De acordo com o § 1.º do artigo 46.º do atual Estatuto do Distrito LC-6, as reuniões do Conselho Distrital somente poderão ser realizadas com a presença da maioria simples (metade mais um) dos membros deliberativos, comprovadas através da lista de presença. Ou seja, as reuniões do Conselho Distrital, inclusive no que se refere à aprovação dos balancetes da Governadoria, somente poderão ser realizadas com a presença de um mínimo de 13 membros deliberativos. Isso, infelizmente, não é o que tem ocorrido nos últimos anos, inclusive os mais recentes. Isto é, muitas reuniões do Conselho Distrital foram realizadas sem o número mínimo exigível dos membros do Conselho Distrital com direito a voto. Registre-se, por louvável, que, durante as reuniões do Conselho Distrital do ano leonístico do PDG Sérgio David de Souza, as reuniões contaram coma presença quase maciça dos seus membros, inclusive dos Coordenadores de Região e Divisão. Os registros dos anais do Distrito mostram isso! Sugiro que nosso Colegiado registre um alerta aos futuros Governadores, inclusive o do próximo ano leonístico. Que eles escolham os membros do Conselho Distrital com o compromisso de que eles precisam estar presentes às reuniões do CD, sob pena de não serem aprovados seus atos administrativos e financeiros. Nunca aconteceu, nos últimos anos, mas um dia pode acontecer: que algum Companheiro Leão que estiver em dúvidas e tenha a ideia de jerico peça a verificação de presença dos membros deliberativos do Conselho Distrital. Vai daí que...”; 12) Outra proposta que o PDG Andriani submeteu à apreciação e aprovação dos PDGs presentes foi com relação à divulgação dos trabalhos do Conselho: “Pouquíssimos Clubes e associados do Distrito sabem, hoje, o que é o Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6 ou mesmo quem é o seu atual Presidente. Eu pesquisei! Quem quiser que vá a campo e confira essa afirmação. E por que? Porque não há divulgação do nosso trabalho, quem somos, o que fazemos ou porque existimos. As atas do Conselho são publicadas no site do Distrito. Mas quem as lê? As atas do Conselho são editadas e distribuídas aos Ex-Governadores. Ou seja, o conteúdo das mesmas fica apenas entre nós. Por isso somos desconhecidos. Por isso ninguém sabe o que fazemos. Há necessidade da divulgação do nosso trabalho. Cópias das atas das nossas reuniões devem ser enviadas aos Clubes, ao staff da Governadoria, aos Coordenadores de Região e Divisão, aos Assessores e Assistentes Distritais, além da divulgação no site do Distrito. Os Clubes precisam saber que estamos abertos e dispostos a aceitar qualquer sugestão para análise e eventuais encaminhamentos. Somente dessa forma é que poderemos participar e colaborar com a unidade distrital tão necessária à implementação da prática leonística. Essa a proposta que fazemos aos ilustres membros do Colegiado. Se acatada, que se divulgue para todo Distrito.” O IPDG Presidente submeteu essa proposta do PDG Andriani para aprovação dos presentes, o que ocorreu por unanimidade. Dessa forma, a partir desta reunião, todo universo do Distrito LC-6 deverá receber notícias das atividades do Conselho de Ex-Governadores, inclusive das atas que foram editadas.; 13) Outra sugestão do PDG Andriani foi com relação à reforma do Regimento de Convenções do Distrito LC-6: “O Regimento de Convenções do Distrito LC-6, depois do seu Estatuto, é certamente o mais importante documento normativo do Distrito. Nosso atual Regimento de Convenções foi elaborado no ano leonístico 2001/2002, na gestão do saudoso Governador Antonio Damasceno Lima. Foi homologado apenas no ano leonístico 2004/2005, e mais exatamente no dia 14 de abril de 2005, na gestão do então Governador Antonio Paulo Caliento, e redigido por uma comissão que teve como presidente o saudoso PDG Altayr Ribeiro da Silva, e como membros os PDGs Alcides Viotto, Ezio Athayde de Souza, Lauro Hyppólito e os saudosos PDGs Mário Betarello e José Reynaldo Nascimento Falleiros. E ESTÁ EM VIGOR ATÉ HOJE! Desnecessário comentar que o Regimento está total e significativamente defasado, trazendo práticas leonísticas observadas no século passado. Apenas para exemplificar, um dos seus contrassensos para os dias de hoje está no seu artigo 16: ‘A sessão solene de instalação é abeta pelo Diretor Geral da Convenção, que posteriormente passa a direção dos trabalhos para o Presidente do Clube anfitrião ou a um dos Presidentes dos Lions Clubes anfitriões’. Ou seja, e tão somente para exagerar, se na próxima 20.ª Convenção Distrital, que será realizada em abril de 2019, o Diretor Geral do evento, querendo, pode pegar o microfone, abrir os trabalhos e passar a direção para um dos Presidentes dos Lions Clubes de São José do Rio Preto para comandar a solenidade. ELE PODE FAZER ISSO, POIS ESTÁ NO REGIMENTO OFICIAL. E a Governadora e demais dirigentes poderão apenas bater palmas. Urge, portanto, uma reforma e atualização do Regimento de Convenções do Distrito LC-6, trazendo-o para as realidades leonísticas existentes em 2019. No dia 02 de setembro de 2018 enviei pormenorizada correspondência para a Governadora Maria Aparecida Destito Pellizzon, através da qual: a) relatei o envelhecimento do nosso Regimento de Convenções; b) sugeri que a mesma, após analisar o caso, e se considerasse conveniente, nomeasse através de resolução uma comissão de alto nível para estudar e propor a reforma do Regimento de Convenções do Distrito LC-6; c) sugeri, inclusive, que a comissão deveria ser coordenada pelo seu Assessor Distrital de Estatutos e Regulamentos, que ficaria responsável pela nomeação dos seus membros e planejamento do trabalho a ser desenvolvido. A Governadora não deu retorno àquela minha correspondência. Só resta, nesta altura do campeonato, contar com a boa vontade do futuro Governador para que seja concretizada a reforma e atualização no Regimento de Convenções do Distrito LC-6. Estou fazendo um apelo ao CLMJ Gustavo José Gil de Almeida, que vai assumir a Governadoria para o próximo ano leonístico 2019/2020: Não deixe o assunto morrer! Comprometa-se com essa tarefa! Tenha uma posição firma e corajosa! Nomeie um Assessor de Estatutos e Regulamentos que tenha comprometimento com o assunto e oriente-o para que o projeto seja concluído até o final do seu mandato! Apresento esta proposta à analise dos PDGs membros do Conselho de Ex-Governadores para que, se aceita, seja complementada com outros dados e considerações que se fizerem necessárias, sendo, no final, recomendada ao futuro Governador do Distrito.” Durante a análise da proposta, o PDG Duba argumentou que, desde o ano leonístico 2012/2013, o Regimento Interno de Convenção vem sendo aprovado durante a 4.ª reunião da RGD, conforme descrito no artigo 41 e seus parágrafos do Estatuto do Distrito. Disse, também, que o Regimento Interno de Convenção da 19.ª Convenção Distrital, da qual foi o Diretor Geral, foi devidamente aprovado no Conselho Distrital.   O PDG Andriani contra-argumentou, dizendo que a manifestação do PDG Duba não tem nada a ver com a proposta que estava sugerindo. Disse que cada Diretor Geral de Convenção tem a obrigação de elaborar e apresentar o seu Regimento à aprovação, obedecendo o que dispõe o § 2.º do artigo 41 do Estatuto do Distrito. Só que, disse o PDG Andriani, o artigo 41 do Estatuto, ao qual pertence aquele § 2.º, determina que SERÃO ESTABELECIDAS EM REGIMENTO as normas relativas a organização e funcionamento das Convenções. Isso quer dizer, segundo o PDG Andriani, que o Regimento de Convenções é o documento básico, a matriz que deve nortear aquelas providências para que o Diretor Geral de cada Convenção elabore o documento com suas diretrizes. E que o arcaico Regimento em vigor já estabelece, em seu artigo 15, que o Diretor Geral da Convenção deverá apresentar a Comissão Geral e ao Governador o programa da Convenção para aprovação.   Isso esclarecido, pauta para o futuro Governador; 14) Ainda com a palavra, o PDG Andriani apresentou questão relativa a uma omissão de uma data importante no calendário leonístico: “Lions Internacional emite e divulga, anualmente, o seu calendário de eventos leonísticos. Este ano leonístico a publicação foi aberta com o seguinte comentário: ‘Somos uma organização global de homens e mulheres ativos, e isso mostra em nosso calendário. A cada ano, buscamos por fazer um impacto global maior do que fizemos no ano anterior. Uma maneira de fazer isso é participando de eventos importantes de longa data e adicionando novos eventos ao longo dos anos’. Só que, de forma lamentável, omitiram no calendário deste ano uma data que, em nosso modesto entendimento, é do maior significado para o movimento leonístico: O DIA DO LIONS NAS NAÇÕES UNIDAS. Essa importante data leonística é normalmente comemorada em março, mas, às vezes, sofre algumas variações (em alguns anos já foi comemorada em fevereiro). A data não pode ser ‘esquecida’ pelos ‘responsáveis’ de Oak Brook que preparam o calendário anual. Diante do fato, estamos propondo que o Colegiado faça uma recomendação à Governadora Cidinha Pellizzon, no sentido de que ela leve o registro dessa falha para uma das suas próximas reuniões do Colegiado Diamante do DMLC, e, lá, sugira ao Presidente do Distrito Múltiplo que faça um alerta aos responsáveis pelo assunto junto a Lions Internacional, a fim de que, no próximo ano, a data não seja olvidada no calendário de eventos leonísticos divulgado pela Associação Internacional.”; 15) Na sequência da sua pauta, o PDG Andriani encaminhou um protesto sobre a situação dos Clubes com reduzido número de associados, embutindo uma reclamação junto à Governadoria: “Durante a 2.ª reunião ordinária deste Conselho, realizada em 01/12/2018, na cidade de Catanduva, foram registrados os seguintes fatos, conforme detalhes assentados na ata dos trabalhos do dia: a) Levantei questão relativa aos Clubes do Distrito que estão com número reduzido de associados e que, em alguns casos, possuem dados que são alarmantes. Disse, na ocasião, que, se alguma providência não fosse tomada com urgência os futuros Governadores Gustavo e Caliento iriam assumir um Distrito ingovernável e com tendências cada vez mais catastróficas. Cheguei a propôs uma medida extrema: que a Governadora colocasse os Clubes com menos de 20 associados (exigência de Lions Internacional), inclusive o meu, em status-quo até que regularizassem a situação; 2) Minha proposta, como sempre, gerou polêmicas e muitas discussões. Depois que os ânimos amainaram, duas propostas surgiram: a) O PDG Piton sugeriu o encaminhamento de uma carta aos Clubes envolvidos, comentando a situação e alertando-os sobre as possíveis consequências futuras; b) o PDG Duba sugeriu a nomeação de uma comissão de reestruturação para cada Clube envolvido, para atuar diretamente junto à unidade irregular; c) Depois das discussões e sugestões apresentadas, o Conselho chegou à seguinte deliberação: primeiro será enviada uma carta aos Clubes e, depois, se não surtir efeito, será nomeada a comissão de reestruturação composta por PDGs. A situação foi colocada nas mãos da Governadora Maria Aparecida Destito Pellizzon, que estava presente, para as providências necessárias. Tudo definido e sugerido pelo Conselho! Mas, e daí? Alguma providência foi tomada pela Governadora, passados mais de dois meses e meio da sugestão do Conselho? Quer me parecer, salvo melhor juízo, que não! Então, o que adianta ficar aqui discutindo, e até mesmo criando rusgas e atritos entre os notáveis deste Conselho, se não é dada a mínima atenção para as sugestões do Conselho de Ex-Governadores? Estou sugerindo aos membros do Colegiado que, da forma respeitosa que ela nos merece, sejam feitos questionamentos junto à querida Governadora Maria Aparecida Destito Pellizon sobre o porque da não tomada de providências a respeito do delicado assunto. Lembro, para encerrar, que o Distrito continua com muitos Clubes na mesma ‘baba’ de sempre.” A Governadora Cidinha Pellizzon, presente em nossa reunião como convidada, disse que está procurando fazendo o possível para recuperar os Clubes com poucos associados.; 16) Para encerrar sua participação, o PDG Andriani solicitou vênia ao IPDG Presidente para ler uma mensagem de cunho pessoal, onde manifesta seu desalento e informa que está deixando de ser um Leão ativo para se tornar, a partir de hoje, apenas um associado comum. Ele solicitou, também, autorização do IPDG Presidente para que sua mensagem fosse inserida na ata dos nossos trabalhos, a qual está vazada nos seguintes termos: “Peço vênia ao meu estimado amigo e IPDG Presidente para uma última mensagem. E que deverá ser a última mesmo, pelo menos por um longo tempo. Não aceito quem diz que meu interesse pelo leonismo seja menor do que qualquer outro associado, dirigente ou Ex-Governador. Pode ser igual, menor não! Durante todos os últimos anos, seja como associado, Governador ou Ex-Governador, tenho procurado dar sempre o melhor de mim em defesa dos interesses do leonismo e, vez ou outra, o faço de forma até um certo ponto intransigente, ensejando que meus defeitos ultrapassem minhas modestas qualidades. E isso, inclusive, já foi objeto de desavenças e desentendimentos com queridos Companheiros Leão que fazem parte da minha amizade pessoal. Sempre procurei participar, sugerir, manifestar opiniões e apresentar propostas que, muitas vezes aceitas, não produzem qualquer resultado positivo. Ou seja, há muitos e muitos anos venho enxugando gelo. Mesmo assim, nunca esmoreci. E um exemplo disso é a coluna que até hoje mantive no site oficial da Governadoria do Distrito, criada não por vaidade, mas a pedido e incentivo de alguns Companheiros Leão que me são gratos. E essa atividade, embora muitos não reconheçam, não é fácil. A coluna já está no site há 108 semanas, e isso corresponde a cerca de três anos e meio. E com meu compromisso de editar uma mensagem ou instrução leonística a cada semana. Não é fácil para um escriba mediano como eu. E olhe que a coluna, até ontem, dia 15 de fevereiro de 2019, já havia contabilizado um total de 158.382 acessos. Algum reconhecimento existe, embora na maior parte advindo por parte de outros Distritos brasileiros e muito menos pelo meu querido LC-6. Estou solicitando da Governadoria o encerramento da coluna. Sempre procurei voos mais altos em defesa do leonismo e dos interesses do nosso Distrito. Mas, como sempre fico enxugando gelo, esses voos são sempre incertos e não sabidos, Nunca omiti minha participação e colaboração. Ainda agora, neste ano leonístico, fui horado pela nossa Governadora para ocupar o cargo de Assessor Distrital de Instrução Leonística. E aqueles que me conhecem sabem que não sou daqueles que dá o nome somente para aparecer na Nominata do Distrito. Procurei desempenhar a função que me foi atribuída pela Governadora, apesar dos meus parcos recursos. Enviei, nesses poucos mais de sete meses de gestão, diretamente aos Presidentes dos Clubes, 15 mensagens diversas, ou seja, duas por mês, me colocando à disposição para o que fosse necessário, fornecendo orientações, prestando esclarecimentos e incentivando para que adotassem a prática da instrução leonística durante a realização das assembleias dos seus Clubes. Pergunto: algum dos prezados PDGs aqui presentes fez algum questionamento a respeito daquelas 15 mensagens, contestou alguma coisa, pediu algum esclarecimento, fez alguma sugestão? Pois bem, a quase totalidade dos 64 Presidentes de Clubes também não! Apenas dois me honraram com suas manifestações. Ou seja, a pedra de gelo que venho enxugando está derretendo e ficando cada vez menor. A partir de hoje dou por encerrado meu compromisso com a Governadora para continuidade daquela Assessoria, pois julgo que minha missão já foi cumprida. Minha dedicação ao Lions, inclusive, tem me ocasionado indisposições na vida pessoal e familiar. Ainda nas últimas três semanas passei me preparando para a reunião de hoje, elaborando e indicando sugestões para serem analisadas. Certa tarde, durante essas semanas, recebi uma reclamação da minha adorada Companheira Leão e parceira de ideais. Disse-me ela, com a candura de sempre: ‘Puxa vida, você se tranca no escritório do Lions e somente sai daí para comer e tomar banho. Hoje eu precisei de você e tive que resolver sozinha um problema emergencial que surgiu aqui em casa’. Foi um alerta que eu inimaginava. Meu envolvimento com o Lions já estava interferindo na minha vida pessoal e familiar. Portanto, queridos e estimados Companheiros Ex-Governadores, chegou o momento de dar um tempo! Eu e minha adorável Companheira conversamos longamente, trocamos ideias e chegamos a um consenso: a partir de hoje vou deixar de ser um Leão altamente comprometido e voltar a ser apenas um associado do Lions. Não vou mais aceitar, em hipótese alguma, embora nem saiba se isso iria acontecer, qualquer cargo diretivo no meu próprio Clube, neste Conselho de Ex-Governadores ou na Governadoria do Distrito. Foi uma decisão tomada em conjunto e é de caráter irrevogável. Na quarta reunião deste Conselho, que acontecerá em São José do Rio Preto, durante a 20.ª Convenção Distrital, vou simplesmente cumprir minha função de Secretário no encerramento da gestão, ou seja, trazer a lista de presença, ler algum documento que me for delegado pelo Presidente e preparar a ata. Não apresentarei mais, inclusive, qualquer outra sugestão ou manifestação. O velho Andriani vai dar um tempo para si mesmo. Vou encerrar meu voo pelo menos momentaneamente, e me recolher ao ninho do meu salalento.”; 17) Nenhum outro PDG apresentou qualquer proposta para ser analisada, conforme estabeleceu o artigo 9 da Ordem Dia; 18) Na sequência, o IPDG Presidente franqueou a palavra livre aos PDGs presentes; 19) O PDG Duba fez o seguinte pronunciamento: “Durante a realização do 2.º RGD, na cidade de Catanduva, fui surpreendido pelos PCCs Bitar e Piton, com a proposta para que eu me apresentasse como candidato ao cargo de 2.º Vice-Presidente do DMLC para o próximo ano leonístico. Confesso que sempre manifestei meu desinteresse de um dia assumir a direção do Distrito Múltiplo, haja visto ser um cargo que necessita de várias convocações e, muitas vezes, em hotéis luxuosos e dispendiosos. Comentei que minha preocupação exclusiva se referia a questões financeiras, pois não tenho disponibilidade em caixa para gastos que não estejam em meu orçamento financeira familiar. Todavia, uma alternativa poderá ser absorvida com a inclusão de uma moção de recomendação (reembolso das despesas dos Vices-Presidentes do DMLC) ao futuro Presidente do DMLC, com a inclusão desse quesito em sua previsão orçamentária. Estou indo amanhã para o 2.º CG/DMLC na cidade de São Lourenço/MG, nos dias 21 a 23 deste mês, e, lá, manterei contatos com os dirigentes para alguma conclusão. Disse também que aguardava as presenças dos PCCs na reunião de hoje, para divulgação e discussão no CEG sobre minha indicação, o que infelizmente não ocorreu. Tive que me expor sem a verdadeira intenção, o que ficou muito desagradável. Tenho um plano de trabalho elaborado para melhorias no DMLC, para um projeto de 3 anos, e que pretendo, nesse encontro de São Lourenço, apresentar aos futuros dirigentes, que são o Presidente Pessanha e o Vice Jacob. Tenho formada uma diretoria eficiente e renovadora com os PDGs do Distrito LC-6. Como sou e ainda estou entusiasmado com o leonismo, não podemos deixar que a nossa vez seja abdicada para outro Distrito. Essa a minha preocupação.”; 20) O PDG Sérgio agradeceu os elogios que recebeu na reunião de hoje face a sua atuação como Governador. Sobre o sucesso das suas reuniões do Conselho Distrital disse que: “Ao convidar os Coordenadores de Região, Divisão e demais cargos, solicitava comprometimento com a pasta, pois a presença nas RCG seriam as peças mais importantes para aprovações e para que as reuniões pudessem ser realizadas dentro dos regulamentos estabelecidos.”21) O PDG Caliento fez uso da palavra para manifestar sua especial preocupação com a parte financeira da administração leonístca, enfatizando o seguinte: “É natural que toda Governadoria, no início do ano leonístico, junto com os membros da Comissão de Finanças, tenha preocupação com sua previsão orçamentária. Há necessidade de uma análise detalhada a respeito da entrada e saída de valores que deverão ser usados durante o ano leonístico. Destaco aqui (não todos) mas alguns pontos necessitam de discussão e que são de muita importância para o desenvolvimento financeira durante o ano leonistico, principalmente para que todo Distrito tenha conhecimento do processo: - verba para acompanhante ou acompanhantes do Governador durante suas visitas oficiais aos Clubes do Distrito; - verba para a Escola de Dirigentes; - verba para as quatro edições do BIG; - verba para o Conselho de Ex-Governadores; - verba para o Distrito Leo; - como está sendo a ida e volta dos nossos representantes no Folac (o Distrito é quem assume essas despesas?). Já havia dito na 2.ª reunião do Conselho Distrital, realizada em Catanduva, sobre a necessidade de igualdade de verba para representações dos 1.º e 2.º Vices-Governadores. O 1.º Vice-Governador, neste ano leonístico, recebeu uma verba de R$10.000,00 para suas despesas. O 2.º Vice-Governador recebeu R$5.000,00. Esse procedimento, no meu entendimento, não é correto. Deveria haver uma igualdade de direitos, pois os dois vão exatamente nos mesmos lugares para representar o Distrito em eventos ou treinamentos, ocupam os mesmos hotéis, etc. Já havia comentado esse fato com a Governadora Cidinha Pellizzon e, agora, volto a repetir que a verba destinada às atividades do 2.º Vice-Governador não é suficiente.”; 22) O PDG Osvaldecir fez algumas observações sobre o que atualmente vem ocorrendo com o Distrito, com os Clubes e com a administração leonística. Disse que “nosso Distrito está doente”. Afirmou que “precisamos procurar resolver nossos problemas sem ficar nos preocupando com orientações que são emanadas de Lions Internacional”. Finalizou dizendo que se sentia na obrigação de “fazer um desagravo sobre tudo o que está ocorrendo no leonismo e especialmente em nossa área distrital.”; 23)o PDG Lauro comentou sobre a necessidade de revermos a questão nos treinamentos que são realizados no Distrito, tanto no que se refere a quantidade como à qualidade, principalmente dos orientadores e participantes. Rememorou os treinamentos que eram realizados tempos atrás. Lembrou, inclusive, para exemplificar, do “Seminário de Desenvolvimento de Recursos Humanos – Treine o Lider” que foi realizado em 04 de abril de l998 nas dependências do LC de Pedregulho-Usina de Estreito, quando ele era Diretor Distrital da Escola de Dirigentes, e contou com a presença de 32 participantes, além de Companheiros Leão que atuaram como observadores. Disse que o seminário teve como instrutor o saudoso PDG Sérgio Palandri, do então Distrito L-4. A recepção aos participantes foi feita na sexta-feira à noite. No sábado, após o café da manhã, o evento teve início às 08:00 horas e se estendeu até às 18:00 horas. À noite foi realizada a solenidade de entrega dos certificados e jantar festivo. Disse que estava relembrando esse fato apenas para focar como era importante a realização de treinamentos em épocas passadas; 24) O PDG Bazan reiterou sua preocupação com a situação atual da Comissão de Finanças, da qual é membro, e disse que, se não for mudada a sistemativa de apresentação dos balancetes da Governadoria, não vai mais autenticar a validade dos mesmos; 25) O PDG Manoel também fez referências às reuniões do Conselho Distrital, manifestando sua preocupação inclusive com a necessidade da presença dos seus membros deliberativos; 26) A DG Cidinha Pellizzon, que participou da reunião como convidada, voltou a afirmar que está procurando solucionar os problemas que tem enfrentado, principalmente na questão relativa aos Clubes que estão com um número reduzidíssimo de associados; 27) O IPDG Chiquetto, antes de encerrar os trabalhos do dia, agradeceu a presença dos participantes, e lamentou algumas ausências. Disse ter considerado a reunião bastante produtiva, quando foram apresentadas sugestões que visam melhorar a qualidade administrativa do Distrito. Afirmou que todos temos o dever de colaborar com o progresso do Distrito; 28) Para encerrar, e omitindo a Oração Final ou a Oração pelo Brasil, o IPDG Chiqueto, às 13:04 horas, deu por encerrada a reunião e solicitou uma saudação ao Pavilhão Nacional; 29) Nada mais havendo, eu, PDG Andriani, Secretário 2018/2019 do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6, lavrei e assino a presente ata.

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes

Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

IPDG LUIZ ANTONIO CHIQUETTO

- Presidente 2018/2019 –

PDG SÉRGIO DAVID DE SOUZA – Vice-Presidente

PDG ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI – Secretário

PDG JOSÉ MÁRIO BAZAN – Tesoureiro

PDG MANOEL DA ROCHA FREITAS – Diretor Social

ATA DA 2.ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO ANO LEONÍSTICO 2018/2019

            Ao primeiro dia do mês de dezembro de dois mil e dezoito, às 10:26 horas, nas dependências da sede social do Lions Clube de Catanduva, localizada na rua Municipal n.º 1134, foi realizada a 2.ª reunião ordinária do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6 do ano leonístico 2018/2019, com observância da seguinte Ordem do Dia: 01. Formação da mesa dirigente pelo PDG Diretor Social; 02. Abertura protocolar pelo IPDG Presidente; 03. Mensagens iniciais do IPDG Presidente; 04. Leitura e aprovação da ata da reunião anterior; 05. Palavra do PDG Vice-Presidente; 06. Palavra do PDG Secretário; 07. Palavra do PDG Tesoureiro; 08. Palavra do PDG Diretor Social; 09. Palavra livre aos PDGs participantes; 10. Palavra do 2.º Vice-Governador do Distrito (convidado); 11. Palavra do 1.º Vice-Governador do Distrito (convidado); 12. Palavra da Governadora do Distrito (convidada); 13. Considerações finais do IPDG Presidente; 14. Encerramento protocolar pelo IPDG Presidente. Estiveram presentes os PDGs Luiz Antonio Chiquetto, Sérgio David de Souza, José Mário Bazan, Sebastião José de Oliveira Carvalho, José Gomes Duba das Chagas, Maurício de Souza, Ana Maria Bononi de Barros, Roberto Luís Dotto, Manoel da Rocha Freitas, Antonio Paulo Caliento, Antonio Domingos Andriani e Edgar Antonio Piton. Presentes também, como convidados, a DG Maria Aparecida Destito Pellizzon, Governadora 2018/2019 do Distrito LC-6, o CL Gustavo José Gil de Almeida, 1.º Vice-Governador 2018/2019 do Distrito LC-6, e o PDG Antonio Paulo Caliento, 2.º Vice-Governador 2018/2019 do Distrito LC-6. Justificaram suas ausências o PDG Alcides Viotto e o PCC Antonio Carlos Bittar. Depois da formação da mesa dirigente pelo PDG Manoel, o Presidente do Conselho, IPDG Chiquetto, procedeu a abertura protocolar. O PDG Dotto foi convidado par proceder a leitura da Invocação a Deus. Houve a entoação da primeira estrofe e coro do Hino à Bandeira. Na sequência, com estrita observância da Ordem do Dia, foram registrados os seguintes atos: 01) o Presidente, IPDG Chiquetto, manifestou sua alegria por, mais uma vez, estar reunido com os membros do Colegiado, e afirmou seu desejo que a reunião desta manhã transcorresse com a serenidade de sempre e produzisse efeitos que viessem colaborar com a administração distrital. Agradeceu, também, de forma carinhosa, a presente da Governadora do Distrito e dos seus 1.º 2.º Vices-Presidentes, bem como ao Lions Clube de Catanduva, que está nos acolhendo com a fidalguia que é peculiar dessa nossa atuante unidade distrital. 02) Na sequência, passou-se para a leitura e aprovação da ata da reunião anterior. O PDG Duba propôs a dispensa da leitura, já que a mesma foi enviada com grande antecedência aos membros do Conselho. No encaminhamento da aprovação, o PDG Piton solicitou as seguintes retificações no seu texto: a) sobre a questão das três moções do Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista que não foram apreciadas pelo DMLC em sua reunião de 30/05/2018, disse que não era membro da Comissão processante e, portanto, não teve qualquer responsabilidade na retirada de pauta dos três documentos; b) sobre a proposta apresentada pelo PDG Andriani na reunião anterior, propondo diversas modificações no Regimento Interno do Conselho, disse não ter dito que “o Conselho é um órgão consultivo da Governadoria, e que ninguém poderia querer mudar o que está escrito”, e solicitou a retirada da expressão. Com as retificações pleiteadas pelo PDG Piton, a ata foi aprovada pelos presentes; 03) Ainda como parte da sua pasta, o PDG Andriani fez referência a um assunto que há muito tempo vem sendo discutido no CEG: o desaparecimento dos livros de atas do Colegiado. Ponderou que, conforme consenso na última reunião, foi feito um apelo aos PDGs para que estes realizassem uma última investigação junto aos Diretores das respectivas gestões, e que apresentassem o resultado ao Presidente do CEG. Como ninguém se manifestou no período, o PDG Andriani informou que montou, e apresentou aos presentes, um novo Livro de Atas do Conselho, incluindo no mesmo as atas que conseguiu recuperar (dos anos leonísticos 2016/2017, 2017/2018 e a primeira de 2018/2019). O PDG Manoel, solicitando um aparte, disse que recuperou as atas do ano leonístico 2011/2012, quando foi Secretário do CEG, e que estava entregando-as à Secretaria. Como a inclusão dessas atas no novo livro ficaria fora de ordem, os membros do Colegiado opinaram que, mesmo assim, elas deveriam ser incluídas no livro, fazendo as anotações necessárias. Isso será providenciado; 04) Prosseguindo, o IPDG Presidente passou a palavra ao Tesoureiro, PDG Bazan, para registros da sua pasta. O Tesoureiro disse que a verba de R$2.000,00 repassada pela Governadoria ao Conselho não está sendo suficiente para cobrir as despesas. Informou, para exemplificar, que no almoço realizado durante a 1.ª reunião do CEG, em 28/07/2018, na cidade de Orlândia, houve um gasto de R$1.343,97 (sem bebidas). E que, agora, existe um saldo de R$656,03, que não vai ser suficiente para as despesas de hoje, e que, em consequência, vai ter que reembolsar paste dos gastos do seu próprio bolso; 05) Dando continuidade, o IPDG passou a palavra para o Diretor Social, PDG Manoel. Este informou sobre as atividades sociais que vem desenvolvendo na sua pasta, enviando correspondências de cumprimentos aos aniversariantes do período, e. também, transmitindo mensagtens de pêsames quando se faz necessário; 06) Na sequência, o IPDG Presidente abriu a palavra (livre) aos PDGs presentes, sendo registradas as manifestações anotadas a seguir; 07) O PDG Andriani congratulou-se com a Governadora Cidinha por ter convidado o CC Georjos Saba Arbache, Presidente do DMLC 2018/2019, para participar da 2.ª reunião do Gabinete Distrital. Disse que o CC Georjos demonstrou ter um apreço muito especial pelo Distrito LC-6 e por este Conselho. Tanto é que, na composição do seu Staff, ele nomeou oficialmente os seguintes membros deste nosso Colegiado: PDG Duba: Assessor de Civismo e Cidadania, Assessor Adjunto de Estatutos e Regulamentos e Membro da Comissão Especial para comemoração dos 50 anos de LCIF; PDG Hairton: Assessor da Academia de Artes, Letras e Ciências, Assessor do Programa de Atividades de Leitura e Assessor Especial do Presidente do DMLC; PDG Gueia: Assessor da Academia Brasileira de Cultura Leonística, Assessor Adjunto do Programa de Incentivos e Metas da Presidente Internacional e Assessor Especial do Presidente do DMLC; PDG Tatão: Assessor Adjunto de Relações Parlamentares e Governamentais; PDG Ana: Assessora Adjunta de Intercâmbio Juvenil e Assessora Adjunta de Serviços Leonísticas para Crianças; PDG Chiquetto: Assessor Adjunto de Promoção Humana e Social, Membro da Comissão Fiscal e Membro da Comissão Especial para comemoração dos 50 anos de LCIF; DG Cidinha: Membro do Comitê de Estatutos e Regulamentos, Comunicação/Divulgação/Política Internacional; PDG Sérgio: Assessor Adjunto de Promoção Humana e Social; CaL Nilza: Assessora Adjunta de Valorização da Mulher no Leonismo; PCC Bittar: Assessor de Estatutos e Regulamentos, Assessor de LCIF do DMLC, Assessor Especial do Presidente do DMLC e Adjunto do Conselho Consultivo do Presidente do DMLC; CaL Edileila: Membro do Conselho Feminino de Assessoramento; PCC Piton: Assessor de Estatutos e Regulamentos, Titular do Conselho Superior de Ética, Titular do Conselho Consultivo do Presidente do DMLC, Membro do Comitê Editorial da Revista Lion Brasil Sudeste e Membro da Comissão Especial para comemoração dos 50 anos de LCIF; Cal Margarida: Membro do Conselho Feminino de Assessoramento. O PDG Andriani congratulou-se com todos os indicados, fazendo votos para que os membros deste Colegiado que foram nomeados para esses importantes cargos na direção do DMLC desempenhem suas funções de forma altamente positiva para que, no final do ano leonistico, honrem o LC-6 com o brilhantismo das suas atuações e, consequentemente, colaborem para o engrandecimento do leonismo brasileiro; 08) O PDG Andriani, ainda com a palavra, dirigiu-se à Governadora Cidinha para fazer referência à sua Equipe de Ação Global. Disse que a Governadora, atendendo recomendação de Lions Internacional, nomeou sua Equipe de Ação Global para o presente ano leonistico. Ponderou que os Clubes do Distrito, cada um dentro da sua realidade, e na medida do possível, indicaram seus Diretores de GLT, GMT e GST para o corrente ano. Registrou que 3 Clubes do Distrito (Ituverava, São Simão e Sertãozinho-Centenário) não indicaram nenhum desses cargos, aduzindo que São Simão não indicou nem a Diretoria para este ano leonistico. Lembrou, também, que 7 Clubes do Distrito (Cajuru, Guará, Ipuã, Matão, Monte Azul Paulista, Novo Horizonte e Pedregulho-Usina de Estreito) não indicaram Diretor de GST, registrando também que Guará e Novo Horizonte sequer indicaram Diretoria para este ano. O PDG Andriani lembrou que a Governadora Cidinha indicou a seguinte Equipe de Ação Global: Coordenador Distrital da Equipe Global de Liderança-GLT, CL Roberto Luiz de Freitas, do LC de Franca-Centro; Coordenador Distrital da Equipe Global de Associados-GMT, CL Joaquim Fernandes Matos, do LC de Passos; Coordenador Distrital da Equipe de Serviço Global-GST, CL Carlos Roberto Marçal da Silveira, do LC de São Joaquim da Barra. Disse que o Coordenador Distrital do GLT tem a importante missão de interagir com os Diretores do GLT dos Clubes, incentivando-os na busca de novas lideranças e organizando cursos de aprimoramento para essa finalidade. Que o Coordenador Distrital do GMT tem a importante missão de interagir com os Diretores de GMT dos Clubes, incentivando-os na incrementação das atividades de retenção e admissão de novos associados, assessorando-os para que os Clubes mantenham um quadro associativo de qualidade. Que o Coordenador Distrital do GST tem a importante missão de interagir com os Diretores de GST dos Clubes, incentivando-os para realizar nas comunidades as campanhas de ação de serviços propostos por Lions Internacional, que neste ano leonístico estabeleceu cinco metas para suas ações de serviços globais: diabetes, meio ambiente, alivio à fome, câncer pediátrico e visão. Depois desse registro, o PDG Andriani questionou a DG Cidinha sobre o resultado do trabalho desenvolvido pelos Coordenadores da sua Equipe de Ação Global nesses cinco meses de mandato, indagando: visitaram os Clubes? Pediram a participação dos Coordenadores de Divisão e Região para realização das suas tarefas? Prepararam os relatórios informativos exigíveis para detalhar o resultado das suas atividades? A resposta da Governadora causou apreensão: disse que os Coordenadores, depois da nomeação, sumiram e não deram qualquer satisfação até hoje. O PDG Andriani lembrou à Governadora, e é de se registrar, que os relatórios dos Coordenadores da Equipe de Ação Global do Distrito devem ser enviado para os Coordenadores da Ação Global do DMLC, para serem analisados durante a reunião do Colegiado Diamante que será realizada na cidade de São Lourenço durante a 2.ª reunião do Conselho de Governadores, nos dias 22 e 23 de fevereiro de 2019. Lembrou, também, que a ausência desses relatórios poderá ocasionar uma saia justa à Governadora durante aquela reunião. E sugeriu que ela atue com energia junto aos seus Coordenadores; 09) Na sequência, o PDG Andriani fez mais um alerta à Governadora do Distrito. Disse que fez uma análise da situação dos Clubes do Distrito com relação ao número de associados. Afirmou que a situação não é nada animadora, pois, segundo dados que apurou até 31 de outubro de 2018, nossa situação é a seguinte: temos 64 Clubes e, destes, 38 Clubes (59% do total) estão com mais de 20 associados, enquanto que 26 Clubes (41% do total) estão com menos de 19 associados. Desses 26, 5 estão com 9 associados ou menos, e alguns números chegam a ser alarmantes (LC de São Simão, 3 associados; LC de Santa Fé do Sul, 5 associados; LC de José Bonifácio, 6 associados; LC de Votuporanga-Grandes Lagos e LC de São José do Rio Preto-Letícia Arroyo, 9 associados). Ponderou que a situação vem se deteriorando nos últimos anos. E aumentando gradativamente. E ninguém toma uma providência. E o PDG Andriani ressaltou que estava falando apenas em número de associados, sem se ater aos Clubes que estão com débitos em atraso. Disse que, na sua modesta opinião, a situação atingiu o caos, e que se uma providência urgente não for tomada os futuros Governadores Gustavo e Caliento vão assumir um Distrito ingovernável e com tendência cada vez mais catastrófica. Chegou a propor uma medida extrema: que a Governadora do Distrito, após ouvir o seu Conselho Distrital, colocasse em “status que” os 26 Clubes do Distrito que estão com menor de 20 associados (inclusive o seu, o LC de Ribeirão Preto-Jardim Paulista), dando-lhes um prazo de seis meses para que se movimentem e coloquem seus associados com o mínimo de 20 associados exigidos por Lions Internacional. E que, esgotado o prazo, os Clubes que não se alinharem à exigência tenham sua situação encaminhada para Lions Internacional, e não transferida para o próximo Governador. A proposta do PDG Andriani, como não poderia deixar de acontecer, gerou polêmicas entre os Governadores presentes. Depois de várias manifestações, duas se sobressaíram: o PDG Piton sugeriu o encaminhamento de uma carta aos Clubes envolvidos, alertando-os sobre a situação e alertando-os sobre as possíveis consequências futuras; o PDG Duba sugeriu a nomeação de uma comissão de reestruturação para cada Clube, para que esta atue diretamente junto à unidade irregular; a PDG Ana alertou que precisamos nos focar naquilo que está acontecendo. Depois das discussões, o Conselho deliberou o seguinte: primeiro será enviada a carta aos Clubes; depois, se não surtir efeito, será nomeada a comissão de reestruturação composta por PDGs. A situação, agora, está nas mãos da Governadora Cidinha, para que esta determine as providências necessárias; 10) Na sequência dos trabalhos, o PDG Andriani fez um alerta à Governadora Cidinha Pellizzon. Durante a realização da 3.ª reunião do Conselho de Governadores do DMLC, realizada em 30/05/2918, na cidade de Búzios, RJ, foi aprovada uma moção propondo o aumento da taxa semestral da Revista The Lion Brasil Sudeste, que é cobrada dos associados, de R$3,00 para R$5,00. Acontece que os Clubes do Distrito LC-6 até hoje não foram notificados desse aumento, nem pelo Governador anterior e nem pela Governadoria atual. O PDG Andriani sugeriu o encaminhamento de uma circular aos Clubes fazendo tal comunicação, pois, no próximo mês de janeiro, no boleto de cobrança da taxa distrital, já constará esse novo valor e provavelmente muitos Clubes irão reclamar da Governadoria e gerar uma troca desnecessária de correspondências. A Governadora pediu que o PDG Andriani alertasse o Secretário do Distrito a respeito da necessidade de emissão dessa circular (e isso foi feito ainda na tarde de hoje); 11) O PDG Andriani voltou a cobrar da Governadora a necessidade da nomeação de uma comissão de alto nível para estudar e propor a reforma do Estatuto do Distrito LC-6 e outra comissão para estudar e propor a reforma do Regimento de Convenções do Distrito LC-6. Reiterou que esses dois documentos normativos estão absolutamente defasados e precisam de atualização. Disse que desde o início da gestão tem cobrado a Governadora para essas providências mas que, até hoje, nada foi feito; 12) O PDG Manoel, em breve aparte, afirmou que existe necessidade premente de se providenciar uma reestruturação dos Clubes do Distrito. Aduziu que um Clube reestruturado anda com as próprias pernas; 13) O PDG Dotto, fazendo alusão aos Clubes problemáticos, disse que foi o último Governador a fechar Clubes (Bálsamo e Barrinha). Agradeceu a presença de todos em Catanduva. Disse estar sentindo imensa alegria em participar da reunião, afirmando que no futuro vai procurar estar presente em nossos eventos com mais regularidade; 14) O PDG Sérgio disse que, em sua gestão, não fechou e nem abriu Clubes. Afirmou que, em algumas situações, não praticamos o que falamos. Comentou sobre o protocolo de uma assembleia festiva que participou em São José do Rio Preto, que foi verdadeiramente lamentável. Aduziu que falta orientação aos Clubes para que essa prática seja melhor observada. O PDG Manoel solicitou um aparte ao PDG Sérgio e disse que, no começo da gestão, enviou orientação sobre protocolo para todos os Clubes do Distrito; 15) O PDG Maurício cumprimentou o IPDG Chiquetto pela condução dos trabalhos. Comentou que durante sua gestão fechou um Clube (Morro Agudo). Fez referências às dificuldades financeiras que estão sendo observadas em muitos Clubes, inclusive o seu, devido principalmente às taxas cobradas, acentuando que existe necessidade de se encontrar um denominador comum para pelo menos minimizar a situação; 16) O PDG Duba, fazendo referência aos Clubes com menos de 20 associados, sugeriu que as futuras Governadorias não indiquem Assessores ligados a esses Clubes para seu grupo de colaboradores; 17) A PDG Ana justificou que, no restante deste sábado, e amanhã, domingo, não poderá estar presente por motivos familiares. Afirmou que está colaborando e caminhando junto com a Governadora Cidinha; 18) O PDG Tatão disse que tinha um assunto sério a tratar e pediu que o mesmo fosse registrado em ata, pois não pode aceitar o que aconteceu. Afirmou que, quando chegou a Orlândia, para a nossa 1.ª Reunião do Conselho Distrital, foi convidado para que seu Clube sediasse a 20.ª Convenção Distrital em Taquaritinga. Seu Clube aceitou sediar o evento. Afirmou que, após esses entendimentos, recebeu um comunicado do Coordenador Geral do Distrito informando que a Convenção não seria mais em Taquaritinga, fato que o surpreendeu. Solicitou uma manifestação da Governadoria para justificar tal cancelamento perante seu Clube, informando que, lá em Taquaritinga, circularam comentários segundo os quais ele havia armado um complô para que a Convenção não fosse mais realizada em seu Clube, o que o deixou em situação delicada. Disse, inclusive, que já havia um Companheiro em Taquaritinga (CL Guerra) indicado para ser o Diretor-Geral da Convenção, e que até hoje não conseguiu explicar para aquele Companheiro o porquê do cancelamento. E que ainda não recebeu um esclarecimento formal da Governadoria sobre os motivos do cancelamento. Por isso, quis registrar para o Conselho que não tem qualquer culpa pelo ocorrido; 19) O PDG Caliento disse que, além de estar presente como Ex-Governador, também o faz na qualidade de 2.º Vice-Governador eleito. Sobre seus planos para a Governadoria, disse que ainda tem um ano e meio para acompanhar a DG Cidinha e o CL Gustavo, para, depois, equacionar seu planejamento. Ponderou que precisamos nos preocupar mais com as nossas coisas. Aproveitou a presença da Governadora para pleitear que sua verba para despesas seja semelhante à do 1.º Vice-Governador, pois os gastos são iguais. Afirmou que precisamos mudar nosso Estatuto e mudar a cobrança da taxas distritais, com direitos diferentes para quem está em dia com suas obrigações financeiras e para quem está em débito. Comentou que muitos estão deixando o leonismo por falta de condições financeiras, já que, hoje, nosso quadro associativo é da classe média para baixo. E a situação se agrava com a venda de rifas, pins e títulos de Melvin Jones. Disse que, na sua gestão, pretende bater em cima disso. Apartes foram solicitados. O PDG Piton disse ser favorável à redução da taxa distrital. O PDG Andriani sugeriu a eliminação das verbas para despesas dos Vices-Governadores, sugerindo que o custeio das viagens dos mesmos seja feita com recursos do orçamento da própria Governadoria, que arcaria com as despesas dos mesmos, já que todos estão presentes nos mesmos eventos. A PDG Ana disse ser contra essa caixinha que circula em todas as solenidades para comprar títulos de Melvin Jones, e que qualquer tipo de rifa também tem que parar; 20) O CL Gustavo ponderou que algumas coisas o preocupam no momento: não dá para fazer a reunião da sua posse em Icém, por falta de acomodações. Está tentando transferir o evento para São José do Rio Preto. Afirmou que a verba estabelecida pela Governadoria não é suficiente. Sobre seu programa de governo, informou que vai montá-lo em cima das cinco propostas da Ação Global; 21) A DG Cidinha limitou-se a entregar ao PDG Tatão e ao PDG Bazan uma carta de reconhecimento do Departamento de Institutos e Seminários da Divisão de Liderança de Lions Internacional, pela participação dos mesmos no curso do Instituto Avançado de Liderança Leonística, realizado na cidade de Curitiba nos dias 26 a 28 de outubro de 2013 (???? Adendo do Secretário: só chegaram agora, depois de cinco anos?); 22) Em suas considerações finais, o IPDG Chiquetto manifestou sua satisfação pelos resultados apresentados na reunião de hoje. Disse esperar que essa nossa união se perpetue com o decorrer dos anos; 23) O IPDG Chiquetto convidou a PDG Ana para fazer a Oração pelo Brasil; 24) Exatamente às 12:57 horas o IPDG Chiquetto deu por encerrada a reunião e solicito uma saudação ao Pavilhão Nacional; 25) Nada mais havendo, eu, PDG Andriani, Secretário 2018/2019 do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6, lavrei e assino a presente ata.

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes

Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

IPDG LUIZ ANTONIO CHIQUETTO

- Presidente 2018/2019 –

PDG SÉRGIO DAVID DE SOUZA – Vice-Presidente

PDG ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI – Secretário

PDG JOSÉ MÁRIO BAZAN – Tesoureiro

PDG MANOEL DA ROCHA FREITAS – Diretor Social

ATA DA 1.ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO ANO LEONÍSTICO 2018/2019

            Aos vinte e oito dias do mês de julho de dois mil e dezoito, sábado, exatamente às dez horas, nas dependências da sede social do Lions Clube de Orlândia, situada na avenida 15 n.º 461, no Jardim Paraíso, foi realizada a 1.ª reunião ordinária do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6 do ano leonístico 2018/2019, com observância da seguinte Ordem do Dia: 01. Formação da mesa dirigente pelo PDG Diretor Social; 02. Abertura protocolar pelo IPDG Presidente; 03. Mensagens iniciais do IPDG Presidente; 04. Leitura e aprovação da ata da reunião anterior; 05. Passagem da documentação e registros dos PDGs Secretário e Tesoureiro da gestão anterior para os PDGs Secretário e Tesoureiro da gestão atual; 06. Palavra do PDG Vice-Presidente; 07. Palavra do PDG Secretário; 08. Palavra do PDG Tesoureiro; 09. Palavra do PDG Diretor Social; 10. Análise da proposta do PDG Andriani para alteração de procedimentos do CEG; 11. Palavra livre aos PDGs participantes; 12. Palavra do 2.º Vice-Governador do Distrito (convidado); 13. Palavra do 1.º Vice-Governador do Distrito (convidado); 14. Palavra da Governadora do Distrito (convidada); 15. Palavras finais do IPDG Presidente; 16. Encerramento protocolar pelo IPDG Presidente. Estiveram presentes os PDGs Luiz Antonio Chiquetto, Sérgio David de Souza, José Mário Bazan, Sebastião José de Oliveira Carvalho, José Gueia Mas, Hairton Santiago, Antonio Carlos Bittar, Ana Maria Bononi de Barros, Manoel da Rocha Freitas, Antonio Paulo Caliento, Lauro Hyppólito, Antonio Domingos Andriani, Amado Dagoberto Ricardo de Souza, Alcides Viotto, Osvaldecir Aparecido Roque e Edgar Antonio Piton. Presentes também, como convidados, a CaL Maria Aparecida Destito Pellizzon, Governadora do Distrito, o 1.º Vice-Governador, CL Gustavo José Gil de Almeida e o 2.º Vice-Governador, PDG Antonio Paulo Caliento. Depois da formação da mesa dirigente pelo Diretor Social, PDG Manoel da Rocha Freitas, o IPDG Presidente, PDG Luiz Antonio Chiquetto, procedeu a abertura protocolar. A CaL Cidinha Pellizzon, Governadora do Distrito, foi convidada para fazer a Invocação a Deus. Houve a entoação da primeira estofe e coro do Hino à Bandeira. Na sequência, observando a Ordem do Dia, foram registrados os seguintes atos e acontecimentos: 1) O IPDG Presidente, Luiz Antonio Chiquetto, reiterou mais uma vez a satisfação que tinha em assumir a Presidência do Conselho para o presente ano leonístico. Agradeceu o Lions Clube de Orlândia pela cessão das suas dependências para realização desta reunião. Cumprimentou o PDG Sérgio e sua Diretoria pela atuação durante a gestão anterior, reafirmado que eles dignificaram as atividades do Conselho na administração do ano anterior. Fez um resumo da sua gestão à frente da Governadoria do Distrito LC-6 durante o ano leonístico 2017/2018, enumerando alguns acontecimentos registrados: cumpriu as metas estabelecidas por Lions Internacional; realizou as Reuniões e Convenção Distrital dentro do que estabelecem as normas vigentes; realizou o Concurso do Cartas da Paz em 90% dos Clubes do Distrito; divulgou incessantemente as atividades do Centenário de Lions Internacional; conseguiu a aquisição de dezenas de comendas Melvin Jones, colocando o Distrito em destaque no cenário nacional; realizou reuniões do curso Leão Orientador, tendo o Distrito, hoje, 56 Companheiros e Companheiras capacitados; realizou diversas oficinas de Lions Quest; fundou 1 Lions Clube e 2 Leos Clubes; realizou com sucesso a 19.ª Convenção Distrital; testemunhou a posse da CaL Cidinha Pellizzon em Las Vegas, nos Estados Unidos.   2) Na sequência passou-se para a leitura e aprovação da ata da reunião anterior. Foi proposta a dispensa da sua leitura, pois o Secretário anterior, PDG Hairton Santiago, havia enviado cópia da mesma para conhecimento prévio de todos os PDGs. Na discussão do texto, o PDG Tatão fez observações com relação ao pagamento de taxas para a Governadoria. O PDG Viotto cumprimentou o PDG Hairton pelo trabalho realizado. A ata foi aprovada por unanimidade. 3) Prosseguindo, passou-se para a passagem da documentação e registros dos Secretário e Tesoureiro da gestão anterior para os da gestão atual. A documentação da Tesouraria foi entregue com um saldo negativo de R$56,30. Ressalte-se que a verba do Conselho tem sido utilizada para pagamento do almoço aos casais Governadores presentes em cada reunião. Foi realçado, pelo Tesoureiro da gestão anterior, PDG Gueia, que houve um certo abuso dos participantes em suas participações nos almoços, especialmente no que diz respeito ao consumo de bebidas e sobremesas. Foi decidido, por aprovação unânime, que, a partir de hoje, a Tesouraria do Conselho ficará responsável apenas pelo almoço, ficando bebidas e outros consumos por conta de cada um dos participantes. O Secretario da gestão anterior, PDG Hairton, entregou ao Secretário atual, PDG Andriani, as documentações que tinha em seu poder, inclusive as atas das gestões 2016/2017 e 2017/2018. Sobre as atas, o PDG Andriani levantou uma questão. Disse que, há longos anos, vem cobrando a entrega dos livros das atas de administrações anteriores, que estão extraviadas. Atestou, por documentos que apresentou, que a questão do sumiço dos livros de ata não vem de hoje. Mostrou correspondência que o PDG Manoel da Rocha Freitas, Presidente do Conselho em 2007/2008, enviou ao então Secretário do Conselho 2006/2007, cobrando a entrega dos livros de ata que estavam em seu poder, com ameaças inclusive de procedimento judicial de busca e apreensão. Mostrou carta que enviou ao então Secretário 2008/2009 do Conselho, entregando o livro de atas relativas ao ano leonístico 2007/2008, justificando que foi necessário a abertura de um novo livro em virtude do desaparecimento dos anteriores. O PDG Andriani ponderou que, com o recebimento das atas que lhe foram entregues pelo PDG Hairton, os registros do Conselho começam a existir a partir do ano leonístico 2016/2017, já que, por desídia de alguns, a história do Conselho foi jogada no lixo. O PDG Viotto, em aparte, sugeriu que seja feita uma consulta a todos os Secretários anteriores, para saber se eles guardaram cópias das atas das suas gestões. O PDG Andriani informou que isso já foi feito, mas sem qualquer resposta ou resultado positivo. 4) Na continuidade da Ordem do Dia, o IPDG Presidente passou a palavra ao PDG Sérgio, Vice-Presidente do Conselho. O PDG Sérgio agradeceu o apoio que recebeu de todos aqueles que colaboraram para com a sua gestão, especialmente seu Secretário PDG Hairton e seu Tesoureiro PDG Gueia. Fez um alerta sobre nossa atuação no Conselho, dizendo que precisamos rever nosso conceito de procedimentos, não falando uma coisa aqui e dizendo outra lá fora. 5) Logo após o IPDG Presidente passou a palavra do PDG Andriani, Secretário do Conselho. O PDG Andriani agradeceu a oportunidade de, mais uma vez, responder pela Secretaria do Conselho, dizendo que vai procurar, dentro das suas limitações, desenvolver o cargo a contendo. Informou que vai deixar outras manifestações quando a palavra for aberta aos PDGs. 6) A seguir, o IPDG Presidente passou a palavra ao PDG Bazan, Tesoureiro do Conselho. O PDG Bazan também agradeceu sua indicação para o cargo. A exemplo daquilo que já havia sido dito quando da transferência de pastas, também falou sobre o almoço e abusos que estavam sendo cometidos pelos PDGs. E que agora, inclusive com a intervenção do PDG Tatão, tudo estava resolvido: o Conselho pagará apenas o almoço; os demais gastos, inclusive com bebidas, serão por conta de cada participante. 7) Continuando, o IPDG Presidente passou a palavra para o PDG Manoel, Diretor Social do Conselho. O PDG Manoel igualmente agradeceu sua indicação para o cargo. Lamentou e justificou sua ausência na 19.ª Convenção Distrital do LC-6, realizada em Franca. Informou que tem mantido a rotina dos seus registros sociais, inclusive de cumprimentos aos aniversariantes. 8) Dando andamento à Ordem do Dia, o IPDG Presidente passou para análise da proposta do PDG Andriani para alteração de procedimentos no CEG. Para que justificasse sua proposta, passou a palavra do PDG Andriani. Este informou, de início, que enviou cópia da proposta em 25 de junho de 2018 para todos os PDGs integrantes do Colegiado, para que os mesmos a analisassem com a devida calma e antecedência, apresentassem suas críticas e enriquecessem o assunto com seus abalizados conhecimentos ou outras eventuais inclusões. O PDG Andriani disse que recebeu resposta de apenas 3 PDGs: Sérgio, Gueia e Tatão. Como apenas dois dos presentes tinham em mãos a proposta do PDG Andriani, este afirmou que havia necessidade da sua leitura, que estava embasada nos seguintes termos: “Todos conhecem a admiração e respeito que tenho pelos queridos Ex-Governadores que fazem parte do Conselho. E essa admiração não é apenas um conceito pessoal, mas, também e acima disso, um reconhecimento por tudo que eles fizeram, muitas vezes com o próprio sacrifício individual, pelo engrandecimento e desenvolvimento do nosso Distrito. E é com base nesse respeito e admiração que me permito fazer alguns questionamentos: Para que serve ou para que está servindo o nosso Conselho de Ex-Governadores? O que de prático, nos últimos anos, o Conselho propôs ou inseriu na administração do Distrito? Sugeriu ou lutou por alguma mudança? Fez valer a sua vontade, mesmo que para isso tivesse que se insurgir contra alguma norma? Alguma vez levantou a voz contra alguma coisa que estivesse contrariando vontades? Não! Durante todos esses últimos anos passou discutindo coisas que não levaram a nada. Discutimos, discutimos, mas voltamos sempre para um lugar de onde nunca saímos. O mundo leonístico mudou: os velhos costumes do Conselho, não. Sei que o CEG está engessado pelo que determina o Estatuto do Distrito. Nosso diploma consta, em seu artigo 18, que o Conselho é um órgão “opinativo e consultivo”, e que tem por finalidade “dirimir dúvidas quando à aplicação dos objetivos leonísticos, da infringência ao Código de Ética, e outros assuntos a critério do Governador”. Isso é muito pouco, pouquíssimo, e considero que devemos exigir mudanças se quisermos ser realmente um órgão objetivo e atuante. Haverá necessidade de mudança no Estatuto? Que se mude! Mahatma Gandhi já deixou escrito que temos de nos tornar a mudança que queremos ver. Considero que a atuação, o esquema e a metodologia do Conselho está ruim. E se está ruim, pode piorar com a modernização que está à vista. E esta máxima vem ao encontro daquilo que estou ousando propor. Precisamos nos modernizar e tentar alcançar, agora, uma lucidez que está ausente do CEG há muitos e muitos anos. Se não atentarmos para as mudanças que são necessárias, tudo continuará exatamente como está. Tenho certeza que alguns de nós, Ex-Governadores, veem com desalento nossa própria atuação junto ao Conselho. Na verdade, em minha modesta opinião, se uma modernização no CEG não for efetivada com responsabilidade, as coisas tendem a piorar inexoravelmente. Por outro lado, uma mudança de atuação de nossa parte será de grande valia para o próprio Distrito. Melhorar nossa atuação para fortalecer a Governadoria não é uma tarefa impossível, nem mesmo complicada. Dalai Lama disse que só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para as mudanças que estou pretendendo sugerir. O CEG precisa restaurar a esperança de contribuir para fortalecer o Distrito. Vencer o pessimismo e a passividade, eis o desafio. Precisamos analisar com seriedade quem somos e para onde pretendemos ir. Ou mudamos radicalmente nossa forma se agir ou ficamos parados no espaço/tempo do nada, deixando tudo como está para ver como fica. Não vamos cair no delírio de voltar ao passado para saber como nossa situação atual começou ou procurar encontrar culpados. O importante, no caso que estou propondo, é de tomada de posição e coragem para mudar radicalmente o estado atual. É hora de examinar se vale a pena manter o CEG no estado atual, que soa ineficaz e obsoleto. O que estou comentando e propondo como sugestão: 1) Os objetivos do CEG. Muitos PDGs costumam dizer que o CEG é um grande colaborador da Governadoria. Porém, quando foi a última vez que algum de nós contribuiu com alguma ideia efetiva que tenha sito aproveitada pela Governadoria? Experimentemos fazer um exercício: que cada um de nós, Ex-Governadores, pegue uma folha de papel e anote uma, duas ou três efetivas indicações que tenha feito, nos últimos anos, para ajudar ou mudar procedimentos da Governadoria; e ao lado de cada uma delas escreva o resultado apresentado e as lições aprendidas. Precisamos parar de sonhar que o nosso CEG é perfeito. J. R. Rowling já escreveu que “não faz bem se esconder em sonhos e esquecer de viver”. É preciso ter sonhos, pois são eles que nos mantém quando as coisas parecem sombrias. Eles são o que nos motivam e nos fazem manter um ritmo constante. No entanto, passar muito tempo sonhando pode nos levar a esquecer de viver o momento atual. O Conselho não deve se limitar a ser um órgão “opinativo e consultivo” da Governadoria. O CEG deve ser um órgão orientador, facilitador e auxiliar da Governadoria na implementação dos seus objetivos e atuar no aprimoramento das suas próprias metas. E não venham dizer que isso seria uma interferência na atuação do Governador, pois é exatamente o contrário: é uma efetiva colaboração para que ele tenha êxito e sucesso na sua missão. Como poderá ser feito isso? Tentarei explicar no próximo item. Haverá necessidade de mudança no Estatuto? Haverá! Que se mude! A Convenção Distrital está aí para aprovação dos projetos de resolução (moções) que se fizerem necessários. Aliás, no meu modesto entendimento, o Conselho poderá, ao invés de dois ou três artigos, ter um título específico e exclusivo no Estatuto do Distrito. Exemplo: “Titulo X – Do Conselho de Ex-Governadores do Distrito”. 2) Propostas do CEG. O Conselho poderá analisar e discutir assuntos que envolvam a parte administrativa do Distrito e, ao final, recomendar ao Governador para que este, se achar por bem, e após ouvido o Conselho Distrital, os implantes através de Resoluções. Isso poderá. Inclusive, aliviar o trabalho nas Convenções Distritais. Dou um exemplo prático: Durante a 19.ª Convenção Distrital do LC-6, realizada na cidade de Franca, no dia 29 de abril de 2018, foram analisados e submetidos à apreciação dos Delegados credenciados 12 Projetos entre os de Resolução e Recomendação. Destes, apenas 2 diziam respeito a Estatutos e Regulamentos. Os outros 10 que foram aprovados, dizem respeito a assuntos e procedimentos exclusivamente administrativos. Pois bem! Essas 10 propostas poderiam ter passado pelo crivo do CEG, que as analisariam e, depois, com as devidas justificativas, e via Presidente do Conselho, seriam encaminhadas ao Governador do Distrito. Este, após os tramites regulares, as implantaria no Distrito através de resoluções. Apenas as propostas relativas a estatutos e regulamentos seriam analisadas e aprovadas pela Convenção Distrital. Isso, na prática, faria o CEG trabalhar efetivamente e colaborar com eficácia junto à Governadoria. A efetivação dessa proposta daria responsabilidade ao CEG e aliviaria o trabalho do Governador. 3) Reuniões fechadas. Desde que participo do Conselho suas reuniões são fechadas, ou seja, não se permite que sejam assistidas por ninguém. Apenas na gestão do PDG Gueia, pelo que me lembro, ele permitiu que as Domadoras permanecessem no recinto. Um verdadeiro absurdo! Todas as reuniões leonísticas são abertas e podem ser assistidas por qualquer associado do Lions que esteja em gozo dos seus direitos. Inclusive na Diretoria Internacional. Por que apenas as reuniões do CEG são fechadas? Precisamos eliminar essa prática arcaica e ditatorial. As reuniões do Conselho precisam ser abertas a todos os interessados, como assistentes. Estamos, hoje, numa política de retrovisor. 4) Divulgação dos trabalhos. Pouquíssimos Clubes e associados do Distrito sabem hoje o que é o CEG e quem é o seu Presidente. Eu pesquisei! Quem desejar que vá a campo e confira! E por que? Porque não há divulgação do nosso trabalho, quem somos ou porque existimos! As atas do Conselho são editadas e distribuídas apenas para os Ex-Governadores. O conteúdo das mesmas fica apenas entre nós. Por isso somos desconhecidos! Por isso ninguém sabe o que fazemos! Há necessidade da divulgação dos nossos trabalhos. Cópias das nossas atas devem ser enviadas aos Clubes, ao staff da Governadoria, aos Coordenadores de Região e Divisão, aos Assessores e Assistentes Distritais, e divulgadas no site do Distrito. Os Clubes precisam saber que estamos abertos e dispostos a aceitar qualquer sugestão para análise e eventual encaminhamento. Somente dessa forma é que poderemos participar e colaborar com a unidade distrital, tão necessária à implementação da prática leonística. 5) Participação do Governador e dos Vice-Governadores. É comum convidarmos o Governador e os Vice-Governadores do ano para que participem das nossas reuniões, “como convidados”. Está certo que Conselho é dos Ex-Governadores. Mas por que os convocamos como convidados? Convidado significa que não devem “dar palpites ou opiniões”. Mas amanhã eles não estarão entre nós como Ex-Governadores? Então, no meu entender, eles devem participar como se fossem membros do Conselho. Opinando, trazendo sugestões, apresentando propostas. Afinal, muitas sugestões ou propostas apresentadas no Conselho geralmente influenciarão ou serão absorvidas em suas futuras gestões. Ou isso não é verdade? 6) Utilização do nosso espaço no site do Distrito. O conselho possui um espaço no site do Distrito LC-6. Mas o que ali está publicado são apenas registros administrativos (quem são os membros, relação dos PDGs falecidos e pouca coisa mais). Até o nosso Regimento Interno que lá está inserido é totalmente defasado e do ano de 2010, quando duas ou três edições posteriores já foram aprovadas e editadas. Precisamos usar o site do Distrito para divulgação do nosso trabalho. Precisamos nos abrir para um diálogo e entendimento com os Clubes e dirigentes do Distrito. Podemos ser um canal de comunicação entre eles e a Governadoria. Mas, para tal, é preciso que eles nos conheçam e saibam para o que viemos”. Essa foi a proposta que apresentamos. Logo que o PDG Andriani terminou a leitura da sua proposta, o PDG Piton insurgiu-se de forma veemente contra a mesma, dizendo que o Conselho é um órgão consultivo da Governadoria e que ninguém poderia querer mudar o que está escrito. Foi o bastante para que a discussão se generalizasse. Diversos PDGs se manifestaram, mas não se chegou a um consenso comum. Diante do impasse, que já tinha alcançado alguns minutos de prós e contras, o IPDG Chiquetto, em comum acordo com os demais participantes, sugeriu que o PDG Andriani reencaminhasse a proposta aos Ex-Governadores, solicitasse nova análise, e que o assunto voltasse a ser discutido na próxima reunião. Observação: O PDG Andriani, na segunda-feira seguinte à reunião, dia 30 de julho de 2018, enviou a seguintemensagem a todos os PDGs do Distrito LC-6: “Sobre a confusão gerada durante a 1.ª reunião do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6 deste ano leonístico, realizada no último dia 28, em Orlândia, e registrada quando da proposta que fiz para alterar procedimentos do Colegiado, tenho a comentar o seguinte: 1) Depois da discussão iniciada pelo PDG Piton, que foi visível e radicalmente contra a proposta, e após intervenção de inúmeros Ex-Governadores, ficou decidido, pelo Colegiado, que eu deveria reenviar a proposta para nova análise e manifestação dos Ex-Governadores, a fim de que o assunto voltasse a ser analisado na próxima reunião. 2) NÃO VOU REENVIAR A PROPOSTA. 3) Decidi que vou retirá-la de pauta e não mais apresenta-la (vou jogá-la no lixo). Quem quiser propor qualquer alteração no funcionamento do Conselho, que o faça. Ou deixe ficar como está para ver como é que fica, mantendo o Colegiado com uma estrutura do século passado e sem se ater às modernas modificações que estão envolvendo o leonismo. Eu não emitirei mais qualquer “palpite” a respeito do assunto. 4) Essa minha decisão de jogar a proposta no lixo não impedirá, contudo, que eu aborde o assunto em uma das minhas mensagens que publico na minha coluna do site do Distrito. Isso eu farei! Não tenham dúvidas. Só ficarei impedido de fazê-lo se algum dos pretensos donos do Distrito tomar alguma providência para retirar a coluna do sistema. E o farei porque continuo acreditando que os objetivos e as propostas do CEG devem ser mudadas; porque não aceito mais reuniões fechadas; porque acredito que a divulgação dos trabalhos do CEG deve ser feita para todos os Clubes do Distrito e seus associados; porque tenho convicção que o Governador e os Vice-Governadores do ano não devem participar das nossas reuniões apenas como convidados; porque acredito que precisamos ocupar nosso espaço no site do Distrito para divulgação dos nossos trabalhos. 5) De minha parte, assunto encerrado e liquidado.” 9) Indo adiante na Ordem do Dia, o IPDG Chiquetto, Presidente, abriu a jaula para palavra livre aos PDGs presentes. 10) O PDG Lauro manifestou sua satisfação por estar presente em mais uma reunião do Conselho. Disse que precisamos colaborar para que a Governadora Cidinha tenha sucesso em sua missão. 11) O PDG Osvaldecir ponderou que o leonísmo é dependente de Lions Internacional, e que é a partir de lá que devemos tomar nossas decisões. 12) O PDG Bittar desejou uma feliz gestão ao IPDG Chiquetto e elogiou o número de participantes na reunião de hoje. 13) O PDG Piton disse que regulamentar muita coisa engessa o movimento leonistico. 14) O PDG Sérgio disse se sentir orgulhoso de ter sido Governador do Distrito. Ressaltou o fato do nosso distrito ser muito respeitado em todo Distrito Múltiplo, mas disse que para mantermos essa posição é necessário que continuemos trabalhando. 15) O PDG Hairton afirmou que, desde que participa do Conselho, tem se sentido útil. Sugeriu que o balancete da Governadoria volte a ser publicado no BIG. 16) O PDG Gueia afirmou que a participação do Conselho precisa ser democrática, e que precisamos atuar para beneficiar o Distrito. 17) A PDG Ana Maria justificou suas ausências anteriores. Disse que precisamos evitar discussões desnecessária, afirmando que quando uma proposta é boa precisa ser discutida. Disse ser favorável que os PDGs façam parte do Conselho Distrital. Afirmou que não foi consultada sobre a constituição da nominata. E desejou sucesso à Governadora Cidinha Pellizzon em sua gestão. 18) O PDG Amado justificou suas ausências em reuniões anteriores. Comentou o drama pessoal que tem vivido nos últimos tempos. 19) o PDG Viotto acentuou que o Conselho tem muito conhecimento leonístico, que deve ser aproveitado pelos que tem interesse. Sugeriu novas reuniões do Conselho na sede de Taquaritinga. 20) O PDG Tatão também desejou sucesso à Governadora Cidinha Pellizzon em sua caminhada neste ano leonístico 2018/2019. Afirmou que o Conselho deve se envolver e resolver problemas graves que ocorram no âmbito do Distrito. 21) O PDG Caliento comentou sobre as metas que sempre procurou atingir deste que ingressou no leonismo. Relatou problemas que já enfrentou, citando o caso de Jales. Que, atualmente como Vice-Governador, vai continuar fazendo com que o Distrito seja cada vez mais atuante. 22) O CL Gustavo manifestou sua satisfação em participar das reuniões do Conselho, dizendo que, para ele, é um verdadeiro aprendizado. Informou que, como Vice-Governador, tem participado de todos os treinamentos para o quais é convocado. Cumprimentou as Diretorias anterior e atual do Conselho pela atuação registrada. 23) A DG Cidinha Pellizzon disse estar feliz e agradeceu a presença de todos. E que deseja que todos os Ex-Governadores procurem orientá-la no que for possível. 24) O PDG Manoel cumprimentou o IPDG Chiquetto pela condução dos trabalhos no dia de hoje. Disse que antigamente as instruções eram poucas, mas que hoje os treinamentos são muitos, possibilitando um aprimoramento cada vez intensivo por parte dos interessados. Para surpresa de todos, sugeriu que os Ex-Governadores também participem dos treinamentos que são oferecidos pela Governadoria e por Lions Internacional. 25) O PDG Bazan cumprimentou o IPDG Chiquetto e disse estar satisfeito por ter sido convidado para fazer parte do Conselho como Tesoureiro. Cumprimentou e desejou sucesso à Governadora Cidinha Pellizzon. Disse concordar com a retirada de pauta da proposta apresentada pelo PDG Andriani, para melhor análise por parte dos Ex-Governadores. 26) Prosseguindo com a jaula aberta dos PDGs, o IPDG Chiqueto disse que, propositalmente, deixou o PDG Andriani por último, por estar ciente que este estava com um pacote de propostas para encaminhamento, passando-lhe a palavra, 27) O PDG Andriani, inicialmente, fez uma indagação ao IPDG Chiquetto. Disse não recordar se foi na 1.ª ou 2.ª reunião do Conselho do ano leonístico anterior que entregou ao então Governador Chiquetto, para análise, uma proposta para que fosse decretado luto oficial de 3 dias no Distrito sempre que ocorresse o falecimento de algum Companheiro, Companheira ou Domadora. Fez ampla justificativa da proposta, anexando-a à mesma, inclusive, sugestão da circular e da resolução que poderia ser expedida para os Clubes do Distrito. Disse não ter tido retorno de qualquer providência tomada a respeito. O IPDG Chiquetto disse que a resolução foi emitida. O PDG Andriani, como não recebeu qualquer material a respeito, requereu que o IPDG Chiqueto lhe enviasse uma cópia da resolução que afirmou ter editado. 28) Na sequência, o PDG Andriani encaminhou a seguinte sugestão à Governadora Cidinha Pellizzon: “O Regimento de Convenções do Distrito LC-6, depois do Estatuto, é o mais importante documento normativo do Distrito. Nosso atual Regimento de Convenções foi elaborado no ano leonístico 2001/2002, na gestão do Governador Antonio Damasceno Lima, e está em vigor até os dias de hoje. Foi homologado apenas no ano leonístico 2004/2005, e mais precisamente no dia 14 de abril de 2015, na gestão do Governador Antonio Paulo Caliento, através de uma comissão que teve como Presidente o PDG Altayr Ribeiro da Silva e como membros o PDG Ezio Athayde de Souza, o PDG Alcides Viotto, o PDG José Reynaldo Nascimento Falleiros, o PDG Mário Betarello e o PDG Lauro Hyppólito. Desnecessário dizer que está significativamente defasado, trazendo práticas leonísticas do século passado. Um dos seus contrassensos para os dias de hoje, só para exemplificar, está no seu artigo 16.º: “A sessão de instalação é aberta pelo Diretor Social da Convenção, que posteriormente passa a direção dos trabalhos para o Presidente do Clube anfitrião ou a um dos Presidentes de um dos Clubes anfitriões”. Urge sua total reforma e atualização, trazendo-o para as realidades leonísticas existentes neste ano de 2018. Diante do fato, estou sugerindo à Governadora Cidinha Pellizzon que, através de resolução, nomeie uma comissão de alto nível para propor a reforma e atualização do Regimento de Convenções do Distrito LC-6, que deverá ser coordenada pelo Assessor Distrital de Estatutos e Regulamentos deste ano leonístico, PDG Maurício de Souza, e ter o projeto submetido à análise e aprovação durante a 20.ª Convenção Distrital, que será realizada em abril de 2019.” 29) Logo após, o PDG Andriani fez o seguinte questionamento ao IPDG Chiquetto: “Abordei em nossa última reunião, realizada em Franca, no dia 28 de abril, a questão do novo modelo de estrutura para os Lions Clubes que a Associação Internacional propôs para ser implantada a partir deste ano leonístico. Manifestei, naquela ocasião, minha preocupação com a proposta e disse que o assunto era de extrema gravidade. Disse que Lions Internacional estava propondo um mundo de fantasia. Criaram uma estrutura digna do próximo século, quando muitos dos nossos Clubes ainda estão no século passado e até mesmo na época das carroças. Criaram e sugeriram a implantação de uma estrutura com 22 cargos no Clube. Existem, em nosso Distrito, um máximo de 3 ou 4 Clubes que podem arcar de imediato com o novo organograma, na forma como está proposto. A grande maioria dos nossos 64 Clubes não tem estrutura e nem mesmo pessoal qualificado para arcar com a fantástica estrutura proposta. Pelos dados de hoje, dos 64 Clubes do nosso Distrito 24 estão com menos de 20 associados, e, desses 24, dez estão com menos de 10 associados. Como encarar essa nova estrutura? Lions Internacional, vez ou outra, lança programas destinados a aperfeiçoar e atingir os objetivos do nosso movimento. Esses programas, geralmente, são lançados para ir se aprimorando e fincando raízes com o passar do tempo. E isso tem razão de ser, pois as grandes ideias somente são alicerçadas definitivamente com o desenvolver das suas aplicações práticas. Agora, no entanto, Lions Internacional lançou um novo modelo de estrutura para os Lions Clubes para aplicação imediata, já neste ano leonístico 2018/2019. O que me impressiona, como disse naquela nossa última reunião, é que empurraram a nova estrutura goela abaixo, de supetão, e ninguém questionou. Solicitei ao então Governador Chiquetto, naquela nossa última reunião de abril, que ele levasse o assunto para discussão na reunião do seu Colegiado do Distrito Múltiplo, que seria realizada no mês de maio, e apresentasse um veemente protesto junto aos dirigentes do Distrito Múltiplo sobre como a proposta de Lions Internacional foi recebida e repassada aos Governadores, indagando, entre outras coisas: - Qual foi o questionamento que a então Presidente do DMLC fez junto a Lions Internacional quando recebeu a proposta? - Indagou se Lions Internacional conhece a realidade dos nossos Clubes? - Chegou pelo menos a pedir uma carência maior para que a nova estrutura fosse implantada? Acredito que o Companheiro Chiquetto, zeloso que é quando se trata da defesa dos interesses leonísticos, levou o assunto para discussão no seu Colegiado no DMLC e. por isso, gostaria de saber o resultado das suas gestões.” O IPDG Chiquetto esclareceu que o assunto mereceu atenção e foi discutido nas reuniões realizadas no DMLC. A preocupação, aliás, foi de todos os Governadores que pertenciam ao seu Colegiado. E, segundo ele apurou junto ao DMLC, ficou estabelecido que não haverá necessidade de implantação da nova estrutura para os Lions Clubes de imediato, ainda neste ano leonístico, e que mesma deve ocorrer paulatinamente, à medida que os Clubes forem se estruturando.   30) Dando sequência aos seus questionamentos, o PDG Andriani encaminhou a seguinte questão ao IPDG Chiquetto: “Os Delegados presentes na 19.ª Convenção Distrital do LC-6, quando o estimado Companheiro era Governador do Distrito, aprovaram dois Projetos de Recomendação e um Projeto de Resolução, a saber: 1) ‘Recomenda ao Distrito Múltiplo LC gestões junto às entidades do exterior que repassam recursos financeiros para as Organizações Não Governamentais do Brasil, a fim de que os Lions Clubes sejam incluídos entre as entidades beneficiadas’; 2) ‘Propõe a nomeação de uma comissão especial, composta por dirigentes indicados pelos Presidentes dos Conselhos de Governadores, para definir a demarcação oficial do território de cada Sub-Distrito pertencente aos quatro Distritos Múltiplos do Brasil’; 3) ‘Propõe estudos da AGDL-Associação dos Governadores dos Distritos Múltiplos, através da designação de uma comissão de alto nível, para escolha da denominação oficial dos filhos dos associados dos Lions Clubes que não pertençam aos movimentos Leoísticos e Castorísticos, para padronização de uma tratativa única para todo o território nacional’. Tais projetos, naturalmente, foram encaminhados para análise e apreciação da 19.ª Convenção do Distrito Múltiplo LC, realizada no mês de maio. Gostaria que o Companheiro informasse ao Conselho: - Os projetos foram regularmente encaminhados ao Distrito Múltiplo LC? - Foram analisados durante a Convenção? - Qual o resultado da análise? Houve retorno?”. O IPDG Chiquetto informou que os projetos foram encaminhados para apreciação do Distrito Múltiplo. Nesse instante, houve intervenção do PDG Piton, que era membro da Comissão que fez análise dos projetos no Distrito Múltiplo, informando que os projetos não foram aprovados por terem sido encaminhados de forma errada pela Governadoria. O PDG Andriani se disse frustrado com a situação, mas disse que não vai esmorecer, pois pretende reencaminhar as propostas em uma próxima oportunidade. 31) Ainda dentro da sua fala, o PDG Andriani encaminhou a seguinte manifestação à Governadora Cidinha Pellizzon: “O atual Estatuto do Distrito LC-6 foi aprovado no ano leonístico 2008/2009, entrando em vigor no dia 01 de julho de 2009. O projeto do documento é de minha autoria. Apesar de relativamente novo, o Estatuto do Distrito LC-6 está precisando urgentemente de uma revisão e atualização, para se saber o que precisa ser modificado, retirado ou incluído, levando-se em conta, principalmente, as alterações ocorridas no leonismo nos últimos 10 anos. Só para ficar com um exemplo comum: nosso Estatuto ainda não contempla a figura do 2.º Vice-Governador do Distrito, quando logo teremos, também, que começar a falar em 3.º Vice-Governador, com base, inclusive, na própria atividade da Associação Internacional, que já elegeu o seu 3.º Vice-Presidente Internacional. No ano passado, atendendo convocação do então Governador Chiquetto, tentei elaborar um projeto nesse sentido mas não consegui sucesso, devido principalmente à falta de apoio e colaboração dos membros da nossa família leonistica. Em que pese esse fato, providências precisam e devem ser tomadas para regularização do nosso documento maior. Dessa forma, estou sugerindo que a nossa Governadora 2018/2019, através de resolução, nomeie uma comissão de alto nível para propor a reforma e atualização do Estatuto do Distrito LC-6, que deve ser coordenada pelo seu Assessor Distrital de Estatutos e Regulamentos deste ano leonístico, PDG Maurício de Souza, e cujo projeto deverá ser submetido à análise e aprovação durante a realização da 20.ª Convenção Distrital do LC-6, que será realizada em abril de 2019.”   32) Na sequência, o PDG Andriani entregou a seguinte manifestação à Governadora Cidinha Pellizzon: “Foi aprovado pelos Delegados presentes na 19.ª Convenção do Distrito LC-6, realizada em Franca no dia 29 de abril de 2018, o seguinte Projeto de Resolução: ‘Institui e regulamenta o Concurso Anual de Instrução Leonística no Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes’. O projeto aprovado, em suas considerações, pondera que a instrução leonística serve para manter os associados de um Lions Clube atentos e conscientes a respeito da filosofia do movimento leonístico, das leis que o regem, da sua organização e, acima de tudo. Da importância do nosso movimento com a causa. Considera, também, que uma das formas de manter viva a chama dos nossos ideais é incentivar e incrementar a prática da instrução leonística durante a realização das assembleias dos Clubes. Além de propor a instituição do concurso, o projeto apresenta também um pormenorizado regulamento onde, através de 10 artigos, 2 parágrafos e 9 incisos, são definidos os objetivos e estabelecidas as regras gerais para o desenvolvimento do concurso. Como o projeto em questão foi aprovado e, consequentemente, está vigorando, sugiro que a Companheira Governadora emita uma resolução divulgando o seu texto para todos os Clubes do Distrito, anexando à mesma, para evitar qualquer dúvida: 1) uma cópia do projeto aprovado na 19.ª Convenção Distrital; 2) uma cópia do regulamento que o instituiu; 3) e autorizando o Assessor Distrital de Instrução Leonística designar a comissão especial que será responsável pela avaliação das instruções enviadas, conforme estabelece o artigo 8.º do regulamento do concurso.” 33) Na sequência, o PDG Andriani entregou à Governadora Cidinha Pellizzon documento vazado nos seguintes termos: “Foi aprovado pelos Delegados presentes na 19.ª Convenção Distrital do LC-6, realizada em Franca no dia 29 de abril de 2018, o seguinte Projeto de Resolução: ‘Institui e regulamenta o Concurso Anual de Publicações Leonísticas no Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes’. O projeto aprovado assegura que uma das maneiras, talvez a mais eficaz, que um Lions Clube tem para mostrar e registrar sua participação em benefício do nosso movimento é através da sua publicação oficial, seja ela um boletim, jornal, tabloide ou revista. Pondera também que, além de divulgar o leonísmo, apresentar à comunidade a importância do trabalho que desenvolve, lançar e divulgar novas ideias e projetos. A publicação leonística serve principalmente como memória do Clube, já que ela, como seu órgão oficial, registra opiniões, tendências e realizações desenvolvidas durante uma gestão. Diz igualmente o projeto que a publicação leonística tem a importante missão de informar aos associados do Clube, â comunidade, ao Distrito LC-6 e ao Distrito Múltiplo, com a maior fidelidade, as notícias leonísticas e as do interesse do município, bem como apresentar trabalhos, também de cunho leonístico, elaborados por Companheiros, Companheiras, Domadoras e Leos. Além disso, ela expressa a opinião e linha de orientação do Clube, sempre com o objetivo maior de dar suporte de comunicação de que tanto necessita o movimento leonístico. Além de propor a instituição do concurso, o projeto aprovado traz, também, um pormenorizado regulamento onde define seus objetivos, de quem pode participar, da organização, das inscrições, da vigência, dos critérios de avaliação, das premiações e das disposições finais. Como o projeto em questão foi aprovado e, consequentemente, está vigorando, sugiro que a Governadora emita uma resolução divulgando o seu texto para todos os Clubes do Distrito, anexando à mesma, para evitar qualquer dúvida; 1) uma cópia do projeto aprovado na 19.ª Convenção Distrital do LC-6; 2) uma cópia do regulamento que o instituiu; 3) e nomeando um Coordenador do concurso e da comissão que o administrará, a qual terá total autonomia no desenvolvimento dos seus trabalhos e ficará sob a supervisão da Governadoria.” 34) Ainda com a palavra, o PDG Andriani entregou a seguinte mensagem à Governadora Cidinha Pellizzon: “Foi aprovado pelos Delegados presentes na 19.ª Convenção Distrital do LC-6, realizada em Franca no dia 29 de abril de 2018, o seguinte Projeto de Resolução: ‘Propõe a instituição da prática, para a Governadoria do Distrito LC-6, de se posicionar publicamente, com a anuência do Conselho Distrital, sempre que houver fatos candentes que possam criar desconforto à comunidade brasileira’. O projeto aprovado recomenda que a Governadoria do Distrito, pela importância da sua força, se posicione publicamente sempre que fatos graves forem registrados no território nacional, tais como impunidade, violência, corrupção, falta de civilidade, violência de trânsito, entre outros. Considera que é fundamental que se ponha em prática o debate em torno das formas de ação que fortaleçam o leonísmo. Sugere o projeto que fica instituída, em cada reunião do Conselho Distrital, a prática de manifestação, através de um documento consignado e aprovado pela maioria dos membros do Conselho Distrital, dirigido à sociedade, denominado ‘Carta da Governadoria do Distrito LC-6 da Associação Internacional de Lions Clubes à comunidade’. Ressalta ainda o projeto que a carta não terá qualquer caráter político-partidário, sendo sua finalidade a de tão somente propagar os princípios de bom governo, boa cidadania e interessar-se pelo bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade, princípios fundamentais da filosofia leonística e apontando fatos que mereçam análise e discussão por parte das comunidades. Sugere o projeto, por fim, que a prática da adoção dessa medida seja incluída, onde couber, no Estatuto do Distrito LC-6. Como o projeto em questão foi aprovado e, consequentemente, está vigorando, sugiro que a Governadoria emita uma Resolução: 1) divulgando a proposta para todos os Clubes do Distrito, anexando à mesma, para evitar qualquer dúvida, uma cópia do projeto aprovado durante a 19.ª Convenção Distrital do LC-6, e sugerindo, inclusive, que os Clubes enviem para a Governadoria qualquer sugestão que tenham em torno do assunto para avaliação e eventual aproveitamento; 2) entregando cópia da resolução à comissão que vai aprovar a reforma e atualização do Estatuto do Distrito LC-6, para que a situação proposta seja incluída em nosso documento maior.” 35) Prosseguindo, o PDG Andriani entregou a seguinte mensagem à Governadora Cidinha Pellizon: “Foi aprovado pelos Delegados presentes na 19.ª Convenção Distrital do LC-6, realizada em Franca no dia 29 de abril de 2018, o seguinte Projeto de Resolução: ‘Implanta no Distrito, oficialmente, a ritualística de funeral antes do sepultamento de algum Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora’. O projeto aprovado ressalta que a perda de algum Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora, pelo falecimento, ocasiona um sentimento de profunda tristeza entre os membros da família leonística. Considera ainda que o falecimento de algum membro da família leonística, além da dor que causa, deve ser respeitosamente referenciado por parte do Clube ao qual ele pertence. O projeto estabelece algumas providências: quando do falecimento da algum CL, CaL ou DM, a Diretoria do Clube deverá designar um Companheiro ou Companheira Leão para, por parte do Lions, quando houver evento fúnebre, prestar as homenagens leonísticas em seu nome, como avisar todos os associados, expor o estandarte do Clube, cobrir a urna funerária com a bandeira do Lions, entre outras. E, antes da saída do féretro, o CL ou CaL responsável deverá reunir os associados do Clube à volta da urna e ler a mensagem leonística de funeral que está inserida no projeto. Como o projeto em questão foi aprovado e, consequentemente, está vigorando, sugiro que a Governadoria emita uma resolução divulgando a proposta para todos os Clubes do Distrito, anexando à mesma, para evitar qualquer dúvida, uma cópia do projeto aprovado durante a 19.ª Convenção Distrital do LC-6.” 36) Por fim, o PDG Andriani encaminhou a seguinte proposta à Governadora Cidinha Pellizzon: “Foi aprovado pelos Delegados presentes na 19.ª Convenção Distrital do LC-6, realizada em Franca no dia 29 de abril de 2018, o seguinte Projeto de Recomendação: ‘Recomenda aos Clubes do Distrito LC-6 critérios para que um associado ou associada assuma a Presidência do Clube’. O projeto aprovado diz que um grande número de associados(as) ativos de Clubes têm assumido a Presidência sem nenhum preparo ou reconhecimento para tal mister. Considera que é de grande responsabilidade o exercício da Presidência de um Lions Clube, tanto no que diz respeito à sua própria instituição, como a sua representação na comunidade, onde é indispensável que o associado ou a associada tenha pleno conhecimento do leonísmo e da Associação Internacional. Assegura o projeto, ainda, ser imprescindível um tempo mínimo para que qualquer associado adquira os conhecimentos que precisa dispor para presidir o Clube, o que indiscutivelmente é uma grande honra. E recomenda, ao final, que os Clubes adotem o critério de ser necessário para que um associado ou associada assuma a Presidência do Clube, em caráter normal, que seja associado ou associada ativa há pelo menos 3 anos, e que, inclusive, tenha participado de algum cargo na Diretoria por um período completo e cursos específicos de treinamento que são disponibilizados pela Governadoria do Distrito. Como o projeto em questão foi aprovado e, consequentemente, está vigorando, sugiro que a Governadora emita uma resolução divulgando a recomendação para todos os Clubes do Distrito, anexando à mesma, para evitar qualquer dúvida, uma cópia do projeto aprovado na 19.ª Convenção Distrital.” 37) Em suas considerações finais, o IPDG Chiquetto agradeceu a presença de todos, que foi altamente expressiva. Dizendo que vai tentar trazer um conhecimento mais eficaz no que diz respeito à parte financeira do Distrito, e informando que vai convidar pessoas especializadas para explicar esse funcionamento. Ressaltou que precisamos continuar colaborando para o progresso do Distrito. 38) O IPDG Chiquetto convidou o PDG Bittar para fazer a Oração pelo Brasil. 39) Exatamente às 12:47 horas o IPDG Chiquetto deu por encerrada a reunião e solicitou uma saudação ao Pavilhão Nacional. 40) Nada mais havendo, eu, PDG Antonio Domingos Andriani, Secretário do Conselho, lavrei e assinei a presente ata,

XX Convenção LC-6 

Distrito LC-6 SÃO JOSE DO RIO PRETO – SP 27 / 28 Abril 2019
3
3
6
6
0
0
6
6
3
3
8
8
1
1
5
5

Usuários Online 

Temos 11 visitantes e Nenhum membro online

Login 

Bem Vindo ao Distrito LC-6!

Distrito LC-6

Visitantes

2121912
Hoje
Ontem
Esta Semana
Última Semana
Este Mês
Último Mês
Total
2147
1075
138264
1888229
175674
66375
2121912

Seu IP: 54.82.99.169
22-03-2019 07:21

Curtir No FaceBook 

Scroll to top