Imprimir
 

 

 

image001

                                                                               Ribeirão Preto, 06 de setembro de 2021

                                                                               Mensagem n.º 15-2021/2022

Destinatários:

CLUBES E DIRIGENTES LEONÍSTICOS DO DISTRITO LC-6

Assunto:

O QUE SE LÊ PRIMEIRO? OS PROPÓSITOS OU O CÓDIGO DE ÉTICA?

Rememoro o assunto, mais uma vez, por considera-lo de fundamental importância para os envolvimentos leonísticos.     

É protocolar, nas assembléias festivas de posse de novos Companheiros e Companheiras Leão, a leitura do “Código de Ética do Leão” e dos “Propósitos dos Lions Clubes”.   Até aí, tudo bem!   Não concordo, apenas, é com o desconhecimento e verdadeiro abandono do protocolo leonístico naquelas ocasiões.   Em determinadas solenidades há, primeiro, a leitura do Código de Ética. Em outras, a primeira leitura é canalizada para os Propósitos dos Lions Clubes.   Isso não é admissível!

A culpa maior dessa falha, desculpem a franqueza, é de alguns Diretores Sociais e Presidentes dos Clubes anfitriões (pouquíssimos, na verdade!), que não procuram se ater aos conhecimentos protocolares, ou, até mesmo, dos próprios dirigentes leonísticos presentes às referidas solenidades, que não alertam os responsáveis por essa irregularidade protocolar comprometedora. E confesso que, muitas vezes, também me omiti quanto a isso. Mas, independentemente do fato, como ficamos? Qual é a ordem de precedência? O que se lê primeiro?

O “Código de Ética do Leão” foi aprovado durante a 2.ª Convenção Internacional de Saint Louis, Missouri, Estados Unidos, em agosto de 1918, e jamais alterado até hoje. É uma norma de vida sugerida à família leonística. É um dos mais bonitos entre os existentes em todas as associações mundiais. Suas características específicas merecem e devem ser lidas e meditadas durante toda vida de um associado do Lions Clube.

Os “Propósitos dos Lions Clubes”, antes denominados “Objetivos”, foram adotados em julho de 1919, durante a 3.ª Convenção Internacional realizada em Chicago, Illinois, Estados Unidos. Sua última alteração, inclusive com a substituição do título, ocorreu em setembro de 2007, e foi aprovada durante reunião da Diretoria realizada em Nova Delhi, na India, quando recebeu, também, a inclusão de dois novos itens.   São determinações constantes dos Estatutos Internacionais, obrigatórias para cumprimento em todos os Lions Clubes filiados à Associação, visando criar e fomentar um espírito de compreensão entre todos os povos para atender as necessidades humanitárias, oferecendo um serviço voluntário através do envolvimento na comunidade e da cooperação internacional.

Diante disso, dúvidas não devem existir. Não se discute, aqui, o imponderável de quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha.   A questão é cristalina! O Código nasceu primeiro e a ordem deve ser mantida, não apenas por isso, mas porque a ética e fundamental em nosso meio. Então, durante qualquer solenidade leonística em que haja leitura dos dois importantes diplomas básicos do movimento, leia-se primeiro o “Código de Ética do Leão”, depois os “Propósitos dos Lions Clubes”.   Mesmo porque, em qualquer associação responsável como a nossa, e que tem apreço pelos seus princípios, não pode haver propósitos sem que sua ética esteja rigorosamente definida.

É isso! Tudo muito claro!

                                                                   PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                     Assessor Distrital de Instrução Leonística

.............................................................................................................................

Aproveitamento de espaço...

Precisamos, urgentemente, reforçar nosso quadro de colaboradores com a admissão de novos associados. É tarefa de todos. Como começar? Vamos lá!

PEGUE LÁPIS E PAPEL. Prepare uma lista das pessoas da comunidade que, na sua opinião, seriam fortes candidatos para afiliação no leonismo. Pense nos seus companheiros de trabalho, vizinhos, pessoas que você conhece de outras atividades. Pense também nas pessoas com quem você tenha relações de negócios. Não esqueça aqueles com quem você se socializa. Lembre-se das pessoas que você encontra de vez em quando. Não deixe de lado nem mesmo aqueles que você ainda não conhece. Consulte os jornais locais. Provavelmente você vai ler sobre líderes de empresas, da política e da comunidade que se orgulhariam da afiliação no Lions e que poderiam contribuir de forma significativa para o seu Lions Clube.

ESTEJA BEM PREPARADO. Antes de abordar os candidatos, certifique-se que você está pronto para fazer uma apresentação boa e convincente sobre os benefícios da afiliação. Não é necessário algo elaborado, mas você precisa estar munido de informações que o ajudarão a “vender” a ideia do leonismo. Eis alguns pontos para compartilhar: enfatize que como associado o convidado pode: 1) fazer uma diferença na comunidade ao servir os menos favorecidos pela sorte; 2) conhecer e trabalhar com líderes influentes; 3) aprender habilidades de liderança valiosas para a vida profissional; 4) praticar e aperfeiçoar as habilidades de oratória, não apenas no Clube, mas também ao representar o Clube junto à comunidade; 5) ampliar as oportunidades de liderança através de atividades a nível local, distrital, nacional e até mesmo internacional; 6) encontrar-se e trabalhar com Leões de diversas cidades em eventos como convenções, fóruns, e até mesmo durante as viagens de turismo; 7) compartilhar o prestígio de pertencer à maior organização de Clubes de serviço do mundo; 8) ajudar a enfrentar o de eliminar os problemas mundiais pelos programas da Associação; 9) desfrutar da amizade e companheirismo com pessoas que compartilham seus valores e espírito de compromisso com a comunidade.

                                                                                                                                                PDG MJF Andriani

image002