Imprimir
 

 

 

 

Associação Internacional de Lions Clubes – DMLC – Ano Leonístico 2020/2021

GOVERNADORIA DO DISTRITO LC-6

Rua São José, 2261 – Jardim Sumaré – CEP 14025-180 – Ribeirão Preto - SP

 

CARTA MENSAL DE JANEIRO da

Coordenadoria Geral do Distrito LC-6

 

 

 

                                                       Ribeirão Preto, 01 de janeiro de 2021

                                                    

 

Destinatários: PRESIDENTES DE CLUBES DO DISTRITO LC-6

 

 

“Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida.” 

(Platão)

 

 

MENSAGEM DO GOVERNADOR:

Nossos trabalhos não podem parar, e nossa caminhada neste ano leonístico, já passados seis meses, dentro dessa pandemia que nos deixou de mãos atadas, continuamos buscando cumprir com nossas obrigações dentro das metas estabelecidas.

O 2020 foi um ano muito difícil para todos nós mas, com a ajuda de todos vocês do Distrito LC-6, conseguimos superar muitos problemas, que se fossem colocados aqui certamente não teríamos tanto espaço para assim o fazer.

Vencemos muitos, perdemos muitos! Falo em que perdemos muitos dos Companheiros, Companheiras, Domadoras, Familiares e Amigos que nos deixaram e partiram para outro plano. Que Deus abençoe a todos. Muitas vezes, e quantas não foram?

Não falando muito de Lions, e falando mais das nossas vidas, daquilo que muitos podem ter passado, onde muitos talvez tenham tido o mesmo sentimento.

Quantas vezes sentimos que ficamos sozinhos nessa vida, e que, mesmo por alguns instantes, nos sentimos abandonados. Por isso precisamos crer que ao nosso lado sempre estará alguém trabalhando pela nossa vitória.

Não podemos temer o amanhã, sofrer antecipadamente por problemas que na maioria das vezes são frutos da nossa mente fértil e de nosso coração ansioso.

Vamos sempre nos lembrar das conquistas que já alcançamos até aqui, dos amigos e pessoas que nos incentivaram para que tudo isso acontecesse.

Se existe quem nos deseja tudo de errado, existe também um número muito maior que nos desejam a vitória e que nos dão a certeza de que nunca estaremos sozinhos.

Lembrem sempre: no final tudo vai dar certo. Se ainda não deu é porque o final não chegou. Nossa fé remove montanhas.

Um excelente e feliz Ano Novo para todos nós. E que assim seja!          

           

DG MJF Antonio Paulo Caliento, Governador do Distrito LC-6

 

EDITORIAL:

Dificilmente amanhecemos com um padrão sentimental homogêneo. Um dia acordamos com uma sensação maravilhosa de felicidade. Outro dia, ao abrir os olhos, nos deparamos com um certo grau de tristeza, muitas vezes envolvidos por problemas relacionados ao bem-estar familiar. E tem aqueles dias que nos deparamos com a apreensão de que alguma coisa ruim está para acontecer. Por isso, nosso sentimento tem um envolvimento emocional a cada dia que acordamos.

Quem está atento e tem familiaridade com a literatura bíblica sabe que seu texto não nos exorta ao júbilo somente nos dias em que nos sentimos pessoalmente felizes. Na Primeira Epístola aos Tessalonicenses, capítulo 5, versículo 15, o apóstolo Paulo asseverou com simplicidade: “regozijai-vos sempre”.

Nada existe no mundo que não possa transformar-se em respeitável motivo de trabalho e alegria, como acontece em nossas atividades leonísticas.

A própria natureza, a cada dia, exige expressivos ensinamentos neste particular.

Depois da tempestade que arranca raízes, muitas árvores, destrói ninhos e enlameia estradas, a sementeira reaparece, o tronco deixa vergônteas novas, as aves refazem os lares suspensos e o caminho se coroa de sol.

Somente o ser humano, herói da inteligência, guarda consigo o carantonha do pessimismo, por tempo indeterminado, qual se fora gênio irado e desiludido, interessado em destruir o que não lhe pertence.

A ausência continuada de esperança e de alegria na alma significa evolução deficitária.

Por toda parte, há convites à edificação e ao aprimoramento, desafiando-nos à ação no engrandecimento comum.

Ninguém é tão infeliz que não possa produzir alguns pensamentos de bondade, nem tão pobre que não possa distribuir sorrisos e boas palavras com seus companheiros e companheiras de luta cotidiana.

Tristeza de todo instante é ferrugem nas engrenagens da alma. Lamentação contumaz é ociosidade ou resistência destrutiva.

É necessário acordar o coração e atender dignamente a parte que nos compete no drama evolutivo da vida, sem ódio, sem queixa, sem desânimo.

A experiência é o que é. Nossos Companheiros Leão, Companheiras Leão, Domadoras e Leos são o que são.

Cada qual de nós recebe o quinhão da luta imprescindível ao aprendizado que devemos realizar. Ninguém está deserdado de oportunidades, em favor da sua melhoria.

A grande questão é obedecer a Deus, amando-O, e servir ao próximo de boa vontade. Quem solucionou semelhante problema, dentro de si mesmo, sabe que todas as criaturas e situações da senda são mensagens vivas em que podemos recolher as bênçãos do amor e da sabedoria, se aceitarmos a lição que o Senhor nos oferece.

Não importa o padrão sentimental com que acordamos!

Nesse sentido, pois, não esqueçamos o que Paulo, o intimorato batalhador do Evangelho, sob tormenta de preocupações, encontrou em si mesmo força para dizer ao irmão de luta: “regozijai-vos sempre”.

E é essa simples expressão do apóstolo que recomendamos aos queridos membros da nossa valorosa e inigualável família leonística.

PDG MJF Antonio Domingos Andriani, Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

O TREM/COMBOIO DA VIDA:

 Nada como começar um novo ano analisando algum texto que sirva para uma reflexão positiva. É o que objetivamos com a mensagem a seguir divulgada:

 “Você já andou de trem/comboio alguma vez?

Numa viagem de trem podemos notar uma grande diversidade de situações, no longo do percurso.

E a nossa existência terrena bem pode ser comparada a uma dessas viagens, mais ou menos longa.

Primeiro, porque é cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, surpresas agradáveis em álbuns embarques, e grandes tristezas em algumas partidas.

Quando nascemos, entramos no trem/comboio e nos deparamos com algumas pessoas que desejamos estejam sempre conosco: são os nossos pais.

Infelizmente isso não é verdade; em alguma estação eles descerão e nos deixarão órfãos dos seus carinhos, amizade e companhia insubstituível.

Mas isso não impede que, durante a viagem, outras pessoas especiais embarquem para seguir viagem conosco: são nossos irmãos, amigos, amores e filhos.

Algumas pessoas fazem dessa viagem um passeio. Outras encontrarão tristeza, e algumas circularão pelo trem/comboio para ajudar a quem precise.

Muitas descem e deixam saudades eternas... Outras passam de uma forma que, quando desocupam seu acento, ninguém percebe.

 Curioso é constatar que alguns passageiros, que são caros, se acomodam em vagões distantes do nosso, o que não impede, é claro, que durante o percurso nos aproximemos deles e os abracemos, embora jamais possamos seguir juntos, porque haverá alguns a seu lado ocupando aquele lugar.

Mas isso não importa, pois a viagem é cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas.

O importante, mesmo, é que façamos nossa viagem da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com os demais passageiros, vendo em cada um deles o que tem de melhor.

Devemos lembrar sempre que, em algum momento do trajeto, eles poderão fraquejar e, provavelmente, precisemos atendê-los, porque nós fraquejaremos muitas vezes e, certamente, haverá alguém que nos entenda e atenda.

A grande diferença, afinal, é que no trem da vida jamais saberemos em qual parada teremos que descer, muito menos em que estações descerão nossos amores, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado.

É possível que, quando tivermos que desembarcar, a saudade venha a nos fazer companhia.

Porque não é fácil nos separar dos amigos, nem deixar que os filhos sigam viagem sozinhos. Com certeza será muito triste.

No entanto, em algum lugar, há uma estação principal para onde todos seguiremos.

E quando chegar a ora do reencontro, teremos grandes emoções em poder abraçar nossos amores e matar a saudade que nos fez companhia por longo tempo...

Que nossa grande viagem seja uma grande oportunidade de aprender e ensinar, estender e atender aqueles que viajam ao nosso lado, porque não foi o ocaso que nos colocou ali...

Que aprendamos a amar e a servir, compreender e perdoar, pois não sabemos quanto tempo ainda nos resta até a estação onde teremos que deixar o trem/comboio.

Se a viagem não está acontecendo exatamente como você esperava, dê a ela uma nova direção.

Se é verdade que você não pode mudar de vagão, é possível mudar a atuação do seu vagão.

Observe a paisagem maravilhosa com que DEUS enfeitou todo o trajeto...

Busque uma maneira de dar utilidade às horas.

Preocupe-se com aqueles que seguem viagem a seu lado.

Deixe de lado as queixas e faça algo para que sua estrada fique marcada com rastros de luz.

Pense nisso... E boa viagem.”

                                                                                                          (Texto: Momento Espírita)

 

 O QUE NOS ESPERA NESTE 2021?:

Enquanto tentamos nos adaptar a uma nova realidade em meio à pandemia, percebemos que esse pode ser um momento decisivo para cultivarmos hábitos mais conscientes.

Apesar de não existir uma fórmula mágica para lidar com uma crise global, cada um de nós vai vivendo um dia após o outro e tirando lições importantes em meio a tudo isso.

Afinal, estamos vendo de forma clara que os comportamentos individuais podem sim mudar o mundo em que vivemos. Por isso, seria uma pena não usarmos esse momento para aprender com nossos erros e lutarmos por um novo “normal”.

 Diante de um contexto tão conturbado, quais lições podemos tirar da crise do coronavirus?

 1. Menos é mais: você já está praticando o consumo consciente na quarentena;

 2.Empatia na pandemia: descobrimos que cada gesto realmente importa;

 3.Coronavirus ensina que a saúde humana depende de um meio ambiente saudável;

 4.De cientistas a catadores: valorização de serviços essenciais durante a crise;

 5.O mundo não voltará ao “antigo normal”. E isso é muito bom!

 

Esses exemplos servem para ilustrar que um novo normal é possível! Mas para que isso aconteça, não podemos ficar de braços cruzados esperando que decidam por nós como será o mundo daqui pra frente, né?

A sociedade pós-coronavirus está em aberto.

           

Estamos em um momento único e histórico capaz de mobilizar sociedade, empresas e governos em prol de um propósito comum. E, pela primeira vez, estamos vendo em proporções globais que nossos comportamentos individuais podem transformar o sistema no qual vivemos. A sociedade do futuro está em aberto. Por que não usarmos esse momento para criarmos um novo “normal”?

A pandemia já nos ensinou lições valiosas sobre como o planeta clama por atitudes práticas, colaborativas, inteligentes e em harmonia com o meio ambiente. Aprendendo com nossos erros, um novo mundo é possível sim. Mas para que isso aconteça precisamos lutar juntos por ele. O momento é esse!

Além dessas lições, apostamos que você deve estar pensando em tantos outros recortes, certo? Afinal, são muitos os aprendizados que podemos tirar disso tudo. Coisas básicas como higiene pessoal, higiene ambiental, saneamento básico, etc.

Por isso, queremos que reflita: como você gostaria que fosse o novo normal daqui pra frente? Quais outras lições que você já aprendeu com tudo isso?

 

 

DEFINIÇÕES DO LEONISMO:

 A definição dá o característico geral do leonísmo (movimento), particulariza as condições necessárias à qualidade do associado, apresenta as restrições imperiosas (movimento sem cor, política ou religiosa) e. finalmente, abarca todos os objetivos da Associação Internacional de Lions Clubes.

LEONISMO – DEFINIÇÃO DE ORDEM GERAL: Substantivo que designa o movimento abraçado por Melvin Jones em 1917, destinado a promover pelo, pelo serviço desinteressado, melhorias no âmbito do município, do país e do mundo, através do companheirismo, da amizade e da compreensão mútua entre seus associados. É um movimento universal que congrega homens e mulheres de elevação moral e espiritual motivados pela sã finalidade de servir desinteressadamente à sua comunidade e aos seus semelhantes.

LEONISMO – DEFINIÇÃO PARA DICIONÁRIOS (dicionário = conjunto de vocábulos duma língua ou de termos próprios duma ciência ou arte, dispostos, em geral, alfabeticamente, e com o respectivo significado): É o conjunto de normas e de propósitos da Associação Internacional de Lions Clubes em prol do bem-estar cívico, cultural, social e moral da humanidade, sem sectarismo religioso. Apolítico, ativa um vivo interesse na ação cívica e governamental, propugnando pela paz universal. Através do s seus Clubes de Serviço, estuda as necessidades da comunidade e apresenta meios ou sugestões para enfrenta-los. Seja através dos seus próprios esforços ou em cooperação com terceiros.

LEONISMO – DEFINIÇÃO PARA ENCICLOPÉDIAS (enciclopédia = conhecimentos relativos a todas as ciências humanas; qualquer obra que abrange todos os ramos de conhecimento): É o conjunto de normas e propósitos da Associação Internacional de Lions Clubes que visa, precipuamente,, o bem-estar cívico, cultural, social e moral da humanidade, através de Lions Clubes, na prática do serviço desinteressado, sem partidarismo político e sem sectarismo religioso, alicerçando-se no companheirismo e na compreensão dos seus associados, que são regidos por um Código de Ética.

A DEFINIÇÃO CLÁSSICA DE LEONISMO: A definição transcrita abaixo é uma das mais clássicas do movimento leonístico brasileiro e foi concebida pelo CL Luiz Dutra Pizão, do Lions Clube de São Paulo, nos idos de 1953. Na época, fazia referência a pessoas do sexo masculino, pois apenas os homens podiam ser aceitos como associados dos Lions Clubes. A partir de 1987, com o ingresso das mulheres no Lions, acrescentou-se “mulheres” no texto da definição. Vamos, com a devida vênia, procurar desmembrá-la e comentá-la, mesmo correndo o risco de ser contestado por algum Companheiro Leão, Companheira Leão ou Domadora de melhor saber leonístico.

“O leonismo é um movimento composto por homens e mulheres de elevada     reputação, que se propõem, sem fins políticos ou religiosos, a promover os princípios        éticos, o bem-estar da coletividade e o congraçamento universal.”

“É UM MOVIMENTO...” – Porque tem sempre um objetivo a cumprir, indefinidamente.

“... COMPOSTO POR HOMENS E MULHERES...” – Somente pessoas com maioridade legal podem participar como associados dos Lions Clubes.

“... DE ELEVADA REPUTAÇÃO...” – É a condição essencial para que uma pessoa seja aceita no quadro de associados. De se observar que “reputação” vai a título geral, no sentido lato. Não é uma reputação só e particular como a artística, a financeira, a profissional. É a reputação geral, com a qual a pessoa merece a estima e a consideração dos que a conhecem, por isso é que é “elevada” naturalmente.

“... SEM FINS POLÍTICOS OU RELIGIOSOS ...” – É um dos característicos do programa do leonismo; em seu seio podem se acomodar, e de fato se harmonizam e identificam, pessoas de todos os credos e de todas as facções. Qualquer limitação, ou concessão, nesse sentido, por parte dos Clubes, deixará de ser leonísmo.

“... A PROMOVER...” – O leonísmo é, acima de tudo, um método para se atingir a aproximação das pessoas à melhoria da comunidade e, assim sendo, deve representar um esforço, um empenho, uma atividade constante.

“... OS PRINCÍPIOS ÉTICOS...” – Vem a ser o embasamento necessariamente moral a toda associação que conjuga os esforços em prol do aprimoramento individual. É o que ocorre quando o leonismo se dispõe a unir os associados com os laços da amizade, com companheirismo e compreensão reciproca; e é igualmente a parte que estimula um elevado padrão de conduta nos negócios e nas profissões.

“... O BEM-ESTAR DA COLETIVIDADE ...” – É a parte externa da atividade e de âmbito local. É o serviço desinteressado através do qual o leonismo têm-se imposto ao reconhecimento dos povos. Enfeixa essa parte da definição os 3.º 5.º Propósitos da nossa Associação.

 “... O CONGRAÇAMENTO UNIVERSAL.” – É um dos escopos do leonismo criar e fomentar um espírito de generosa consideração entre os povos da terra (3.º Propósito).

O objetivo da mensagem que tratamos neste capítulo da carta tem o condão único e exclusivo de reavivar o que já é do conhecimento dos nossos caríssimos Companheiros Leão e dulcíssimas Companheiras Leão e Domadoras. Se atingido, nos damos por satisfeitos.

 

 

O ACRÓSTICO “LIONS” NO BRASIL:

Tomamos a liberdade de abordar este tema, que faz parte da história do leonismo, face aos motivos que justificamos no último parágrafo deste capítulo.

O acróstico, também conhecido como moto, lema, divisa ou preceito escrito, segundo nossos melhores dicionaristas, é um símbolo que vem a ser o conjunto de letras iniciais que compõem verticalmente uma palavra ou frase.

O acróstico do nosso movimento é “LIONS”. Aqui no Brasil ele já teve três significados, conforme, despretensiosamente e tão somente para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de conhecer, comentamos a seguir:

Primeiro acróstico do Lions no Brasil:

Nosso primeiro acróstico, que vigorou de 16/04/1952 (data da fundação do Clube máster do Rio de Janeiro) até 07/08/1952, era “Liberdade, Entendimento, Organização, Nacionalidade, Esforço e Serviço”, e havia sido tirado das letras que formam a palavra LEONES em espanhol. Como se sabe, quando da chegada do leonismo no Brasil, toda documentação em uso e que seria utilizada por algum tempo era impressa em espanhol (principalmente) e inglês.

 

Segundo acróstico do Lions no Brasil:

Com a fundação do Clube do Rio de Janeiro, Armando Fajardo, nosso Leão n.º 1, e que trouxer o movimento para o Brasil, procurou traduzir para o português as expressões espanholas dos procedimentos leonísticos.

 

Assim é que, a partir de 08/08/1952, o Clube máster do leonismo brasileiro passou a ser denominado de Lions Clube do Rio de Janeiro, em substituição ao Clube de Leões do Rio de Janeiro, o que seria seguido posteriormente pelos demais Clubes. E, com a decisão de aportuguesar nossos procedimentos, o acróstico em uso até 07/08/1952 foi substituído a partir de 08/08/1952, e ficou nacionalmente sacramentado e conhecido por “Liberdade, Inteligência, Ordem, Nacionalidade e Serviço”. Ele permaneceu com essa redação por   45 anos, dez meses e 18 dias, sendo substituído em 27/05/1998.

 

Terceiro acróstico do Lions no Brasil:

Durante a 3.ª sessão plenária do então CNG-Conselho Nacional de Governadores 1997/1998, realizada em 27/05/1998, no salão de convenções do Hotel Othon Palace, na cidade de Belo Horizonte/MG, e da qual este Coordenador Geral do Distrito LC-6 participou como membro ativo, o Colegiado do Conselho aprovou por maioria proposição (moção) apresentada pelo Lions Clube de São Paulo-Jardim Paulista, e de autoria do PDG José Gilberto Ribeiro Ratto, alterando o significado das letras “I” e “N” do acróstico da palavra Lions. De conformidade com a proposição apresentada, aprovada e editada como resolução do CNG, as palavras “Inteligência” e “Nacionalidade” foram substituídas por “IGUALDADE” e “NACIONALISMO”. O PDG Ratto, que defendeu pessoalmente sua proposta junto ao Colegiado do CNG, convenceu pela razão e pelo seu elevado sentimento leonístico e patriótico. Sua moção procurou adequar os enunciados das letras “I” e “N” para que os mesmos representassem conceitos interpretados pela expressão da linguagem e cultura do povo brasileiro, sem se afastar dos mandamentos filosóficos do leonismo. Segundo ele: “Inteligência” tinha uma conotação mais ligada ao intelecto e à intelectualidade, e um sentimento meramente subjetivo que não coadunava com o interesse geral que deve ser o objetivo de Lions. Já “IGUALDADE” era uma expressão mais adequada aos sentimentos da comunidade e do nosso movimento, pois todos são iguais perante a Deus, diante da Lei e face a todas as instituições. É a qualidade de igual, de paridade. Além disso, pode ser associada também à igualdade moral, que é a relação entre as pessoas em virtude da qual todas elas são portadores dos mesmos direitos fundamentais que provém da humanidade e definem a dignidade da pessoa humana. “Nacionalidade” dizia respeito à condição do que é nacional ou disciplina o complexo dos caracteres que distinguem a Nação. Já “NACIONALISMO” cultivava o sentido de amor à Pátria e era uma expressão do sentimento nacional, englobando patriotismo, civismo e cidadania.

 Dessa forma, desde 27 de maio de 1998 o leonismo brasileiro tem o seu terceiro acróstico oficial de LIONS: “Liberdade, Igualdade, Ordem, Nacionalismo e Serviço”.

 

O que nos levou a abordar o assunto, como dissemos no primeiro parágrafo deste capítulo, foi a constatação de procedimentos incorretos que temos observado. Em andanças pelo Distrito temos acompanhado muitas solenidades que são realizadas pelos Clubes, especialmente de posse de novos associados. Temos observado, inclusive, que em algumas das nossas unidades ainda é utilizado o texto do segundo acróstico do Lions no Brasil, o que não é correto. Em um determinado Clube, por exemplo, nem uma coisa nem outra, pois o enunciado da letra “I” foi substituído por “Integridade”, tirado não sabemos de onde.

 

O importante é que, em nossas solenidades, quando couber, seja utilizado sempre o acróstico oficial do Lions no Brasil, que é “LIBERDADE, IGUALDADE, ORDEM, NACIONALISMO e SERVIÇO”.

 

 A IMPORTÂNCIA DO NOSSO CÓDIGO DE ÉTICA:

É muito comum entre nós as referências ao “CÓDIGO DE ÉTICA DO LEÃO”. Documento extraordinário, é uma norma de vida sugerida à família leonística. Podemos dizer que é imutável, pois foi aprovado durante a 2.ª Convenção Internacional de Saint Louis, Missouri, Estados Unidos, em agosto de 1918, e não sofreu qualquer alteração até hoje. Seu texto maravilhoso, que transcrevemos abaixo, nos exorta a:

 

Demonstrar FÉ NOS MERITOS DA MINHA PROFISSÃO, esforçando-me para conseguir honrosa reputação, mercê da EXCELÊNCIA DOS MEUS SERVIÇOS.

 

Lutar pelo êxito e pleitear toda remuneração ou lucro que equitativa e justamente mereça, recusando, porém, aqueles que possam acarretar diminuição da minha dignidade, devido a VANTAGEM INJUSTA OU AÇÃO DUVIDOSA.

Lembrar que, para ser bem sucedido nos negócios ou empreendimentos, não é necessário destruir os outros. Ser leal com os clientes e SINCERO CONSIGO MESMO.

 

DECIDIR CONTRA MIM NO CASO DE DÚVIDA quanto ao direito ou à ética dos meus atos perante meu próximo

Praticas a AMIZADE COMO UM FIM E NÃO COMO UM MEIO. Sustentar que a VERDADEIRA AMIZADA NÃO É O RESULTADO DE FAVORES MUTUAMENTE PRESTADOS, dado que não requer retribuição, pois recebe benefícios com o mesmo espírito desinteressado com que os dá.

 

Ter presente os MEUS DEVERES DE CIDADÃO para com minha localidade, meu Estado e meu País, sendo-lhes constantemente leal em pensamentos, palavras e obras, dedicando-lhes desinteressadamente MEU TEMPO, MEU TRABALHO E MEUS RECURSOS.

 

AJUDAR O PRÓXIMO, consolando o aflito, fortalecendo o débil e socorrendo o necessitado.

 

SER COMEDIDO NA CRÍTICA e generoso no elogio; construir e não destruir,

 

 Observação: os destaques, em maiúsculas, são deste Coordenador.

Quantos de nós, porém, já se deu ao trabalho de analisar e ponderar sobre esta verdadeira carta de intenções da filosofia leonística?

A pessoa é um ser que pensa, que age, que decide, que tem mil e uma habilidades, mas, para o leonismo, a pessoa é, antes e acima de tudo, um ser que se relaciona.

E o nosso Código de Ética, concebido a partir deste conceito, encerra normas de conduta que norteiam as relações do Leão com as dimensões do EU, do TRABALHO, do OUTRO e da PÁTRIA.

E quais são nossas relações com o EU? SER SINCERO CONSIGO MESMO é um imperativo. Aliás, quem se engana não se conhece e, portanto, não dispõe dos elementos fundamentais, necessários à decolagem em busca do sucesso e da perfeição. Da sinceridade depende a harmonia entre o discurso e a prática, dependente da coerência, fator preponderante do equilíbrio emocional. A falta de coerência, tão comum entre as pessoas, é terrivelmente decepcionante para quem resolve SER SINCERO CONSIGO MESMO.

O que norteia a relação do Leão com o TRABALHO? O trabalho deixou de ser jugo e é libertador quando assumido como a nossa missão no serviço à comunidade. O tipo de trabalho depende do momento ou da profissão, mas a sua qualidade depende das convicções e competências. Quem tem FÉ NOS MÉTIDOS DA PROFISSÃO não transgride com a mediocridade e a EXCELÊNCIA DOS SERVIÇOS é questão de honra. As convicções impedem que a competência esteja a serviço do lucro e AFASTAM HIPÓTESES DE AÇÕES DUVIDOSAS OU VANTAGENS INJUSTAS.

Quais nossas relações com o OUTRO?   Quatro elementos fundamentam a relação com o outro: a lealdade, a amizade, o elogio e a ajuda. A lealdade supõe a verdade e a honestidade, condições para o entendimento. O compromisso com a lealdade é de tal natureza que, em CASO DE DÚVIDA, o Leão deve DECIDIR CONTRA SI MESMO. Num momento em que o interesse regula as relações, DECIDIR CONTRA SI MESMO parece um contrassenso e, num mundo pontilhado pela infidelidade, a lealdade beira a insensatez. Se é assim, bem-aventurados são aqueles que não temem o sinal da contradição. Além do entendimento, situa-se a amizade. Para o Leão, A AMIZADE É UM FIM E NÃO UM MEIO. Não podemos usar o outro ou a sua amizade. Contentamo-nos em SER AMIGO. Isto basta e é extremamente gratificante. Gratifica-se a atitude de ser amigo, NÃO NASCENDO A AMIZADE DA TROCA DE FAVORES, mas de laços fortes, estabelecidos a nível de sentimentos, princípios e objetivos. O elogio nasce do reconhecimento e é profundamente estimulante. Quem não precisa de estímulos? A crítica indispõe, o elogio atrai e comove. A resposta à crítica pode ser a radicalização; o elogio gera agradecimento e conduz a mudanças. A AJUDA AO PRÓXIMO e dever e não caridade. Não se entende ajuda como simples tentativa de mitigar a carência. AJUDAR AO PRÓXIMO é um mandato, um compromisso decorrente da função social e dos dons que recebemos. Nem todos têm o mesmo potencial. As mesmas habilidades e isto não sugere injustiças. A diversidade seria injusta se os dons fossem do indivíduo e não da comunidade. A ajuda supre e complementa, estendendo a todos os benefícios dos mesmos dons. Injusto é o sistema que faz prevalecer os interesses de uns sobre os direitos dos outros.

Por fim, qual o nosso relacionamento com a PÁTRIA? A lealdade à Pátria implica em fidelidade no cumprimento dos DEVERES DOS CIDADÃOS. O exercício da cidadania não está vinculado a momentos; acontece na vida à medida em que dedicamos, desinteressadamente, À NOSSA LOCALIDADE, AO NOSSO ESTADO E AO NOSSO PAÍS, NOSSO TEMPO, NOSSO TRABALHO E NOSSOS RECURSOS. O exercício da cidadania, assim entendido, favorece nossa intenção, de forma consciente e coerente, no processo de construção das pessoas e da sociedade.

 

APLICAÇÃO DA VERBA DA COTA INTERNACIONAL:

Temos notado que muitos Companheiros Leão, Companheiras Leão e Domadoras, especialmente os que ingressaram no movimento mais recentemente, ainda têm algumas dúvidas a respeito da destinação do dinheiro que recolhemos a título de cota internacional. Alguns pensam que o dinheiro vai para os Estados Unidos e lá eles dão a destinação que bem entender. Não é bem assim! Vamos tentar esclarecer!

Todo associado do Clube recolhe para a Associação Internacional de Lions Clubes, anualmente, uma cota de U$43,00 (quarenta e três dólares), divididas em duas parcelas semestrais de U$21,50 (vinte e um dólares e cinquenta cents), mas convertidos em reais pelos Tesoureiros dos Clubes e depositados conforme orientação em poder das Diretorias.

Há quase dez anos atrás, e mais precisamente no dia 22 de março de 2011, procuramos esclarecimentos a respeito. E fomos informados pelo então Gerente do Departamento Ibero-Americano da sede internacional que, de acordo com auditoria de Lions Internacional, os recursos que recolhemos a título de cota internacional tem a seguinte distribuição:

- Convenção Internacional: 15% do montante;

- Revista Lion: 16% do montante;

- Seguros: 1% do montante.

- Despesas de Governadoria e Governadores eleitos: 14% do montante;

- Dirigentes Internacionais e Diretores Internacionais: 6% do montante;

- Programas de apoio a Clubes e Distritos: 37% do montante;

- Sede internacional: 10% do montante;

- Perdas por cotas não pagas: 1% do montante.

Não pretendemos, neste capítulo da carta, entrar no mérito da distribuição do montante arrecadado por Lions Internacional. Entretanto, para colaborar com os nossos associados que ingressaram mais recentemente no movimento, vamos tentar, de forma geral, tecer algumas modestas considerações sobre a destinação e aplicação da verba arrecadada a título de cota internacional.

01. A Associação precisa de um Estatuto e Regulamentos que norteiam sua própria orientação aos Clubes a ela afiliados. Necessita, igualmente, da manutenção de um sistema com poderes para alterar ou emendar referidos diplomas legais. Esses poderes cabem, por direito, aos Delegados presentes à Convenção Internacional. É nessa convenção que são eleitos os dirigentes da nossa entidade. É um fórum onde os Delegados podem e devem expressar suas opiniões. Além das suas funções legislativas e efetivas, a convenção tem grande valor como fonte de inspiração e informações para os Clubes de todo mundo.

02. A revista The Lion é uma publicação internacional dedicada a pessoas imbuídas pelo mesmo espírito humanitário e desejosas de servir ao próximo. A grande finalidade dessa publicação é divulgar os acontecimentos e as atividades de maior relevo dos Lions Clubes, dos dirigentes e diretores internacionais, bem como sobre as atividades dos Delegados durante as convenções. É, na realidade, um resumo geral de notícias e acontecimentos relacionados com o movimento leonístico.

03. Parte da cota internacional custeia transportes e outras despesas com o comparecimento dos Governadores e Vice-Governadores eleitos às Convenções Internacionais e dos Distritos Múltiplos, bem como aos seminários executivos que as precedem.

04. A cota cobre também gastos de escritório e despesas com viagens dos Governadores. Deseja-se que os Governadores de Distrito façam visitas oficiais a todos seus Clubes subordinados durante a gestão. Deseja-se, também, que mantenham outros contatos com os Clubes do Distrito, e isso acarreta, naturalmente, grandes gastos para a Associação. Os Governadores têm parte das suas despesas ressarcidas por Lions Internacional, inclusive as reuniões do Conselho de Governadores dos Distritos Múltiplos.

05. Durante sua gestão, o Presidente Internacional recebe centenas de pedidos de Clubes e Distritos do mundo todo, solicitando para que ele os visite. Ele dedica todo o ano para a Associação, assistindo reuniões da Diretoria Internacional, reuniões da Diretoria Executiva, diversas Convenções Nacionais ao redor do mundo, sem receber qualquer recompensa financeira. Como seus gastos com viagens, escritório e outros itens são consideráveis, as Convenções decidiram que a Associação deveria reembolsá-lo. Isso se aplica também aos Dirigentes, Diretores Internacionais, Ex-Presidentes Internacionais e outros dirigentes quando convidados.

06.Despesas de representação da sede internacional, com o escritório de Oak Brook, inclusive material permanente e de consumo, contratação de pessoas altamente especializadas e conhecedoras da estrutura e funcionamento dos Clubes. Manutenção de órgãos auxiliares, como é o caso do nosso escritório de São Paulo.

07. O mundo leonístico, instalado em 214 países e regiões geográficas, contabiliza quase 50.000 Clubes e cerca de 1.400.000 associados. As despesas da Associação, para suprir suas necessidades neste setor, abrange a manutenção de uma equipe especializada nos idiomas oficiais, administração, promoção de pesquisas, promoção de líderes e elaboração de material que são distribuídos aos Clubes e Governadores de Distrito.

08.A Associação tem programas especiais para os Clubes. Esta área abrange despesas com funcionários, impressos, porte e prêmios leonísticos usados na promoção e administração de programas oficiais, tais como aumento de associados, prêmios para associados, planejamento e desenvolvimento de atividades internacionais, Leo Clubes e outras atividades juvenis, inclusive a preparação de filmes e anúncios gravados para emissoras de rádio e televisão.

09. Parte da verba é destinada a publicações, materiais e seguros para Clubes e Distritos. Destina-se à impressão e distribuição do matérial impresso para cerca de 180.000 novos associados (média anual), a cerca de 400.000 presidentes de Comissões, a certa de 250.000 novos dirigentes e diretores de Clubes, além de cartões de associados e anuários de Clubes. Incluem-se neste item as despesas com porte e despacho doso materiais.

10. Quando os Governadores efetuam despesas com transporte, hospedagem, alimentação, publicações, telefonemas, portes, funcionários e outras pertinentes ao cargo, a Associação Internacional reembolsa essas despesas dentro de determinados critérios e limites. Os documentos desses pagamentos são minuciosamente examinados por um grupo de auditores nos idiomas correspondentes, que analisam também as despesas de conversão com as diversas moedas do mundo.

11. A Associação mantém um Serviço Jurídico que é constantemente acionado.

12.Toda organização necessita de uma coordenação central. No caso da nossa Associação é indispensável a manutenção de um escritório (em Oak Brook, Chigado, Illinois, nos Estados Unidos) para coordenar as atividades do Presidente Internacional e demais dirigentes da Diretoria Internacional, dos Governadores de Distrito, dos Clubes e dos associados. A manutenção do escritório exige um orçamento para conservação do edifício sede e operações administrativas como contabilidade, faturamento, cobranças, compras, serviço de arquivo, processamento de dados, centro de correspondências e muitas outras atividades pertinentes ao seu bom funcionamento.

Esperamos ter colaborado para, pelo menos, clarear um pouco o importante assunto que ainda causa tantas dúvidas entre nossos dirigentes de Clubes e seus associados.

 

ADMINISTRAÇÃO LEONÍSTICA:

 

Ainda existem algumas questões da administração leonistica que causem certas dúvidas a alguns dirigentes e associados do nosso movimento. Vamos procurar, modestamente, responder algumas delas:

Questão: como se compõe a Diretoria Internacional?

Resposta: Atualmente ela é composta do Presidente, 1.ª Vice-Presidente, 2.º Vioe-Presidente, 3.º Vice-Presidente e 34 Diretores Internacionais, eleitos anualmente na Convenção Internacional. Os Diretores têm mandato de dois anos, sendo eleitos 17 a cada ano. O Ex-Presidente Internacional integra a Diretoria automaticamente, não sendo eleito.

Questão: qual foi a primeira Diretoria de Lions Internacional?

Resposta: Eleita durante a 1.ª Convenção Internacional realizada em Dallas, Texas, Estados Unidos, em 10 de outubro de 1917. Foi constituída por: Presidente, William P. Woods; 1.º Vice-Presidente, L; H. Lewis; 2.º Vice-Presidente, E. N. Kaercher; 3.º Vice-Presidente, M. Marry Mayers; Secretário Tesoureiro, Melvin Jones; Diretores por 3 anos, R. A. Kleinschmidt e L. L. MacRae; Diretores por 2 anos, H. F. Endsley e Roger E. Wheekes; Diretores por 1 ano: A. V. Devenport e Charles J. Kirk.

Questão: quando foi aprovada a atual estrutura do Leonísmo no Brasil?

Resposta: Pela resolução n.º 164-1997/1998 do CNG-Conselho Nacional de Governadores, aprovada durante a 45.ª Convenção Nacional. O então Distrito Múltiplo L (que abrangia todo o Brasil) foi dividido nos atuais Distritos Múltiplos LA, LB. LC e LD.

Questão: por que os Presidentes e demais diretores de um Lions Clube são convidados e não convocados para as reuniões do Comitê do Gabinete Distrital?

Resposta: As reuniões do Comitê do Gabinete Distrital são exclusivas e obrigatórias dos seus Membros Deliberativos (Governador, Ex-Governador Imediato, Vices-Governadores, Secretário e Tesoureiro do Distrito, Presidente do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, Presidentes de Região e Divisão) e tratam da administração do Distrito como um todo. Os membros Conselheiros, Assessores e as diretorias dos Clubes são convidadas para assistir às reuniões.

Questão: o que são as reuniões do Conselho Consultivo do Governador?

Resposta: São reuniões dirigidas pelo Presidente da Divisão, exclusivas e obrigatórias para os membros deliberativos dos Clubes (Presidente, Secretário, Tesoureiro, Diretor de Associados, Diretor Social e Diretores de GLT, GMT e GST), que tratam da administração das Divisões e constituem um dos três órgãos administrativo do Distrito. Faz parte da sua agenda a avaliação dos Clubes sob vários aspectos: debater ideias sobre programas, atividades, levantamento de fundos, assuntos sobre associados, entre outros e, eventualmente, pode ser convidado um palestrante para apresentação de um tema leonístico. Os demais associados do Clube podem e devem ser convidados para as reuniões.

Questão: quem substitui o Presidente da Divisão em um Comitê Consultivo?

Resposta: Somente o Governador do Distrito pode substituir o Presidente em uma reunião do Conselho Consultivo do Governador.

Questão: quais os documentos que os Presidentes de Região e Divisão devem portar sempre:

Resposta: Esses dirigentes, em decorrência da função e importância do cargo, estão sempre sujeitos a consultas sobre aspectos relacionados com o leonismo. Muito ajudará que, nas reuniões que participarem, tenham sempre consigo alguns documentos básicos: Estatuto do Distrito, Regimento de Convenções, Regulamento do Distrito (esses dois últimos estão desatualizados), Invocação a Deus, Oração Final, Regulamento do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, roteiro para posse de novos associados, currículo pessoal, entre outros.

Questão: pode ser apresentada uma proposta (moção) durante as reuniões do Conselho Consultivo do Governador?

Resposta: Sim! Qualquer Clube da Divisão pode apresentar uma moção que, se aprovada no Conselho Consultivo do Governador, é considerada como proposto conjunta dos Clubes pertencentes à Divisão, e será encaminhada pelo Presidente da Divisão diretamente para a comissão competente da Convenção Distrital.

Questão: pode haver fusão de Distritos?

Resposta: Sim! Ainda em época não muito distante (no ano leonístico 2003/2004) houve a fusão dos então Distritos LC-7, LC-9 e LC-10 (do Estado de Minas Gerais), originando o Distrito LC-12 a partir do ano leonístico 2004/2005.

Questão: no caso de um Clube fundado no mês de maio, por exemplo, como proceder para a eleição da Diretoria do ano leonístico seguinte, que tem início no dia 01 de junho?

Resposta: A duração do mandato de uma Diretoria de Clube tem início em 01 de julho e termina em 30 de junho. A partir de 01 de julho deverá tomar posse a nova Diretoria. Independentemente do tempo que a anterior tenha atuado. No caso de um Clube fundado no mês de maio, ou abril, ou junho, o dirigente da solenidade de fundação do Clube poderá declarar a Diretoria empossada para o ano leonístico em curso e para o ano seguinte.

Esperamos ter colaborado para sanar eventuais dúvidas sobre as questões acima.

 

 

CRÔNICA DA 2.ª REUNIÃO DO COMITÊ DO GABINETE DISTRITAL:

Os raios solares iluminavam aquela manhã domingueira de 22 de novembro, enquanto os pássaros silvestres soltavam seus cantos matinais. Tudo isso serviu para emoldurar aquele recanto rural bucólico e acolhedor escolhido pelo DG MJF Antonio Paulo Caliento para realização da 2.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital.

O evento, a exemplo da reunião anterior, foi realizado virtualmente face ao surto pandêmico que estamos vivenciando. A convocação com a ordem do dia foi expedida com a antecedência regulamentar. A sala da reunião foi aberta às 09:30 horas, com a utilização de excelente técnica de visualização.

A abertura da reunião e formação da mesa dirigente foram procedidas pelo ponderado PDG Manoel.   O DG Caliento iniciou os trabalhos observando rigorosamente os ritos protocolares. A Invocação a Deus foi proferida pelo PDG Andriani. Houve a execução do Hino Nacional, cujos acordes os presentes ouviram em pé. A saudação ao Pavilhão Nacional foi feita pelo tranquilo PDG Sérgio, que nos proporcionou um monólogo de elevado valor cívico. Face à ausência do Assessor da Mútua Leonística que, por problemas técnicos, não conseguiu se conectar com a reunião, o DG Caliento anunciou respeitosamente os associados que nos deixaram no período e solicitou que todos guardassem um minuto de silêncio em razão das suas partidas para um novo plano. Ainda no campo das suas mensagens iniciais, o Governador discorreu sobre as dificuldades encontradas neste primeiro semestre em consequência da pandemia, mas asseverou que, com a graça de Deus, estamos conseguindo colher frutos sadios e compensadores. Elogiou o participação dos Clubes do Distrito, cujos dirigentes têm dado tudo de si para superar as dificuldades e continuar executando suas atividades com galhardia e garra leonística. Discorreu sobre suas metas e a esperança de conseguir alcança-las. Comentou sobre as visitas que já realizou junto a alguns Clubes, que foram realizadas mesmo diante das situações impostas. Alertou sobre a necessidade que os Clubes têm em analisar o lançamento de candidatos ao cargo de 2.º Vice-Governador do Distrito para a eleição que ocorrerá na próxima Convenção Distrital.

Prosseguindo, e dentro daquilo que foi estabelecido pela ordem do dia, o DG Caliento concedeu a palavra aos seus auxiliares diretos. O PDG Andriani, Secretario, prestou esclarecimentos sobre as Cartas Mensais que estão sendo editadas, sobre as dúvidas existentes com relação ao protocolo a ser observado durante a visita do casal Governador e, encerrando, elucidou as divergências que estão ocorrendo com relação à marcação das visitas do casal Governador aos Clubes. O PDG Bazan, Tesoureiro, apresentou o balancete do primeiro trimestre do ano leonístico, bem como o parecer elaborado pela Comissão de Finanças, que, colocado em discussão, foi aprovado por unanimidade. O PDG Lauro, Presidente do Conselho de Ex-Governadores, também deixou de se manifestar em virtudes de problemas técnicos na conexão com a reunião. O PCC Bittar, sempre elegante, cumprimentou o Governador por estar conseguindo alcançar os objetivos a que se propôs mesmo diante da pandemia. Falou sobre suas funções e demonstrou tristeza face à nossa situação perante LCIF, pois, há muito tempo, continuamos recebendo mais do que doamos. O DG Caliento abriu a palavra para os demais PDGs participantes da reunião mas nenhum deles se manifestou.

Na sequência, o Governador concedeu a palavra para manifestação dos seus demais Coordenadores, Assessores e também para cada um dos representantes das várias áreas da configuração administrativa do Distrito, previamente designados. Foram ouvidos e se manifestaram os 1VGD Glauber Gomes da Silva, 2VGD Roberto Luiz de Freitas, MJF José Antonio Rossato (Assessor do Concurso de Eficiência), CaL Rosiane Aparecida da Silva Eleodoro Lagassi (Coordenadora do Concurso do Cartaz sobre a Pax), MJF Antonio Mauro Alves (Coordenador do Meio Ambiente), CL Acácio Alves Taveira Júnior (representando os Presidentes de Região), CL Márcio Roberto Kimura (representando os Presidentes de Divisão), CL Antenor Luiz Borges (representando os Assessores Distritais), CL Jocelir Nunes de Oliveira (representando os Presidentes de Clubes) e CLeo Vitor Sanches de Souza (Presidente do Distrito Leo). Todos, indistintamente, além das falas atinentes às suas áreas, elogiaram o DG Caliento pela forma equilibrada com que vem administrando nossa unidade distrital, e demonstraram inquebrantável amor pelo movimento leonístico.

Antes da palavra do Orador Oficial, o sempre ponderado PDG Duba leu o valioso currículo do PC PMJF Eduardo Jacob, Presidente do Distrito Múltiplo LC. O PC Jacob, com a palavra mansa que lhe é peculiar, iniciou sua manifestação fazendo uma longa e emocionada saudação aos dirigentes presentes. Mencionou e agradeceu o apoio que vem recebendo do Distrito LC-6. Falou sobre suas metas a médio e longo prazo. Comentou sobre a posição do DMLC no cenário leonístico brasileiro, onde ocupa e sempre ocupou uma posição de destaque. Afirmou que pandemia não é sinal de paralisia e exortou os presentes para que deem seguimento às suas atividades. Falou muito sobre simplicidade, uma palavra forte que, quando devidamente assimilada, nos remete ao último grau de sofisticação. Encerrou com emocionadas palavras de agradecimento.

Após a fala do Orador Oficial, o DG Caliento apresentou seus agradecimentos pelas palavras e carinho que ele demonstrou para com o LC-6. Ao depois, o DG Caliento dirigiu-se aos participantes e agradeceu pela atenção que todos dispensaram para com esta nossa reunião. E solicitou que o tranquilo PDG Manoel proferisse a Oração pelo Brasil. E, solicitando uma salva de palmas ao Pavilhão, o Governador deu por encerrada as atividades.

O PDG Andriani, Secretário do Distrito, condensou nesta crônica tudo aquilo que foi exposto na ata da 2.ª reunião do Comitê do Gabinete Distrital do ano leonístico 2020/2021,c cuja íntegra foi encaminhada para conhecimento e apreciação de todos os dirigentes distritais no último mês de dezembro.

 

 

A AGENDA DE VISITAS DO CASAL GOVERNADOR AOS CLUBES DO DISTRITO:

O casal Governador do Distrito já visitou oficialmente 06 Clubes:

 - Lions Clube de São Sebastião do Paraíso

- Lions Clube de Novo Horizonte

 - Lions Clube de Nhandeara-Aliança

 - Lions Clube de Poloni

 - Lions Clube de São Joaquim da Barra

 - Lions Clube de Votuporanga

Outros 33 Clubes do Distrito já agendaram a visita oficialmente:

01 – 09/02/2021 – Lions Clube de Brodowski

02 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca

03 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Sobral

04 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Imperador

05 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Inovação

06 – 12/02/2021 – Lions Clube de Franca-Cidade Nova

07 – 12/02/2021 – Lions Clube de Pedregulho-Usina de Estreito

08 – 13/02/2021 – Lions Clube de Altinópolis

09 – 23/02/2021 – Lions Clube de Sertãozinho

10 – 23/02/2021 – Lions Clube de Sertãozinho-Centenário

11 – 24/02/2021 – Lions Clube de Votuporanga-Brisas Suaves

12 – 26/02/2021 – Lions Clube de Miguelópolis

13 – 02/03/2021 – Lions Clube de Passos

14 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto

15 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Ipiranga

16 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Campos Elíseos

17 – 12/03/2021 – Lions Clube de Ribeirão Preto-Jardim Paulista

18 – 16/03/2021 – Lions Clube de Monte Azul Paulista

19 – 18/03/2021 – Lions Clube de Auriflama

20 – 19/03/2021 – Lions Clube de Palmeira D’Oeste

21 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra

22 – 20/03/2021 – Lions Clube de Guaíra-Águas Correntes

23 – 25/03/2021 – Lions Clube de Potirendaba

24 – 26/03/2021 – Lions Clube de Cravinhos

25 – 03/04/2021 – Lions Clube de Orlândia

26 – 09/04/2021 – Lions Clube de Jaboticabal

27 – 10/04/2021 – Lions Clube de Taquaritinga

28 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis

29 – 14/04/2021 – Lions Clube de Fernandópolis-Cidade Progresso

30 – 15/04/2021 – Lions Clube de Nhandeara

31 – 17/04/2021 – Lions Clube de Barretos

32 – 20/04/2021 – Lions Clube de Ituverava

33 – 22/04/2021 – Lions Clube de Igarapava

 

Os demais 27 Clubes do Distrito não agendaram visita do casal Governador.

Devemos registrar que, além das visitas oficiais aos Clubes, o casal Governador tem ainda uma série de agendamentos que são de sua atribuição (reuniões do Conselho de Ex-Governadores do Distrito, do Comitê do Gabinete Distrital, do Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LC, da Convenção Distrital, entre outras). A agenda completa do casal Governador está sempre publicada e atualizada no site oficial do Distrito LC-6 (www.distritolc6.com.br).

 

LUTO NO DISTRITO LC-6:

 

 Registramos, com profundo pesar, o falecimento da MJF Denise da Silva Rodrigues, editora da Revista Lion Brasil Sudeste, pertencente ao Lions Clube de Santa Fé do Sul-Estância Turística, ocorrido em 08 de dezembro de 2020.

O Governador do Distrito LC-6, DG MJF Antonio Paulo Caliento, face a esses lamentável passamento, editou a Resoluções n.º 26-2020/2021, decretando luto oficial de três dias no território distrital.

            

QUAL O SEU QI EM LEONISMO?

01. O programa Lions Quest da Associação Internacional, que a partir de agora vem ganhando uma grande conotação e um grande incentivo, foi implantado a partir do ano de:

a) 1979; b) 1981; c) 1985.

02. O programa Lioness Clubs foi oficialmente organizado no ano de:

a) 1959; b) 1957; c) 1975; d) 1981.

E um relacionamento entre um Lioness e um Lions Clube pode ser melhor descrito da seguinte forma:

a) apoio criativo; b) social; c) preparação e fornecimento de materiais.

03.O número de associadas Lioness, em todo mundo, atinge aproximadamente: a) cerca de 120.000; b) cerca de 150.000; c) cerca de 210.000; d) cerca de 300.000.

04.Pode um Lioness Clube patrocinar um Leo Clube?

05.O livro “Leão Sabido”, que aborda perguntas e respostas sobre o leonismo, é considerado a bíblia dos Leões brasileiros. Sua primeira edição data de 1963 e. até hoje, já ganhou dezenas de edições. A notável obra é de autoria do festejado Diretor Internacional 1965/1967 ____________________________.

06.O leonismo foi estabelecido no Brasil em:

a) 16/04/1952; b) 21/10/1957; c) 18/04/1961.

E isso ocorreu com a fundação do Lions Clube do _____________.

 

(respostas no final desta Carta Mensal)

 

ALGUNS “PITACOS” LEONÍSTICOS:

01. Existem no Brasil quatro Distritos Múltiplos (DMLA, DMLB, DMLC e DMLD). Um Distrito Múltiplo é composto de dois ou mais Subdistritos.  

02.Para funcionamento, de acordo com as normas internacionais, um Distrito precisa contar com um mínimo de 35 Clubes e 1.250 associados.

03.AGDL é a Associação dos Ex-Governadores do Distrito Múltiplo.

04.O antigo CNG-Conselho Nacional de Governadores, através de resolução aprovada oficialmente em Convenção Nacional (que até hoje não foi editada ou revogada e, portanto, encontra-se em vigor), determinou que, ao final das assembleias leonisticas, realizadas em recintos fechados, devem ser encerradas com uma salva de palmas ao Pavilhão Nacional.

 

CLUBES DO DISTRITO LC-6 FUNDADOS EM JANEIRO:

Dia 14 – Matão

Dia 25 – Guará

 

CALENDÁRIO LEONÍSTICO DE JANEIRO:

 - Mês dos Fundadores

 - Mês da Reafirmação Leonística

- Dia 13 – Nascimento de Melvin Jones (13/01/1897)

  

CALENDÁRIO CÍVICO DE JANEIRO:

 Dia 01 – Fraternidade Universal.

 Dia 07 – Instituição do Governo Geral do Brasil (1549).

Dia 09 – “Dia do Fico” (1822).

Dia 24 – Promulgação da Constituição de 1967.

Dia 25 – Fundação da cidade de São Paulo (1554).

Dia 26 – Criação dos Correios no Brasil (1663).

Dia 28 – Abertura dos portos brasileiros às nações amigas (1808).

 

01 DE JANEIRO – FRATERNIDADE UNIVERSAL:

O dia 1.º de janeiro foi escolhido para a confraternização dos povos. É comemorado em quase todas as partes do mundo.

Há alguns povos que contam os anos a partir de datas diferentes. Foi feliz a escolha desse dia para se comemorar a Fraternidade Universal. Primeiro de janeiro é, indubitavelmente, o dia em que as esperanças se renovam, e todos esperam que o ano novo lhes traga a realização de desejos e também felizes acontecimentos.

Ao romper o primeiro dia do ano novo os familiares e amigos formulam uns aos outros votos de felicidade. E como, na verdade, o mundo não passa de uma grande e enorme família, nada mais louvável do que os povos se confraternizarem.

Vivendo no mesmo planeta, é como se ele fosse a nossa casa. Principalmente hoje, em que os meios de comunicação nos transmitem prontamente o que ocorre em todos os pontos da Terra, não podemos estar alheios aos problemas dos nossos irmãos, sabendo que os seus anseios e sentimentos são iguais aos nossos.

O dia da Confraternização Universal é uma sugestão para que as pessoas se esforcem a fim de que o mundo do futuro seja cada vez melhor, onde os povos se entendam e se respeitem. Um mundo no qual as guerras tenham sido banidas e onde a paz se torne um bem comum. Somente quando assim for é que a humanidade poderá ter certeza de haver conseguido atingir o seu objetivo máximo.

 

09 DE JANEIRO – DIA DO FICO:

O nove de janeiro de 1822 significa um acontecimento marcante para o Brasil.

Este acontecimento ficou conhecido como o “Dia do Fico”, e representa um dos capítulos de maior significação da nossa história. A corte portuguesa desejava e recolonização do Brasil, pois percebia que cada vez se tornava mais forte o sentimento nativista. E esse sentimento representava o rompimento latente dos laços que nos prendiam aos colonizadores.

Dom Pedro I deixava-se envolver de modo crescente pelos interesses do povo, e isso, naturalmente, atemorizava Lisboa. A corte portuguesa resolveu, em resolução, convocar o imediato retorno do príncipe a Portugal. Dom Pedro ficou entre duas forças que solicitavam sua presença: de um lado, a corte lusitana; de outro, o povo brasileiro. O príncipe preferi ficar ao lado do povo brasileiro. “Como é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto: diga ao povo que fico”. Era o reconhecimento da vontade popular. Já se podia considerar realmente a existência de um povo constituído, com interesses políticos próprios.

A determinação de Dom Pedro significava um grande passo para que a independência fosse logo alcançada. Relembrar o “Dia do Fico” é reviver uma das fases mais emocionantes da história do Brasil. Ocasião em que o povo sentia prestes a concretizar-se o desejo de liberdade, anelado e defendido por tantos e tantos anos.

 

 

25 DE JANEIRO – FUNDAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO:

A 25 de janeiro de 1554 Anchieta fundava São Paulo, que viria a ser a maior cidade do Brasil. E a cidade nasceu sob o signo da cultura. A fundação de São Paulo foi maravilhosa. Não nasceu de uma praça de guerra nem de um núcleo de mineração. Nasceu de um colégio. Nasceu de uma escola que iria lançar os rudimentos da cultura entre o gentio. E São Paulo não desvirtuou o idealismo de Anchieta. Sua escola, humilde mas corajosa, frágil mas idealista, multiplicou-se através dos séculos em muitos estabelecimentos de ensino, que deram a São Paulo o cunho de grande centro educativo e cultural. E isso não ocorre somente nos dias de hoje. No passado já era grande a procura por escolas paulistanas por brasileiros de outras regiões, e não foram poucas as personalidades que aqui vieram estudar.

A par do seu desenvolvimento cultural, São Paulo ostenta o desenvolvimento de outros setores, como o industrial. Avenidas, viadutos, prédios arrojados compõem a dinâmica paisagem de São Paulo de hoje, onde milhões de pessoas vivem e trabalham numa colaboração importante com o progresso do Brasil.

A semente plantada por Anchieta foi boa e germinou. E 25 de janeiro evoca a lembrança da humildade do nascimento da cidade, porém já pré-determinada a grandiosidade pela fé e idealismo do padre José de Anchieta, que fazia do amor a sua bandeira de luta,

 

ATENDIMENTO DA CASA DO DIABÉTICO DE FRANCA:

O PFG MJF Alcides Viotto, Presidente da Casa do Diabético de Franca, nos forneceu o seguinte relatório das atividades da entidade durante o mês de novembro de 2020 (o relatório de dezembro ainda não estava concluído até o fechamento desta edição):

Atendimentos individuais:

- Médicos: 717

- Enfermaria: 76

- Técnicas de enfermagem: 502

- Assistência social: 62

- Psicologia; 29

 

Atendimento oftalmológico:

- Médicos: 1109

- Técnica de enfermagem: 701

 

            A Casa do Diabético de Franca realiza todos os atendimentos sem qualquer custo para os usurários, numa demonstração do elevado espírito leonístico da entidade.

 

HOSPITAL DE OLHOS LIONS DE TAQUARITINGA:

 

Para conhecimento do Distrito, o MJF João Donizetti Furtado, presidente do Hospital de Olhos Lions de Taquaritinga, nos forneceu o relatório de atividades daquela entidade durante o mês de novembro de 2020 (dezembro não foi fechado até o dia de hoje):

 - Tratamento clínico: medicamentos glaucoma = 234

- Procedimentos clínicos: consultas e administração de medicamentos = 1.567

- Procedimentos diagnósticos: exames = 2.909

- Procedimentos cirúrgicos: cirurgias = 211

- Total de atendimentos = 4.921

 

CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DE JANEIRO:

Aos aniversariantes de janeiro muita harmonia, saúde e paz. Parabéns e felicidades! Que Jesus abençoe cada um de vocês e seja Guia de todos. Saibam que sua amizade é muito importante para todos nós, e que Deus permita que essa amizade perdure por longos anos.

Um ano inteiro se passa e, quando damos conta, estamos ficando mais velhos. O mais comum e esperado é se comemorar com a família e com os amigos. Se o ano que passou foi bom, comemore todas as conquistas; se não foi muito favorável, comemore pelo próximo ano de vida que está começando.

O aniversário é mais um estágio no desenvolvimento e ocasião propícia para uma introspecção. Precisamos sempre perguntar a nós mesmos qual a distância dos atos que praticamos ou daqueles que ainda podemos praticar e adicionar.

Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé! A todos vocês, aniversariantes de janeiro, que relacionamos abaixo, os cumprimentos e o carinho do DG MJF Antonio Paulo Caliento e toda sua equipe.

 

NASCIMENTO NOME CLUBE
1/1 ANA CAROLINA DOS SANTOS FERNANDOPOLIS
1/1 ANDERSON DA SILVA GOMES FRANCA CIDADE NOVA
1/1 CEZARIO FERNANDES TOROS SAO JOSE DO RIO PRETO
1/1 CLÉO JOSÉ BORGES IVO AURIFLAMA
1/1 EDIR POPO MAIA PONTAL
1/1 FERNANDO FLORIANO NETO SAO JOSE DO RIO PRETO
1/1 IEDA ALVES DA SILVA BRODOWSKI
1/1 MARCELO APARECIDO VELINE OUROESTE
1/1 MARCUS GIULIANO BEDIM JABOTICABAL
1/1 MARIA TEREZA M. ARIOLLI PRANDINI TAQUARITINGA
1/1 OSVALDO CARLOS CASANOVA GUARIBA
1/1 PETERSON PEDRO DA SILVA FERNANDOPOLIS
1/1 SILEIDE CRISPILIO BOSCO PALMEIRA D'OESTE
1/1 TEREZINHA APARECIDA PANTONI ALEM RIBEIRAO PRETO
1/1 WORNEY GUASTI FRANCA
2/1 ANGELA APARECIDA P ZUCARELLI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
2/1 DORIVAL M DE ANDRADE JABOTICABAL
2/1 MARIA APARECIDA CARMO MENEZES ICEM
2/1 MARLY CORREA LEITE LOUZADA GUARIBA
2/1 OSVALDO PEREIRA CAPRONI VOTUPORANGA BRISAS SUAVES
2/1 ROSA APARECIDA PEREIRA ROMERO VOTUPORANGA
2/1 ROSANGELA ZOCCHI CATANDUVA
2/1 SERGIO BIANQUI DA COSTA MIGUELOPOLIS
2/1 URBANO GABRIEL MOREIRA INDIAPORA
3/1 DOUGLAS TOLENTINO SACRAMENTO VOTUPORANGA
3/1 EDEVARDE LUIZ MARANGONI CATANDUVA
3/1 GUILHERME BARTOLOMEU ADAMI BRODOWSKI
3/1 LUCIANA GUIMARAES DEZEM SAO JOAQUIM DA BARRA
3/1 MARCELO TORRES RIBEIRO OUROESTE
3/1 VALDIR JOSE DE SOUZA MATAO
4/1 FELISCINDRA MILARE DOS SANTOS MAS NHANDEARA
4/1 JANUARIA LUIZ ARANTES INDIAPORA
5/1 ELIDIO YUQUITOCHI OKANO CRAVINHOS
5/1 JOAO BATISTA FERREIRA GUAIRA
5/1 JOSE CLAUDIO BRANCO RIBEIRAO PRETO JARDIM PAULISTA
5/1 JOSE LUIS SUAREZ PUGNOLI BRODOWSKI
5/1 MARCIA APARECIDA GALO FOSTER FRANCA DO IMPERADOR
5/1 ROSELI APARECIDA BECARI DA SILVA ICEM
6/1 ALESSANDRA AFONSO XAVIER PONTAL
6/1 JULIANA BARCHELLI PINHEIRO LOURENÇO CRAVINHOS
6/1 MARIA APARECIDA R. GAIOFATTO RIBEIRAO PRETO
6/1 NIOBI MARIA NEGRÃO VIOTTO FRANCA
6/1 SHEILA NEGREIROS TASINAFO IPUA
7/1 ERICSON ESTEFANIO OLIVEIRA OUROESTE
7/1 JOSIANI BAGATINI GOMES GUAIRA AGUAS CORRENTES
7/1 MARIA IRENE BARBOZA STAFUZZA JALES
7/1 ROGÉRIO MOREIRA DA SILVA AURIFLAMA
7/1 VANER SILVEIRA BARRETOS
8/1 MARIA ELIZABETE JIMENES DE CAMPOS CATANDUVA
8/1 NELSON BREDARIOLI DUMONT
8/1 THEREZINHA THEODORO DE SOUZA MIRASSOL
9/1 MARCY DE CASSIA JOVENASSO TROVO MATAO
9/1 MARIA DE LOURDES MARTUCCI JABOTICABAL
10/1 ANNELISE CARLA CAMPLESI DOS SANTOS JABOTICABAL
10/1 EDSON PERONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
10/1 JOAO PEREIRA CURADO JUNIOR SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
10/1 NELSON AGOSTINHO BRODOWSKI
10/1 SONIA MARIA ALEXANDRE AROSTI AURIFLAMA
11/1 APARECICA MASTROGIACOMO CONSTANTINO DUMONT
12/1 ADELAIDE AMARAL SPINELLI TAQUARITINGA
12/1 ALCIR VICENTE DE MELO OUROESTE
12/1 ANEZIA FRANCISCA TEIXEIRA ALOTA NHANDEARA
12/1 DEBORAH MIRANDA B FALLEIROS ITUVERAVA
12/1 ETORE JOSE BARONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
12/1 JOSE ALVES VAZ MATAO
12/1 JOSE AUGUSTO DA SILVA LIMA ALTINOPOLIS
13/1 ADRIANO MIGANI TEIXIEIRA FRANCA CIDADE NOVA
13/1 FERNANDO DE ALMEIDA LYRA FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
13/1 JULIANA NETTO SILVA COLLI PASSOS
13/1 WALDOMIRO LOJUDICE FILHO AURIFLAMA
13/1 WALTERSON DE PAULA GRILO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
14/1 CONCEIçãO APARECIDA SANCHES LIMA MONTE AZUL PAULISTA
14/1 MARLENE ROSA DA SILVA ALTINOPOLIS
14/1 ROBERTO A D SILVEIRA FRANCO CATANDUVA
14/1 TANIA RITA CÂNDIDO CABERLIM COSTA OUROESTE
15/1 FABIANO LUCIANO CASTRO OLIMPIA ENERGIA
15/1 LUIZ CARLOS BORBA JABOTICABAL
15/1 NEIVA GRECCO CORTARELLI JABOTICABAL
17/1 ELAINE CACINI MONTE AZUL PAULISTA
17/1 FATIMA APARECIDA RIBEIRO ICEM
17/1 GISELA A L VALENTIM CRAVINHOS
17/1 IRACEMA GIANINI GONZALEZ OUROESTE
17/1 LUIS GONCALO APPOLONI FERNANDOPOLIS CIDADE PROGRESSO
18/1 ANDREÁ FONSECA YAMADA SCOTTE ITUVERAVA
18/1 APARECIDO ADAUTO POLO AURIFLAMA
18/1 MARIA CRISTINA CORREEA DARAHEM RIBEIRAO PRETO
18/1 PEDRO LUIS CORREIA MATAO
19/1 LUCINEA ROSA VITORIANO FRANCA INOVACAO
19/1 MARIA APARECIDA D PELLIZZON ORLANDIA
19/1 PERCIVAL AROSTI DE PAULA AURIFLAMA
19/1 REGINALDO JOSÉ NAPIMOGA MATAO
20/1 ADRIANO SEBASTIÃO XAVIER PONTAL
20/1 ALEX APARECIDO FERNANDES ROSSETI SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
20/1 ALFREDO JACHETTO NETO JABOTICABAL
20/1 ANA MARIA SILVA OUROESTE
20/1 LAUENE CRISTINA BASILIO CATANDUVA
20/1 ROSEMEYRE SANTOS RIBEIRO PINTO SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO
21/1 MARIA MARLENE ANDREOTTI VAZ MATAO
21/1 SEBASTIAO JOSE DE OLIVEIRA CARVALHO TAQUARITINGA
21/1 SILVANA PEREIRA M PAVAN NEVES PAULISTA
21/1 VANESSA WATANABE NHANDEARA ALIANCA
22/1 ANTONIO CARLOS VESSANI SAO JOSE DO RIO PRETO
22/1 CESAR DOMINGOS DANEZI DUMONT
22/1 DORACI ALVES DE LIMA VOTUPORANGA
22/1 GILBERTO CIPRIANO FERNANDOPOLIS
22/1 PEDRO PALMA NETO MIRASSOL
22/1 REGINA AP ANDRADE SCHIAVINATO SERTAOZINHO
23/1 BENEDITO CARLOS MANNA GUARIBA
23/1 CELIO MIGUEL DA SILVA FRANCA
23/1 LUIS PAULO BELLINI MATAO
23/1 OSWALDO PEREIRA CARDOSO JABOTICABAL
23/1 SILVIA MARA SANTANA FLAVIO OUROESTE
24/1 ANA CAROLINE FERREIRA ATHAYDE FURLANI JABOTICABAL
24/1 DIVA BASAN TOTTI PONTAL
25/1 GILCILEIA A F CICOGNA MATAO
25/1 LUCAS DA SILVA SANTOS PALMEIRA D'OESTE
25/1 PAULO CESAR FIRMINO CARLOS OLIMPIA
26/1 DENIS ORIDE GUAIRA AGUAS CORRENTES
26/1 WALTHER SPINELLI TAQUARITINGA
27/1 DORIVAL MERENDA JABOTICABAL
27/1 MARCELA ZILHO NHANDEARA ALIANCA
27/1 PAULA MONTEIRO MARIN FERNANDES DUMONT
28/1 ALCIDES VIOTTO FRANCA
28/1 CLEONICE VISELI PAZIAN FERNANDOPOLIS
28/1 IVONNE POLIMENO ALONSO CATANDUVA
28/1 MARIA INES TONELLI RIMI RIBEIRAO PRETO CAMPOS ELISEOS
28/1 ONILDA CARVALHO BARRETOS
28/1 WANILDA M S DE OLIVEIRA FRANCA
29/1 ARARIBA ALVES FERREIRA NHANDEARA
29/1 JOSÉ RICARDO COSTA ITUVERAVA
29/1 LEILA REIS FREITAS OUROESTE
29/1 MARCELO GIMENES CATANDUVA
29/1 MARLENE APARECIDA DE SOUZA CONSONI NHANDEARA
29/1 MONICA TEREZINHA SILVA BARROS PASSOS
30/1 ARNALDO LUCAS BARBARELLI FERREIRA SIMA OLIMPIA ENERGIA
30/1 CAROLINE PETERS PIGATTO DE NARDI JABOTICABAL
30/1 DARIO ZANI DA SILVA POTIRENDABA
30/1 MARIA HELENA DE OLIVEIRA PITON OLIMPIA
30/1 MARIELZA SCANDIUCCI MARTELI MIRASSOL
30/1 PAULO HENRIQUE VIEIRA MATAO
31/1 ANTONIO LUIZ VENÂNCIO PALMEIRA D'OESTE
31/1 FABIO CARRARO SABION PALMEIRA D'OESTE
31/1 FREDERICO MACHADO DE ALMEIDA ICEM
31/1 LUIZ GONZAGA LIMA PEDREGULHO USINA DE ESTREITO
31/1 MARCIO HENRIQUE RUBEM BOMFIM SAO JOAQUIM DA BARRA
31/1 MARIA JOSÉ COTRIM DE OLIVEIRA BATATAIS
31/1 SILVIA HELENA SOARES RAMALHO DA SILVA SAO JOSE DO RIO PRETO SUL
31/1 TATIANA LEMOS PARISE DUARTE TAQUARITINGA

 

RESPOSTAS – QUAL O SEU QI EM LEONISMO:

 

  1. 01.
  2. 1975 – Apoio criativo.
  3. Cerca de 120.000
  4. Não. Somente Lions Clubes podem patrocinar Leos Clubes.
  5. Áureo Rodrigues. Depois do seu falecimento, a obra continuou sendo editada pela sua filha, MJF Denise da Silva Rodrigues, falecida em 08/12/2020.
  6. 16/04/1952. Lions Clube do Rio de Janeiro.

 

 

Um fraterno abraço a todos e até o próximo mês, se Deus assim o permitir.

 

                                                                       PDG MJF ANTONIO DOMINGOS ANDRIANI

                                                                           Coordenador Geral do Distrito LC-6

 

 

 

 

Cc:       Membros do Conselho de Ex-Governadores do Distrito LC-6

1.º e 2.º Vice-Governadores do Distrito LC-6

      Presidentes de Região e Divisão do Distrito LC-6

      Assessores e Assistentes Distritais do LC-6

      Outros CCLL, CCaLL e DDMM interessados